Paquistão: tribunal anula casamento forçado de menina de 12 anos

| 1 Mar 2021

Farah Shaheen, Paquistão, casamento forçado

A família de Farah Shaheen, a menina cristã de 12 anos forçada a casar com o homem muçulmano que a raptou em junho de 2020. Foto © Iftikhar Indryas/ACN

 

O casamento de Farah Shaheen, uma menina cristã de apenas 12 anos de idade, com o homem muçulmano que a raptou em junho de 2020 foi anulado no mês passado por um tribunal paquistanês. Em dezembro a polícia conseguiu descobrir e libertar Farah Shaheen que se encontrava acorrentada e algemada em casa do raptor.

“O nosso anjinho está de volta a casa” – disse o bispo Iftikhar Indryas ao departamento de informação da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) quando soube da decisão judicial. De acordo com a Fundação AIS, no Paquistão cerca de mil raparigas cristãs e hindus são raptadas todos os anos por homens muçulmanos sendo, quase sempre, violentadas, forçadas a casar e a converterem-se ao islão.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

podcast

“Estado social: as crises são todas iguais?”

“Estará o Estado Social a definhar? Como reagiu o nosso Estado Social à crise financeira de 2010? E à pandemia? Como responderam o nosso e o dos outros? Qual das duas crises ‘infetou’ mais o Estado Social português?”

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This