Sínodo da Igreja Católica 2021-23

Oportunidade para a conversão pastoral

Este Francisco parece que adivinha o que poderá acontecer se o Povo de Deus ficar quieto e calado à espera que o clero clericalize todo o caminho sinodal. E está para tal, pelo menos no que se vai passando em Portugal. São os riscos apontados no seu discurso que se tornam factos de formalismos exigentes por parte dos poderes clericais.

Aborto e sinodalidade

Sermões do Vaticano aos bispos dos EUA

Não é comum que um núncio apostólico, ou seja, um diplomata, se torne uma figura de primeiro plano entre os bispos do país em que representa a Santa Sé. Mas, nesta semana, o arcebispo Christophe Pierre (núncio apostólico nos Estados Unidos da América) esteve em foco pelo conteúdo da sua intervenção na assembleia do episcopado daquele país.

Primeira fase prolongada

Pároco italiano lança a proposta de um Sínodo das Crianças

Acaba de surgir na Sicília, Itália, o projeto de lançar um sínodo das crianças. O autor da ideia é o padre Fortunato Di Noto, que alimenta há mais de dez anos o sonho de criar uma dinâmica de escuta dos mais pequenos, como forma de valorizar as crianças enquanto pessoas. A ideia, surgida já com o processo sinodal em andamento, pode ganhar fôlego, agora que a primeira fase do Sínodo foi prolongada até 15 de agosto de 2022.

Sínodo de esperança ou nem isso

Tenhamos esperança de que o Sínodo começado em Portugal e em todas as dioceses do mundo católico-romano não seja um esfrangalhado tecido que nada terá a ver com a vontade indomável de um homem, que se chama Francisco, bispo de Roma e Papa. As primeiras notas não são nada animadoras: basta sentirmos o que a Igreja Católica em Portugal fez com a encíclica Laudato Si’, que simplesmente silenciou e, embora alguns pequenos grupos teimem em levá-la à luz do dia, o clero português, na sua generalidade, não estará para aí virado.

Sínodo em demanda de mudanças

Falo-vos da reflexão feita pelo Papa Francisco, como bispo de Roma, no início do Sínodo, cuja primeira etapa agora começa, de outubro de 2021 a abril de 2022, respeitando às dioceses individuais. Devemos lembrar que o “tema da sinodalidade não é o capítulo de um tratado de eclesiologia, muito menos uma moda, um slogan ou novo termo a ser usado ou instrumentalizado nos nossos encontros. Não! A sinodalidade exprime a natureza da Igreja, a sua forma, o seu estilo, a sua missão”.

Dioceses portuguesas abriram Sínodo

Escutar sem filtros insatisfações e expectativas do mundo sobre a Igreja

Na Arquidiocese de Braga não haverá assembleias sinodais, mas, em contrapartida, haverá uma forte aposta na multiplicação de pequenos grupos nas paróquias, comunidades e movimentos, com a tarefa de “escutarem o que o Espírito Santo diz à Igreja” através dos seus membros e, também através daqueles que andam longe ou nas suas margens. O Sínodo da Igreja Católica foi aberto solenemente em todas as dioceses do mundo, também em Portugal.

Francisco lança desafios para o Sínodo

À escuta das perguntas, preocupações e esperanças da Igreja e do mundo

Na eucaristia de arranque do Sínodo da Igreja Católica sobre a sinodalidade, o Papa Francisco pede que não se busquem respostas superficiais, pronto-a-vestir, mas que todos se coloquem “à escuta das perguntas, preocupações, esperanças de cada Igreja, de cada povo e nação e também à escuta do mundo, dos desafios e mudanças que ele coloca diante de nós”. E alertou que “o Espírito Santo sopra de modo sempre surpreendente para sugerir percursos e linguagens novos”.

Sinodalidade católica em processo

Papa abre Sínodo em Roma – mas está a maior parte da hierarquia interessada nisso?

