Paróquia de Santa Isabel, em Lisboa

Rezar com arte na Capela da Porta Dourada

| 8 Mai 2024

Igreja Paroquial de Santa Isabel, Capela da Porta Dourada, Arte, Pintura, Fernanda Fragateiro

O mural de Fernanda Fragateiro na Capela da Porta Dourada, na Igreja de Santa Isabel, em Lisboa, Foto: Direitos reservados

No âmbito da preparação do Ano Jubilar 2025 e do tema da oração que lhe serve de preparação, a paróquia de Santa Isabel, em Lisboa, organiza um “momento simbólico” nesta quinta-feira, dia 9 de Maio: Fernanda Fragateiro, autora da pintura mural da Capela da Porta Dourada, estará na igreja a partir das 18h para apresentar a sua obra. Participa ainda o arquitecto João Appleton e o patriarca de Lisboa, Rui Valério, estará também presente, presidindo em seguida, a partir das 19h, à celebração da Eucaristia.

Este será um tempo de contemplação, oração e celebração que a paróquia propõe, tendo em conta o Ano Jubilar e a sua preparação. Precisamente para o dia (Quinta-Feira, 9, dia da Ascensão no calendário litúrgico católico) em que está prevista a publicação da bula de promulgação do Jubileu 2025, que tem como lema “Peregrinos da Esperança”.

Como preparação para este ano jubilar, o Papa Francisco tem insistido no convite à oração. A propósito, escreveu ele em 11 de Fevereiro de 2022, na carta com que anunciava o Ano Jubilar: “Oração, em primeiro lugar, para recuperar o desejo de estar na presença do Senhor, escutá-Lo e adorá-Lo. Oração, depois, para agradecer a Deus tantos dons do seu amor por nós e louvar a sua obra na criação, que a todos compromete no respeito e numa acção concreta e responsável em prol da sua salvaguarda. Oração, ainda, como voz de ‘um só coração e uma só alma’ (cf. At 4,32), que se traduz na solidariedade e partilha do pão quotidiano. Oração, além disso, que permita a cada homem e mulher deste mundo dirigir-se ao único Deus, para lhe expressar tudo o que traz no segredo do coração. E oração como via mestra para a santidade, que leva a viver a contemplação inclusive no meio da acção. Em suma, um ano intenso de oração, em que os corações se abram para receber a abundância da graça, fazendo do ‘Pai Nosso’ – a oração que Jesus nos ensinou – o programa de vida de todos os seus discípulos.”

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This