Conclusões apresentadas dia 5

Relatório diz que 2% dos padres em França nos últimos 70 anos foram “criminosos pedófilos”

| 4 Out 2021

O escândalo dos abusos em França ainda está para durar. Foto © karl-fredrickson | Unsplash

 

O presidente da comissão nacional de investigação da criminalidade pedófila na Igreja em França disse este domingo, dia 3, ter havido “entre 2.900 e 3.200 criminosos pedófilos”, homens — padres ou religiosos — na Igreja Católica no país desde 1950.

Esta “é uma estimativa mínima”, baseada no censo e na análise dos arquivos (Igreja, justiça, polícia judiciária e imprensa) e nos testemunhos recebidos por aquele organismo.

Ao longo destes últimos 70 anos, a população geral de padres ou de religiosos no país cifra-se nos 115.000, o que significa que dois a 3% do total de padres e religiosos em França tiveram comportamentos criminosos.

Para terça-feira, 5, está marcada a divulgação do relatório desta comissão, que poderá chegar às “2.500 páginas”, disse o mesmo responsável, relatório esse que vai permitir concluir dois anos e meio de trabalho e investigação por parte da Comissão Independente sobre o Abuso Sexual na Igreja (ICAS).

O relatório dará uma visão quantitativa do fenómeno, incluindo o número de vítimas. Irá comparar a prevalência da violência sexual na Igreja com a identificada noutras instituições (associações desportivas, escolas) e no círculo familiar.

A comissão avaliará também os “mecanismos, particularmente institucionais e culturais” e vai apresentar 45 propostas.

 

(Corrigido o título em 17/10)

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

À espera

[Os dias da semana]

À espera novidade

Quase todos se apresentam voltados para o sítio onde estão Maria e José, que têm, mais por perto, a companhia de um burro e de uma vaca. Todos esperam. Ao centro, a manjedoura em que, em breve, será colocado o recém-nascido. É tempo agora de preparar a sua chegada, esse imenso acontecimento, afinal de todas as horas.

Bispo Carlos Azevedo passa da Cultura para as Ciências Históricas

Novo cargo no Vaticano

Bispo Carlos Azevedo passa da Cultura para as Ciências Históricas novidade

O bispo português Carlos Azevedo foi nomeado neste sábado para o lugar de delegado (“número dois”) do Comité Pontifício para as Ciências Históricas, deixando o cargo equivalente que desempenhava no Dicastério para a Cultura e a Educação, da Santa Sé, que há poucas semanas passou a ser dirigido pelo também português cardeal José Tolentino Mendonça.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This