Precisamos de nos ouvir (3) – Lara Wemans: Natureza, emprego e crianças

| 13 Fev 21

Porto, Natureza, Jardim, Parque, Cidade

“Será que podíamos procurar organizar-nos para tirar mais partido dos espaços verdes?” Foto © Catarina Soares Barbosa

 

Neste segundo confinamento, já com algum distanciamento de março 2020 e a reviver novamente esta estranha rotina, surgem-me duas pequenas partilhas que partem da minha experiência individual, necessariamente enviesada.

Neste último ano reencontrei o contacto com a natureza, que mais decisivamente se revelou como tendo um efeito calmante em alturas de maior stress. Outros me têm também falado desta sensação. No pós-pandemia, será que podíamos procurar organizar-nos para tirar mais partido dos espaços verdes? Será que isso nos poderia ajudar a cuidar melhor da nossa saúde mental, tão depauperada neste último ano, e a fomentar a recuperação da comunidade e promover o encontro? Não sei bem o que poderia ser feito em concreto. Uma primeira ideia seria tornar esse contacto regular parte integrante dos currículos escolares desde a infância para que se ganhe muito cedo o gosto de estar à vontade na natureza.

Crianças, Jogos, Brincar, Casa, Família

Vila do Conde, Agosto 2020-Crianças em casa durante a pandemia-Foto © Catarina Soares Barbosa

Parece-me que entrámos num fingimento coletivo de que os pais podem estar em teletrabalho a tempo inteiro e a cuidar de filhos pequenos fechados em casa e privados das suas rotinas. As opções de recorrer a ajuda de familiares, que quando disponíveis pertencem muitas vezes a grupos de risco, ou sentir-se duplamente em falta, quer com as crianças, quer com o emprego, geram múltiplos problemas.

Entendo que o Estado concentre recursos para apoiar os trabalhadores que não podem realizar teletrabalho e que têm sido os mais penalizados por esta crise, mas não haverá algo que as empresas possam fazer? Será que, pelo menos as empresas de maior dimensão e com maior folga, não poderiam/deveriam ter disponibilizado esquemas de redução de horário de trabalho subsidiados para os trabalhadores com filhos pequenos? Talvez algumas empresas o tenham feito e pudéssemos todos beneficiar da divulgação e discussão pública destas experiências.

Acredito que uma medida deste género poderia ter um impacto significativo quer no bem-estar das crianças quer na produtividade.

Oxford, Bebé, Crianças

Foto © Catarina Soares Barbosa

 

Lisboa, 10 de fevereiro 2021

Lara Wemans é economista

 

Jorge Sampaio, um laico cristão

Jorge Sampaio, um laico cristão novidade

Já tudo, ou quase tudo, foi dito e escrito sobre a figura do Jorge Sampaio. Assinalando a sua morte, foram, por muitos e de múltiplas formas, sublinhadas as diversas facetas definidoras da sua personalidade nos mais diversos aspetos. Permitam-me a ousadia de voltar a este tema, para sublinhar um aspeto que não vi, falha minha porventura, sublinhado como considero ser merecido.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Escutar todos, com horizontes para lá das “fronteiras” da Igreja

Inquérito sobre o Sínodo

Escutar todos, com horizontes para lá das “fronteiras” da Igreja novidade

O Papa observava, no encontro sinodal com a sua diocese de Roma, no último sábado, 18, que escutar não é inquirir nem recolher opiniões. Mas nada impede que se consultem os cristãos sobre as “caraterísticas e âmbito” que “entendem dever ter a escuta que as igrejas diocesanas são chamadas a realizar, desde 17 de outubro próximo até ao fim de março-abril de 2022. Era esse o terceiro ponto da consulta feita pelo 7Margens, cujas respostas damos hoje a conhecer.

Nova estratégia de combate ao antissemitismo será apresentada em outubro

União Europeia

Nova estratégia de combate ao antissemitismo será apresentada em outubro novidade

A União Europeia (UE) deverá divulgar, no próximo mês de outubro, uma “nova estratégia de combate ao antissemitismo e promoção da vida judaica”. A iniciativa surge na sequência da disseminação do racismo antissemita em inúmeros países da Europa, associada a teorias da conspiração que culpabilizam os judeus pela propagação da covid-19, avançou esta quarta-feira, 22, o Jewish News.

Livrai-nos do Astérix, Senhor!

Livrai-nos do Astérix, Senhor! novidade

A malfadada filosofia do politicamente correcto já vai no ponto de apedrejar a cultura e diabolizar a memória. A liberdade do saber e do saber com prazer está cada vez mais ameaçada. Algumas escolas católicas do Canadá retiraram cerca de cinco mil títulos do seu acervo por considerarem que continham matéria ofensiva para com os povos indígenas.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This