Campanha da Fundação Fé e Cooperação

Presentes de Natal para os países lusófonos

| 23 Nov 2022

voluntarios da Fundação Fé e Cooperação FEC em missão , Foto Regina Silva, Passionistas Portugal

Os presentes darão “resposta a necessidades identificadas junto das comunidades locais” dos oito países lusófonos. Foto © Regina Silva / Passionistas Portugal.

 

Apoiar estudantes em Angola e em Timor-Leste, garantir alimentação básica a famílias no Brasil e em Moçambique, ou melhorar as habitações de idosos em São Tomé e Príncipe são alguns dos presentes solidários que a Fundação Fé e Cooperação (FEC) propõe para a sua campanha de Natal deste ano.

Os presentes variam entre os seis e os 250 euros, podem ser escolhidos no sítio da FEC e, sublinha a Fundação, foram definidos como “resposta a necessidades identificadas junto das comunidades locais” dos oito países lusófonos. A campanha prolonga-se até dia 6 de janeiro de 2023.

Manuel Martins, diretor executivo da FEC, declarou, no lançamento da iniciativa, que desde 2006 a Fundação entregou “42.125 presentes a comunidades vulneráveis nos oito países lusófonos, num total de 578.549,00€ angariados”, presentes que são definidos “com parceiros locais para dar resposta a necessidades muito concretas, sempre com a preocupação de dinamizar a economia dos países e adquirindo os presentes localmente”. Para Manuel Martins, esta é uma ação que “tem permitido verdadeiramente concretizar a missão da FEC de promover um mundo para todos”.

 

sobre as águas

sobre as águas novidade

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo XII do Tempo Comum B. ⁠Hospital de Santa Marta⁠, Lisboa, 22 de Junho de 2024.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Na Casa de Oração Santa Rafaela Maria

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Estamos neste mundo, não há dúvida. Mas como nos relacionamos com ele? E qual o nosso papel nele? “Estou neste mundo como num grande templo”, disse Santa Rafaela Maria, fundadora das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, em 1905. A frase continua a inspirar as religiosas da congregação e, neste ano em que assinalam o centenário da sua morte, “a mensagem não podia ser mais atual”, garante a irmã Irene Guia ao 7MARGENS. Por isso, foi escolhida para servir de mote a uma tarde de reflexão para a qual todos estão convidados. Será este sábado, às 15 horas, na Casa de Oração Santa Rafaela Maria, em Palmela, e as inscrições ainda estão abertas.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This