Refugiados

Cáritas insta comunidade mundial a apoiar refugiados rohingya

De visita ao Bangladesh

Cáritas insta comunidade mundial a apoiar refugiados rohingya

Um agradecimento ao Governo do Bangladesh pelo apoio prestado aos refugiados rohingya e um apelo à comunidade mundial para que também os auxilie, pois precisam dessa ajuda “mais do que nunca”. Assim se resumem as declarações do secretário-geral da Cáritas International, Alistair Dutton, proferidas após visitar as colónias rohingya naquele país, na semana passada.

A normalização do intolerável

A normalização do intolerável

“A estupefação com que olhamos o que está a acontecer nos nossos dias já não provoca a indignação que convoca à ação. E nem os meios que temos à nossa disposição utilizamos para denunciar a mentira, a violência, o intolerável. Todos os dias um pequeno passo mais.” – A reflexão de Jorge Wemans, para ler no À Margem desta semana

Medidas sobre imigração anunciadas por Biden causarão danos humanos consideráveis

Líderes católicos denunciam

Medidas sobre imigração anunciadas por Biden causarão danos humanos consideráveis

Um conjunto de medidas que ignoram a atual lei de asilo dos Estados Unidos da América (EUA) e que causarão danos humanos consideráveis. Este é o entendimento de vários líderes católicos acerca do anúncio feito pelo presidente norte-americano, Joe Biden esta terça-feira, 4, em que comunicou o bloqueio dos pedidos de asilo na fronteira sul do país, procurando dissuadir as travessias ilegais da mesma.

Há uma semana que não entra ajuda humanitária em Gaza

ONU lança alerta

Há uma semana que não entra ajuda humanitária em Gaza

Ao mesmo tempo que as operações militares das tropas israelitas se intensificam na cidade de Rafah, do extremo sul da Faixa de Gaza, e que as deslocações forçadas da população palestiniana continuam, completa-se esta segunda-feira, 13 de maio, uma semana de paralisação da entrada de ajuda humanitária no território.

Igrejas cristãs da Alemanha lançam apelo: “Não ao nacionalismo étnico!”

Nas vésperas das eleições europeias

Igrejas cristãs da Alemanha lançam apelo: “Não ao nacionalismo étnico!”

Os líderes das igrejas cristãs na Alemanha assinaram um “apelo ecuménico” dirigido a todos aqueles que estão aptos a votar nas eleições europeias do próximo dia 9 de junho, advertindo “fortemente contra as forças políticas que, no espírito do nacionalismo étnico, rejeitam a coexistência de pessoas de diferentes nacionalidades ou origens”.

Ataques a migrantes no Porto “são uma expressão de ódio, que não podemos aceitar”

Secretariado Diocesano das Migrações

Ataques a migrantes no Porto “são uma expressão de ódio, que não podemos aceitar”

O Secretariado Diocesano do Porto das Migrações e Turismo diz estar “solidário com as vítimas e famílias [dos ataques da passada sexta-feira, 3 de maio], bem como com todas as comunidades estrangeiras presentes na cidade do Porto” e defende a transferência de competências da Agência para a Integração, Migrações e Asilo (AIMA) para o poder local.

Mil jovens rohingya recrutados à força e “enviados para a morte”

Myanmar

Mil jovens rohingya recrutados à força e “enviados para a morte”

Pelo menos mil jovens rohingya foram recrutados à força, nas últimas semanas, para integrar o exército birmanês e enviados para a linha da frente dos combates contra o exército Arakan, uma milícia étnica que tem estado a dizimar centenas de soldados no Estado de Rakhine, a região de Myanmar onde residem muitos dos rohingya, minoria muçulmana fortemente discriminada e perseguida no país.

No meio de uma guerra esquecida, combonianos abrem clínica de cuidados paliativos

Igreja Católica no Sudão

No meio de uma guerra esquecida, combonianos abrem clínica de cuidados paliativos

Está prestes a fazer um ano desde que eclodiu a guerra civil no Sudão. Com as atenções do mundo ocidental centradas em Gaza e na Ucrânia, deste conflito quase não se fala, apesar de já ter feito mais de 15 mil mortos e 30 mil feridos. As Nações Unidas estimam que mais de oito milhões de pessoas tenham fugido, mas também há aqueles que permanecem “para ajudar quem é descartado pela guerra”: é o caso dos missionários combonianos, que, no meio do sangrento conflito, acabam de abrir uma clínica de assistência a doentes terminais.

Nove anos de conflito no Iémen deixam milhões em sofrimento

ONG alertam

Nove anos de conflito no Iémen deixam milhões em sofrimento

Por ocasião dos nove anos do conflito armado no Iémen, que eclodiu em março de 2015, a organização Amnistia Internacional (AI) lembra que “milhões de iemenitas continuam a sofrer”, e salienta que este Estado africano “continua a viver uma das piores crises humanitárias do mundo. De acordo com dados do Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), há hoje cerca de 4,56 milhões de pessoas deslocadas devido ao conflito e mais de 70 mil refugiados e requerentes de asilo”.

Na Síria, 7,5 milhões de crianças precisam de ajuda humanitária

Diocese de Angra envia apoio

Na Síria, 7,5 milhões de crianças precisam de ajuda humanitária

Não faz manchetes dos jornais, nem sequer aparece no interior da maioria deles, mas a guerra na Síria, que completou na semana passada 13 anos, já obrigou mais de 13 milhões de sírios – cerca de metade da população pré-conflito – a fugir das suas casas. A recente onda de violência – que assolou o país nos últimos seis meses em diversas localidades – é a pior dos últimos quatro anos e, atualmente, há na Siria 7,5 milhões de crianças a precisar de ajuda humanitária – mais do que em qualquer outro momento durante o conflito -, alerta a UNICEF.

Mais de 61 mil crianças obrigadas a fugir em Cabo Delgado

Em apenas dois meses

Mais de 61 mil crianças obrigadas a fugir em Cabo Delgado

Mais de 61 mil crianças foram obrigadas a fugir das suas casas em vários distritos da província de Cabo Delgado (Moçambique) devido à onda de violência que tem assolado a região nos últimos dois meses.  Este é o maior número de crianças forçadas a abandonar as suas casas, em tão pouco tempo, alerta a organização internacional Save the Children, apelando ao fim imediato deste conflito para que as crianças possam viver uma vida pacífica e regressar à escola.

Vida de palestinianos depende de “medidas urgentes”

Faixa de Gaza

Vida de palestinianos depende de “medidas urgentes”

Calcula-se que cerca de nove mil mulheres foram mortas por forças israelitas desde o início da guerra na Faixa de Gaza, há quase cinco meses, refere a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Género e a Capacitação das Mulheres (ONU Mulheres), que acredita que, sem o fim da violência, cerca de 63 mulheres poderão ser mortas a cada dia.

De uma tragédia no Mediterrâneo nasceu um presente para o Papa… e um apelo à esperança

Um ano depois do naufrágio

De uma tragédia no Mediterrâneo nasceu um presente para o Papa… e um apelo à esperança

Passou precisamente um ano desde aquela trágica noite em Cutro, no sul de Itália, em que um barco que saíra da Turquia com cerca de 200 migrantes a bordo colidiu com um banco de areia a cem metros da praia. O acidente custou a vida a 94 pessoas, 35 delas crianças. “Que o Senhor nos dê a força para entender e chorar”, disse então o Papa. E das lágrimas derramadas no luto surgiu uma ideia: transformar um pedaço daquele barco, símbolo de morte, num apelo à esperança. Assim nasceu o genuflexório que esta semana foi oferecido a Francisco.

