Portugal: dois terços das famílias viram a situação económica piorar com a pandemia

| 25 Mar 2021

Máscara, Pandemia, Voluntariado, Solidariedade, Braga, Catarina Soares Barbosa

Voluntários na associação Virar a Página, em Braga, a preparar refeições solidárias. Foto © Catarina Soares Barbosa.

 

Em ano de pandemia, Portugal viu crescer as desigualdades sociais, sendo que dois terços dizem sentir dificuldades em enfrentar os custos do dia-a-dia, segundo dados divulgados pela Deco, Associação de Defesa dos Consumidores, nesta quinta-feira, 25 de março.

As regiões Centro, do Algarve, da Madeira e dos Açores são aquelas em que mais crítica ficou a situação das famílias e foram mais sentidas as dificuldades, de acordo com dados do Barómetro Deco/Proteste.

Mais de um quarto dos 4000 agregados familiares inquiridos declararam ter tido perdas de rendimento igual ou superior a 25 por cento, em 2020.

Em termos nacionais, 63% afirmaram ter dificuldades financeiras para assegurar as despesas correntes e 6% estão mesmo numa situação crítica. Só 31% revelaram conseguir pagar as contas. As dificuldades fazem-se sentir mais nos distritos de Vila Real, Aveiro, Faro, Setúbal e Açores. Em situação mais desafogada mostravam-se os distritos de Bragança, Braga, Castelo Branco e Lisboa .

As situações ou factores que mais relação direta apresentam com as dificuldades são o emprego, a inactividade e a redução salarial. Por sua vez,as despesas mais difíceis de suportar foram, por ordem decrescente, as relacionadas com o carro, os tratamentos dentários, as férias de verão, a manutenção da habitação e os óculos e aparelhos auditivos.

 

Judeus da Europa “mais angustiados que nunca” face ao aumento do antissemitismo

Estudo revela

Judeus da Europa “mais angustiados que nunca” face ao aumento do antissemitismo novidade

O mais recente relatório da Agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais (FRA) não deixa margem para dúvidas: o antissemitismo cresceu nos últimos cinco anos e disparou para níveis sem precedentes desde o passado mês de outubro, o que faz com que os judeus a residir na Europa temam pela sua segurança e se sintam muitas vezes obrigados a esconder a sua identidade judaica.

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga

Decreto de extinção a marcar passo?

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga novidade

A pouco mais de três meses de se completar um ano, prazo dado pelo Vaticano para extinguir a Comunidade Loyola, um instituto de religiosas fundado por Ivanka Hosta e pelo padre Marko Rupnik, aparentemente tudo continua como no início, com as casas a funcionar normalmente. No caso da comunidade de Braga, para onde Ivanka foi ‘desterrada’ em meados de 2023, por abusos de poder e espirituais, a “irmã” tem mesmo estado a desenvolver trabalho numa paróquia urbana, incluindo como ministra extraordinária da comunhão, com a aparente cobertura da diocese.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Sobreviventes de abusos acusam bispos de os “revitimizar” no processo de compensações financeiras

Contra a obrigação de repetir denúncias

Sobreviventes de abusos acusam bispos de os “revitimizar” no processo de compensações financeiras novidade

Vários sobreviventes de abusos sexuais no seio da Igreja Católica expressaram, junto da presidência da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), o seu descontentamento quanto ao “método a utilizar para realizar as compensações financeiras”, dado que este obriga todas as vítimas que pretendam obtê-las a repetirem a denúncia que já haviam feito anteriormente.

Cuidar do outro com humanidade

Cuidar do outro com humanidade novidade

A geração nascida em meados do século passado foi ensinada a respeitar os mais velhos, a escutá-los e seguir os seus ensinamentos, dada a sua condição de anciãos e, por tal, sabedores daquilo que é melhor para a família, para cada comunidade e para a sociedade em geral. Era assim que se preparavam as novas gerações para aprenderem a respeitar o outro, os seus pais, irmãos e avós, cuidando deles e uns dos outros, desde a nascença até à morte. [Texto de Caseiro Marques]

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This