Rede contra o Tráfico e Exploração

Religiosas europeias reúnem-se em Fátima por “um mundo livre de escravidão”

| 11 Nov 2022

2a asembleia renate em roma, nov 2016, foto FB

A última assembleia geral da RENATE realizou-se em Roma, em 2016. Foto © RENATE.

 

Começa este domingo, 13, e prolonga-se até à próxima sexta-feira a 3ª assembleia geral da Rede Europeia de Religiosas contra o Tráfico e Exploração (RENATE). O encontro terá lugar em Fátima e reunirá cerca de cem religiosas dos 31 países da Europa onde a RENATE está presente. “Juntas em direção a 2030 – Acabar com tráfico – A caminho – Realizando o sonho – Um mundo livre de escravidão” foi o tema escolhido para inspirar as apresentações e trabalhos que serão desenvolvidos ao longo da semana.

Se este sonho é, de facto, concretizável até 2030? A irmã Julieta Dias, religiosa do Sagrado Coração de Maria e membro do núcleo coordenador da CAVITP (Comissão de Apoio às Vitimas do Tráfico de Pessoas), tem sérias dúvidas. “Eu gostava de dizer que sim, mas não me atrevo”, confessa ao 7MARGENS, enquanto ultima os preparativos para a assembleia. “Sobretudo com o mundo como está agora, com cada vez mais pessoas pobres, desempregadas, com fome, vulneráveis… Essas pessoas têm o sonho de encontrar uma vida melhor e são facilmente aliciadas pelos traficantes”, refere.

“Desde 2007 que, com a criação da CAVITP [membro da RENATE], nós trabalhamos para ver se erradicamos do mundo esta escravatura, mas sobretudo com as guerras tem-se intensificado muito o tráfico de pessoas, por isso não posso dizer que ele acabará até 2030”, lamenta a irmã Julieta Dias. “No entanto, acredito em milagres e acredito que quanto mais pessoas houver que tomem consciência desta problemática e deste horror que é reduzir as pessoas a mercadoria, e que denunciem, sensibilizem e façam a prevenção, mais perto estaremos de concretizar o sonho”.

Nesse sentido, a assembleia da RENATE  tem um papel importante, considera a religiosa, “sobretudo porque nos permite partilhar e ficar a conhecer a situação de cada país e as respetivas formas de atuação”.

Para melhor dar a conhecer a realidade portuguesa, o programa do encontro prevê que, na quinta-feira, 17, os participantes vão até Lisboa visitar três instituições “que de alguma maneira estão ligadas à problemática do tráfico humano”, conta a irmã Julieta Dias. Serão elas a Associação O Ninho, a Obra Social das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor e o Serviço Jesuíta aos Refugiados (JRS).

De regresso a Fátima, a assembleia termina na sexta-feira com um balanço da semana e o levantamento de ideias, receios e expetativas para os próximos cinco anos da RENATE.

 

Ateu ou cristão, qualquer um frequenta esta missão

Iniciativa da pastoral universitária

Ateu ou cristão, qualquer um frequenta esta missão novidade

Para entrar na Missão País, não é preciso ser-se católico praticante. Basta levar consigo a fé e o espírito de serviço. A iniciativa é desenvolvida em várias universidades e quer “inspirar gerações a viver a fé católica em missão”. Entre 11 e 18 de fevereiro, 59 jovens universitários viveram em Mogadouro, no distrito de Bragança, onde desenvolveram trabalho voluntário no lar de idosos e no centro infantil. O 7MONTES recolheu testemunhos de quem viveu esta experiência por “dentro” e de “fora”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Conselho Português de Igrejas Cristãs apela a voto que “salvaguarde conquistas” do 25 de Abril

Rejeitando "discursos políticos autoritários"

Conselho Português de Igrejas Cristãs apela a voto que “salvaguarde conquistas” do 25 de Abril novidade

O Conselho Português de Igrejas Cristãs (COPIC) apela ao voto “de todas e todos” os portugueses nas legislativas de março, e também nas eleições para o parlamento Europeu que irão acontecer em junho, “como forma de participação cívica e de salvaguarda das conquistas e desenvolvimentos alcançados ao longo de 50 anos de democracia”, aludindo assim ao aniversário do 25 de Abril que este ano se assinala.

Seis religiosos, um padre e um professor católicos raptados no Haiti

Igreja particularmente ameaçada

Seis religiosos, um padre e um professor católicos raptados no Haiti novidade

Um padre que acabava de celebrar missa na capela de N. Sra de Fátima, seis Irmãos do Sagrado Coração e um professor leigo que se dirigiam para a escola católica João XXIII, ambas no centro de Porto Príncipe (capital do Haiti), foram raptados na passada sexta-feira por um gangue que está neste momento a exigir à Igreja Católica do Haiti elevados resgates para libertá-los,

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This