Liberdade global diminui pelo 18.º ano consecutivo

Relatório da Freedom House

Liberdade global diminui pelo 18.º ano consecutivo

A organização sem fins lucrativos Freedom House, sediada em Washington (EUA), acaba de lançar o seu principal relatório, que acompanha anualmente, desde 1973, as tendências globais em direitos políticos e liberdades civis. Intitulado “Os danos crescentes provocados por eleições fracassadas e conflitos armados”, o documento indica que a liberdade global diminuiu pelo 18.º ano consecutivo em 2023, uma vez que os direitos e as liberdades civis se deterioraram em 52 países. As melhorias foram verificadas em apenas 21 Estados.

A pergunta que temos de fazer… e a resposta que muda tudo

A pergunta que temos de fazer… e a resposta que muda tudo

Se há dois anos, precisamente no dia 23 de fevereiro, alguém vos tivesse dito que a Rússia estava prestes a invadir a Ucrânia, teriam acreditado? E agora, passados dois anos, continuam a espantar-se com esta guerra, ou estão literalmente fartos de saber dela e quase ousam esquecê-la?

Vice-presidente da Conferência Episcopal Haitiana ferido em explosão

Violência aumenta em Porto Príncipe

Vice-presidente da Conferência Episcopal Haitiana ferido em explosão

O bispo Pierre-André Dumas, vice-presidente da Conferência Episcopal Haitiana (CEH), ficou ferido na sequência de uma explosão na casa onde se encontrava hospedado durante a sua visita à capital do país, Porto Príncipe. O incidente foi conhecido esta terça-feira, 20, através de uma nota da CEH, mas terá ocorrido já no domingo, altura em que se intensificaram os tumultos protagonizados por gangues que ocupam mais de 80% da cidade .

Faixa de Gaza: 30 cristãos mortos e 10 em risco por falta de tratamento médico

Fundação AIS alerta

Faixa de Gaza: 30 cristãos mortos e 10 em risco por falta de tratamento médico

É cada vez mais difícil a situação da pequena comunidade cristã que permanece na Faixa de Gaza. Desde que os conflitos se intensificaram em outubro, 30 cristãos morreram na região: 17 vítimas de um ataque à paróquia ortodoxa grega onde se encontravam refugiados, duas mulheres assassinadas por franco-atiradores na paróquia católica da Sagrada Família, e 11 devido a doenças crónicas que não puderam ser devidamente tratadas. Com os cuidados médicos em níveis críticos, outros dez cristãos estão atualmente em risco de não sobreviver por falta de tratamento adequado, alerta a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

Palestinianos em Gaza: com fome, cansados, mas sem vontade de desistir

Catholic Relief Services faz retrato

Palestinianos em Gaza: com fome, cansados, mas sem vontade de desistir

O presidente da Catholic Relief Services (CRS), uma organização não governamental (ONG) católica que dá apoio às populações mais carenciadas em vários locais do mundo, esteve de visita à Faixa de Gaza para testemunhar a realidade das populações afetadas pela guerra que decorre naquela região do mundo, como parte de uma visita daquela organização e da Caritas Internationalis a Jerusalém, Cisjordânia, Jordânia e Egito.

No Tigré, depois da guerra, a ameaça da fome

Um milhão de refugiados

No Tigré, depois da guerra, a ameaça da fome

Há cada vez mais habitantes de Tigré, no norte da Etiópia, que estão sujeitos a esta dieta drástica: como única refeição diária, uma injera simples – um pão achatado feito de teff, um cereal local. Há já um acordo de paz, mas a realidade de uma população deslocada à força é a de uma fome iminente. Um milhão de pessoas estão retidas em Tigré.

“Há relatos de mortos, alguns decapitados, e de populações em pânico e em fuga” em Moçambique

Fundação AIS alerta

“Há relatos de mortos, alguns decapitados, e de populações em pânico e em fuga” em Moçambique

Depois de um período de relativa acalmia na região de Cabo Delgado (norte de Moçambique), vários grupos armados voltaram, nos últimos dias, a espalhar o medo na região. “Há relatos de mortos, alguns decapitados, e de populações em pânico e em fuga”, alertou a Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) nesta sexta-feira, 2 de fevereiro, após ter recebido várias mensagens de missionários católicos no terreno. Relatos que revelam que os terroristas estão cada vez mais perto de Pemba, a capital da província. [Texto de Clara Raimundo]

Está em curso “um genocídio cristão” na Nigéria, alerta bispo católico

Ataques sucedem-se

Está em curso “um genocídio cristão” na Nigéria, alerta bispo católico

São mais de 86 milhões os cristãos na Nigéria – cerca de metade da população do país – mas o bispo Wilfred Anagbe, que lidera a diocese de Makurdi, acredita que poderão desaparecer completamente nas próximas décadas. Nesta terça-feira, 30, dia em que se soube que novos ataques à comunidade cristã no estado de Plateau deixaram dezenas de mortos, Anagbe estava em Washington DC (EUA) para participar na Cimeira Internacional sobre a Liberdade Religiosa. Num evento paralelo promovido pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre, o bispo disse não ter dúvidas: o que está a acontecer na Nigéria é “um genocídio cristão”.

Bispos católicos e anglicanos pedem apoio para requerentes de asilo na Irlanda

Tristes com manifestações de repúdio

Bispos católicos e anglicanos pedem apoio para requerentes de asilo na Irlanda

Os bispos católicos e anglicanos da Irlanda dizem-se “perturbados” e “tristes” com as fortes manifestações que têm ocorrido em algumas cidades portuárias do país, com o objetivo de impedir o acolhimento de requerentes de asilo. Numa declaração conjunta divulgada esta semana, pedem “calma” e lembram que os migrantes “vêm de situações muito angustiantes” e “merecem qualquer nível de ajuda que possa ser oferecido”, mesmo que isso implique “algum sacrifício” da parte de quem acolhe.

Os 13 países onde as crianças mais precisam de ajuda em 2024

UNICEF apela à solidariedade

Os 13 países onde as crianças mais precisam de ajuda em 2024

Do Haiti à Palestina, passando pelo Sudão, pelo Afeganistão ou por Myanmar, chegamos a 2024 com “um número sem precedentes de pessoas a precisar de ajuda”, em particular crianças, assinala a UNICEF – Fundo da ONU para a Infância, nesta terça-feira, 2 de janeiro. A instituição diz ter “capacidade de levar ajuda às crianças em risco e necessitadas”, mas alerta que “a situação de fundos é sombria”, e apresenta a lista das 13 “crises que precisam de mais financiamento para o ano novo”.

ONU pede pausa humanitária no Sudão para evitar “fome catastrófica”

Situação sem precedentes

ONU pede pausa humanitária no Sudão para evitar “fome catastrófica”

As projeções feitas no verão eram desanimadoras, mas a realidade revelou-se ainda pior do que o previsto: cerca de 18 milhões de pessoas já enfrentam fome aguda no Sudão, um número que corresponde ao dobro do registado no mesmo período do ano anterior, e que supera a estimativa de 15 milhões feita na avaliação de agosto. O diretor nacional do Programa Mundial de Alimentos (PMA) da ONU no Sudão, Eddie Rowe, apela a uma pausa humanitária e ao acesso irrestrito da ajuda para evitar uma catástrofe de fome no país.

