Semana Cáritas excedeu expectativas iniciais e recolheu mais de 100 mil euros

| 9 Mar 21

Cáritas

O valor angariado será agora distribuído pelas 20 Cáritas diocesanas que compõem a rede nacional. Foto: Direitos reservados. 

 

O peditório nacional online realizado na semana passada pela rede nacional Cáritas excedeu “todas as expectativas” e angariou mais de 100 mil euros.

Apesar das limitações relacionadas com a pandemia, a mobilização – feita essencialmente através dos meios de comunicação social – foi um “contributo importante a juntar a outras iniciativas, a realizar ao longo do ano, como o envolvimento previsto do meio empresarial”, para apoiar a acção da Cáritas.

Rita Valadas, presidente da Cáritas Portuguesa, assinala que “esta foi uma semana inspiradora” e que motiva a confiança de que a instituição católica possa “chegar mais perto” de quem precisa.

O valor angariado será agora distribuído pelas 20 Cáritas diocesanas que compõem a rede nacional. Em 2020, diz uma nota da instituição, a rede Cáritas atribuiu apoios financeiros directos à população no valor de cerca de 1,5 milhões de euros, aos quais ainda se somam apoios em produtos alimentares e bens essenciais, bem como outras respostas sociais de emergência.

 

Jornada Nacional Memória & Esperança 2021 já tem site

Homenagem às vítimas da pandemia

Jornada Nacional Memória & Esperança 2021 já tem site novidade

O site oficial da Jornada Nacional Memória & Esperança 2021, iniciativa que visa homenagear as vítimas da pandemia com ações em todo o país entre 22 e 24 de outubro, ficou disponível online esta sexta-feira, 17. Nele, é possível subscrever o manifesto redigido pela comissão promotora da iniciativa e será também neste espaço que irão sendo anunciadas as diferentes iniciativas a nível nacional e local para assinalar a jornada.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Novo ano letivo: regressar ao normal?

Novo ano letivo: regressar ao normal? novidade

Após dois conturbados anos letivos, devido à pandemia, as escolas preparam-se para um terceiro ano ainda bastante incerto, mas que desejam que seja o mais normal possível. O regresso à normalidade domina as declarações públicas de diretores escolares e de pais, alunos e professores. Este desejo de regresso à normalidade, sendo lógico e compreensível, após dois anos de imensa instabilidade, incerteza e experimentação, constitui ao mesmo tempo um sério problema.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This