Com transmissão a partir de Assis

Portugal une-se a mais um evento global da Economia de Francisco

| 1 Out 21

 

economia francisco portugal logo

Em Portugal, haverá um evento regional, no Convento do Varatojo, em Torres Vedras, para partilhar o trabalho construído ao longo dos últimos dois anos.

 

O evento global anual da Economia de Francisco acontece este sábado, 2 de outubro,  entre as 12h30 e 16h30 (hora portuguesa), no Palácio Monte Fumentário, em Assis (Itália), a partir de onde será transmitido através do canal da iniciativa no Youtube. Este evento antecede o encontro com o Papa marcado para o Outono de 2022 na mesma cidade, e visa promover a partilha do caminho percorrido desde o dia em que Francisco lançou o desafio para esta nova Economia.

À luz da vida de São Francisco de Assis, serão discutidos temas como a Pobreza, Finanças, Trabalho, Ecologia e Empresas, com a ajuda de diferentes oradores como Vandana Shiva, Jennifer Nedelsky, Partha Dasgupta, Sabina Alkine e Jeffrey Sachs ou Stefano Mancuso. “E um dos pontos mais importantes será certamente o momento em que o Papa Francisco dirigirá a palavra aos jovens através de um vídeo, para partilhar a sua visão do
caminho percorrido até aqui”, destaca o comunicado enviado ao 7MARGENS pela rede da Economia de Francisco Portugal.

Em Portugal, o momento será acompanhado através de um evento regional, que terá lugar no Convento do Varatojo, em Torres Vedras, pertencente aos Franciscanos. “Teremos a oportunidade de não só acompanhar o evento global online, mas também discutir e partilhar os muitos projetos, ideias e trabalho construído ao longo destes dois anos, que surgiram como resposta ao apelo do Papa no nosso país”, refere a nota à imprensa.

 

Comissão quer “dar voz ao silêncio” das vítimas dos “crimes hediondos” dos abusos do clero

Pedro Strecht apresentou membros

Comissão quer “dar voz ao silêncio” das vítimas dos “crimes hediondos” dos abusos do clero novidade

Daqui a um ano haverá relatório, que pode ser o fim do trabalho ou o início de mais. A comissão para estudar os abusos sexuais do clero português está formada e quer que as vítimas percam o medo, a vergonha e a culpa. Ou seja, que dêem voz ao seu silêncio. Pedro Strecht apresentou razões, o presidente dos bispos disse que não quer mais preconceitos nem encobrimentos, mas “autêntica libertação, autenticidade e dignidade para todos”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Encontra um trabalho que não amas, não perderás um minuto da tua vida

Encontra um trabalho que não amas, não perderás um minuto da tua vida novidade

Ainda antes de acabar o curso fui à minha primeira entrevista de trabalho “a sério”, numa produtora de filmes num bairro trendy de Lisboa. Roubei um dia à escrita da tese de mestrado, apanhei o comboio e lá fui eu, tão nervosa quanto entusiasmada. O dono começou por me perguntar se fazer cinema era o meu sonho. Fiquei logo sem chão. Sofri, desde muito cedo, de um mal que me acompanha até hoje: sonhava demais e muitos sonhos diferentes.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This