Suicídio de migrante em “barco-prisão” revela a “crueldade” da política britânica

Igrejas cristãs alertam

Suicídio de migrante em “barco-prisão” revela a “crueldade” da política britânica

As Igrejas e organizações cristãs no Reino Unido são unânimes: é necessário um sistema de imigração que defenda a dignidade humana daqueles que procuram refúgio no país e ter requerentes de asilo “presos” num barco ao largo de Inglaterra não é compatível com isso. Na sequência da morte de um migrante, esta terça-feira, 12, na barcaça Bibby Stockholm – que, segundo a BBC, ter-se-á suicidado – organizações como o Serviço Jesuíta aos Refugiados pedem o encerramento daquela estrutura.

Igrejas etíopes unem-se em conselho nacional para promover a paz

Decisão histórica

Igrejas etíopes unem-se em conselho nacional para promover a paz

Face à “terrível situação humanitária” na Etiópia, os líderes das três maiores igrejas do país – a Igreja Ortodoxa Etíope Tewahedo, a Igreja Evangélica Etíope Mekane Yesus e a Igreja Católica Etíope – tomaram a decisão histórica de estabelecer um conselho nacional de igrejas. O compromisso foi assumido na semana passada, num encontro que decorreu no Instituto Ecuménico de Bossey (França) e visa reforçar a cooperação ecuménica na resposta às necessidades humanitárias, na promoção da paz e na defesa dos direitos humanos.

Deslocados de Cabo Delgado tentam regressar a casa, mas insegurança persiste

ONU denuncia

Deslocados de Cabo Delgado tentam regressar a casa, mas insegurança persiste

Durante 13 dias, a relatora especial da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre os direitos humanos dos deslocados internos, Paula Gaviria Betancur, esteve em Moçambique. De visita à província de Cabo Delgado, observou a enorme vontade das populações deslocadas de voltar para as suas casas, mas verificou também que “persiste a insegurança” e que as comunidades não têm como autossustentar-se.

Supremo confirmou ilegalidade da “exportação” de refugiados para o Ruanda

“Vitória da humanidade” no Reino Unido

Supremo confirmou ilegalidade da “exportação” de refugiados para o Ruanda

Por unanimidade, os cinco juízes do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) do Reino Unido rejeitaram o plano do governo de recambiar os refugiados requerentes do pedido de asilo para o Ruanda, mantendo, desse modo, a decisão do tribunal de recurso. Cai, assim, por terra uma das promessas mais emblemáticas e polémicas do primeiro ministro britânico, Rishi Sunak, para travar a chegada de pequenos barcos vindos do outro lado do Canal da Mancha, na qual já tinha investido 140 milhões de libras (160 milhões de euros).

Conselho Mundial de Igrejas pede ajuda para os deslocados de Nagorno-Karabakh

Necessária "resposta internacional"

Conselho Mundial de Igrejas pede ajuda para os deslocados de Nagorno-Karabakh

A população e as igrejas arménias precisam urgentemente de “uma resposta internacional generosa para atender às necessidades humanitárias dos refugiados que fugiram de Nagorno-Karabakh, especialmente mulheres vulneráveis, crianças, idosos, pessoas com deficiência e pessoas que não têm outros meios de subsistência”, alertou esta terça-feira, 14 de novembro, o comité executivo do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), que esteve reunido em Abuja (Nigéria), ao longo da última semana.

Guerra é nome de gente

Guerra é nome de gente

A guerra é conteúdo digital, enquadrado por música, tipos de letra, efeitos surpreendentes, segundo os requisitos de cada rede social.

“Falar, falar, falar”

[Margem 8]

“Falar, falar, falar”

A gente habitua-se ao tom de enfado desta repetição, ao tom de denúncia de quem diz “falar, falar, falar” como se colocasse o dedo na ferida da nossa inconsequência. Nos piores casos, da nossa hipocrisia. Mas aconteceu-me outra coisa em julho. No podcast do Centro de Espiritualidade Redentorista (CER) temos a cada dia 9 uma conversa com alguém de quem gostamos.

Jesuítas lançam campanha para promover empregabilidade de migrantes

Contra o preconceito

Jesuítas lançam campanha para promover empregabilidade de migrantes

“Há muitas pessoas refugiadas e imigrantes que apenas procuram um trabalho digno, mas tudo o que encontram são vínculos laborais precários sem contrato”, lamenta o JRS – Serviço Jesuíta aos Refugiados em Portugal. Por isso, a instituição acaba de lançar uma campanha de sensibilização para a contratação destas pessoas. Sob o mote “Algumas desculpas escondem um preconceito”, a iniciativa pretende “desconstruir os mitos mais comuns associados à contratação de pessoas imigrantes e refugiadas”.

Mais de 30 mil crianças chegaram à Arménia em grave sofrimento psicológico

Unicef alerta

Mais de 30 mil crianças chegaram à Arménia em grave sofrimento psicológico

São já mais de 30 mil as crianças refugiadas que chegaram à Arménia nas últimas duas semanas, e na sua generalidade mostram sinais de sofrimento psicológico grave, alertam os relatórios dos assistentes sociais apoiados pela Unicef que têm prestado cuidados especializados às famílias que fugiram das suas casas na sequência da ofensiva militar ao território de Nagorno-Karabakh.

Arquidiocese do México alerta para sobrecarga de centros de acolhimento a migrantes

Igrejas transformadas em abrigos

Arquidiocese do México alerta para sobrecarga de centros de acolhimento a migrantes

O fluxo de migrantes na cidade do México “aumentou de tal forma que criou uma verdadeira crise humanitária”, alerta a arquidiocese local numa declaração divulgada nas suas redes sociais, em que apela a todos aqueles “que tenham possibilidade” para “fornecer ajuda financeira ou em espécie” aos vários centros de acolhimento que têm vindo a ser improvisados pela Igreja, ou então a oferecer-se como voluntário.

Na primeira nação cristã do mundo, está a acontecer o segundo genocídio

Nagorno-Karabakh

Na primeira nação cristã do mundo, está a acontecer o segundo genocídio

Não é algo que se costume referir quando se fala da Arménia, mas sem dúvida que é uma informação importante para compreender o que se passa no enclave de Nagorno-Karabakh (internacionalmente reconhecido como parte do Azerbaijão, mas governado de facto por arménios desde o colapso da União Soviética): trata-se da primeira nação do mundo a ter adotado o cristianismo como religião de Estado, no início do século IV. E o enclave, ao qual os habitantes locais chamam Artsakh, é o território ancestral de 120 mil pessoas, dos quais 98% são arménios cristãos, e lar de inúmeras igrejas e mosteiros que estão entre os mais antigos do mundo.

O cemitério de Lampedusa

Lugares

O cemitério de Lampedusa

  À entrada do cemitério velho de Lampedusa, no cimo da Cala Pisana, somos recebidos assim:   Este mar que nos envolve no presente não é feito só de ondas. Mas também de ferro e aço, É uma fronteira que mata, Tornado assim pelas leis dos homens. É um mar de...

Elizabeth, Arina, Alina e Ouwais dizem o que anseiam do encontro do Papa com refugiados

Francisco dedica a manhã de quarta-feira às escolas e estudantes

Elizabeth, Arina, Alina e Ouwais dizem o que anseiam do encontro do Papa com refugiados

Elizabeth espera um encontro importante para um apelo à reconciliação. Arina, ucraniana, e a russa Arina são amigas e dizem que “a religião tem de ser uma ferramenta para regular conflitos. E Ouwais afirma-se “grato” pelos “esforços do Papa para consciencializar sobre a situação dos migrantes e refugiados em todo o mundo”. 

