Depois da audiência-geral

Papa trata problema respiratório no hospital e cancela agenda até sábado

| 29 Mar 2023

Papa Francisco audiência-geral 23 03 2023 antes de ser hospitalizado

O Papa Francisco na audiência-geral desta quarta-feira, antes de ser hospitalizado no Gemelli para fazer exames médicos. Imagem reproduzida do canal YouTube do Vatican News.

 

O Vaticano confirmou na noite desta quarta-feira, 29 de Março, que o Papa Francisco tem “uma infecção respiratória que requer alguns dias de terapia médica apropriada no hospital”. A agenda do Papa foi cancelada para já até sábado.

A declaração do director da Sala de Imprensa do Vaticano, citada na revista America, dos jesuítas, pôs fim a horas de informações contraditórias e não confirmadas – para as quais contribuiu o próprio Vaticano, que inicialmente informara que o Papa tinha ido fazer exames médicos já antes previstos.

“O Papa Francisco queixou-se de algumas dificuldades respiratórias nos últimos dias e esta tarde foi ao Hospital Gemelli para exames médicos”, disse Bruni, de acordo com a mesma fonte. Para já, os exames iniciais realizados excluíram a possibilidade de o Papa ter covid-19.

A agenda do Papa foi cancelada até sábado. Isso significa que a missa de Domingo de Ramos, na Praça de São Pedro, com a qual se dá início às celebrações da Semana Santa, pode não ser celebrada por Francisco. Mas nem sobre isso nem quanto às cerimónias do Tríduo Pascal, entre Quinta-Feira Santa e Domingo de Páscoa, o Vaticano deu qualquer informação.

O Papa, com 86 anos, fez ainda a audiência geral na manhã desta quarta-feira, mas logo depois ter-se-à sentido mal. O jornal Corriere della Sera noticiou que Francisco foi conduzido ao hospital Gemelli de ambulância ao final da manhã, já com problemas cardíacos e respiratórios, tendo sido conduzido ao serviço de cardiologia.

Citada no DN, a AFP acrescenta que uma fonte hospitalar diz que a situação é considerada “não preocupante”. O Papa aparecera a sorrir durante a audiência mas os fotógrafos da AFP no local referiram que ele se movimentava com dificuldade e parecia sentir fortes dores. Ambos os factos são visíveis em diferentes momentos do vídeo da audiência:

 

Quando tinha 21 anos, Jorge Mario Bergoglio, agora Papa Francisco, foi obrigado a remover parte de um pulmão, na sequência de uma pneumonia grave. Esse facto, no entanto, nunca limitou a sua saúde.

Em Julho do ano passado, o Papa já esteve dez dias no Gemelli por causa de uma delicada operação ao cólon. Antes, em Maio, passara a usar uma cadeira de rodas para aliviar as fortes dores no joelho direito. Uma dor ciática crónica, que o faz coxear, é outro problema de saúde de que sofre.

 

Na primeira nação cristã do mundo, está a acontecer o segundo genocídio

Nagorno-Karabakh

Na primeira nação cristã do mundo, está a acontecer o segundo genocídio novidade

Não é algo que se costume referir quando se fala da Arménia, mas sem dúvida que é uma informação importante para compreender o que se passa no enclave de Nagorno-Karabakh (internacionalmente reconhecido como parte do Azerbaijão, mas governado de facto por arménios desde o colapso da União Soviética): trata-se da primeira nação do mundo a ter adotado o cristianismo como religião de Estado, no início do século IV. E o enclave, ao qual os habitantes locais chamam Artsakh, é o território ancestral de 120 mil pessoas, dos quais 98% são arménios cristãos, e lar de inúmeras igrejas e mosteiros que estão entre os mais antigos do mundo.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Vaticano anuncia

Escolhidos os temas das próximas JMJ “locais” novidade

“Alegres na esperança” (cf. Rm 12, 12) e “Aqueles que esperam no Senhor caminham sem se cansar” (cf. Is 40, 31) são os temas escolhidos pelo Papa Francisco para as duas Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ) que serão celebradas nas Igrejas particulares em 2023 e 2024, por ocasião da solenidade de Cristo Rei. O anúncio foi feito esta terça-feira, 26 de setembro, pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, e divulgado pelo Vatican News.

O 7MARGENS no Sínodo católico em Roma

Editorial

O 7MARGENS no Sínodo católico em Roma novidade

Houve quem já comparasse a importância da assembleia sinodal da Igreja Católica, que na próxima quarta-feira, 4, se inicia em Roma, à que teve o II Concílio do Vaticano (1962-65): tal como então, estamos diante de uma assembleia magna que pretende traçar um diagnóstico do actual estado da Igreja e apontar caminhos de futuro ao nível da comunhão, participação e missão.

Servir sociedades destroçadas

Que espero do Sínodo católico? (2)

Servir sociedades destroçadas novidade

Espero que esta Assembleia-Geral seja um sinal de grande abertura para continuarmos a caminhar juntos. Que seja uma etapa de onde saiam um renovado entusiasmo e novos desafios para mais um ano de encontros, reflexão, propostas e concretizações por parte de grupos de católicos em todo o mundo. Que seja um momento de espanto para crentes e não crentes: “tanta coisa os separa, tantas opiniões opostas, tantos modos diferentes de expressar a fé e, no entanto… tanta vontade, tanto gosto, tanta certeza em permanecerem juntos”.

Pontes para o divino- Calendário Litúrgico Ortodoxo

Pontes para o divino- Calendário Litúrgico Ortodoxo novidade

No Cristianismo o calendário litúrgico é uma importante ferramenta para organizar e estruturar os eventos e celebrações religiosas ao longo do ano, com base em acontecimentos significativos dos Evangelhos, dos santos e da história das igrejas locais e universais. Na ortodoxia o ano litúrgico inicia-se a 1 de Setembro, tendo como primeira festa, a 8 do mesmo mês, a Natividade da Virgem Maria (Esta comemoração é como uma fonte para celebrar todas as festas do Senhor abrindo a história do Evangelho – Metropolita Epifânio).

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This