Medo da covid

Quebra nas importações chinesas pode levar fome à Coreia do Norte

| 20 Jul 21

Estátuas de bronze na Coreia do Norte. Foto © Direitos Reservados

 

Nos seis primeiros meses de 2021 as exportações chinesas para a Coreia do Norte caíram 85,2%, depois de em 2020 terem registado uma redução próxima dos 70%. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 19 de julho, por Beijing e são citados pela agência católica Asia News.

De acordo com aquela agência, as quedas abrutas nos valores das trocas comerciais entre os dois países são consequência das restrições impostas pelo regime coreano para impedir a “importação” da covid-19, mas podem determinar uma importante crise alimentar entre a população coreana.

 

Um caderno para imprimir e usar

Sínodo 2021-23

Um caderno para imprimir e usar novidade

Depois de ter promovido a realização de dois inquéritos sobre o sínodo católico 2021-23, o 7MARGENS decidiu reunir o conjunto de textos publicados a esse propósito num caderno que permita uma visão abrangente e uma utilização autónoma do conjunto. A partir de agora, esse caderno está disponível em ligação própria.

Esta é a Igreja que eu amo!

Esta é a Igreja que eu amo! novidade

Fui um dos que, convictamente e pelo amor que tenho à Igreja Católica, subscrevi a carta que 276 católicas e católicos dirigiram ao episcopado português para que, em consonância e decididamente, tomassem “a iniciativa de organizar uma investigação independente sobre os crimes de abuso sexual na Igreja”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This