Religiões

Relatórios da ICC e do UCF

Perseguição a cristãos aumenta na Birmânia e na Índia

Os cristãos e as minorias étnicas na Birmânia enfrentam uma opressão crescente desde que a Junta militar derrubou o Governo civil em 1 de Fevereiro e tomou conta do poder. Um relatório da ICC (International Christian Concern), organização não-governamental de monitorização das perseguições religiosas, revela detalhes da perseguição aos cristãos em áreas onde a opressão tem sido a regra, em mais de cinco décadas de governo militar.

Ferreira de Almeida lido por Herculano Alves

A Bíblia atirada ao mar já vai em 200 milhões de cópias

Uma primeira edição da primeira tradução completa da Bíblia para português atirada ao mar por estar “cheia de erros” é um dos pontos de partida da investigação do frade capuchinho e investigador em ciências bíblicas Herculano Alves. Esse trabalho deu origem à obra A Bíblia em Portugal, em seis volumes, que nesta quinta-feira, 1 de Julho, será apresentada em Gouveia, num dos actos preparatórios do congresso internacional A Bíblia na Cultura Ocidental, que se realiza no próximo ano.

Rede de arquivos religiosos consolida-se

Padres com contratos a prazo, caixas com 100 anos e um protocolo para não andar aos papéis

Caixas de arquivo abertas 110 anos depois ou padres contratados a prazo. Histórias de documentação muitas vezes desorganizada ou mal arrumada ou que nem se sabe onde anda. Para evitar que se ande aos papéis, sete instituições assinam na sexta-feira um compromisso que permite constituir a Rede de Arquivos de Instituições Religiosas.

“Um sinal poderoso”

Patriarcas e bispos católicos promovem Dia da Paz para o Médio Oriente

O Conselho dos Patriarcas e Bispos Católicos do Médio Oriente promove neste domingo, 27 de Junho, um Dia da Paz para a região. A iniciativa será sobretudo simbólica e litúrgica: cada bispo celebra a missa na sua diocese, consagrando o Médio Oriente; como gesto colectivo, o patriarca latino de Jerusalém, Pierbattista Pizzaballa, abençoará um ícone da Sagrada Família, na Igreja da Anunciação de Nazaré.

Desde 9 de Maio

Polícia de Israel fez campanha repressiva discriminatória contra palestinianos, acusa Amnistia

A polícia israelita cometeu múltiplas violações de direitos humanos contra palestinianos em Israel e em Jerusalém Oriental, durante e após as hostilidades armadas em Israel e Gaza, denunciou a Amnistia Internacional (AI). Tratou-se, diz a organização, de uma campanha repressiva discriminatória, desde o dia 9 de Maio, que levou à prisão mais de 2150 pessoas e que incluiu detenções em massa, utilizando a força ilegal contra manifestantes pacíficos e sujeitando os detidos a tortura e outros maus-tratos.

Um século depois

Nomeado rabi das Forças Armadas alemãs

Depois de um século sem assistência religiosa, os militares alemães judeus podem contar com Zsolt Balla, nomeado esta semana rabi das Forças Armadas alemãs. O rabi Balla, de 48 anos, foi proposto pelo Conselho Central Judeu e retoma uma tradição que havia sido interrompida com a ascensão de Hitler ao poder.

20 anos da Lei da Liberdade Religiosa

Religiões também querem comemorar 50 anos do 25 de Abril

Ao comemorar os 20 anos da Lei de Liberdade Religiosa, de que o próprio foi o impulsionador político, José Vera Jardim abriu o livro das reclamações a apresentar ao Governo. Diante da ministra da Presidência, o responsável disse o que falta fazer para concretizar melhor a lei. As religiões, que fazem um balanço muito positivo da aplicação do diploma legal, querem que também elas “possam contribuir para a preparação e celebração dos 50 anos do 25 de Abril”.

20 anos do novo regime legal

A lei da liberdade religiosa é boa e recomenda-se, mas ainda tem muito por concretizar

Vinte anos depois, o que trouxe a Lei da Liberdade Religiosa (LLR), promulgada a 22 de Junho de 2001, faz nesta terça-feira precisamente duas décadas? Uma conferência na tarde desta terça-feira, 22 de Junho (que pode ser acompanhada por transmissão digital), quando se completam 20 anos da lei, fará o ponto de situação e procurará debater o que falta fazer. O 7MARGENS antecipa o debate.

