[Margem 8]

Quando a “realidade” é um pormenor ou um exagero

| 2 Nov 2022

Ilustração © Aquarela original de Susana Braguês para esta publicação 

 

Esta foi a história de quando comprámos a primeira casa na Bielorrússia. Os Missionários Redentoristas escolheram uma área ainda não residencial, onde iam chegando muitos deslocados. À frente da casa, uma estrada de terra. Lama, na maior parte do ano. Por facilidade e iniciativa, um companheiro redentorista foi em nome de toda a gente da rua até ao gabinete de urbanismo da câmara lá do sítio. Os pedidos eram dois, e simples: “Por favor, tragam as tubagens do gás natural até aquela zona para podermos ter aquecimento nas casas, e ponham alcatrão na nossa rua.” Sem o aquecimento não se pode viver naquela região…

Uns rublos depois – uns dias depois, queria eu dizer – apareceu por lá uma maquinaria pesada, um daqueles rolos a alisar a terra. E adeusinho. Passou uma semana e mais outra sem que o alcatrão chegasse. Voltou lá ao gabinete o meu confrade. “Sim, sim, já está alcatroada. Olhe aqui.” E foi-lhe mostrado um mapa todo apresentável em que se via o milagre. Os da nossa rua juravam que não, mas mudou coisa nenhuma. Voltaram para casa, entre a perplexidade e a fúria.

“Olhemos por outro lado: até pode ser melhor assim – disse o meu companheiro numa reunião com a gente do lugar – porque ainda não canalizaram o gás para aqui, e é bom que o façam antes do alcatrão”. Lá voltaram: “Podem então canalizar o gás para tratarmos do aquecimento nas casas?” A resposta foi surpreendentemente favorável e clara. Mas cara… Pediam o equivalente a quase 7.000 euros para isso. A justificação? “Porque teremos que levantar o alcatrão todo para fazer passar os tubos do gás, e depois voltar a pôr alcatrão.” “Mas não tem alcatrão!” “Tem tem, olhe aqui”, e lá vinha o indesmentível mapa, até com o brasão da cidade no cantinho.

Aqui entre nós: os Redentoristas professam um quarto voto no dia da sua consagração. Esse voto é o da “Perseverança”. É por isso que consegue ser bicho teimoso. O meu confrade levantou os colarinhos do carisma, arregaçou as mangas do quarto voto, e não largou enquanto não marcou uma vistoria com uma equipa técnica, não só de responsáveis do urbanismo mas também da peritagem do gás natural. Iriam ver in loco a situação.

No dia marcado, lá estavam todos, com os seus capacetes de plástico amarelo e coletes. Os dois Redentoristas a recebê-los, juntamente com os vizinhos que apareceram. “Como podem ver, a rua está ainda em terra batida, por isso pedimos que nos tragam o gás natural e depois nos ponham aqui um tapete de alcatrão”. As duas equipas de peritos, cada um mais calmo e solícito que o outro, olharam para a rua, abriram um mapa bem grande em cima do capô de um carro, orientaram os dedos sapudos sobre o papel e confirmaram: “Olhe que não, veja aqui: está alcatroada pois. Já há dois meses.”

E no meio do silêncio incrédulo que se fez, ouviu-se a tal da Perseverança ao longe, assobiando enquanto dobrava a esquina e se ia embora dali, a ver se arranjava 17.000 rublos de alguma maneira.

Eu lembro-me tanto desta história quando em Igreja a gente se põe a falar de algumas coisas.

 

Rui Santiago é missionário redentorista e presbítero católico.

