Resposta para escassez do clero

Responsável dos bispos da África Austral defende ordenação de homens casados

| 17 Ago 2022

Bispos do Simpósio das Conferências Episcopais de África e Madagáscar (SCEAM). Foto © SCEAM.

Bispos do Simpósio das Conferências Episcopais de África e Madagáscar (SCEAM): mudanças só avançam com acordo de Roma. Foto © SCEAM.

 

O presidente da Conferência Episcopal da África Austral, Sithembele Sipuka, da diocese de Mthatha, considera que “há uma necessidade” premente de garantir o acesso dos cristãos à Eucaristia e que a solução deve passar pela ordenação de homens casados.

O bispo sul-africano retoma, deste modo, um debate que marcou o recente sínodo extraordinário sobre a Amazónia, suspenso, para muitos de forma inesperada, pelo Papa Francisco, na exortação pós-sinodal que publicou em 2020.

Entre as razões avançadas pelo bispo Sipuka para defender o recurso aos viri probati encontram-se a dispersão geográfica das comunidades e a escassez de padres.

Enfatizando a “necessidade” premente, em declarações citadas pelo site noticioso Religion Digital, aquele prelado explicou que, “nas dioceses rurais, as comunidades estão dispersas”, o que obriga os poucos padres a percorrer longas distâncias para celebrar múltiplas missas. Mesmo assim, algumas comunidades passam mais de um mês sem a Eucaristia devido à falta de sacerdotes”, disse ele.

A Conferência Episcopal da África Austral, que inclui a África do Sul, a Suazilândia e o Botswana, já abordou este assunto num “diálogo respeitoso” sobre essas propostas, não se tendo registado “forte oposição”, acrescentou o presidente.

Sithembele Sikupa refere ainda que o tema “está a ser discutido” e compreende que “propostas dessa magnitude levam tempo e que é necessário construir unidade no processo”. “É bom que quando essas coisas acontecem, todos concordam com isso”, disse ele.

Recorde-se que, ainda antes do Sínodo sobre a Amazónia, o Papa Francisco admitiu, numa entrevista ao jornal alemão Die Zeit, abertura à ordenação de “homens casados testados, de confiança e comprovada fé e virtude que poderiam ser chamados ao serviço clerical”, especialmente em “regiões isoladas”.

 

“Trabalho digno” é o “caminho para a paz e justiça social”, defende MMTC

Mensagem e conferência online

“Trabalho digno” é o “caminho para a paz e justiça social”, defende MMTC novidade

“Num mundo em conflito, com profundas desigualdades e ambientalmente insustentável, o trabalho digno representa o caminho para a paz e a justiça social”, defende o Movimento Mundial de Trabalhadores Cristãos, na véspera do Dia Internacional pelo Trabalho Digno, que se assinala  a 7 de outubro. A mensagem foi divulgada em Portugal pela Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos, nesta quinta-feira, 6, data em que dinamiza, pelas 21 horas, uma videoconferência subordinada ao tema “Trabalho digno para todos”.

Responsáveis religiosos contra desalojamento de comunidade mapuche

Argentina

Responsáveis religiosos contra desalojamento de comunidade mapuche novidade

Os líderes de diferentes Igrejas cristãs de Bariloche (cidade na região da Patagónia Argentina) apelaram esta quarta-feira, 5, à busca de vias de diálogo e de paz, depois de no dia anterior as forças policiais federais terem iniciado uma operação de desalojamento de uma comunidade indígena mapuche, recorrendo ao uso de gás lacrimogéneo e balas de borracha, e que resultou na detenção de pelo menos dez pessoas, entre elas uma mulher grávida e cinco menores.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Dia 4 de outubro

Filme “A Carta” exibido em Campo de Ourique

O documentário “A Carta” que relata a história da Encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco vai ser exibido no auditório da Escola de Hotelaria e Turismo na terça-feira, dia 4 de outubro, às 21h15.

Bispo Bätzing “impede” visita do cardeal Koch à Alemanha

Em causa disputa sobre o Caminho Sinodal alemão

Bispo Bätzing “impede” visita do cardeal Koch à Alemanha novidade

O cardeal Kurt Koch, prefeito do Dicastério para a Unidade dos Cristãos, cancelou a sua visita à Alemanha, depois do bispo Georg Bätzing, presidente da Conferência Episcopal daquele país, ter dito que ele não seria bem-vindo enquanto não tornasse público um pedido de desculpas pelas afirmações feitas no final de setembro contra o Caminho Sinodal alemão, noticia o jornal católico The Pillar na sua edição de 3 de outubro.

Silêncio: devolver à vida a sua beleza

Livro de oração

Silêncio: devolver à vida a sua beleza novidade

Será um passo paradoxal falar do silêncio: afinal, ele será rompido para que dele se fale. Mas sabemos, na nossa experiência quotidiana, como a ausência de reflexão pode ser sinónimo, não de silêncio, mas de um adormecimento nos ruídos, distrações e imagens que constantemente nos interpelam.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This