EUA

Batistas descolam de Trump (por pouca margem)

A Convenção Batista do Sul (CBS), a maior denominação protestante/evangélica dos Estados Unidos da América (EUA), acaba de eleger um novo presidente que representa uma certa rutura com a extrema-direita que tem predominado nos últimos anos.

Palestina: uma luz sobre a resistência

Admiro, desde sempre, a resistência do povo palestiniano, que considero profundamente inspiradora da esperança num mundo melhor. Acompanho-a com particular intensidade desde 2003, depois de esbarrar de frente com a história da Rachel Corrie, ativista e voluntária do International Solidarity Movement.

Lidia Maksymowicz tinha 3 anos

A prisioneira nº 70072 de Auschwitz que o Papa beijou

O seu nome é Lidia Maksymowicz, mas durante muito tempo foi chamada pelo número 70072, que lhe tatuaram assim que entrou em Birkenau, um dos campos de concentração de Auschwitz, quando era ainda criança. Quase 80 anos depois, Lidia assistiu esta quarta-feira, 26 de maio, à audiência geral do Papa e no final teve oportunidade de falar com ele. Francisco, comovido, beijou-lhe o braço, precisamente sobre a marca da violência a que foi sujeita pelo regime nazi.

Mensagem do Conselho Mundial de Igrejas

Pentecostes lembra mãos curadoras

“A visão do Pentecostes continua a iluminar-nos e a reacender o Evangelho para toda a criação – nós testemunhamo-lo nas mãos curadoras daqueles que cuidam de todos os aflitos e afetados pela pandemia. Vemos isso no fogo que queima por justiça social, económica e climática nos corações das comunidades eclesiásticas em todo o mundo. Sentimos isso na necessidade premente das mulheres, jovens e velhas, de uma nova terra, como previu o profeta Joel.” A afirmação consta da mensagem dos presidentes do Conselho Mundial de Igrejas (CMI) para o tempo de Pentecostes, festa litúrgica que as igrejas cristãs assinalam no próximo domingo, 23 de maio.

A liberdade religiosa: tema atual

O encontro entre o Papa Francisco e o Grande Imã da Mesquita de Al Azhar, Ahmed Mohamed El-Tayeb, no Abu Dhabi, constituiu um momento da maior importância no âmbito do diálogo entre as religiões, envolvendo a assinatura do Documento sobre a Fraternidade Humana (4.2.2019), que permite a afirmação de uma cultura de paz baseada no respeito mútuo, na liberdade de consciência e na necessidade de uma compreensão mútua baseada no conhecimento e na sabedoria.

“Dar espaço às consciências”: de Afonso Maria de Ligório ao Papa Francisco (ensaio)

Como evitar desenvolver “uma moral fria de escritório, quando nos ocupamos dos temas mais delicados”, como escreve o Papa na exortação Amoris Laetitia? No século XVIII, Afonso Maria de Ligório propôs uma reflexão que toma a consciência como instância constitutiva de moralidade. Jerónimo Trigo, professor de Teologia Moral, enuncia aqui alguns dos seus postulados, que viriam a exercer influência no cardeal John Newman, no Concílio Vaticano II e no Papa Francisco.

Nova presidente da Igreja Evangélica Alemã tem 25 anos

    Tem apenas 25 anos a nova presidente do Sínodo da Igreja Evangélica da Alemanha, que acaba de ser eleita por este órgão. Na história da Igreja Evangélica, é a pessoa mais jovem a ocupar o cargo. A nova presidente, Anna-Nicole Heinrich, é investigadora de...

Relatório americano sobre liberdade religiosa aponta o dedo à Arábia Saudita e à Índia

Na apresentação, nesta quinta-feira, 12 de maio, do 23º Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, o Secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, chamou a atenção para “a onda de antissemitismo que cresce no mundo, incluindo aqui, nos Estados Unidos, e também em toda a Europa”. É, tal como o “ódio antimuçulmano que ainda é generalizado em muitos países”, “uma ideologia perigosa a que nos devemos opor” – referiu Blinken.

