Numa mensagem em vídeo

Patriarca de Jerusalém agradece à Diocese de Setúbal envio da renúncia quaresmal

| 27 Abr 2024

Pierbattista Pizzaballa, Patriarca Latino de Jerusalém

Cardeal Pierbattista Pizzaballa, patriarca latino de Jerusalém Foto © Ricardo Perna

O Patriarca Latino de Jerusalém, cardeal Pierbattista Pizzaballa, agradeceu à Diocese de Setúbal o envio da renúncia quaresmal deste ano como forma de auxílio às crianças vítimas da guerra em Gaza. O apoio, no valor de 35 mil euros, foi entregue na última semana.

“Uma calorosa saudação ao amigo e irmão cardeal Américo Aguiar e à Diocese de Setúbal pela vossa proximidade à Terra Santa e pelas orações que fizeram durante todo o período da Quaresma e também pelo apoio concreto que enviaram através da Igreja de Setúbal à nossa pequena Igreja em Jerusalém que vive um drama tão duro, como nunca se viu nos últimos anos”, afirma Pizzaballa num vídeo enviado à Diocese e a que o 7MARGENS teve acesso. “A proximidade de tantos, em particular a vossa proximidade como igreja é para nós um grande consolo, porque nos faz entender que apesar de tudo há quem se preocupa connosco, nos ajuda e nos apoia”, acrescenta.

Os 35 mil euros entregues a Jerusalém resultaram dos contributos de todas as paróquias da diocese de Setúbal, no contexto da Quaresma. “Fruto das nossas renúncias quaresmais, estes euros vão alimentar esperança junto das crianças e famílias vítimas da guerra na Terra de Jesus, a nossa Esperança, que é Cristo Vivo”, referiu o cardeal Américo Aguiar, bispo de Setúbal.

No dia 16 de abril, foram ainda enviados pela diocese de Setúbal 2.768,70 euros da recolha de 2019 para a Escola João XXIII na Beira, em Moçambique, 12.813,43 euros da recolha de 2021 para a Diocese de Pemba, em Moçambique, e 16.184,12 euros da recolha de 2023 para os seminários na Ucrânia. “Obrigado a todas e a todos pela partilha e generosidade nesta caminhada quaresmal”, concluiu o bispo.

A renúncia quaresmal é uma prática que a Igreja incentiva os fiéis a fazer para melhor viverem esse período. “Consiste em abdicar de certas coisas legítimas para ajudar a viver o desapego e o desprendimento. Depois, o valor monetário que resulta das renúncias realizadas, em espírito de oração e conversão, é encaminhado para uma situação de carência socioeconómica”.

A renúncia quaresmal é uma forma de os cristãos manifestarem, durante o tempo de preparação para a Páscoa, a sua capacidade de evitar gestos ou consumos supérfluos. Os católicos são convidados a encaminhar para outros fins o que gastariam com essas necessidades secundárias.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This