Patriarca de Lisboa

Sínodo católico é para escutar “todos os que se queiram associar”

| 26 Out 21

A cidade vista a partir da torre da Sé: “Escutaremos todos”, prometeu o patriarca. Foto: Direitos reservados.

 

“Escutaremos todos os que se queiram associar ao nosso caminho sinodal, sem esquecer o âmbito ecuménico e inter-religioso”, afirmou o cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, ao apresentar a forma como Lisboa vai viver o Sínodo da Igreja Católica convocado pelo Papa Francisco.

A apresentação decorreu na catedral de Lisboa, nesta segunda-feira, 25, dia em que o patriarcado assinalava o aniversário da dedicação do templo. Por esse motivo, a diocese lisboeta decidiu fazer a abertura diocesana formal do Sínodo nesta segunda-feira e não no fim-de-semana de 16-17, como aconteceu em quase todas as dioceses do nundo.

Citado pela agência Ecclesia, o patriarca afirmou que a sinodalidade é “uma realidade que define e deve definir a Igreja, em todo o tempo”. Todas as instâncias que já existem (conselhos pastorais e económicos, reuniões de vigararias, conselhos e organismos diocesanos), devem ser valorizadas, mas o patriarcado prevê ainda a formação de uma rede de coordenadores locais, nesta fase diocesana.

O patriarca referiu ainda a experiência do Sínodo diocesano de Lisboa, entre 2014-16, e que o caminho sinodal agora convocado pelo Papa irá “a par” com a preparação e realização da Jornada Mundial da Juventude, que Lisboa acolhe de 1 a 6 de agosto de 2023, que considerou poder ser um momento de alento depois da “grande depressão pandémica”.

No guia prático (ou Vademécum) distribuído pelo Vaticano, diz-se que “a finalidade da primeira fase do caminho sinodal é favorecer um amplo processo de consulta”, com atenção à “voz dos pobres e dos excluídos, não somente daqueles que desempenham alguma função ou responsabilidade” na própria Igreja.

 

Abusos na Igreja e Vaticano: “Fazer o que ainda não foi feito”

Análise

Abusos na Igreja e Vaticano: “Fazer o que ainda não foi feito” novidade

Sobre as leituras e as consequências do estudo divulgado há precisamente uma semana relativamente aos abusos na Arquidiocese de Munique, umas das principais da Alemanha, o mundo católico encontra-se em suspenso. Já esta sexta-feira, 28, espera-se o pronunciamento da diocese visada e tanto o Vaticano como Bento XVI anunciaram ir estudar atentamente o documento, tendo o Papa Emérito prometido responder.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Centro de Formação Cristã inaugura disciplina sobre ecologia integral

Diocese de Leiria-Fátima

Centro de Formação Cristã inaugura disciplina sobre ecologia integral novidade

A partir do próximo dia 8 de fevereiro, a Escola Diocesana Razões da Esperança (EDRE), do Centro de Cultura e Formação Cristã da Diocese de Leiria-Fátima, contará com uma novidade na sua oferta formativa: pela primeira vez e de forma mais sistematizada, será dada atenção às questões ambientais e ecológicas, na linha do que o Papa Francisco propõe na Encíclica Laudato Si’. A disciplina terá a designação de “Cuidar da Terra, cuidar do outros” e será lecionada por elementos da Rede Cuidar da Casa Comum, noticia a diocese no seu site.

Thich Nhat Hanh: Buda e Jesus são irmãos

Thich Nhat Hanh: Buda e Jesus são irmãos novidade

Regressei ao cristianismo. Mas fui budista zen cerca de quinze anos, integrada na orientação budista zen do mestre japonês Taisen Deshimaru (Associação Zen Internacional); tendo como mestre um dos seus discípulos, Raphael Doko Triet. Gostaria de lhe prestar aqui a minha homenagem pois aprendi muito com ele, ligando-nos ainda – embora à distância – uma profunda amizade.

Fale connosco

Abusos na Igreja
Dar voz ao silêncio

Contactos da Comissão Independente

https://darvozaosilencio.org/

E-mail: geral@darvozaosilencio.org

Telefone: (+351) 91 711 00 00

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This