Censos 2021

Pela primeira vez, cristãos não são a maioria em Inglaterra e País de Gales

| 2 Dez 2022

celebbracao de natal na catedral de worcester, foto james atkinson, church of england

Celebracão de Natal na catedral de Worcester (Inglaterra). Foto © James Atkinson / Church of England.

 

Passaram de 59,3%, em 2011, para 46,2%, em 2021: o número de pessoas que se dizem cristãs em Inglaterra e no País de Gales caiu 5,5 milhões, correspondendo agora a 27,5 milhões, e pela primeira vez a menos de metade da população, de acordo com os últimos Censos, divulgados esta semana pelo Gabinete Nacional de Estatística.

Em contraste, o número daqueles que afirmam não ter qualquer religião cresceu para 37,2% (22,2 milhões), tendo aumentado 14,8% nos últimos 20 anos. O maior crescimento, em termos percentuais, foi o do número de muçulmanos, que aumentou 43%, elevando os seguidores do Islão para 3,9 milhões.

Quanto às restantes religiões, os hindus somam agora cerca de um milhão, correspondendo a 1,7% da população. Os sikhs são 524 mil, pouco menos de 1%, enquanto os budistas não ultrapassam os 273 mil (cerca de 0,5%) e os judeus 271 mil.

Olhando para a realidade da cidade de Londres, cerca de 40% da população diz-se cristã, enquanto 15% são muçulmanos e 5% hindus. Entre o total de londrinos, 25% assumem professar uma religião não cristã.

Estudos anteriores, citados pelo National Catholic Reporter, mostravam já um declínio na adesão cristã em todo o Reino Unido. A edição 2019 da Sondagem de Atitudes Sociais Britânicas, que inclui a Escócia e a Irlanda do Norte, revelava que, no ano de 2018, 52% dos residentes britânicos não professavam qualquer religião, enquanto apenas 38% se assumiam como cristãos.

 

Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão

Ataques sucedem-se

Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão novidade

O recente ataque a um cristão falsamente acusado de ter queimado páginas do Corão, por uma multidão muçulmana enfurecida, no Paquistão, desencadeou “uma nova vaga de terror” contra a minoria religiosa no país. Depois deste incidente, que aconteceu no passado sábado, 25 de maio, já foram registados outros dois ataques devido a alegados atos de “blasfémia” por parte de cristãos.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

A memória presente em pequenas tábuas

Museu Abade de Baçal

A memória presente em pequenas tábuas novidade

“Segundo uma Promessa” é o título da exposição inaugurada a 18 de maio no Museu Abade de Baçal, em Bragança, e composta por uma centena de pequenos ex-votos, registados em tábuas, que descrevem o autor e o recetor de vários milagres, ao longo dos séculos XVIII e XIX. “O museu tem a obrigação de divulgar e de mostrar ao público algum do património que está disperso pela diocese de Bragança-Miranda”, disse ao 7MONTES Jorge Costa, diretor do museu.

A cor do racismo

A cor do racismo novidade

O que espero de todos é que nos tornemos cada vez mais gente de bem. O que espero dos que tolamente se afirmam como “portugueses de bem” é que se deem conta do ridículo e da pobreza de espírito que ostentam. E que não se armem em cristãos, porque o Cristianismo está nas antípodas das ideias perigosas que propõem.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This