“A violência não resolve, é preciso liberdade para o povo palestiniano”, defende patriarca latino de Jerusalém

Igrejas cristãs unânimes na condenação

“A violência não resolve, é preciso liberdade para o povo palestiniano”, defende patriarca latino de Jerusalém

Os líderes religiosos cristãos são unânimes ao condenar o ataque israelita dos últimos dias na Cisjordânia e exigir o fim de toda a violência na região. Pierbattista Pizzaballa, patriarca latino de Jerusalém, adverte que haverá muito mais vítimas se o direito à autodeterminação e independência não for assegurado. “A violência não resolve, é preciso liberdade para o povo palestiniano”, defende.

Mais de 50 mil migrantes atravessaram o Mediterrâneo Central este ano

Dia Mundial do Refugiado

Mais de 50 mil migrantes atravessaram o Mediterrâneo Central este ano

Nos primeiros cinco meses de 2023, o número de travessias irregulares para a União Europeia através da rota do Mediterrâneo Central aumentou 160% face ao mesmo período do ano passado. Nas vésperas do Dia Mundial do Refugiado, que se assinala esta terça-feira, 20 de junho, e poucos dias após aquele que pode ter sido o segundo pior naufrágio de migrantes no Mediterrâneo, sabe-se que, ao todo, foram 50.318 os migrantes identificados pela agência europeia de controlo de fronteiras Frontex a chegar por essa via, o maior número registado desde 2017.

Aristides de Sousa Mendes, a coragem da desobediência

Aristides de Sousa Mendes, a coragem da desobediência

Para a primeira das quatro Conferências de Maio deste ano, organizadas pelo Centro de Reflexão Cristã, de Lisboa, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, enviou um curto depoimento sobre Aristides Sousa Mendes, o cônsul português que, em Bordéus, salvou milhares de judeus em fuga do nazismo, desobedecendo deliberadamente às ordens do ditador Salazar.

A guerra do Iraque vinte anos depois

A guerra do Iraque vinte anos depois

Hoje, passados vinte anos, é oportuno refletir nas lições que podemos colher da guerra do Iraque quando somos confrontados com outra guerra que também envolve, direta ou indiretamente, as principais potências mundiais.

Papa chega à Hungria, por entre “gélidos ventos de guerra” e ameaças à liberdade

41ª viagem apostólica

Papa chega à Hungria, por entre “gélidos ventos de guerra” e ameaças à liberdade

Muitos vaticinaram que, depois da hospitalização no mês passado, o Papa iria adiar a sua visita à Hungria. Mas enganaram-se. Francisco já foi à basílica de Santa Maria Maior, em Roma, para rezar diante do ícone da Salus Populi Romani e confiar a sua peregrinação a Nossa Senhora, como fez em cada uma das 40 viagens apostólicas anteriores. Parte esta sexta-feira, pelas 7h10 (hora de Lisboa) rumo à capital húngara, Budapeste, onde ficará durante três dias. 

Mais de 80 mortos em ataques armados na Nigéria

Durante a Semana Santa

Mais de 80 mortos em ataques armados na Nigéria

Pelo menos 80 pessoas, na sua maioria a residir em campos de deslocados, foram mortas no estado de Benue, no centro da Nigéria, na sequência de três ataques ocorridos durante a semana passada, alegadamente perpetrados por pastores Fulani. O terceiro ataque aconteceu na sexta-feira, 7 de abril, tendo causado “mais de 35 mortos e incontáveis feridos”, avança a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) esta segunda-feira, 10.

“Dois pesos e duas medidas” nos direitos humanos fomentaram “impunidade e instabilidade” em 2022

Relatório Anual da Amnistia Internacional

“Dois pesos e duas medidas” nos direitos humanos fomentaram “impunidade e instabilidade” em 2022

O Relatório Anual da Amnistia Internacional (AI) referente a 2022 denuncia “a incapacidade da comunidade internacional de se unir de forma consistente na proteção dos valores universais” e “a existência de dois pesos e duas medidas em todo o mundo em matéria de direitos humanos”. O documento, divulgado esta terça-feira, 28 de março, conclui que, por esse motivo, “a impunidade e a instabilidade” aumentaram no ano passado e houve “mais sofrimento e devastação”.

Vítimas da “dupla tragédia” em Moçambique lutam pela sobrevivência

Ciclone soma-se ao terrorismo

Vítimas da “dupla tragédia” em Moçambique lutam pela sobrevivência

A passagem do ciclone Freddy deixou um rasto de destruição e morte na zona central de Moçambique ao longo dos últimos dias. Há cerca de “100 mil pessoas com necessidade de apoio”, das quais mais de cinco mil já se encontravam em centros de deslocados, muitas delas fugidas do terrorismo na região norte, em particular na província de Cabo Delgado, e que são, agora, vítimas de uma “dupla tragédia”.

Como podemos seguir Jesus neste momento?, perguntam evangélicos reunidos na Polónia

Após um ano de guerra

Como podemos seguir Jesus neste momento?, perguntam evangélicos reunidos na Polónia

Três organizações, que representam mais de 600 milhões de evangélicos no mundo, destacam o facto de “muitos cristãos na Rússia” estarem “a agonizar, tentando perceber como é que se segue Jesus quando se faz parte de uma comunidade que inflige danos a outras pessoas”. O desafio, defendem, é “ficar com os vulneráveis, mesmo quando isso significa confrontar o nosso próprio grupo e os nossos próprios líderes”.

Somália enfrenta sexta seca consecutiva

3,8 milhões de deslocados

Somália enfrenta sexta seca consecutiva

O número de deslocados internos na Somália supera atualmente os 3,8 milhões e o vice-diretor geral de operações da Organização Internacional para Migração (OIM), Ugochi Daniels, disse, na apresentação do seu relatório após uma semana naquele país, que “mais 300.000 pessoas poderão ver-se obrigadas a abandonarem os seus locais de vida até julho de 2023” por causa da seca e dos conflitos armados.

Um ano cheio de dor e perdas, mas também de solidariedade e esperança

Cáritas ajudou com 5 milhões

Um ano cheio de dor e perdas, mas também de solidariedade e esperança

“Temos muitas cicatrizes – mortes, perdas, feridas, casas destruídas, infraestruturas, traumas psicológicos, mas na nossa alma não somos vítimas”. Quem o assegura é Mila Leonova, responsável pelas relações externas da Cáritas Ucrânia. E isto porque, desde a escalada do conflito no país a 24 de fevereiro de 2022, organizações como a própria Cáritas, mas também a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) ou o Serviço Jesuíta aos Refugiados (JRS), têm trabalhado incansavelmente para fornecer ajuda humanitária àqueles que sofrem as consequências da guerra.

“R.M.N.”: Uma inquietante parábola da Europa

Um filme de Cristian Mungiu

“R.M.N.”: Uma inquietante parábola da Europa

Esta “ressonância magnética nuclear” (R.M.N.) que o realizador faz à aldeia é uma metáfora de toda a Europa: uma terra multiétnica, feita também de migrantes e de vários povos, onde convivem diferentes línguas, culturas e religiões, mas que é atacada pela xenofobia, nacionalismo, ódio, justificados com os falsos argumentos que ouvimos e lemos por aí.

