Mais de um mês depois

Reféns católicos libertados em segurança nos Camarões

| 25 Out 2022

Dom Aloysius Fondong Abangalo com os cinco padres sequestrados Radio Evangelium Mamfe.

O bispo de Mamfé, Aloysius Fondong Abangalo, com os cinco padres sequestrados. Foto © Radio Evangelium Mamfe.

 

Cinco padres, uma freira e três leigos católicos que haviam sido sequestrados no passado dia 16 de setembro nos Camarões foram libertados em segurança, informou “com grande alegria” o bispo de Mamfé, Aloysius Fondong Abangalo, citado esta terça-feira, 25, pela ACI África.

A libertação dos nove reféns ocorreu poucos dias depois de um vídeo ter sido divulgado nas redes sociais no qual os cinco padres, a freira e os três leigos pediam ao bispo local que fizesse “todo o possível” para libertá-los.

No dia 16 de setembro, tal como noticiado pelo 7MARGENS, um grupo de homens armados não identificados atacou e incendiou a paróquia católica de Santa Maria, na cidade de Nchang, diocese de Mamfé, Camarões. No seu comunicado, o bispo camaronês reiterou a condenação “do ato de profanar a Igreja, nos termos mais fortes possíveis”, e denunciou “a necessidade de realçar a dignidade humana”. “Tirar a liberdade de nossos irmãos e irmãs para ganhar dinheiro a todo o custo é desumano”, afirmou.

O ataque à paróquia de Santa Maria é um dos mais recentes incidentes no conflito vivido nas regiões de língua inglesa do noroeste e sudoeste de Camarões desde 2016.

 

sobre as águas

sobre as águas novidade

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo XII do Tempo Comum B. ⁠Hospital de Santa Marta⁠, Lisboa, 22 de Junho de 2024.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Na Casa de Oração Santa Rafaela Maria

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Estamos neste mundo, não há dúvida. Mas como nos relacionamos com ele? E qual o nosso papel nele? “Estou neste mundo como num grande templo”, disse Santa Rafaela Maria, fundadora das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, em 1905. A frase continua a inspirar as religiosas da congregação e, neste ano em que assinalam o centenário da sua morte, “a mensagem não podia ser mais atual”, garante a irmã Irene Guia ao 7MARGENS. Por isso, foi escolhida para servir de mote a uma tarde de reflexão para a qual todos estão convidados. Será este sábado, às 15 horas, na Casa de Oração Santa Rafaela Maria, em Palmela, e as inscrições ainda estão abertas.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This