Visado pode abandonar ministério

Patriarcado afastou padre acusado de violação

| 1 Ago 2022

patriarca de lisboa manuel clemente celebracao corpo deus 2022 se de lisboa

O Patriarcado esclarece que o caso, não se enquadrando no âmbito da Comissão de Proteção de Menores, “foi comunicado às autoridades civis competentes”, com as quais os responsáveis eclesiásticos se mostram “totalmente” disponíveis para colaborar. Foto © Patriarcado de Lisboa.

 

O Patriarcado de Lisboa decidiu afastar um padre da diocese de “todas as suas funções” até averiguar se têm fundamento as acusações de violação recebidas pela diocese da capital e feitas pela mulher que se apresenta como vítima. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 1 de Agosto, através de um comunicado enviado ao 7MARGENS e publicado na página oficial do Patriarcado.

“O Patriarcado de Lisboa recebeu uma denúncia relativa a um possível crime de violação praticado por um sacerdote diocesano”, começa por dizer o texto. “Ouvida a vítima e o sacerdote, o Patriarcado de Lisboa decidiu dar início aos procedimentos canónicos previstos para este tipo de casos e afastou o padre de todas as suas funções até ao apuramento dos factos.”

Em causa, sabe o 7MARGENS, está um padre na casa dos 60 anos, que era até agora capelão de uma unidade de saúde da zona de Cascais, colaborando também numa das paróquias da área. “Era alguém que aparecia muito pouco nas reuniões do clero, muito metido na vida dele e que não se envolvia em reuniões ou actividades comuns com os colegas”, disse uma fonte do Patriarcado.

Aliás, o mesmo responsável acrescenta que o padre apareceria pouco na unidade de saúde onde prestava serviço. Além da celebração das missas na paróquia onde colaborava, ocupava boa parte do seu tempo a presidir a celebrações de exéquias ao serviço de agências funerárias.

A suspensão do padre, que inclui a interdição de celebrar missa em público, terá ocorrido há cerca de duas, três semanas e a mesma fonte afirma que é provável que o visado abandone o ministério de padre, a seu pedido.

No comunicado, o Patriarcado esclarece que o caso, não se enquadrando no âmbito da Comissão de Proteção de Menores, “foi comunicado às autoridades civis competentes”, com as quais os responsáveis eclesiásticos se mostram “totalmente” disponíveis para colaborar, “tendo sempre como prioridade o apuramento da verdade e o acompanhamento das vítimas”.

De acordo com o que a Renascença informou, o caso em questão terá ocorrido em Julho e a alegada vítima é uma mulher, que o padre já conhecia antes de ser ordenado e com quem teria uma ligação anterior à ordenação.

Não há ainda ninguém designado para substituir o padre na unidade de saúde em causa, de acordo com as nomeações já feitas pelo patriarca de Lisboa. Apesar de várias tentativas do 7MARGENS, o padre esteve incontactável.

Este é o segundo caso de padres afastados de funções nas últimas semanas por questões ligadas à sexualidade. Em 7 de Julho, o 7MARGENS divulgou o caso do padre Duarte Andrade e Sousa, afastado do Colégio S. Tomás e da paróquia de Nossa Senhora do Carmo (Lumiar), por ter sido acusado de partilhar obscenidades e vídeos com um grupo de alunos na rede social WhatsApp.

Na semana passada, o Observador divulgou também o caso de um outro padre afastado já há tempos e que foi acusado de abusos cometidos na década de 1990, e que motivou mesmo uma carta aberta do patriarca sobre o tema.

 

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel

Reino Unido

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel novidade

Glyn Secker, secretário da Jewish Voice For Labor – uma organização que reúne judeus membros do Partido Trabalhista ­–, lançou um violento ataque aos “judeus que colocam Israel no centro da sua identidade” e classificou o sionismo como “uma obscenidade” ao discursar no dia 10 diante de Downing Street, durante um protesto contra os ataques de Israel na faixa de Gaza.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Resgatadas 29 pessoas

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Dezenas de pessoas estão desaparecidas depois de um barco ter naufragado no mar Egeu, na quarta-feira, ao largo da ilha grega de Cárpatos, divulgou a ACNUR. A embarcação afundou-se ao amanhecer, depois de da costa sul da vizinha Turquia, em direção a Itália. “Uma grande operação de busca e resgate está em curso.”

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This