[Mãos à obra]

Sever do Vouga: Jovens voluntários ajudam a reabilitar casas

| 12 Ago 21

“O nosso projeto visa a melhoria habitacional, para proporcionar aos beneficiários uma vida mais condigna, segura, higiénica e confortável.” Foto: Fundação Mão Amiga

 

São 80 jovens estudantes universitários e estão de férias. Mas em vez de irem para a praia ou viajar, decidiram dedicar vários dias a ajudar a reabilitar casas degradadas de pessoas carenciadas em Sever do Vouga, no distrito de Aveiro.

São todos voluntários. Aderiram ao projeto “Habitação Social Vida”, da Fundação Mão Amiga, para a reabilitação habitacional de oito casas. Dividiram-se em dois grupos e repartiram o trabalho por duas semanas, organizando-se de maneira a que as famílias continuassem a residir nas suas habitações durante as intervenções.

Um dos beneficiários ficou em cadeira de rodas na sequência de um acidente de trabalho e deixou a meio as obras de recuperação de sua casa em cujo tijolo já entranhava a humidade. Mas os jovens voluntários, vindos de vários pontos do país, não deixaram o seu sonho morrer, arregaçaram as mangas e meteram-se ao trabalho para que ele pudesse ter a sua casa como nova.

Hugo Hadden é um dos jovens que adiou as férias e sublinha como é tão “gratificante” assistir aos resultados da atividade que têm desenvolvido: ver “como as pessoas ficam felizes.”

“Aos voluntários da Fundação Mão Amiga, juntaram-se os da Associação “Just a Change” e da Universidade de Aveiro”. Foto: Facebook de “Just a Change”

“O nosso projeto visa a melhoria habitacional, para proporcionar aos beneficiários uma vida mais condigna, segura, higiénica e confortável. Sendo a recuperação efetuada por jovens, ajuda a desenvolver uma dinâmica diferente na habitação e no agregado familiar. Criam-se laços fortes de amizade, companheirismo e, ao mesmo tempo, envolvem os próprios membros da família nesta mudança”, explica Edite Matos, presidente do conselho de administração da Fundação Mão Amiga.

Aos voluntários da Fundação Mão Amiga, juntaram-se os da Associação “Just a Change” e da Universidade de Aveiro, com o apoio da Câmara Municipal de Sever do Vouga (que participa ativamente neste projeto desde o início) da ASM Industries e do Rotary Clube de Sever do Vouga. Ajudaram a substituir telhados, forros e soalhos, a melhorar ou a construir novas casas de banho, bem como outras obras.

As famílias beneficiárias (carenciadas e com habitações degradadas) apresentaram uma candidatura voluntária, ou foram selecionadas pela Fundação Mão Amiga e pela autarquia de Sever do Vouga.

 

‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago

Em ano Xacobeo

‘Caminho Minhoto Ribeiro’ reconhecido pelos arcebispos de Braga e Santiago novidade

A cidade de Braga foi palco, nesta sexta-feira, 17, da declaração oficial de reconhecimento do Caminho Minhoto Ribeiro por parte dos arcebispos de Braga e de Santiago de Compostela, depois de esse processo ter decorrido já por parte das autarquias do lado português e galego. Na conferência que decorreu em Braga, cidade que é ponto de partida dos dois itinerários que compõem este Caminho, foi igualmente feita a apresentação da investigação documental que fundamenta este novo percurso, a cargo do professor e historiador galego Cástor Pérez Casal.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror

Edgar Morin em entrevista

Só a capacidade de nos maravilharmos sustenta a resistência à crueldade e ao horror novidade

“Se formos capazes de nos maravilhar, extraímos forças para nos revoltarmos contra essas crueldades, esses horrores. Não podemos perder a capacidade de maravilhamento e encantamento” se queremos lutar contra a crise, contra as crises, afirmou Edgar Morin à Rádio Vaticano em entrevista conduzida pela jornalista Hélène Destombes e citada ontem, dia 18 de setembro, pela agência de notícias ZENIT

A votar, a votar!

[Segunda leitura]

A votar, a votar! novidade

“Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro que ouvi isto na passada terça-feira, dia 14 de setembro. Assim mesmo, sem tirar nem pôr, na abertura de um noticiário na rádio: “Começa hoje a campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 26 de setembro”. Juro.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This