América Latina

Povos indígenas participam no processo sinodal e apresentam reivindicações

| 27 Fev 2023

Indígenas, América Latina, Sínodo

Assembleia dos povos indígenas do Sínodo sobre a sinodalidade, parte da etapa continental. Foto © Celam

 

Perto de meia centena de representantes dos povos e comunidades originárias da América Latina juntaram-se na última semana para dar o seu contributo específico ao processo sinodal que toda a Igreja Católica está a viver.

O encontro de cinco dias sobre “Participação Sinodal e Articulação Pastoral” realizou-se na localidade equatoriana de Latacunga, nas encostas do vulcão Cotopaxi, e foi organizado pela comissão de povos indígenas do Conselho Episcopal da América Latina e Caraíbas (Celam).

A presença de responsáveis pastorais da região, entre bispos, presbíteros, religiosas e leigos, não impediu os participantes dos povos originários de apresentarem reivindicações que apontam no sentido de superar as distâncias e esquecimentos a que se sentem votados.

Como os organizadores quiseram vincar, não se tratou de uma iniciativa paralela, mas, antes, “complementar às quatro assembleias regionais da fase continental do Sínodo na América Latina e nas Caraíbas”, buscando garantir a participação ativa dos povos originários no processo sinodal.

“Estamos preocupados com o abandono da pastoral dos povos indígenas que não contam com o apoio das suas estruturas eclesiais”, afirma a comissão de povos indígenas do Celam, em nome dos participantes. “Lamentamos as incoerências entre as palavras escritas e as ações quotidianas, que se vivenciam em alguns lugares”, acrescentam os agentes de pastoral oriundos de oito países do subcontinente.

Na avaliação feita sobre o modo como a Igreja está a enfrentar esta realidade, utilizando o método da conversação espiritual, foi possível fazer o levantamento das tensões e divergências existentes. A participação no processo sinodal foi valorizada, mas, ao mesmo tempo, considerou-se serem ainda “insuficientes as possibilidades de integração ativa no processo”, dada a falta de “espaços de participação, tanto na etapa das igrejas particulares como na etapa continental”.

Os resultados do trabalho deste Encontro Sinodal de Participação dos Povos Originários serão refletidos nas contribuições para o processo sinodal que constarão da etapa continental.

O encontro contou com a presença de representantes dos povos Nahuatl do México; Guaraní e Mbya Guaraní do Paraguai; Guna e Ngäbe do Panamá; Puruborá do Brasil; Chiquitano e Andina da Bolívia; Achuar e Huitoto-Muruy do Peru; Nasa, Inga, Tucano, Emberá Katío, Zenú e Pastos da Colômbia; e Kichwa e Shuar da Amazónia equatoriana.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Irritações e sol na cara

Irritações e sol na cara novidade

“Todos os dias têm muito para correr mal, sim. Mas pode-se passar pela vida irritado? Apitos e palavras desagradáveis, respirações impacientes, sempre com o “não posso mais” na boca.” – A crónica de Inês Patrício, a partir de Berlim

A cor do racismo

A cor do racismo novidade

O que espero de todos é que nos tornemos cada vez mais gente de bem. O que espero dos que tolamente se afirmam como “portugueses de bem” é que se deem conta do ridículo e da pobreza de espírito que ostentam. E que não se armem em cristãos, porque o Cristianismo está nas antípodas das ideias perigosas que propõem.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This