Semana temática

“Que dignidade para as famílias trabalhadoras?”, questiona LOC/MTC de Braga

| 2 Mai 2023

12ª Semana Temática da LOCMTC da Arquidiocese de Braga, 25 a 29 abril 2023, Foto LOCMTC

“Se não houver dignidade no trabalho, também não haverá dignidade na família”, concluiram os participantes na 12ª Semana Temática da LOC/MTC de Braga. Foto © LOC/MTC.

 

Os baixos salários e reformas, a falta de casas a preços acessíveis, os horários laborais longos e desencontrados, o aumento do custo de vida e o aumento da prestação da casa e das rendas foram alguns dos problemas debatidos durante a 12ª Semana Temática organizada pela Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC) da arquidiocese de Braga, que decorreu de 24 a 29 de abril em Famalicão para dar resposta à questão “Que dignidade para as famílias trabalhadoras?”.

Uma das respostas foi a de que, “se não houver dignidade no trabalho, também não haverá dignidade na família”, refere a LOC/MTC em comunicado enviado ao 7MARGENS com as conclusões do encontro. Isso mesmo comprovou uma das equipas participantes na iniciativa, que “fez um trabalho de campo sobre a habitação, viu e fotografou casas sem condições, tetos e paredes com humidades, com rendas caras difíceis de pagar”.

Da reflexão em conjunto, aprofundada com o apoio do assistente diocesano do movimento, diácono José Maria Carneiro da Costa, os participantes concluíram também que “a conciliação da vida familiar com o trabalho tem que começar em casa, começando pela repartição da administração familiar e o trabalho doméstico”.

Mas a preocupação deve estender-se à “Casa Comum”, até porque “temos que continuar a preparar a terra para que a semente do direito à dignidade continue a crescer e a produzir frutos abundantes”, destaca o comunicado, acrescentando que  “o direito a uma habitação digna faz parte dos direitos universais”.

Assim, entre as principais “propostas para que a dignidade da família seja defendida e vivida como lugar onde habita Deus”, incluem-se “recorrer à formação; preparar o envelhecimento; lutar por um trabalho compatível com a vida familiar; lutar pelo domingo livre”, e ainda “pugnar pela criação de uma rede de habitações a custos controlados”.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro

Frade morreu aos 85 anos

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro novidade

O último alarme chegou-me no dia 10 de Fevereiro. No dia seguinte, pude vê-lo no IPO do Porto, em cuidados continuados. As memórias que tinha desse lugar não eram as melhores. Ali tinha assistido à morte de um meu irmão, a despedir-se da vida aos 50 anos… O padre Morgado, como o conheci, em Lisboa, há 47 anos, estava ali, preso a uma cama, incrivelmente curvado, cara de sofrimento, a dar sinais de conhecer-me. Foram 20 minutos de silêncios longos.

Mata-me, mãe

Mata-me, mãe novidade

Tiago adorava a adrenalina de ser atropelado pelas ondas espumosas dos mares de bandeira vermelha. Poucos entenderão isto, à excepção dos surfistas. Como explicar a alguém a sensação de ser totalmente abalroado para um lugar centrífugo e sem ar, no qual os segundos parecem anos onde os pontos cardeais se invalidam? Como explicar a alguém que o limiar da morte é o lugar mais vital dos amantes de adrenalina, essa droga que brota das entranhas? É ao espreitar a morte que se descobre a vida.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This