Dia pela eliminação da violência contra as mulheres

Rede de combate ao tráfico humano lança apelo mundial

| 24 Nov 2021

talitha kum eliminacao violencia mulheres foto talitha kum

“A questão da violência contra as mulheres é uma prioridade do combate ao tráfico”, defendem os responsáveis da ONG Talitha Kum. Foto © Talitha Kum.

 

No Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, que se assinala nesta quinta-feira, 25 de novembro, a Talitha Kum, rede mundial de combate ao tráfico humano, vai divulgar um apelo mundial à Igreja, aos governos e às organizações governamentais e intergovernamentais “para que continuem a comprometer-se com o combate ao tráfico, e a manter o trabalho de inserção económica e social das pessoas vítimas de tráfico.”

Gabriela Bottani, responsável da Talitha Kum, disse quarta-feira à Rádio Renascença que “a questão da violência contra as mulheres é uma prioridade do combate ao tráfico”, razão pela qual o apelo é divulgado neste Dia Internacional.

O seu lançamento será feito durante um debate online (entre as 15h e as 17h), em que participa o cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano. O debate será transmitido no Facebook e no YouTube, com possibilidade de tradução em língua portuguesa.

Em Portugal, o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres é assinalado, entre outras iniciativas, com o lançamento da campanha #PortugalContraAViolência, cujo vídeo de suporte pode ser visto a seguir:

 

Desde o início do ano até 15 de novembro, 23 mulheres foram assassinadas em Portugal, 13 das quais no contexto de relações de intimidade, segundo o relatório preliminar divulgado na segunda-feira, dia 22 de novembro, pelo Observatório de Mulheres Assassinadas (OMA) da UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta.

Os dados, citados pelo Jornal de Notícias, indicam uma redução dos femicídios que, no mesmo período de 2020, tinham atingido as três dezenas.

Em França, o Ministério do Interior divulgou, no mesmo dia 22, que 139.200 mulheres foram vítimas de violência doméstica. A estas vítimas acrescem, de acordo com a televisão pública francesa, as 102 mulheres assassinadas durante o ano passado.

 

Quando os padres não abusadores são as vítimas colaterais dos abusos do clero

Encontro “Cuidar” em Lisboa

Quando os padres não abusadores são as vítimas colaterais dos abusos do clero novidade

“O que encontramos assusta-me: desilusão, depressão, crise existencial, perda de identidade, fim da relação entre presbíteros, perda de confiança na instituição e na hierarquia.” O diagnóstico cáustico é feito ao 7MARGENS pelo padre inglês Barry O’Sullivan, 61 anos, da diocese de Manchester, que estudou o impacto dos abusos sexuais entre os padres não abusadores.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

De 1 a 31 de Julho

Helpo promove oficina de voluntariado internacional

  Encerram nesta sexta-feira, 24 de Junho, as inscrições para a Oficina de Voluntariado Internacional da Helpo, que decorre entre 1 e 3 de Julho. A iniciativa é aberta a quem se pretenda candidatar ao Programa de Voluntariado da Organização Não Governamental para...

Luz e negrume

Luz e negrume novidade

As obras de Pedro Costa, cineasta, Rui Chafes, escultor, e Paulo Nozolino, fotógrafo, e de Simon Hantaï, artista plástico, estão expostas em Paris, respectivamente no Centre Georges Pompidou e na Fundação Louis Vitton. Um autor, identificado como Anonymous, estabelece com elas um diálogo em dois poemas traduzidos por João Paulo Costa, investigador na área de filosofia e autor de À sombra do invisível (Documenta, 2020).

Paróquia de Nossa Senhora da Hora: Ouvir os leigos na nomeação de padres e bispos

Contributos para o Sínodo (23)

Paróquia de Nossa Senhora da Hora: Ouvir os leigos na nomeação de padres e bispos novidade

Os leigos devem ser ouvidos nos processos de nomeação de párocos e de escolha dos bispos e a Igreja deve ter uma lógica de reparação da situação criada pelos abusos de menores. Evitar o clericalismo e converter os padres a uma Igreja minoritária, pobre, simples, dialogante, sinodal é outra das propostas do Conselho Paroquial de Pastoral da Paróquia de Nossa Senhora da Hora (Matosinhos).

Saúde mental dos jovens: a urgência de um novo paradigma

Saúde mental dos jovens: a urgência de um novo paradigma novidade

A saúde mental dos jovens tem-se vindo a tornar, aos poucos, num tema com particular relevância nas reflexões da sociedade hodierna, ainda que se verifique que estas possam, muitas das vezes, não resultar em concretizações visíveis e materializar em soluções para os problemas que afetam os membros desta mesma sociedade. A verdade é que, apesar de todos os esforços por parte dos profissionais de saúde e também das pessoas, toda a temática é, ainda, envolvida por uma “bolha de estigmas”, o que a transforma numa temática-tabu.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This