Paz no Tigré dá passos desde novembro

Etiópia

Paz no Tigré dá passos desde novembro

Foi o primeiro encontro entre as partes aquele que esta sexta-feira, 3, juntou à mesma mesa os dirigentes do Tigré e o Governo etíope, depois do acordo de paz bilateral assinado em novembro último. Segundo a empresa etíope de radiotelevisão estatal, as partes avaliaram as medidas até agora tomadas para concretizar os acordos assinados.

“Por favor, digam ao Papa que só queremos paz!”

Francisco no Sudão do Sul

“Por favor, digam ao Papa que só queremos paz!”

As ruas estão mais limpas que nunca, algumas foram alcatroadas, e a uma delas até lhe mudaram o nome: agora chama-se Rua Papa Francisco. A cidade de Juba está a postos para receber aquela que é a primeira viagem de um Pontífice ao mais jovem país do mundo, o Sudão do Sul, e entre os milhares que vão procurando um lugar para ver o Papa passar há um grande desejo comum: o de que esta visita contribua, definitivamente, para a paz.

Papa Francisco no Congo: A ousadia de mostrar ao mundo o que o mundo não quer ver

40ª viagem apostólica

Papa Francisco no Congo: A ousadia de mostrar ao mundo o que o mundo não quer ver

O Papa acaba de embarcar naquela que tem sido descrita como uma das viagens mais ousadas do seu pontificado, mas cujos riscos associados não foram motivo suficiente para que abdicasse de a fazer. Apesar dos problemas de saúde que o obrigaram a adiá-la, Francisco insistiu sempre que queria ir à República Democrática do Congo e ao Sudão do Sul. Mais do que uma viagem, esta é uma missão de paz. E no Congo, em particular, onde os conflitos já custaram a vida de mais de seis milhões de pessoas e cuja região leste tem sido atingida por uma violência sem precedentes, a presença do Papa será determinante para mostrar a toda a comunidade internacional aquilo que ela parece não querer ver.

Bispos dos EUA exigem a Biden soluções dignas para os migrantes

Comunicado critica novas regras

Bispos dos EUA exigem a Biden soluções dignas para os migrantes

Os bispos católicos dos Estados Unidos da América (EUA) manifestaram-se contra as novas medidas que visam conter a migração ilegal para o país, anunciadas na semana passada pelo Presidente Joe Biden. Em comunicado, exigem ao governo que “reverta o seu caminho atual, em favor de soluções humanas que reconheçam a dignidade dada por Deus aos migrantes e forneçam acesso equitativo à imigração e caminhos humanitários”.

Natal solidário em Pemba

Bens para deslocados

Natal solidário em Pemba

A Comunidade de São José da paróquia de São Paulo e a Associação Kuendeleya promoveram, em Pemba, Moçambique, no sábado, dia 17, uma acção de solidariedade para com os deslocados que fogem dos ataques terroristas. O apoio traduziu-se na entrega de cabazes com produtos alimentares, vestuário, cobertas e material escolar.

Há 103 milhões de refugiados no mundo, um “número recorde sem precedentes”

Relatório da Fundação Migrantes

Há 103 milhões de refugiados no mundo, um “número recorde sem precedentes”

São atualmente 103 milhões os refugiados no mundo inteiro, um “número recorde sem precedentes”, que equivale a um em cada 77 habitantes e corresponde a mais do dobro do registado há dez anos. os dados dão do Relatório 2022 sobre o Direito de Asilo da Fundação Migrantes, órgão pastoral da Conferência Episcopal Italiana, que foi apresentado esta terça-feira, 13 de dezembro, na Universidade Gregoriana, em Roma.

ONG israelita já salvou a vida a 3.000 crianças palestinianas

Uma forma de "construir pontes"

ONG israelita já salvou a vida a 3.000 crianças palestinianas

Amir tem cinco anos e, até agora, não podia correr nem brincar como a maioria das crianças da sua idade. Quando tinha apenas 24 meses, apanhou um vírus que resultou no bloqueio de uma das suas artérias coronárias, pelo que qualquer esforço físico passou a ser potencialmente fatal. Mas, muito em breve, este menino palestiniano poderá recuperar o tempo perdido. Com o apoio da organização humanitária israelita Save a Child’s Heart, Amir acaba de ser operado num hospital em Tel Aviv e está fora de perigo.

Luta contra o tráfico humano: “O nosso grande foco tem de ser na educação”

Conclusões da assembleia da RENATE

Luta contra o tráfico humano: “O nosso grande foco tem de ser na educação”

São “milhões” as vítimas de tráfico humano, e é preciso ajudá-las, protegê-las. Mas a pandemia de covid-19 e o consequente surgimento de “novos tipos de tráfico e exploração” vieram mostrar que há “um trabalho enorme a fazer” em termos de prevenção. Quem o diz é Ivonne van de Kar, que acaba de assumir a presidência da Rede Europeia de Religiosas contra o Tráfico e Exploração (RENATE), e que falou ao 7MARGENS na conclusão da assembleia geral que reuniu em Fátima, de 13 a 18 de novembro, perto de 100 membros daquela organização.

“Nada fizemos para que o mundo nos agradeça”

Editorial 7M

“Nada fizemos para que o mundo nos agradeça”

A frase, dita pelo vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans, após o final da Cimeira do Clima dá conta do desapontamento de todos os que trabalharam para que a COP27 selasse compromissos concretos e sérios que permitissem manter o aumento do aquecimento global em 1,50 Celsius acima da média da era pré-industrial.

Falta de recursos pode levar a cortes no apoio vital a refugiados

Acnur lança apelo

Falta de recursos pode levar a cortes no apoio vital a refugiados

Os cortes já começaram nos últimos meses: a falta de recursos forçou a Agência da ONU para os Refugiados, Acnur, a “reduzir programas essenciais” de muitas das operações de ajuda em curso. Esta sexta-feira, 28, o organismo anunciou que “se não conseguir pelo menos 700 milhões de dólares até ao final do ano, podem acontecer reduções catastróficas para os necessitados”.

Igreja greco-católica de Lviv prepara peregrinação da imagem de Fátima pela Ucrânia

Entregue escultura oferecida em maio

Igreja greco-católica de Lviv prepara peregrinação da imagem de Fátima pela Ucrânia

A Igreja Greco-católica de Lviv está a preparar uma peregrinação por toda a Ucrânia da escultura de Nossa Senhora oferecida pelo Santuário de Fátima. A imagem, doada no passado mês de maio, permaneceu no Santuário até esta quarta-feira, 26, data em que uma comitiva da igreja ucraniana esteve em Fátima para devolver a réplica nº 13 da Virgem Peregrina (que se encontrava na Ucrânia desde março deste ano) e levou a nova escultura oferecida pelo Santuário.

Bispos italianos apontam União Europeia ao Governo

Grandes desafios requerem colaboração com a Europa

Bispos italianos apontam União Europeia ao Governo

A tragédia da guerra em curso é o principal desafio que o Governo Meloni enfrenta e que só pode encarado “em plena harmonia com a Europa, na busca inevitável e urgente de um caminho certo que possa finalmente levar à paz”, escreve o cardeal Matteo Zuppi, presidente da Conferência Episcopal Italiana (CEI), no comunicado em que felicita a primeira-ministra pela sua tomada de posse.

