Presidente dos bispos alemães reitera proposta de partilhar a comunhão com evangélicos

| 10 Nov 2020

Georg Batzing, presidente da Conferência Episcopal Alemã,

Georg Bätzing, presidente da Conferência Episcopal Alemã, prometeu fazer todos os esforços para que “os resultados dos diálogos ecuménicos sejam examinados e postos em prática”. Foto: Direitos reservados/Vatican News

 

O presidente da Conferência Episcopal Alemã, o bispo Georg Bätzing, reiterou a sua proposta para que os cristãos evangélicos possam receber a eucaristia juntamente com os católicos, numa mensagem enviada este domingo, 8 de novembro, ao Sínodo da Igreja Evangélica na Alemanha.

A proposta de “intercomunhão”, que já havia sido referida no documento “Juntos à Mesa do Senhor”, redigido pelo grupo de trabalho ecuménico da conferência episcopal e enviado à Congregação para a Doutrina da Fé em maio deste ano, não recebeu, no entanto, um bom acolhimento no Vaticano.

No passado mês de setembro, o presidente da referida congregação, o  cardeal Luis Francisco Ladaria Ferrer, escreveu aos bispos alemães, rejeitando a possibilidade de dar a comunhão aos protestantes que participem nas missas católicas, alegando que as “diferenças doutrinárias” entre protestantes e católicos relativamente à eucaristia “ainda são muito significativas”.

A carta de Ladaria foi enviada a Bätzing durante a assembleia plenária de outono dos bispos alemães, que decorreu de 22 a 24 de setembro, e na qual foram discutidos temas como a pandemia de covid-19, o avanço do Caminho Sinodal, o papel das mulheres na Igreja e a reparação das vítimas de abuso sexual cometido por religiosos.

Na sua mensagem deste domingo, o presidente da Conferência Episcopal Alemã referiu considerar como algo “bom” que o documento “tenha revitalizado o debate sobre as questões abertas no caminho” daquilo que chama de “hospitalidade eucarística recíproca” entre católicos e protestantes.

O bispo de Limburg deixou ainda uma promessa: “Na Conferência Episcopal e também no diálogo com Roma, farei todos os esforços para garantir que haja um debate intensivo sobre essas questões e que os resultados dos diálogos ecuménicos sejam examinados e postos em prática.”

O presidente da Igreja Evangélica do Palatinado, Christian Shad, lamentou por seu lado que a nota da Congregação para a Doutrina da Fé tenha colocado um “fardo pesado” sobre a Igreja Católica e o movimento ecuménico na Alemanha.

Em declarações durante o Sínodo da Igreja Evangélica, esta segunda-feira, Schad expressou a sua “surpresa” e “deceção” relativamente à rejeição do Vaticano quanto à comunhão partilhada, sublinhando sentir um “profundo pesar” pela recusa da proposta do grupo de trabalho ecuménico da conferência episcopal. Na sua opinião, trata-se de um retrocesso para o ecumenismo e para “os desafios missionários que a proclamação do Evangelho está a enfrentar na Alemanha e noutros países europeus”.

 

Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra

Carta nos dois anos da guerra na Ucrânia

Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra novidade

No momento em que passam dois anos sobre a invasão russa e o início da guerra na Ucrânia, quatro académicos do Centro de Estudos Cristãos Ortodoxos da Universidade de Fordham, nos Estados Unidos da América, dirigiram esta semana uma contundente carta aberta aos líderes das igrejas cristãs mundiais, sobre o papel que as confissões religiosas têm tido no conflito.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Sessões gratuitas

Sol sem Fronteiras vai às escolas para ensinar literacia financeira

Estão de regresso as sessões de literacia financeira para crianças e jovens, promovidas pela Sol sem Fronteiras, ONGD ligada aos Missionários Espiritanos, em parceria com o Oney Bank. Destinadas a turmas a partir do 3º ano até ao secundário, as sessões podem ser presencias (em escolas na região da grande Lisboa e Vale do Tejo) e em modo online no resto do país.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This