Suspeito de corrupção

PJ detém rabi da Comunidade Israelita do Porto

| 11 Mar 2022

Sinagoga do Porto foto Antonio Marujo

As autoridades policiais estiveram nas instalações da Comunidade Israelita do Porto para interrogarem outros membros da direção do organismo. Foto © António Marujo.

 

O rabi da Comunidade Israelita do Porto (CIP) foi detido na quinta-feira, 10 de março, pela Polícia Judiciária do Porto, por suspeitas de tráfico de influências, corrupção ativa, falsificação de documentos e branqueamento de capitais, entre outros crimes, noticiou o jornal Público esta sexta-feira (acesso reservado a assinantes). Daniel Litvak, responsável pela certificação de descendentes sefarditas que permitiu ao oligarca russo Roman Abramovich obter a nacionalidade portuguesa, preparava-se para sair do país com destino a Israel e vai agora ficar sujeito a termo de identidade e residência, avançou a Renascença.

As autoridades policiais estiveram nas instalações da CIP para interrogarem outros membros da direção do organismo, numa operação que decorre do inquérito aberto a 19 de janeiro pela Procuradoria-Geral da República, na sequência de uma investigação divulgada a 18 de dezembro pelo Público, onde eram revelados alguns dos contornos do processo da atribuição de nacionalidade àquele empresário pela CIP, da qual tem sido um dos principais benfeitores.

Para obter a nacionalidade por via da naturalização, Abramovich viu as suas ascendências sefarditas serem comprovadas pela Comissão de Certificação do Sefardismo da CIP, num processo que ficou concluído em tempo recorde, em abril do ano passado, seis meses e meio após ter sido iniciado.

Desde 2015, data da entrada em vigor das alterações à Lei da Nacionalidade, até ao final do ano passado, a CIP e a CIL (Comunidade Israelita de Lisboa) certificaram 86.500 pedidos de nacionalidade, tendo mais de 32 mil sido já concedidos pelo Ministério da Justiça e estando ainda por analisar algumas dezenas de milhares. Do total de pedidos, perto de 90% foram instruídos pela Comunidade Judaica do Porto (76,5 mil), apurou o Público.

Numa nota enviada às redações, a CIP rejeita as suspeitas de desvio de fundos a favor dos seus dirigentes no âmbito do reconhecimento da ascendência sefardita para obtenção da nacionalidade portuguesa.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa novidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

O que têm dito os papas sobre a paz

Debate e oração no Rato, em Lisboa

O que têm dito os papas sobre a paz novidade

As mensagens dos Papas para o Dia Mundial da Paz é o tema da intervenção do padre Peter Stilwell neste sábado, 3 de Dezembro (Capela do Rato, em Lisboa, 19h), numa iniciativa integrada nas celebrações dos 50 anos da vigília de oração pela paz que teve lugar naquela capela, quando um grupo de católicos quis permanecer em oração durante 48 horas, em reflexão sobre a paz e contra a guerra colonial.

Ministro russo repudia declarações do Papa

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa novidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This