35 anos depois de “A Última Tentação...”

Scorsese vai realizar novo filme sobre Jesus

| 1 Jun 2023

O Papa Francisco, Martin Scorsese e a sua mulher, Helen, no Vaticano, 27 de maio, 2023. Foto © Vatican Media)

 

Trinta e cinco anos depois de A Última Tentação de Cristo, o realizador Martin Scorsese acaba de anunciar que tem em curso um projeto com vista a realizar um novo filme sobre Jesus, em resposta a um apelo do Papa.

“Respondi ao apelo que o Papa fez aos artistas da única maneira que sei: imaginando e escrevendo um argumento para um filme sobre Jesus e estou pronto para começar a fazê-lo”, adiantou o cineasta à revista La Civiltà Cattollica, uma publicação da responsabilidade dos jesuítas.

Realizador de filmes como A Cor do Dinheiro, Tudo Bons Rapazes, A Idade da Inocência, Gangues de Nova Iorque ou A Última Tentação de Cristo. Este último, baseado num homónimo de Nikos Kazantzakis, provocou, na altura, acesas polémicas, motivadas sobretudo pela forma como Jesus foi retratado.

Refira-se que o realizador norte-americano acaba de conhecer um grande sucesso no Festival de Cannes, com o seu último filme Killers of the Flower Moon, sobre o morticínio dos índios Osage, na América dos anos 20, do século passado. O filme foi mesmo considerado o grande ou, pelo menos, um dos grandes acontecimentos da edição de 2023 do conhecido certame cinematográfico.

O realizador e a esposa foram recebidos em audiência pelo Papa, no último sábado, depois de ele ter participado num encontro de 40 católicos criativos, em Roma, sobre “A estética global da imaginação católica”, patrocinada por La Civiltà Cattolica e pela Universidade de Georgetown, em Washington.

Nesse encontro, o Papa pediu aos artistas que ajudem a “abrir a nossa imaginação para que ela possa transcender as nossas perspetivas estreitas e abrir-se ao santo mistério de Deus”.

Segundo reportagem publicada pela revista America, Francisco apelou ainda a que “continuem a sonhar, a ser inquietos, a evocar palavras e visões que possam ajudar a interpretar o mistério da vida humana e orientaras nossas sociedades em direção à beleza e à fraternidade universal”.

“Continuem a abraçar, poeticamente, os anseios presentes no coração humano, para que não arrefeçam e desapareçam”, disse o Papa. “Fazer isso permite que o Espírito aja, crie harmonia nas tensões e contradições da vida, alimente nossa paixão pelo bem e promova o crescimento da beleza em todas as suas formas, aquela beleza que encontra expressão privilegiada nas artes”, acrescentou o Papa.

 

Um dia para conhecer a ecologia integral e aprender a pô-la em prática

Encontro da Rede Cuidar da Casa Comum

Um dia para conhecer a ecologia integral e aprender a pô-la em prática novidade

Porque o Planeta é de todos e todos são chamados a cuidar dele, a REDE Cuidar da Casa Comum vai realizar, no próximo dia 30, o encontro nacional “Também Somos Terra”, para o qual convida… todos. O evento terá lugar no Seminário de Leiria e será uma oportunidade para conhecer melhor o conceito de ecologia integral, em particular na vertente da economia social e desenvolvimento comunitário.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Com a complacência do Governo Modi

Violência contra cristãos bate recordes na Índia

Nos primeiros oito meses deste ano o United Christian Forum (UCF) documentou 525 incidentes violentos contra cristãos em 23 Estados da Índia, quando em todo o ano de 2022 o mesmo organismo havia registado 505 ocorrências. A maioria dos ataques (211) teve lugar no Uttar Pradesh. Perto de 520 cristãos foram detidos em todo o país ao abrigo das leis anti-conversão.

Que mistério este, o coração humano

Que mistério este, o coração humano novidade

Acreditamos na paz, na humanidade, em nós próprios, em Deus, em deuses, no diabo, na ciência. E é legítimo. Sem dúvida. Somos livres, e livres de buscar a verdade conforme nos apraz. Assim, deixamo-nos levar por normas, por credos, por mestres de todas as cores e feitios; submetemo-nos livremente a uma entidade, a uma ideia, na perspetiva de que isso nos aproxima do grande mistério do universo.

Comunidade Bahá’i denuncia “hipocrisia” e “desrespeito” do Presidente iraniano na ONU

Perseguição dura há 44 anos

Comunidade Bahá’i denuncia “hipocrisia” e “desrespeito” do Presidente iraniano na ONU novidade

Quem ouvir o discurso que o Presidente iraniano, Ebrahim Raisi, fez na semana passada na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, mostrando o Alcorão, defendendo a igualdade e apelando ao respeito pelas religiões em todo o mundo e à não violência, poderá ser levado a pensar que o pais está finalmente no bom caminho quanto ao respeito pelas minorias religiosas. Infelizmente, não é o caso, alerta a Comunidade Bahá’i Internacional (BIC, na sigla inglesa), para quem “a hipocrisia de tirar o fôlego do governo iraniano deve ser denunciada. Se o governo iraniano acredita que todas as pessoas são iguais, porque tem perseguido sistematicamente a comunidade bahá’í do Irão durante os últimos 44 anos?”, questionam.

Comunidade Loyola: um sistema montado para vigiar, punir e abusar

Os estragos do padre Rupnik (2)

Comunidade Loyola: um sistema montado para vigiar, punir e abusar novidade

A existência canónica da Comunidade Loyola é reconhecida em 1994, mas nessa altura havia já um percurso de cerca de dez anos atribulados em que se combinam a busca do carisma, a adesão de mulheres, umas mais entusiasmadas do que outras, e uma prática de abusos espirituais e sexuais por parte daquele que fez as vezes da superiora – o padre jesuíta esloveno Marko Ivan Rupnik.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This