 

Papa pede aos padres que não se sirvam da sua função para “satisfazer carências”

Encontro com consagrados

Papa pede aos padres que não se sirvam da sua função para “satisfazer carências” novidade

Depois de ter passado a manhã com mais de 80 mil jovens e catequistas, o Papa encontrou-se na tarde desta quinta-feira, 2 de fevereiro, com cerca de 1.200 padres, diáconos, consagrados e seminaristas, na Catedral de Kinshasa. Naquele que foi o terceiro dia da sua viagem apostólica à República Democrática do Congo (RDC), véspera de rumar ao Sudão do Sul, Francisco alertou que o sacerdócio ou qualquer forma de vida consagrada não podem ser vistos como um meio para “satisfazer carências e comodidades” ou para adquirir uma melhor “posição social”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Assembleia continental europeia do Sínodo

Um bispo, um padre e duas leigas na delegação portuguesa novidade

A delegação portuguesa à assembleia continental europeia do Sínodo que vai decorrer em Praga de 5 a 12 de fevereiro é composta pelo bispo José Ornelas, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), pelo padre Manuel Barbosa, secretário da CEP, e por Carmo Rodeia e Anabela Sousa, que fazem parte da equipa sinodal nacional. A informação foi divulgada esta quinta-feira, 2 de fevereiro, em nota enviada às redações.

Estudo decorre até 2028

A morte sob o olhar do cinema e da filosofia

O projeto “Film-philosophy as a meditation on death” (A filosofia do cinema como meditação sobre a morte), da investigadora portuguesa Susana Viegas, acaba de ser contemplado com uma bolsa de excelência do European Research Council, no valor de um milhão e setecentos mil euros, para um trabalho de equipa de cinco anos.

Normas inconstitucionais

Eutanásia: CEP e Federação Portuguesa pela Vida saúdam decisão do TC

O secretário da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) saudou a decisão do Tribunal Constitucional (TC), que declarou inconstitucionais algumas das normas do decreto sobre a legalização da eutanásia. “A decisão do TC vai ao encontro do posicionamento da CEP, que sempre tem afirmado a inconstitucionalidade de qualquer iniciativa legislativa que ponha em causa a vida, nomeadamente a despenalização da eutanásia e do suicídio assistido”, disse à agência Ecclesia o padre Manuel Barbosa.

Americano judeu tenta destruir rosto de Cristo à martelada

Tensão no bairro cristão de Jerusalém

Americano judeu tenta destruir rosto de Cristo à martelada novidade

Um americano judeu de cerca de 40 anos deitou por terra e desfigurou esta terça-feira, 2 de fevereiro, uma imagem de Cristo na capela da Condenação, situada no perímetro da Igreja da Flagelação, na Terra Santa. O ataque deu-se logo de manhã, pelas 8h30, e a destruição só não foi maior porque o porteiro do templo se lançou sobre o atacante e imobilizou-o, tendo os frades chamado a polícia. Esta levou o homem sob prisão para uma esquadra.

Um bispo, um padre e duas leigas na delegação portuguesa

Assembleia continental europeia do Sínodo

Um bispo, um padre e duas leigas na delegação portuguesa novidade

A delegação portuguesa à assembleia continental europeia do Sínodo que vai decorrer em Praga de 5 a 12 de fevereiro é composta pelo bispo José Ornelas, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), pelo padre Manuel Barbosa, secretário da CEP, e por Carmo Rodeia e Anabela Sousa, que fazem parte da equipa sinodal nacional. A informação foi divulgada esta quinta-feira, 2 de fevereiro, em nota enviada às redações.

Lista de padres pedófilos em Itália contém mais de 400 nomes

Casos de abusos nos últimos 15 anos

Lista de padres pedófilos em Itália contém mais de 400 nomes novidade

Nos últimos 15 anos, 164 padres foram condenados por abuso sexual de menores em Itália. A listagem divulgada em conferência de Imprensa pela organização Rete L’ABUSO no dia 1 de fevereiro foi apresentada como “um inventário incompleto” dos clérigos predadores objeto de condenações definitivas, a que se juntam 88 nomes de padres sinalizados pelas suas vítimas, mas cujos casos não foram objeto de investigação criminal por já terem prescrito os crimes de que foram acusados.

O cristianismo resiste

O cristianismo resiste novidade

Expomos neste artigo a dispersão das crenças religiosas dos portugueses nos últimos 120 anos, baseados nos censos da população, publicados pelo Instituto Nacional de Estatística no dia 23 de Novembro de 2022.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This