Um silêncio para lá das nuvens, há mais de 60 anos

  Sem pausa, há mais de 60 anos, um grupo de crentes reveza-se, de hora a hora ou de duas em duas horas, para garantir um louvor contínuo na Capela do Santíssimo Sacramento, em Fátima, um espaço procurado não apenas por católicos, mas também por “inquietos”. Na...

“À Sombra do Silêncio” – Elogio ao poeta do ‘pensar emocionado’

Que coisa é a poesia, o pensamento poético, senão o labor silencioso da captação da ausência, do invisível que está aí para que se veja, se apresente? Só um fino olhar, transfigurado e transfigurador, captará tal modo de ser presença. Este pensar sensível, que mantém a tensão entre o conceito e a intuição, a razão e a pulsão, mantem-nos despertos do longo sono do racionalismo estrito, de uma razão tecnológica glicémica, mas estreita e pesada, que nos adormece e embala, de teorema em teorema, não obstante a condição trágica em que os humanos vivem – a permanente e inacabada “noite do Getsémani”.

Arcebispo de Colombo contra clima de desconfiança entre religiões

Os atentados do Domingo de Páscoa de 2019 que fizeram 269 mortos e mais de 500 feridos em três igrejas e três hotéis de luxo do Sri Lanka “revelaram-nos a doença que está crescendo” no país, a doença “da desconfiança entre raças e entre religiões” e a “necessidade de todos nos unirmos”, declarou o arcebispo de Colombo, cardeal Malcom Ranjith.

Dois terços da população mundial sujeitos a violações da liberdade religiosa

Dois terços da população do mundo, num terço dos países, vivem situações de discriminação ou perseguição por causa da sua fé religiosa. A situação piorou nos últimos dois anos, diz o Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, divulgado na manhã desta terça-feira, 20. Os cristãos continuam a ser o grupo mais perseguido e a pandemia ajudou a agravar a situação. Chaves de leitura do documento.

Covid-19: o impacto e o debate sobre a liberdade religiosa

O aparecimento de teorias da conspiração na internet, atribuindo a judeus, muçulmanos ou cristãos as culpas pela pandemia, foi um dos factores negativos da situação provocada pela covid-19. Mas o novo coronavírus também levou a aspectos positivos na colaboração inter-religiosa. Um balanço. 

Bênção de uniões homossexuais em debate na TSF

“Há portas que não devem ser fechadas, porque Deus é que está do outro lado dessas portas”, dizia, a terminar o debate, Jorge Teixeira da Cunha, padre e professor de Teologia Moral na Universidade Católica Portuguesa (UCP), no Porto. No programa Olhe Que Não, que passou nesta quarta-feira, 7 de abril, ao início da tarde, na TSF, com moderação do jornalista Pedro Pinheiro, discutiu-se o documento da Congregação para a Doutrina da Fé, do Vaticano, que respondia “negativo” a uma pergunta sobre se a Igreja não pode abençoar uniões homossexuais.

Museu Judaico e parcerias com entidades judaicas para assinalar 200 anos do fim da Inquisição

O futuro Museu Judaico de Lisboa, intitulado de Tikvá – que significa “esperança” em hebraico –, vai situar-se em Belém. Desenhado pelo arquiteto Daniel Libeskind, autor dos museus judaicos de Berlim, São Francisco e Copenhaga, bem como dos memoriais do Holocausto nos Países Baixos, no Canadá e nos Estados Unidos, o museu pretende ser um lugar de preservação e divulgação da memória e da vivência judaica em Portugal, sobretudo em Lisboa.

Liberdade religiosa e bem-estar animal

Uma recente sentença do Tribunal de Justiça da União Europeia (proferida no caso C-336/19 Centraal Israëlitisch Consistorie van België e outros) suscita uma interessante e importante reflexão sobre o valor da liberdade religiosa. A questão em apreço nessa sentença diz respeito ao abate de animais de acordo com as normais rituais hebraicas e muçulmanas. Por não permitirem o atordoamento dos animais no momento do abate, essas normas entram em conflito com as normas gerais de proteção do bem-estar animal.

