Jesuítas tiveram papel decisivo

Selos de Macau celebram 400 anos da vitória sobre holandeses

| 13 Ago 2022

"1622 Battle of Macau”, óleo em tela, 2021 (coleção privada) - © Konstantin Bessmertny

“1622 Battle of Macau”, óleo em tela, 2021 (coleção privada) – © Konstantin Bessmertny

 

A Direção dos Correios e Telecomunicações de Macau anunciou o lançamento de uma série especial de selos para comemorar os 400 anos da vitória portuguesa contra as forças holandesas na batalha de Macau que terá tido lugar a 24 de junho de 1622, noticiou a Agência UCANews no dia 12. Os selos,  serão lançados a 15 de agosto e cada par custará 6,50 patacas (cerca de 82 cêntimos).

A 24 de junho de 1622, uma frota de 13 navios holandeses com cerca de 800 soldados tentou invadir Macau quando a cidade estava fragilizada pela ausência da maioria dos comerciantes portugueses que tinham partido para a China para comprar mercadorias. Macau terão então ficado apenas com 50 mosqueteiros e 100 moradores aptos a usar armas de fogo e manobrar os canhões.

Registos da igreja relatam como os padres jesuítas orientaram os combatentes no fogo de artilharia contra os holandeses, causando graves danos na sua frota sitiante. As forças holandesas terão recuado depois de perderem cerca de 500 homens.

O catolicismo chegou a Macau durante o domínio português. A Diocese de Macau, criada em 1576, é a primeira diocese do Extremo Oriente, abrangendo vastos territórios na Ásia, incluindo Japão, China e as ilhas Molucas. Desde o século XIX, Macau tem sido uma porta de entrada para missionários estrangeiros se estabelecerem na China continental. Ao longo dos últimos séculos, mais de 100 dioceses tornaram-se independentes da diocese de Macau.

 

“Trabalho digno” é o “caminho para a paz e justiça social”, defende MMTC

Mensagem e conferência online

“Trabalho digno” é o “caminho para a paz e justiça social”, defende MMTC novidade

“Num mundo em conflito, com profundas desigualdades e ambientalmente insustentável, o trabalho digno representa o caminho para a paz e a justiça social”, defende o Movimento Mundial de Trabalhadores Cristãos, na véspera do Dia Internacional pelo Trabalho Digno, que se assinala  a 7 de outubro. A mensagem foi divulgada em Portugal pela Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos, nesta quinta-feira, 6, data em que dinamiza, pelas 21 horas, uma videoconferência subordinada ao tema “Trabalho digno para todos”.

Responsáveis religiosos contra desalojamento de comunidade mapuche

Argentina

Responsáveis religiosos contra desalojamento de comunidade mapuche novidade

Os líderes de diferentes Igrejas cristãs de Bariloche (cidade na região da Patagónia Argentina) apelaram esta quarta-feira, 5, à busca de vias de diálogo e de paz, depois de no dia anterior as forças policiais federais terem iniciado uma operação de desalojamento de uma comunidade indígena mapuche, recorrendo ao uso de gás lacrimogéneo e balas de borracha, e que resultou na detenção de pelo menos dez pessoas, entre elas uma mulher grávida e cinco menores.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Dia 4 de outubro

Filme “A Carta” exibido em Campo de Ourique

O documentário “A Carta” que relata a história da Encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco vai ser exibido no auditório da Escola de Hotelaria e Turismo na terça-feira, dia 4 de outubro, às 21h15.

Bispo Bätzing “impede” visita do cardeal Koch à Alemanha

Em causa disputa sobre o Caminho Sinodal alemão

Bispo Bätzing “impede” visita do cardeal Koch à Alemanha novidade

O cardeal Kurt Koch, prefeito do Dicastério para a Unidade dos Cristãos, cancelou a sua visita à Alemanha, depois do bispo Georg Bätzing, presidente da Conferência Episcopal daquele país, ter dito que ele não seria bem-vindo enquanto não tornasse público um pedido de desculpas pelas afirmações feitas no final de setembro contra o Caminho Sinodal alemão, noticia o jornal católico The Pillar na sua edição de 3 de outubro.

Silêncio: devolver à vida a sua beleza

Livro de oração

Silêncio: devolver à vida a sua beleza novidade

Será um passo paradoxal falar do silêncio: afinal, ele será rompido para que dele se fale. Mas sabemos, na nossa experiência quotidiana, como a ausência de reflexão pode ser sinónimo, não de silêncio, mas de um adormecimento nos ruídos, distrações e imagens que constantemente nos interpelam.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This