Bispos do país confirmam

Religiosa assassinada em Moçambique poderá ser canonizada como mártir

| 9 Nov 2022

irma maria de coppi em missao em chipene mocambique, foto c combonianas

“Foi uma irmã muito preocupada com a evangelização, sempre pronta a ir para as comunidades e também muito dedicada com a formação e [em particular] com a formação da mulher”, afirma o bispo de Pemba. Foto © Combonianas.

Descrita por muitos como “uma santa”, a irmã italiana Maria de Coppi, assassinada durante um ataque terrorista à missão comboniana de Chipene (Moçambique) no passado mês de setembro, poderá vir a ser canonizada como mártir, defendem vários responsáveis religiosos daquele país, entre os quais os bispos de Nacala e Pemba.

“Eu conhecia-a e posso dizer que ela era a imagem de uma mãe, de uma santa. Ela estava realmente a ajudar toda a gente, com amor simples e humilde”, afirmou Alberto Vera, bispo de Nacala, em declarações à Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). Na sua opinião, é “possível um processo por martírio” para esta religiosa que dedicou praticamente seis décadas da sua vida ao povo moçambicano.

Apesar de não a ter conhecido pessoalmente, o atual bispo de Pemba, António Juliasse, escutou o testemunho do seu predecessor, com quem a irmã Maria de Coppi chegou a trabalhar diretamente numa missão. “Ela esteve em Pemba no tempo de D. Luiz e por via dele percebi a riqueza missionária que foi esta irmã para a Diocese de Pemba, em Balama, onde esteve. Foi uma irmã muito preocupada com a evangelização, sempre pronta a ir para as comunidades e também muito dedicada com a formação e [em particular] com a formação da mulher”, referiu também à AIS.

“A razão da sua morte foi a sua fé e a sua missão”, sublinhou, considerando tratar-se, desde já e “sem dúvida” de uma “mártir da Igreja”.

O bispo de Tete, Diamantino Antunes, lembra, por seu lado, que qualquer processo só começará após haver alguém ou uma entidade que assuma a autoria da causa de beatificação. “Penso que será, obviamente, a congregação das irmãs combonianas que fará um pedido ao bispo de Nacala para autorizar a abertura da causa. Ou seja, a causa só poderá avançar com a autorização do bispo diocesano, coisa que, é evidente, ele dará”, assegurou.

 

De uma tragédia no mediterrâneo nasceu um presente para o Papa… e um apelo à esperança

Um ano depois do naufrágio

De uma tragédia no mediterrâneo nasceu um presente para o Papa… e um apelo à esperança novidade

Passou precisamente um ano desde aquela trágica noite em Cutro, no sul de Itália, em que um barco que saíra da Turquia com cerca de 200 migrantes a bordo colidiu com um banco de areia a cem metros da praia. O acidente custou a vida a 94 pessoas, 35 delas crianças. “Que o Senhor nos dê a força para entender e chorar”, disse então o Papa. E das lágrimas derramadas no luto surgiu uma ideia: transformar um pedaço daquele barco, símbolo de morte, num apelo à esperança. Assim nasceu o genuflexório que esta semana foi oferecido a Francisco.

As Fotografias de Maria Lamas

Fundação Gulbenkian: Exposição comemorações 50 anos do 25 de Abril

As Fotografias de Maria Lamas novidade

Mais uma exposição comemorando os 50 anos do 25 de Abril: na Fundação Gulbenkian As Mulheres de Maria Lamas mostra Maria Lamas (1893-1983) no seu esplendor: como fotógrafa-antropóloga, como tradutora, jornalista e articulista, investigadora, bem como outras dimensões do trabalho e ação desta mulher exemplar. Poderá ver a exposição até 28 maio 2024, diariamente das 10:00 às 18:00. [Texto de Teresa Vasconcelos]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo novidade

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos

Inscrições abertas

Número de voluntários na Misericórdia de Lisboa ultrapassa os 500… e mais serão bem-vindos novidade

No último ano, o “número de voluntários na Misericórdia de Lisboa chegou aos 507”, refere a organização num comunicado divulgado recentemente, adiantando que o “objetivo é continuar a crescer”. “Os voluntários, ao realizarem uma atividade voluntária regular e sistemática, estão a contribuir para um mundo mais fraterno e solidário, estão a deixar a sua marca, aumentando capacidades e conhecimentos, diminuindo a solidão, promovendo diversão e alegria, e contribuindo para uma sociedade mais inclusiva”, realça Luísa Godinho, diretora da Unidade de Promoção do Voluntariado da Santa Casa.

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos

Grupo de Apoio ao Tibete denuncia

Mais de 1.000 tibetanos detidos pelas autoridades chinesas após protestos pacíficos novidade

A polícia chinesa deteve mais de 1.000 pessoas tibetanas, incluindo monges de pelo menos dois mosteiros, na localidade de Dege (Tibete), na sequência da realização de protestos pacíficos contra a construção de uma barragem hidroelétrica, que implicará a destruição de seis mosteiros e obrigará ao realojamento dos moradores de duas aldeias. As detenções aconteceram na semana passada e têm sido denunciadas nos últimos dias por várias organizações de defesa dos direitos humanos, incluindo o Grupo de Apoio ao Tibete-Portugal.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This