Espanha

Risco de pobreza atinge 34% de menores de Barcelona

| 19 Out 2021

Crianças nas ruas de Barcelona. Foto © Justraveling.com, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

 

Cerca de 34% das crianças que vivem em Barcelona, Espanha, estão em risco de pobreza, segundo informou o jornal El País. 

Na capital da Catalunha vivem quase 250 000 crianças e jovens (até aos 17 anos), o que se traduz em ​​15% da população. Mas há dados “preocupantes” sobre pobreza infantil, admite o Município de Barcelona. E estes indicadores agravaram-se durante a pandemia.

O executivo da cidade, liderado por Ada Colau, revelou que vai focar o seu Plano da Infância no combate ao fenómeno da pobreza e na redução das desigualdades. “A recuperação deve ser para todos, também para a nossa infância”, afirmou a conselheira para a Infância, Juventude e Idosos, Joan Ramon Riera.

Nos dados agora revelados, 34,4% dos menores da cidade estão em risco de exclusão. Segundo o indicador reconhecido pela Europa, a taxa AROPE (Risco de Pobreza e / ou Exclusão, na sigla em inglês) de 2019, esta percentagem é superior a outras faixas etárias da cidade, que se situa nos 24,5%. A taxa AROPE para menores em Barcelona é superior à catalã (32,8%) e quatro pontos superior à espanhola (30,3%). Já a média europeia está nos 23,4%.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“Ucrânia tem direito à defesa, mas só meios militares é um risco”

Comissões Justiça e Paz da Europa

“Ucrânia tem direito à defesa, mas só meios militares é um risco” novidade

“O direito da Ucrânia a defender-se é indiscutível e todos os fornecimentos de armas que permitam a sua defesa no quadro dos imperativos da proporcionalidade e do direito humanitário internacional são legítimos”, diz a plataforma católica Justiça e Paz Europa. No entanto, “os meios militares, por si só, não podem trazer uma paz duradoura”.

A hermenêutica de Jesus (3): Jesus e as Parábolas

A hermenêutica de Jesus (3): Jesus e as Parábolas novidade

O ensino das sagradas escrituras na época de Jesus era uma prática comum entre o povo judeu. Desde cedo, os rabinos ensinavam às crianças a leitura e escrita da Torá e a memorizar grandes porções da mesma. Entre as várias técnicas de ensino, estava a utilização de parábolas.

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This