29 setembro a 1 de outubro

Roma acolhe jovens cristãos para iniciativa ecuménica “Together”

| 24 Jan 2023

conferencia de imprensa apresentacao iniciatica together, foto anglican center rome

“Vai ser uma oportunidade para caminhar juntos com as diversas comunidades cristãs”, referiu durante a conferência de imprensa de apresentação do evento o irmão Aloïs, prior da comunidade de Taizé. Foto © Anglican Center Rome.

 

O Vaticano apresentou oficialmente esta terça-feira, 23, a iniciativa ecuménica  “Together – Encontro do Povo de Deus”, que irá decorrer em Roma de 29 de setembro a 1 de outubro deste ano, antecedendo a primeira sessão da XVI Assembleia Geral ordinária do Sínodo dos Bispos. Estão convidados os jovens dos 18 aos 35 anos dos vários países europeus e de todas as tradições cristãs, para aquele que será um um fim de semana de partilha e oração ecuménica.

Os jovens serão acolhidos pelas paróquias e comunidades de Roma e alojados pela população local. Para os católicos, a proposta é que este evento seja vivido em continuidade com a Jornada Mundial da Juventude, que acontece em Lisboa no início de agosto.

Como o 7MARGENS já havia avançado, para  dia 30 de setembro está prevista uma vigília que será presidida pelo Papa Francisco, promovida pela Comunidade de Taizé em colaboração com o Diocese de Roma, a Secretaria-Geral do Sínodo, o Dicastério para a Promoção da Unidade de Cristãos, o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, assim como várias igrejas e realidades cristãs, associações eclesiais e ecuménicas. O site desta iniciativa ficou esta segunda-feira disponível online.

“Vai ser uma oportunidade para caminhar juntos com as diversas comunidades cristãs”, referiu durante a conferência de imprensa de apresentação do evento o irmão Aloïs, prior da comunidade de Taizé, destacando a dimensão espiritual do Sínodo e a importância da oração num tempo de “crescentes polarizações”.

O arcebispo anglicano Ian Ernest, diretor do Centro Anglicano de Roma, saudou por seu lado a “renovada visão do Povo de Deus” que o Sínodo da Igreja Católica tem promovido, nos últimos meses, “ouvindo as vozes dos que não foram ouvidos”.

Já Khajag Barsamian, representante da Igreja Apostólica Arménia junto da Santa Sé, falou da importância de dar a conhecer a tradição das comunidades do Oriente cristão sobre a sinodalidade.

A conferência de imprensa contou ainda com a participação do pastor Christian Krieger, presidente da Conferência das Igrejas Europeias, que sublinhou a importância deste processo sinodal para o “movimento ecuménico”, agradecendo a atenção do Papa em relação às outras Igrejas e comunidades cristãs.

 

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe

Nove dias após a sua morte numa prisão russa

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe novidade

O corpo do líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi entregue à sua mãe, informou ontem, sábado, Ivan Zhdanov, diretor da Fundação Anti-Corrupção de Navalny e um dos seus principais assessores na sua conta de Telegram. O responsável agradeceu a “todos” os que apelaram às autoridades russas para que devolvessem o corpo de Navalny à sua mãe, citado pela Associated Press.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Cristo Cachorro, versão 2024

Cristo Cachorro, versão 2024 novidade

Invejo de morte a paixão que os cartazes da Semana Santa de Sevilha conseguem despertar. Os sevilhanos importam-se com a sua cidade, as festas e com a imagem que o cartaz projecta, se bem que com o seu quê de possessivo, mas bem melhor que a apatia. Não fossem frases como “É absolutamente uma vergonha e uma aberração” e as missas de desagravo e o quadro cartaz deste ano teria passado ao lado.

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This