Pessah, a Páscoa judaica, a grande festa da liberdade

A origem situa-se há mais de três mil anos e desde aí, cada ano, os judeus recordam o sucedido. É a grande festa da liberdade, é a “memória da libertação do Egipto, transmitindo-a aos mais novos”. Isaac Assor, hazan da sinagoga Shaaré Tikva (Portas da Esperança), em Lisboa, explica deste modo o sentido de Pessah, a Páscoa judaica, que se inicia neste sábado, 27 de Março.

Diretor da OMS: A fé reduz o medo e o estigma e é “fonte de apoio”

“Em tempos de crise, a fé é uma fonte de apoio, consolo e orientação para milhares de milhões de pessoas, particularmente para muitos daqueles que estão em situações mais vulneráveis”, declarou o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS). Tedros Adhanom Gebreyesus falava na abertura de um webinar promovido pelo Conselho Mundial de Igrejas, introdutório da semana de oração ecuménica pelas vítimas da covid-19, que decorrerá de 22 a 27 de março.

Igreja Católica retoma celebrações na segunda-feira, dia 15

O conselho permanente da Conferência Episcopal Portuguesa decidiu que as celebrações da eucaristia poderão ser retomadas a partir da próxima segunda-feira, 15 de Março, a par com o reinício de algumas actividades públicas e económicas hoje deliberado pelo Governo. No entanto, procissões e vários ritos e tradições das celebrações da Semana Santa e da Páscoa devem ser evitados, dizem os bispos.

Mais de metade dos catalães não se consideram religiosos

Na Catalunha, mais de metade da população (54,6%) não se considera religiosa, isto é, não pratica ou não professa nenhuma religião, apurou o Barómetro da Religiosidade e Gestão da sua Diversidade publicado pela Direção-Geral de Assuntos Religiosos da Generalitat, noticiou a Vida Nueva.

Francisco no Iraque, dia 2: O “regresso a casa” em Ur, e o terrorismo e violência como traições da religião

“Deus é misericordioso e a ofensa mais blasfema é profanar o seu nome odiando o irmão. Hostilidade, extremismo e violência não nascem dum ânimo religioso: são traições da religião. E nós, crentes, não podemos ficar calados, quando o terrorismo abusa da religião.” O segundo dia do Papa no Iraque incluiu um encontro histórico e um discurso que pode já ler-se como o mais importante de Francisco – até agora – nesta viagem.

“Calem-se as armas!” Dignidade, justiça, fraternidade e direitos, os caminhos do Papa no primeiro dia no Iraque

Os dois discursos iniciais de Francisco em terras do Iraque marcaram o dia da sua chegada: apelos dramáticos aos políticos para que se ponha fim à violência, se pacifique a sociedade, e se permita uma vida digna para todos; e pedidos aos responsáveis católicos de que sejam exemplo de serviço, respeito e unidade nas diferenças. E não faltou um tapete das Mil e Uma Noites num dos discursos…

Mesquitas atacadas em Espanha e França

Um ataque com explosivos contra uma mesquita em Múrcia (Espanha) e vandalismo contra uma outra em Estrasburgo (França) registaram-se esta semana e foram já condenados por diversas organizações.

Israel: judeus ultraortodoxos comprometem combate à pandemia

Israel está a defrontar-se com um problema grave: ficar refém da recusa dos ultraortodoxos judeus a vacinar-se. O esforço feito de vacinar rapidamente a população, que colocou o país na liderança mundial, com perto de um terço da população vacinada, pode deste modo vir a ser afetado.

Embaixada da Índia em Lisboa (não) responde ao apelo pela libertação do padre Swamy, enquanto crescem acusações de desrespeito pelos direitos humanos no país

Uma (não) resposta da Embaixada da Índia em Portugal à carta que pedia a libertação do padre Stan Swamy, acusado de terrorismo. Um centro católico invadido e uma igreja protestante destruída. Na Índia, crescem sinais de intolerância religiosa e de desrespeito pelos direitos humanos. Um relatório da Open Doors diz que o país é já um dos casos mais graves na Ásia. 

