Nicarágua

Sétimo pré-candidato à presidência detido por Daniel Ortega

| 28 Jul 21

Daniel Ortega mandou prender todos os pré-candidatos à presidência da Nicarágua. Foto © Cancillería del Ecuador

 

O governo da Nicarágua prendeu o sétimo pré-candidato da oposição à presidência, abrindo caminho para a reeleição do autoritário presidente Daniel Ortega, um ex-guerrilheiro de 75 anos que governa o país desde 2007. Durante a sua gestão, Ortega acabou com grande parte da imprensa independente da Nicarágua, perseguiu opositores e, em 2014, mudou as regras sobre reeleição, possibilitando que ele continue no poder. Em junho, o regime chegou a prender quatro pré-candidatos numa semana.

Perante a comunidade internacional, Ortega defende que os detidos são “criminosos” que pretendem realizar um golpe” com apoio dos EUA. Foi nesse sentido que, este sábado dia 24, Noel Vidaurre, pré-candidato pela Aliança de Cidadãos pela Liberdade, assim como o jornalista Jaime Arellano, foram colocados em prisão domiciliária, acusados de “minar a independência, a soberania, a autodeterminação e incitar a intervenção estrangeira”, segundo um comunicado da polícia citado pelo portal Unisinos.

Vidaurre afirmou que “nunca disse que a Nicarágua deveria ser sancionada, nem nada parecido. Não sei qual é o motivo [para a prisão]. Eles não me explicaram absolutamente nada”, afirmou.

As eleições na Nicarágua estão marcadas para 7 de novembro, e as candidaturas devem ser registadas entre 28 de julho e 2 de agosto. No entanto, as regras do país indicam que quem está sob investigação de crimes ou prisão não pode concorrer a um cargo eletivo. A polémica lei, promovida pelo Executivo e aprovada em dezembro passado, enumera “traidores da pátria” e desqualifica-os para concorrer a cargos públicos.

Anteriormente, as autoridades do país já haviam prendido os candidatos presidenciais da oposição Cristiana Chamorro, Arturo Cruz, Félix Maradiaga, Juan Sebastián Chamorro, Miguel Mora e Medardo Mairena, entre outras pessoas críticas do regime.

Do seu lado, Ortega ainda não anunciou oficialmente que é candidato à reeleição em novembro, mas os seus aliados presumem que ele será o candidato da Frente Sandinista de Libertação Nacional.

 

‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago

Em ano Xacobeo

‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago novidade

A cidade de Braga foi palco, nesta sexta-feira, 17, da declaração oficial de reconhecimento do Caminho Minhoto Ribeiro por parte dos arcebispos de Braga e de Santiago de Compostela, depois de esse processo ter decorrido já por parte das autarquias do lado português e galego. Na conferência que decorreu em Braga, cidade que é ponto de partida dos dois itinerários que compõem este Caminho, foi igualmente feita a apresentação da investigação documental que fundamenta este novo percurso, a cargo do professor e historiador galego Cástor Pérez Casal.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror

Edgar Morin em entrevista

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror novidade

“Se formos capazes de nos maravilhar, extraímos forças para nos revoltarmos contra essas crueldades, esses horrores. Não podemos perder a capacidade de maravilhamento e encantamento” se queremos lutar contra a crise, contra as crises, afirmou Edgar Morin à Rádio Vaticano em entrevista conduzida pela jornalista Hélène Destombes e citada ontem, dia 18 de setembro, pela agência de notícias ZENIT

A votar, a votar!

[Segunda leitura]

A votar, a votar! novidade

“Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro que ouvi isto na passada terça-feira, dia 14 de setembro. Assim mesmo, sem tirar nem pôr, na abertura de um noticiário na rádio: “Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This