Ucrânia é “guerra interna”

Patriarca Cirilo: “Morte em combate limpa todos os pecados”

| 25 Set 2022

patriarca cirilo igreja ortodoxa russa. Foto_ Oleg Varov_Igreja Ortodoxa Russa

O Patriarca Cirilo considera a guerra na Ucrânia como um conflito interno, pois aquela faz parte da Santa Rússia. Foto © Oleg Varov | Igreja Ortodoxa

 

“A Igreja está ciente de que, se alguém (…) morre no cumprimento do dever militar, comete, sem dúvida, um ato que equivale a um sacrifício, [porque] se sacrifica pelos outros. E, portanto, cremos que este sacrifício lava todos os pecados que a pessoa cometeu.” Quem o afirma é o Patriarca Cirilo, responsável máximo da Igreja Ortodoxa Russa e claro apoiante da guerra na Ucrânia desencadeada por Vladirmir Putin.

Num sermão feito no final da celebração dominical deste domingo, 25 de setembro, o Patriarca partiu de um versículo do evangelho de João que diz: “Deus amou o mundo de tal maneira que lhe deu o seu Filho unigénito” e refletiu sobre o alcance e sentido deste “sacrifício divino inefável”.

Daqui partiu para a reflexão sobre o sacrifício de “muitos” que hoje “estão a morrer nos campos da guerra interna”, como chama agora à guerra na Ucrânia, que vê como fazendo parte da grande Rússia.

Por ser uma “luta interna é que, para Cirilo é tão importante que, “como resultado dessa batalha, não haja uma onda de amargura e alienação, para que os povos irmãos não sejam divididos por um muro impenetrável de ódio”. E foi neste quadro que deixou a mensagem de que um soldado que é movido pelo sentido do dever e morre no cumprimento desse dever militar, faz um sacrifício pelos outros e isso “lava todos os pecados” que tenha cometido.

A mensagem adquire um sentido mais amplo no contexto da atual resistência que a mobilização de 300 mil reservistas para a guerra decretada por Putin está a encontrar na Rússia.

 

Uma correção que se impõe

As declarações de apoio religioso à mobilização de reservistas para a guerra na Ucrânia, que o 7MARGENS atribuiu na última sexta-feira, 23, ao patriarca Cirilo, carecem de fundamento. Não porque não tenham sido proferidas pelo Patriarca, mas porque foram feitas noutra altura e noutro contexto.

De facto, as palavras do patriarca foram proferidas em junho de 2021, no contexto de um sermão na catedral dedicada às forças armadas russas, em Kubinka, nos arredores de Moscovo.

O 7MARGENS tomou como boa fonte das declarações atribuídas a Cirilo vários órgãos de comunicação prestigiados, nacionais e estrangeiros.

Através da chamada de atenção de um leitor atento, demo-nos conta de que induzimos involuntariamente em erro os leitores, razão pela qual corrigimos agora o erro, pedindo desculpas pelo acontecido.

Apesar deste erro na data atribuída na notícia de sexta-feira, verifica-se agora que o tom do sermão deste domingo, 25, coincide com várias posições anteriores do Patriarca e é coerente com a legitimação que tem feito da invasão da Ucrânia e de quem a leva a cabo do lado da Rússia.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

ONG israelita já salvou a vida a 3.000 crianças palestinianas

Uma forma de "construir pontes"

ONG israelita já salvou a vida a 3.000 crianças palestinianas novidade

Amir tem cinco anos e, até agora, não podia correr nem brincar como a maioria das crianças da sua idade. Quando tinha apenas 24 meses, apanhou um vírus que resultou no bloqueio de uma das suas artérias coronárias, pelo que qualquer esforço físico passou a ser potencialmente fatal. Mas, muito em breve, este menino palestiniano poderá recuperar o tempo perdido. Com o apoio da organização humanitária israelita Save a Child’s Heart, Amir acaba de ser operado num hospital em Tel Aviv e está fora de perigo.

Francisco contra o divisionismo e a ordenação de mulheres

Entrevista à revista America

Francisco contra o divisionismo e a ordenação de mulheres novidade

“O divisionismo não é católico. Um católico não pode pensar ‘ou, ou’ e reduzir tudo a posições irreconciliáveis. A essência do católico é “e, e”. O católico une o bem e o não tão bom. O povo de Deus é um” – afirmou o Papa Francisco, a propósito das divisões na Igreja americana, na entrevista concedida no dia 22 de novembro a um conjunto de editores jesuítas e publicada na edição da revista America – The Jesuit Review desta segunda-feira, 28 de novembro.

Terra de pobreza e de milagres

[Crónicas da Guiné – 1]

Terra de pobreza e de milagres novidade

A Guiné-Bissau, como país, é um bom exportador de más notícias. E quando se chega ao território, o que imediato se faz notar é a pobreza e o lixo. Mas quando nos dizem “Tenho orgulho em Bissau ser uma cidade limpa… em comparação com outras capitais desta região de África”, percebemos que tudo é relativo – relativo aos padrões que adoptamos. Ou às notícias que procuramos. Porque há notícias que vêm ter connosco, pois sabem que serão bem acolhidas, e outras que se deixam ficar no seu cantinho, silenciosas, porque se reconhecem sem interesse.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This