Fanatismo

Diante das notícias sobre o atentado terrorista na catedral de Nice, volta a surgir a perplexidade diante de uma tão chocante manifestação de ódio e desumanidade praticada em nome de Deus e de uma religião. Como é isso possível? Será isso próprio de uma religião determinada, ou da religião em geral? Não deveriam as religiões servir para a elevação moral da humanidade e a construção da paz? Para responder a esta questão, pareceu-me de grande interesse um pequeno livro recentemente publicado, da autoria de Adrien Candiard, dominicano e professor do Instituto Dominicano de Estudos Orientais do Cairo: Du Fanatisme (Les Éditions du Cerf, 2020).

Espanha: Milhares protestam contra nova lei da educação “laicista”

Milhares de carros encheram as ruas de diversas cidades espanholas este domingo, 22 de novembro, para protestar contra a nova lei da educação, que passou na passada quinta-feira no Congresso espanhol por apenas um voto. A manifestação foi organizada pela plataforma Más Plurales, que considera que a lei aprovada “desvaloriza o ensino da disciplina de Religião na escola” e constitui uma “agressão à liberdade de consciência, a favor da imposição de uma ideologia laicista imprópria de um Estado não confessional”, conforme pode ler-se no seu manifesto.

Famílias bahá’ís vítimas de rusgas policiais em várias cidades do Irão

Na manhã deste domingo, 22 de novembro, membros das forças de segurança iranianas realizaram rusgas em dezenas de residências de famílias bahá’ís, em várias cidades do Irão. No decorrer destas operações foram confiscados objectos pessoais, telemóveis, computadores pessoais, livros e imagens religiosas; em alguns casos os agentes levaram todo o dinheiro que encontraram e cartões de identidade nacional.

Paquistão: Mães de jovens cristãs raptadas pedem ajuda à comunidade internacional

“Imploro-vos”, diz a mãe de Arzoo Masih, uma das duas meninas cristãs raptadas no Paquistão por homens muçulmanos e forçadas a casar, num vídeo divulgado esta quarta-feira, 28, pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). “Faço um apelo à comunidade internacional, aos meios de comunicação social e aos governantes dos países do mundo inteiro para que ofereçam ajuda para a libertação da minha filha”. Ao seu lado, a mãe de Huma Younus, a outra menina sequestrada, deixa o mesmo apelo.

Uma viagem global pela santidade com o padre Adelino Ascenso

Do Tibete a Varanasi e ao Líbano, do budismo ao cristianismo, passando pelo hinduísmo. Uma viagem pela santidade em tempos de globalização é o que irá propor o padre Adelino Ascenso, no âmbito do Seminário Internacional de Estudos Globais, numa sessão presencial e em vídeo.

Papa em encontro inter-religioso pela Paz promovido por Sant’Egídio

O Papa Francisco e vários outros líderes religiosos participam, neste terça-feira, 20, num encontro inter-religioso de oração pela paz no espírito de Assis, promovido pela Comunidade de Sant’Egídio, em Roma. Sob o lema “Ninguém se salva sozinho – Paz e Fraternidade”, o encontro prevê diversos tempos de oração em diferentes locais de Roma, consoante o credo de cada pessoa, informa o Vatican News.

Religiões querem ser parceiras do G20

Chegou o momento de reconhecer formalmente o Fórum Inter-Religioso do G20 como uma plataforma oficial nas futuras cimeiras do G20. A recomendação é uma das conclusões do Fórum que reuniu representantes de diversas religiões antecedendo a reunião dos líderes políticos, prevista para 21 e 22 de Novembro, que será conduzida pelo rei Salman Al-Saoud, da Arábia Saudita.

Deputados de cinco países juntam-se para lutar contra o antissemitismo online

Políticos de cinco países e diferentes filiações partidárias constituíram um grupo de trabalho para combater o antissemitismo online. O grupo inclui deputados do Reino Unido, Estados Unidos da América, Israel, Austrália e Canadá, e pretende responsabilizar em particular as redes sociais pelo seu papel na luta contra os discursos de ódio, avançou esta segunda-feira, 5 de outubro, o Jewish News.