Bispos exigem que políticos se unam para “reforma integral da imigração”

EUA

Bispos exigem que políticos se unam para “reforma integral da imigração”

Com milhares de imigrantes a tentar entrar diariamente nos Estados Unidos da América, particularmente vindos da Venezuela, e  Joe Biden a recuperar leis implementadas no passado por Donald Trump que permitem expulsá-los, os bispos norte-americanos emitiram esta semana um comunicado exigindo aos líderes do governo que deixem o partidarismo de lado e trabalhem juntos numa “reforma integral da imigração”, que “reconheça a dignidade inviolável de todos os recém-chegados”.

Refugiados cristãos vão ser desalojados para construção de centro comercial em Bagdad

Iraque

Refugiados cristãos vão ser desalojados para construção de centro comercial em Bagdad

Em 2014, centenas de cristãos tiveram de abandonar as suas casas em Mossul e outras localidades da Planície de Nínive (no norte do Iraque) devido ao avanço das milícias do autodenominado Estado Islâmico (Daesh). Muitos encontraram refúgio em Badgad, num conjunto de edifícios que ficou conhecido como Campo de Refugiados Virgem Maria. Mas 120 famílias acabam de receber uma ordem de despejo da parte do Governo, porque esses edifícios, que pertencem ao Estado, serão convertidos num centro comercial.

Impacto da pandemia empurrará mais 10 milhões de meninas para o casamento infantil

Relatório da Save the Children

Impacto da pandemia empurrará mais 10 milhões de meninas para o casamento infantil

A crise provocada pela pandemia de covid-19 e os seus impactos na desigualdade de género deverá levar a que mais 10 milhões de raparigas com idade inferior a 18 anos sejam forçadas a casar-se até 2030, revela um relatório da organização internacional Save the Children, divulgado esta terça-feira, 11, data que que se assinalou, pela 10ª vez, o Dia Internacional da Rapariga.

Cabo Delgado: muitas lacunas nos cuidados de saúde 

Médicos Sem Fronteiras

Cabo Delgado: muitas lacunas nos cuidados de saúde 

A organização Médicos Sem Fronteiras continua “a preencher lacunas” na província moçambicana de Cabo Delgado, nomeadamente “nos cuidados de saúde e a responder a emergências tanto na comunidade de acolhimento como nas crescentes comunidades deslocadas, muitas vezes em colaboração com as autoridades sanitárias e outros parceiros”.

Bispos italianos pedem a novo governo que acolha os migrantes

Cardeal Zuppi assina comunicado

Bispos italianos pedem a novo governo que acolha os migrantes

O presidente da Conferência Episcopal Italiana (CEI), cardeal Matteo Zuppi, apelou aos vencedores das eleições legislativas no país, vistos como hostis a grande parte da agenda social do Papa, que exerçam o seu mandato como uma “alta responsabilidade, ao serviço de todos, começando pelos mais débeis”, nomeadamente os migrantes. Numa declaração publicada esta terça-feira, 27, no site da CEI, o também arcebispo de Bolonha fez questão de assegurar que a própria Igreja continuará a defender o bem comum com “severidade”.

Cáritas encerra atividades na Argélia

A pedido das autoridades

Cáritas encerra atividades na Argélia

A Igreja Católica da Argélia anunciou o encerramento, a partir de 1 de outubro, de todas as atividades e obras de caridade implementadas pela Cáritas Argélia, O encerramento “completo e definitivo” foi comunicado através de uma declaração assinada pelo arcebispo emérito de Argel, Paul Desfarges, onde se refere que “a medida drástica é tomada em cumprimento do pedido das autoridades públicas argelinas”, avança o Vatican News.

Apoio escolar a crianças de Cabo Delgado

Cristãos e muçulmanos juntos

Apoio escolar a crianças de Cabo Delgado

A tragédia que ocorre na província moçambicana de Cabo Delgado em consequência de ataques de insurgentes que se reivindicam do jihadismo obriga, constantemente, a rever o número de mortos e de deslocados. Mas também impõe que se olhe com muita atenção para o trabalho de apoio aos que se apresentam numa situação mais vulnerável

O futuro por (re)fazer

O futuro por (re)fazer

“Sabes, provocamos muito a terra.” E é verdade! Isso fez-me recordar do poema que se encontra em epígrafe: a terra anseia pelo nosso carinho, pelo nosso cuidado; entretanto, pouco parámos para agir sobre isso. E estamos todos doentes, nós e a terra.

Atenção ao conflito de Cabo Delgado e uma estratégia para o afrontar

Bispo de Pemba ao 7M

Atenção ao conflito de Cabo Delgado e uma estratégia para o afrontar

Preocupado com o agravamento da violência na província de Cabo Delgado, no Norte de Moçambique, em consequência dos ataques mortais de um grupo de insurgentes conotado com jihadistas, António Juliasse Ferreira Sandramo, bispo da diocese de Pemba (que coincide com a referida província), considera que a situação não se resolverá se apenas for tratada como um assunto do foro militar.

Nova vaga de ataques terroristas atinge Cabo Delgado

Incêndios e decapitações

Nova vaga de ataques terroristas atinge Cabo Delgado

Uma série de ataques terroristas atingiu a província de Cabo Delgado, em Moçambique, nas últimas semanas, denunciou o Denis Hurley Peace Institute, órgão associado da Conferência dos Bispos Católicos da África Austral. De acordo com informações daquela organização, veiculadas pelo jornal Crux esta terça-feira, 6, pelo menos 70 casas e um camião que transportava milho foram incendiados na vila de Nacuale e várias pessoas foram decapitadas no final de agosto.

Cáritas apela à “paz imediata” na Ucrânia

Seis meses de guerra

Cáritas apela à “paz imediata” na Ucrânia

Seis meses depois do início da guerra na Ucrânia, com a Rússia a invadir o território do país vizinho, a rede internacional da Cáritas lançou um novo apelo à paz, “chamando a atenção para o alto custo desta guerra em termos de vidas humanas e as pesadas consequências tanto a nível local como global”.

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Resgatadas 29 pessoas

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Dezenas de pessoas estão desaparecidas depois de um barco ter naufragado no mar Egeu, na quarta-feira, ao largo da ilha grega de Cárpatos, divulgou a ACNUR. A embarcação afundou-se ao amanhecer, depois de da costa sul da vizinha Turquia, em direção a Itália. “Uma grande operação de busca e resgate está em curso.”

Estado de emergência prolongado em Myanmar

Católicos vivem aterrorizados

Estado de emergência prolongado em Myanmar

A junta militar no poder em Myanmar prolongou por mais seis meses o estado de emergência no país. A decisão foi comunicada esta segunda-feira, 1 e agosto, num discurso dirigido à nação e publicado no Global New Light of Myanmar, enquanto a Union of Catholic Asian News (UCA News) divulgava a notícia de que os habitantes das aldeias católicas vivem cada vez mais aterrorizados na sequência dos ataques aéreos de que foram alvo nas últimas semanas.

Bispos incitam à união contra o banditismo e a insegurança

Haiti

Bispos incitam à união contra o banditismo e a insegurança

“Chegou a hora de acordar do nosso torpor, de dizer com todas as nossas forças: não à insegurança! Não aos sequestros! Não à legalização, por cumplicidade, da atividade das quadrilhas armadas! Não a qualquer projeto de aniquilação do Estado!”, escrevem os bispos do Haiti na sua mensagem deste domingo, 31 de julho, em que incitam “o povo, empresários, políticos, representantes de instituições e da sociedade civil” a unirem-se no combate contra “o flagelo da insegurança”.

