Igreja Ortodoxa Russa já reagiu

Parlamento da Letónia obriga Igreja a autonomizar-se do Patriarcado de Moscovo

| 9 Set 2022

parlamento da letonia foto Altyn Asyr via Wikimedia Commons

Com as recentes emendas, que serão tramitadas como legislação urgente, “o Estado letão reconhecerá que a Igreja Ortodoxa da Letónia é completamente independente (autocéfala)”. Foto © Altyn Asyr via Wikimedia Commons.

 

O Parlamento da Letónia aprovou emendas à lei sobre a independência da Igreja Ortodoxa local, para que esta rompa formalmente e por completo todos os laços com o Patriarcado de Moscovo, avançou o Religión Digital esta sexta-feira, 9.

Com as recentes emendas, que serão tramitadas como legislação urgente, “o Estado letão reconhecerá que a Igreja Ortodoxa da Letónia é completamente independente (autocéfala). Não depende da autoridade de nenhuma outra fora da Letónia”, afirmou o Presidente do pais, Egils Levits.

A Igreja Ortodoxa Russa criticou a decisão do Parlamento. Nikkolái Balashov, assessor do pariarca russo Cirilo, sublinhou que se trata de “um país onde a Igreja está oficialmente separada do Estado”.

De acordo com Valdis Teraudkalns, professor de teologia da Universidade da Letónia, a lei interfere nessa separação entre Igreja e Estado: “Trata-se de uma surpreendente interferência do Estado nos assuntos eclesiásticos que lembra a era soviética, quando o Estado tentou romper os laços entre os católicos e o papa em Roma”, disse à Agência Efe alguns dias antes da aprovação da iniciativa. dos deputados.

Segundo o especialista, a decisão sobre a continuidade das relações com Moscovo teria de depender da própria Igreja Ortodoxa Letã e dos seus “procedimentos internos”.

O professor de teologia referiu ainda que, na prática, a Igreja Ortodoxa Letã tem sido amplamente independente de Moscovo em virtude dos acordos alcançados durante o primeiro período de independência do país báltico, nas décadas de 1920 e 1930.

Estima-se que hajam cerca de 350.000 ortodoxos na Letónia, principalmente de língua russa.

 

Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão

Ataques sucedem-se

Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão novidade

O recente ataque a um cristão falsamente acusado de ter queimado páginas do Corão, por uma multidão muçulmana enfurecida, no Paquistão, desencadeou “uma nova vaga de terror” contra a minoria religiosa no país. Depois deste incidente, que aconteceu no passado sábado, 25 de maio, já foram registados outros dois ataques devido a alegados atos de “blasfémia” por parte de cristãos.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

A memória presente em pequenas tábuas

Museu Abade de Baçal

A memória presente em pequenas tábuas novidade

“Segundo uma Promessa” é o título da exposição inaugurada a 18 de maio no Museu Abade de Baçal, em Bragança, e composta por uma centena de pequenos ex-votos, registados em tábuas, que descrevem o autor e o recetor de vários milagres, ao longo dos séculos XVIII e XIX. “O museu tem a obrigação de divulgar e de mostrar ao público algum do património que está disperso pela diocese de Bragança-Miranda”, disse ao 7MONTES Jorge Costa, diretor do museu.

A cor do racismo

A cor do racismo novidade

O que espero de todos é que nos tornemos cada vez mais gente de bem. O que espero dos que tolamente se afirmam como “portugueses de bem” é que se deem conta do ridículo e da pobreza de espírito que ostentam. E que não se armem em cristãos, porque o Cristianismo está nas antípodas das ideias perigosas que propõem.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This