Iniciativa Renascença e Santa Casa

Problemas dos jovens motivam concurso para jovens jornalistas

| 11 Mai 2022

jornalismo entrevista radio foto ana stills

Esta iniciativa permitirá fazer “o levantamento, o estado da nação, daquilo que possam ser os principais problemas e dificuldades” dos jovens”, afirmou o bispo Américo Aguiar. Foto © Ana Stills.

 

 

Os jornalistas até aos 35 anos passam a dispor de um prémio para trabalhos profissionais que versem a temática dos “problemas, desafios e oportunidades que os jovens enfrentam nos dias de hoje”. A iniciativa, anunciada há dias, cabe à Renascença e à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) e contempla quatro categorias de prémios, com um valor total anual de 8.500 euros.

Por categorias, estão previstos o Prémio Rádio e o Prémio Multimédia, no valor de 2.500 euros cada, e o Grande Prémio Jornalismo Jovem Renascença / SCML com o valor de 1.000 euros, que acresce aos 2.500 euros do Prémio Rádio ou Multimédia. Está ainda incluída uma quarta categoria, denominada Grande Prémio Renascença, dedicada apenas a jornalistas desta empresa, no valor de 2.500 euros.

O júri será composto por um representante da Renascença, outro da SCML e por prestigiados professores dos principais cursos superiores de jornalismo portugueses.

Américo Aguiar, que, além de bispo auxiliar de Lisboa, é, nomeadamente, presidente do Conselho de Administração da Renascença e organizador das Jornadas Mundiais da Juventude, disse, sobre esta iniciativa, que ela permitirá fazer “o levantamento, o estado da nação, daquilo que possam ser os principais problemas e dificuldades” dos jovens. Na mesma direção se orienta a realização de uma “grande conferência” dedicada á juventude, que surgirá também no âmbito da parceria entre a Renascença e a Santa Casa .

 

Os confins da fenomenologia

Emmanuel Falque na Universidade de Coimbra novidade

Reflectir sobre os confins da fenomenologia a partir do projecto filosófico de Emmanuel Falque é o propósito da Jornada Internacional de Estudos Filosóficos, “O im-pensável: Nos confins da fenomenalidade”, que decorrerá quinta-feira, dia 26 de Maio, na Universidade de Coimbra (FLUC – Sala Vítor Matos), das 14.00 às 19.00. O filósofo francês intervirá no encerramento da iniciativa.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“A grande substituição”

[Os dias da semana]

“A grande substituição” novidade

Outras teorias da conspiração não têm um balanço igualmente inócuo para apresentar. Uma delas defende que estamos perante uma “grande substituição”; não ornitológica, mas humana. No Ocidente, sustentam, a raça branca, cristã, está a ser substituída por asiáticos, hispânicos, negros ou muçulmanos e judeus. A ideia é velha.

Humanizar não é isolar

Humanizar não é isolar novidade

É incontestável que as circunstâncias de vida das pessoas são as mais diversas e, em algumas situações, assumem contornos improváveis e, muitas vezes, indesejáveis. À medida que se instalam limitações resultantes ou não de envelhecimento, alguns têm de habitar residências sénior, lares de idosos, casas de repouso,…

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This