O que sabemos dos nossos refugiados?

[Nas margens da filosofia]

O que sabemos dos nossos refugiados?

Assistimos de novo àquilo que pensávamos nunca mais voltar a acontecer na Europa depois das duas últimas grandes guerras – a fuga massiva de migrantes obrigados a sair do seu país para se manterem vivos. E trata-se de gente que até há poucos meses vivia bem, em cidades cuidadas e bonitas, com jardins, monumentos, escolas e igrejas maravilhosas, num ambiente pacífico que os seus habitantes nunca sonhariam ter de abandonar.

JRS elogia nova Lei de Estrangeiros

Regulamentação da detenção preocupa

JRS elogia nova Lei de Estrangeiros

O Serviço Jesuita de Apoio aos Refugiados, JRS Portugal,  considera “positiva a criação de vias legais e seguras para as pessoas se deslocarem e fixarem em Portugal, a desburocratização e o claro sentido de diminuição do tempo de espera relativo aos processos do SEF” que surgiram no âmbito da nova Lei de Estrangeiros.

Papa pede propostas para desenvolver o potencial dos migrantes

Novo vídeo

Papa pede propostas para desenvolver o potencial dos migrantes

Como podemos promover o desenvolvimento do potencial dos migrantes e refugiados? Esta é a questão colocada pelo Papa Francisco no vídeo divulgado esta semana pelo Dicastério para a Promoção do Desenvolvimento Humano Integral, por ocasião do  aniversário da visita do Papa Francisco a Lampedusa e tendo em vista o 108º Dia Mundial do Migrante e do Refugiado, que será celebrado a 25 de setembro de 2022.

Sobrevivência de milhões de sírios depende de decisão do Conselho de Segurança

Ajuda humanitária em risco

Sobrevivência de milhões de sírios depende de decisão do Conselho de Segurança

A vida de mais de quatro milhões de sírios depende de uma decisão que será tomada pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas este domingo, 10 de julho, sobre a renovação das disposições da resolução transfronteiriça, que assegura o acesso humanitário ao norte do país, região que se encontra há 11 anos em guerra. A organização Médicos do Mundo (MdM) apelou esta quinta-feira a que a renovação seja assegurada por pelo menos mais 12 meses, sublinhando que de outra forma as populações deixarão de ter acesso a alimentos, medicamentos essenciais e outros bens humanitários básicos.

Terrorismo, ciclones e Missão

Norte de Moçambique

Terrorismo, ciclones e Missão

É verdade que toda a Igreja se empenhou na assistência humanitária às vítimas do ciclone Gombe, com a distribuição de alimentos e materiais de construção para as casas. E também abre braços e corações para acolher os deslocados de Cabo Delgado. Mas a grande aposta na construção de um futuro melhor passará por projectos de desenvolvimento e por mais e melhor educação integral.

Acolher sem porquês

Acolher sem porquês

Eu e o meu namorado vivemos na Alemanha e decidimos desde o início da guerra na Ucrânia hospedar refugiados em nossa casa. Pensámos muito: nenhum de nós tem muito tempo disponível e sabíamos que hospedar refugiados não é só ceder um quarto, é ceder paciência, muita paciência, compreensão, ajuda com documentos…

Isenção de propinas

Católica lança programa de bolsas para refugiados

A Universidade Católica Portuguesa vai atribuir 24 bolsas de estudo para refugiados com isenção de propinas. a Universidade declara que “junta-se ao esforço nacional de acolhimento e integração dos refugiados com o lançamento de um programa de atribuição de bolsas”, num comunicado enviado ao 7MARGENS.

Igreja Lusitana mobiliza-se para apoio a migrantes

Sínodo dos anglicanos portugueses

Igreja Lusitana mobiliza-se para apoio a migrantes

A Igreja Lusitana, que integra a Comunhão Anglicana, vai constituir um “ponto de missão” cujo foco será o trabalho com migrantes. Este centro ficará localizado na Praia de Mira (Coimbra) e para ele estão já mobilizados cristãos provenientes de Cuba, Espanha, Colômbia e Portugal.
O “ponto de missão”, que adopta o nome de Maria de Magdala, pretende ser “um sinal de compromisso” da Igreja Lusitana com a questão dos migrantes. A decisão da sua constituição foi aprovada por unanimidade e aclamação no Sìnodo da Igreja, que decorreu nos dias 10 e 11.

As “histórias bizarras” de refugiados e imigrantes de novo em cena

Sábado, em Oeiras

As “histórias bizarras” de refugiados e imigrantes de novo em cena

As histórias de refugiados e imigrantes a viver em Portugal voltam ao palco neste sábado, 11, no Auditório Municipal Ruy de Carvalho, em Carnaxide (Oeiras), a partir das 21h00, no espectáculo Une Histoire Bizarre (Uma História Bizarra). A peça, uma ideia original de Sebastião Martins, com encenação de Júlio Martín, parte das histórias pessoais das actrizes e actores de países tão diversos quanto a Ucrânia, Síria, o Irão e o Iraque, o Sudão, Afeganistão, Moçambique, Gâmbia, Nigéria ou Paquistão.

Lusodescendentes católicos são alvo de “atrocidades” e “genocídio” na Birmânia

Associação denuncia

Lusodescendentes católicos são alvo de “atrocidades” e “genocídio” na Birmânia

A Associação Internacional de Lusodescendentes (AILD) alerta para o “genocídio” e as “atrocidades” de que estão a ser alvo milhares de lusodescendentes católicos na Birmânia (conhecidos como bayingyis). Desde o início do ano, já houve pelo menos três ataques armados a aldeias onde estas comunidades residem, provocando a destruição de centenas de habitações e pelo menos quatro mortos.

Está a chegar menos ajuda solidária à Ucrânia

Dificuldades aumentam

Está a chegar menos ajuda solidária à Ucrânia

A ajuda humanitária internacional para a Ucrânia está a diminuir e “as pessoas estão a ficar sem recursos”, alerta D. Radoslaw Zmitrowicz, Bispo auxiliar da Diocese de Kamyanets-Podilskyi. O prelado falava numa conferência, via internet, com a Fundação AIS, e explicava que a “situação está muito, muito difícil” e que a ajuda humanitária, que no início da guerra foi assinalável, está “agora a diminuir bastante”.

Casamento infantil quase duplicou em Cabo Delgado

Save the Children alerta

Casamento infantil quase duplicou em Cabo Delgado

As taxas de casamento precoce aumentaram substancialmente no primeiro trimestre deste ano entre as crianças da região de Cabo Delgado (Moçambique), alertou esta semana a organização internacional Save the Children. O aumento está diretamente relacionado com a pobreza provocada pelo conflito que assola a região desde 2017 e que deixa muitos pais perante “a escolha devastadora” de ter de “deixar os filhos casar para aliviar a carga da família”, explica a instituição.

“Diakuyu”: uma iniciativa para ajudar os ucranianos, e agradecer-lhes também

Exposições, música e debates

“Diakuyu”: uma iniciativa para ajudar os ucranianos, e agradecer-lhes também

Uma exposição solidária com recolha de fundos para apoio aos refugiados ucranianos em Portugal está patente desde esta quinta-feira, 12, na Galeria Santa Maria Maior, em Lisboa. O título da exposição, Diakuyo, ou “obrigado” em ucraniano, foi escolhido por se tratar de “uma homenagem e agradecimento ao povo ucraniano, que não está está só a lutar em causa própria, mas para a defesa de valores universais da humanidade como a liberdade e a justiça”, explica a organização em nota enviada ao 7MARGENS.