Morreu o líder espiritual dos yazidis, Baba Xeque

O líder espiritual dos yazidis, minoria religiosa iraquiana, morreu esta quinta-feira, 1 de outubro, na sequência de problemas renais e cardíacos, avançou o Kurdistan 24. O xeque Khartu Hajji Ismael, mais conhecido como Baba Xeque, tinha 87 anos e estava internado há dois dias no hospital de Erbil (capital do Curdistão, no Iraque).

Catholicos arménio acusa Turquia de envolvimento no conflito com o Azerbaijão, Papa pede diálogo entre as partes

“Pedi ao Papa Francisco para levantar a sua voz de modo a restaurar a justiça e a paz”, disse o Catholicos da Igreja Apostólica Arménia, Karekin II, antes da sua partida apressada para a Arménia, decidida por causa de novos conflitos no enclave de Nagorno-Karabach, Artsakh no histórico nome arménio da região disputada entre aquele país e o Azerbaijão.

Um desejo furioso de sacrifício

O primeiro mérito do último filme de André Téchiné O Adeus à Noite – que começa com a profusão e beleza de um imenso cerejal em flor rapidamente ensombrado por um eclipse – é o de nos obrigar a (re)pensar – a não deixar esquecer, apesar de aparentemente estar mais adormecido – o complicado problema que é a sedução exercida pelo jihadismo sobre muitos jovens, franceses nomeadamente.

Cristo, Gandhi e Mandela

Do mesmo modo como uma minoria ateia não pode impor à força a toda uma sociedade a sua forma de pensar, também nenhum sector religioso tem o direito de fazer o mesmo. A isto chama-se democracia.

Situação da liberdade religiosa “só piorou”, diz AIS

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) alertou para o “crescimento do terrorismo internacional” com base na religião e para a “tendência alarmante” de ataques a edifícios e símbolos religiosos. A situação da liberdade religiosa no mundo “só piorou”.

Hagya Sophia de novo mesquita: o olhar de quatro muçulmanos portugueses

Antes uma igreja que um museu, um centro de diálogo inter-religioso de excelência, ou mesmo a possibilidade de cristãos e muçulmanos poderem utilizar o espaço para rezar, mesmo que em sítios separados. Quatro muçulmanos portugueses respondem com estas possibilidades a um curto inquérito do 7MARGENS sobre o modo como olham para a reconversão de Hagya Sophia em mesquita.

Erdogan convidou o Papa, mas a primeira oração muçulmana em Hagia Sofia arrisca-se a ser uma arma política

Um padre jesuíta diz que é “hipócrita” dizer que os cristãos perdem uma igreja; bispos católicos e ortodoxos insistem na ideia d e um lugar de culto misto ou de iniciativas inter-religiosas; a Presidente grega pede ajuda ao Papa; Erdogan fala no renascimento islâmico, de Bukhara ao Al-Andalus. A decisão política do Presidente turco em reconverter a antiga basílica de Santa Sabedoria em mesquita é contestada por muitos, mas, apesar dos apelos de última hora, a primeira oração muçulmana depois da decisão acontecerá mesmo nesta sexta, 24. O ponto de situação sobre a polémica, na véspera do acontecimento. 

Santa Sofia vai voltar a ser mesquita. UNESCO teme perda de “valor universal” do monumento

O supremo tribunal turco reverteu esta sexta-feira, 10 de julho, uma decisão judicial de 1934 que tinha convertido a Basílica de Santa Sofia num museu, e o presidente Recep Tayip Erdogan já informou que vai transformá-la numa mesquita. A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) teme que o “valor universal” do monumento possa ser alterado.

“Não queremos que vivam aqui cristãos.” Cresce a violência contra as minorias religiosas no Paquistão

“Todas as pessoas que moram nesta rua são muçulmanas e não querem que vivam aqui cristãos”, foi com estas palavras que a família de Nadeem Joseph foi recebida ao mudar-se para um bairro de Peshawar, uma das principais cidades do Paquistão, no início de junho. Três semanas depois, um dos vizinhos assassinou-o. Os bispos católicos do país pedem proteção para esta família e alertam para o aumento da discriminação das minorias religiosas no país, apelando ao governo que faça cumprir a constituição.