O Papa abre este sábado em Roma o sínodo em que quer colocar toda a gente a escutar-se e a debater o que deve ser a Igreja e a sua missão na sociedade. Este é o coração da reforma de Francisco, coincidem vários analistas. Mas o processo está atrasado em Portugal (apesar de ter havido um dedo português na escolha do tema), é inexistente no plano dos bispos americanos e quase ignorado em várias partes do mundo.

Inquérito 7MARGENS sobre o Sínodo

1036 vozes que querem ser ouvidas

O inquérito lançado pelo 7MARGENS aos seus leitores obteve mais de mil respostas, ultrapassando as nossas melhores expectativas. A partir desta sexta-feira, 8, começaremos a divulgar a análise das 1036 respostas válidas. Para já, cumpre agradecer a todos os que nos leem e que, antecipando-se a qualquer outra consulta no âmbito do Sínodo que o Papa Francisco abrirá no próximo sábado, se manifestaram preparados e interessados em participar nesse processo de reflexão.

Sínodo, urgência de Participar – sugestões várias

Olhar o outro. Ver o outro. Entender o outro. Escutar. Ajudar. Apoiar. Integrar. Proteger. Não têm fim as palavras aplicáveis ao sentido do Documento Preparatório e ao Vademecum, nesta fase preliminar do Sínodo [da Igreja Católica] que irá marcar um tempo novo, viragem de reflexão e cidadania sobre a Igreja, a diversidade de culturas e realidades na atualidade do mundo. Entre 10 de outubro de 2021, com a presença e presidência do Papa Francisco e até outubro de 2023, um universo de gente participará nesta viragem, revisão de vida.

Manuel Martins, um precursor da Sinodalidade

Escrevo a propósito da partida deste mundo há quatro anos, que se completam hoje mesmo, dia 24, do bispo Manuel Martins. Há seres humanos que não deveriam morrer. Não por eles, mas por nós. Contrariamente ao que é vulgar dizer-se, são mesmo insubstituíveis. A propósito, evoco também a memória de um outro que nos deixou no passado dia 2 de setembro.

Inquérito sobre o Sínodo

Escutar todos, com horizontes para lá das “fronteiras” da Igreja

O Papa observava, no encontro sinodal com a sua diocese de Roma, no último sábado, 18, que escutar não é inquirir nem recolher opiniões. Mas nada impede que se consultem os cristãos sobre as “caraterísticas e âmbito” que “entendem dever ter a escuta que as igrejas diocesanas são chamadas a realizar, desde 17 de outubro próximo até ao fim de março-abril de 2022. Era esse o terceiro ponto da consulta feita pelo 7Margens, cujas respostas damos hoje a conhecer.

Caminhar juntos, lado a lado, na mesma direcção

Vem aí o Sínodo, cuja assembleia geral será em outubro de 2023, já depois da Jornada Mundial da Juventude, a realizar em Lisboa, no verão anterior. O tema é desafiante: Para uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão. O documento preparatório veio a público a 7 de setembro e lança as bases de um caminho a percorrer juntos.

Na Terra Santa o ecumenismo é uma realidade

Semana da unidade dos cristãos

Na Terra Santa o ecumenismo é uma realidade novidade

A Terra Santa “é o lugar onde as comunidades cristãs estão mais próximas da unidade”, afirmou Francesco Patton, padre franciscano responsável pelos locais santos da Palestina. “Na Terra Santa falamos menos sobre a teoria do ecumenismo e praticamos mais a unidade” – salientou Patton a propósito da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, que decorre entre 18 e 25 de janeiro.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

O que revela “Não olhem para cima” da Netflix

O que revela “Não olhem para cima” da Netflix novidade

Não Olhem Para Cima é uma nova sátira da Netflix escrita e realizada por Adam McKay e que conta a história de dois astrónomos que entram em pânico para chamar a atenção da humanidade para a colisão de um cometa cujo tamanho gerará uma extinção em massa. Em suma, a humanidade deixará de existir. A sátira está numa humanidade que vive de tal forma na sua bolha de entretenimento, entre sondagens políticas e programas da manhã que, simplesmente, não quer saber.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This