Centenário do poeta

PR condecorou postumamente Sebastião da Gama, pelo seu legado cívico e espiritual

| 13 Abr 2024

O Presidente a entregar a condecoração a Pedro Urbano, sobrinho-neto do poeta e historiador: Marcelo enalteceu o cristianismo esclarecido que norteou sempre o percurso do poeta. Foto © Rui Ochoa/Presidência da República

O Presidente a entregar a condecoração a Pedro Urbano, sobrinho-neto do poeta e historiador: Marcelo enalteceu o cristianismo esclarecido que norteou sempre o percurso do poeta. Foto © Rui Ochoa/Presidência da República

O Presidente da República destacou a importância do legado poético, pedagógico, cívico e espiritual de Sebastião da Gama (1924-1952), sublinhando a ligação do poeta a vultos muito importantes da cultura portuguesa, como José Régio ou David Mourão-Ferreira, que tinham por ele o maior apreço. O sublinhado foi feito durante a cerimónia de condecoração póstuma, que decorreu no passado dia 10, quarta-feira, data em que se assinalava o centenário do nascimento do autor de Serra-Mãe.

Marcelo Rebelo de Sousa decidiu atribuir ao poeta a Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública, complementando a homenagem de 1993, quando lhe tinha sido atribuída a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique. Mas, tal como tem sido prática frequente do actual Presidente (isso aconteceu, entre muitos outros, com a economista Manuela Silva e Alfredo Bruto da Costa), a condecoração foi entregue sem ter sido noticiada previamente. Apenas os familiares próximos e algumas pessoas mais estavam informadas e foram convidadas para a cerimónia.

Na sua curta intervenção, o Presidente referiu-se ao trabalho desenvolvido pela viúva de Sebastião, Joana Luísa da Gama, cujo trabalho permitiu que muita da criação do poeta não se tenha dispersado ou perdido. Marcelo realçou também o cristianismo esclarecido que sempre norteou o percurso do poeta falecido com 27 anos e enalteceu, por fim, as marcas indeléveis deixadas pelo Diário de Sebastião da Gama em muitas gerações de professores e alunos, livro esse que inspirou grande parte das melhores experiências pedagógicas ocorridas em Portugal.

A sessão ocorreu ao final da tarde do dia 10, no Palácio de Belém, em Lisboa. Estiveram presentes na cerimónia vários familiares do autor, o presidente da Associação Cultural Sebastião da Gama, Lourenço de Morais, Ruy Ventura, poeta organizador da antologia Por Mim Fora, e o bispo de Setúbal, Américo Aguiar. Há dias, antecipando o centenário do nascimento, o 7MARGENS publicou um excerto do posfácio e quatro poemas da antologia organizada por Ruy Ventura e publicada pela Officium Lectionis.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

O aumento da intimidação católica

O aumento da intimidação católica novidade

A intimidação nos meios católicos está a espalhar-se por todos os Estados Unidos da América. No exemplo mais recente, a organização Word on Fire, do bispo de Minnesota, Robert Barron, ameaçou a revista Commonweal e o teólogo Massimo Faggioli por causa de um ensaio de Faggioli, “Será que o Trumpismo vai poupar o Catolicismo?”

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This