Dalai Lama celebra 85 anos com lançamento de um disco

Quando fez 80 anos, ouviu milhares de pessoas cantarem-lhe os parabéns no festival de música rock de Glastonbury, durante o concerto da artista norte-americana Patti Smith. Cinco anos depois, o Dalai Lama assinalou esta segunda-feira, 6 de julho, o seu 85º aniversário com o lançamento do seu próprio álbum. O disco, que mistura a voz do líder espiritual tibetano entoando ensinamentos e meditações com música instrumental original ao estilo new age, chama-se Inner World e já está disponível nos serviços de streaming.

Nacionalidade para sefarditas: perplexidades perante a proposta “antissemita” de alteração à lei

Perplexidade perante a ideia de alterar a lei da nacionalidade e falta de explicações fundamentadas sobre a proposta. Estas foram as duas ideias principais do vídeo-debate promovido pela associação Sedes, acerca da proposta de alteração da Lei da Nacionalidade, no que diz respeito à concessão da nacionalidade portuguesa a descendentes de judeus sefarditas expulsos de Portugal nos séculos XV e XVI.

“Conhece um judeu”: projeto inovador quer dar “voz e cara” à comunidade judaica na Alemanha

Pode parecer estranho, mas é verdade: muitas pessoas na Alemanha, em particular as mais jovens, nunca conheceram judeus, a não ser pelos livros de História. Para aumentar a exposição e o contacto com esta comunidade, que atualmente corresponde a menos de 0,2% da população daquele país, o Conselho Central de Judeus lançou o projeto “Conhece um Judeu”, que vai apresentar judeus a não judeus e pô-los a conversar.

Religiões de regresso aos lugares de culto, patriarca pede mudança na relação com natureza e entre a humanidade

Neste fim-de-semana de 30 e 31 de Maio, os locais de culto religioso voltaram a abrir para celebrações comunitárias e públicas. Líderes cristãos, muçulmanos e hindus coincidem em alguns diagnósticos: há ou haverá mudanças na relação dos crentes com o espaço religioso, terá de haver maior preocupação com os que estão a sofrer os efeitos laterais da pandemia, as pessoas valorizam mais a importância da comunidade e reconhecem o valor da natureza.

Mesquitas reabertas à força na Guiné-Conacri por manifestantes

“Preferimos morrer a rezar do que viver sem rezar”. Foi assim que um dos manifestantes justificou a atitude de dezenas de pessoas em Kamsar, no noroeste da Guiné-Conacri, que se reuniram para protestar contra o encerramento das mesquitas e acabaram por destruir os cadeados que trancavam a porta da mesquita local.

14 de maio é dia de, “como uma grande família”, orarmos pelo fim da pandemia

O desafio foi lançado pelo Alto Comité para a Fraternidade Humana, formado por líderes religiosos cristãos e muçulmanos, e presidido pelo cardeal Miguel Angel Ayuso Guixot, que convocou “todos os irmãos” para um “Dia de oração e jejum pela humanidade”. A data escolhida foi 14 de maio e as respostas positivas têm chegado das mais diversas Igrejas, instituições e entidades, que de todas as partes pretendem unir-se a esta oração a um mesmo Deus, pedindo-lhe pelo “fim da pandemia e por um mundo mais humano e mais fraterno”.

Sinais de discriminação?

Aparentemente nos últimos dias ter-se-ão acumulado sinais de discriminação entre cidadãos, por parte de Governo e Presidência da República, o que é inaceitável. Mas nem a oposição sai bem nesta matéria.
Parece-me que há aqui qualquer coisa que não bate certo. Sabemos que uma adversidade inesperada como uma pandemia põe à prova qualquer sistema de saúde pública, mas também qualquer nível de governação, desde o local ao regional, nacional ou europeu, por exemplo. Trata-se dum teste duríssimo para quem decide e para as populações.