Guerras, medos, esperas e outras histórias bizarras

Migrantes e refugiados contam vidas em teatro

Guerras, medos, esperas e outras histórias bizarras

E como se arruma a vida numa pequena mala se tivermos apenas uma hora para fugir das bombas? Porque temos de decidir deixar para trás a roupa nova, o colchão de yoga, o livro que se começou a ler? Como se pode trocar um dia de aniversário pelo dia de início de uma guerra que outros nos fazem? Porque não se pode, sequer, encenar o pequeno teatro que era costume fazer para os amigos nesse dia?

Papa insiste numa trégua pascal para a Ucrânia

Sem resultados aparentes

Papa insiste numa trégua pascal para a Ucrânia

O Papa Francisco voltou a insistir numa “trégua pascal” na guerra da Ucrânia, que se iniciou há dois meses, lamentando o aumento da violência. “Renovo o apelo a uma trégua pascal, sinal mínimo e tangível de uma vontade de paz. Que se pare o ataque, para ir ao encontro dos sofrimentos das populações esgotadas”, disse, desde a janela do apartamento pontifício.

O ângulo morto da invasão

O ângulo morto da invasão

Escrever sobre o momento atual não é fácil. Há palavras envenenadas, kits carregados até à exaustão de chavões reveladores de uma cegueira ideológica incompreensível, ignorante e/ou perversa, de uma arrogância cultural, mesmo quando, aparentemente se querem fazer análises complexas.

Uma jornada pela paz na Sexta-Feira Santa

Uma jornada pela paz na Sexta-Feira Santa

Vindas de todo o país, foram mais de 700 pessoas a tomar parte nesta jornada, dinamizada pelo impulso inquieto e empreendedor do padre Almiro Mendes, pároco de Canidelo e Afurada, na passada Sexta-Feira Santa. Teve o seu início junto do Santuário de Nossa Senhora da Urtiga, num largo emoldurado por cartazes alusivos à paz, com uma intervenção daquele presbítero em que sublinhou a necessidade de «tecer os caminhos novos do Amor, deixando ódios e violências». Estava dado o mote para o cantor Miguel Bandeirinha galvanizar a participação massiva dos caminhantes, executando de forma empolgante o cântico «É preciso renascer, deixai ódios, violências».

Educação inclusiva em Portugal: “melhorias históricas”, mas ainda muito a fazer

Relatório de avaliação da OCDE

Educação inclusiva em Portugal: “melhorias históricas”, mas ainda muito a fazer

O sistema educativo português conheceu, nos últimos 25 anos, “melhorias históricas” no que toca ao acesso e concretização da inclusão na educação, ainda que persistam diferenças importantes nos resultados das aprendizagem e bem-estar dos alunos com origens em grupos sociais desfavorecidos e/ou diversos. A conclusão é de uma avaliação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre a política e as práticas de educação inclusiva, realizada no âmbito do seu projeto “Strength through Diversity”, cujo relatório, intitulado Review of Inclusive Education in Portugal, acaba de ser publicado.

Ucrânia e o Direito ao Lugar

Ucrânia e o Direito ao Lugar

Tantos tiveram de abandonar o seu lugar de vida, perderam o seu “direito ao lugar” – bebés e crianças de colo, mulheres grávidas, velhos que mal podem caminhar, não sabendo quando e se poderão voltar, se a sua casa estará intacta ou destruída, se as escolas funcionarão, se os hospitais os poderão receber, se poderão voltar a levar os filhos ao parque infantil perto de casa… Alguns não querem abandonar o seu lugar, a sua casa, e ficam, sujeitando-se à fome, ao frio, à privação, ao desconhecido e à morte. Mesmo os que ficaram perderam o “direito ao [seu] lugar”, um direito básico do ser humano.

Escolher um dos lados, desobedecer aos pais

Escolher um dos lados, desobedecer aos pais

  Para além de “Não fales com estranhos”, “Nunca respondas aos teus professores” e “Não abras a porta a ninguém” um dos ensinamentos que mais me foram repetidos durante a infância foi “Não escolhas lados”. Os meus pais sempre me ensinaram que não me devo meter em...

Igrejas da Hungria e Roménia mobilizadas para ajudar os refugiados ucranianos

Terceira onda de fuga do país

Igrejas da Hungria e Roménia mobilizadas para ajudar os refugiados ucranianos

As igrejas locais da Hungria e da Roménia estão na linha da frente para ajudar os refugiados ucranianos, afirmaram o Conselho Ecuménico das Igrejas e a Aliança ACT (que congrega cerca de uma centena e meia de igrejas e organizações afiliadas de 120 países empenhadas em fornecer ajuda humanitária a pessoas carenciadas), numa conferência de imprensa realizada no dia 22 de março, após uma viagem recente à Hungria, Roménia e Ucrânia.

Oiça-se a cultura!…

Oiça-se a cultura!…

O monstro da guerra não se dissimulou e a resistência apareceu e reagiu. Mesmo para os que julgavam poder aparecer como supostos libertadores, aconteceu o que tantas vezes ocorre em circunstâncias semelhantes – o sentido de comunidade, a defesa da casa, a solidariedade prevaleceram. Afinal, a guerra é a calamidade composta de todas as calamidades, que a todos atinge, em que “não há mal algum que se não padeça ou se não tema”.

A primeira vez com medo da guerra

A primeira vez com medo da guerra

A guerra na Ucrânia é para nós, jovens, a primeira ameaça militar à porta do Ocidente protegido que conhecemos desde sempre. Não sentimos na pele a instabilidade da Guerra Fria nem o pavor do 11 de setembro, mal nos recordamos da Guerra do Iraque e foi de longe que assistimos à Primavera Árabe. O discurso facínora de Putin é a primeira imagem concreta que temos da malvadez imprevisível, impiedosa e sem Humanidade.

Líder da Aliança Evangélica Russa pede desculpa a ucranianos

Em carta aberta "a todos os irmãos"

Líder da Aliança Evangélica Russa pede desculpa a ucranianos

“Lamento as decisões tomadas pelos líderes do meu país” e “peço perdão a todos aqueles que têm sofrido, perdido entes queridos e familiares, ou perdido a sua casa em consequência deste conflito militar”. As palavras são de Vitaly Vlasenko, secretário-geral da Aliança Evangélica Russa, numa carta aberta dirigida aos “irmãos e irmãs de todo o mundo”, que foi divulgada esta semana no site da Aliança Evangélica Mundial.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Na Calábria, com Migrantes e Refugiados

Na Calábria, com Migrantes e Refugiados novidade

Estou na Calábria com vista para a Sicília e o vulcão Stromboli ao fundo. Reunião de Coordenadores das Redes Internacionais do Graal. Com uma amiga mexicana coordeno a Rede de Migrantes e Refugiados que abrange nada mais nada menos que 10 países, dos Estados Unidos, Canadá e México às Filipinas, passando por África e o sul da Europa. Escolhemos reunir numa propriedade de agroturismo ecológico (Pirapora), nas escarpas do mar Jónio, da antiga colonização grega. Na Antiguidade, o Mar Jónico foi uma importante via de comércio marítimo, principalmente entre a Grécia e o Sul da Itália.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This