Pandemia é uma “lição de responsabilidade universal”, diz Dalai Lama

O líder espiritual do Tibete, Dalai Lama, dirigiu uma mensagem a toda a comunidade internacional a propósito da pandemia de covid-19. Segundo ele, o planeta “está a ensinar-nos uma lição de responsabilidade universal”, alertou esta quarta-feira, 22, data em que se assinalou o 50º aniversário do Dia da Terra.

Confissões religiosas “ansiosas por reabrir portas”, mas conscientes de que “nada será como dantes”

Nesta terça-feira, 21, o conselho permanente dos bispos católicos reúne em videoconferência, disse ao 7MARGENS o porta-voz do episcopado, padre Manuel Barbosa. Na conversa, será ponderado o que os bispos irão dizer ao Governo, depois de, na segunda, 20 de abril, o primeiro-ministro António Costa se ter reunido com o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), D. Manuel Clemente.

Deus em quarentena

Como deveria ser em todos os 40 dias antes da Páscoa. Somos nós que precisamos de pôr Deus em isolamento: das ideias trapalhonas, relações humanas trapalhonas quando não trapaceiras, e de uma data de coisas que mais atrapalham do que ajudam. Para uma cuidadosa revisão.

Congresso em Lisboa: Religiões unidas na defesa da casa comum

“Todas as religiões devem assumir a defesa da casa comum como prioritária”, defendeu Ajit Hansraj, vice-presidente da Comunidade Hindu de Portugal, na abertura do II Congresso Lusófono de Ciência das Religiões que, desde o final da tarde de sexta, 31 de Janeiro, e até à próxima quarta-feira, reúne cerca de uma centena de investigadores, dos quais cerca de sete dezenas de brasileiros.

Trump anuncia 25 milhões para defender liberdade religiosa, mas alia-se a países que perseguem crenças

Ao mesmo tempo que vários líderes mundiais escutavam a jovem activista sueca Greta Thunberg com o seu grito emocionado sobre o clima, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump deslocou-se, nesta segunda-feira, 23 de Setembro, ao edifício das Nações Unidas para participar num encontro sobre liberdade religiosa, defendendo a necessidade de a salvaguardar e prometendo 25 milhões para a protecção da liberdade de crença.

Resposta à perseguição religiosa é “pouca e demasiado tardia”

“Até ao momento, a resposta da comunidade internacional à violência com base na religião e à perseguição religiosa em geral pode ser classificada como pouca e demasiado tardia”, diz Mark Riedemann, director internacional dos Assuntos Públicos e Liberdade Religiosa da Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

Todos com uma kipá na cabeça contra o ódio antissemita

Uma kipá na cabeça contra o ódio antissemita. Essa foi a proposta do jornal tabloide alemão Bild, que na primeira página da sua edição de segunda-feira, 27 de Maio, reproduziu uma foto de um solidéu judaico em tamanho real, que cada pessoa podia recortar para usar na sua cabeça. A ideia era, desse modo, manifestar solidariedade com os judeus, vítimas cada vez mais frequentes de crimes de ódio na Alemanha.

Um dia nacional para a liberdade religiosa

A proposta é do Alto Comissariado para as Migrações (ACM) e da Comissão da Liberdade Religiosa (CLR), sob a forma de uma petição entregue na Assembleia da República: declarar o dia 1 de Fevereiro como Dia da Liberdade Religiosa e do Diálogo Inter-Religioso. A data foi escolhida por ser o início da Semana Mundial da Harmonia Inter-Religiosa, declarada pelas Nações Unidas.

Flores para quem já partiu

A atmosfera é pacífica, tranquila. No dia de 2 de Novembro, dia dos Fiéis Defuntos na liturgia católica, no Cemitério dos Prazeres, um dos mais importantes de Lisboa, há flores frescas sobre algumas campas e à porta de jazigos que são a última casa para muitos que já...

O atraso que salvou pela segunda vez o judeu Judah Samet

Por ter estado a falar com a empregada doméstica, Judah Samet, 80 anos, um judeu húngaro sobrevivente do Holocausto, chegou atrasado à sinagoga, escapando à morte certa: sábado passado, 27 de Outubro, a pequena cidade de Squirell Hill, em Pittsburgh, na...

Pin It on Pinterest

Share This