Reflexão antes do início

Sínodo da Igreja Católica abre este sábado, com discurso do Papa e testemunhos

| 5 Out 21

Um discurso do Papa Francisco, com 25 minutos de duração prevista, será o ponto alto do encontro de dia 9. Foto: Direitos reservados.

 

É já no próximo sábado, 9 de outubro, que abre o caminho sinodal da Igreja Católica, que culminará com o Sínodo dos Bispos em outubro de 2023. A cerimónia de dia 9 terá como ponto alto um discurso do Papa Francisco com a duração prevista de 25 minutos.

O “Momento de Reflexão para o Início do Caminho Sinodal” – assim se designa o ato, cujo programa foi esta segunda-feira divulgado pelo Secretariado Geral do Sínodo, tem início com uma “entronização e proclamação da Palavra de Deus”, seguida de uma meditação feita por um padre jesuíta do Burkina Faso e por uma teóloga leiga católica, formada numa faculdade de teologia protestante de Madrid.

Segue-se o discurso do Papa e uma saudação do relator geral do Sínodo, após o que haverá um momento especial para testemunhos de diversos continentes, em que intervirão uma religiosa, um bispo, uma família, um padre e um responsável de uma comunidade religiosa.

No restante tempo da manhã, além de uma mensagem do cardeal Mario Grech, haverá um trabalho de duas horas em pequenos grupos.

A abertura solene do caminho sinodal será com a celebração da eucaristia do dia seguinte, presidida pelo Papa Francisco.

 

Nós somos porque eles foram. E nós seremos nos que vierem a ser.

Nós somos porque eles foram. E nós seremos nos que vierem a ser. novidade

A homenagem aos que perderam as suas vidas nesta pandemia é uma forma de reconhecermos que não foram só os seus dias que foram precoce e abruptamente reduzidos, mas também que todos nós, os sobreviventes, perdemos neles um património imenso e insubstituível. Só não o perderemos totalmente se procurarmos valorizá-lo, de formas mais ou menos simbólicas como é o caso da Jornada da Memória e da Esperança deste fim-de-semana, mas também na reflexão sobre as nossas próprias vidas e as das gerações que nos sucederão.

Parlamento aprovou voto de solidariedade com vítimas da pandemia e iniciativa cidadã

Jornada da Memória e da Esperança

Parlamento aprovou voto de solidariedade com vítimas da pandemia e iniciativa cidadã novidade

A Assembleia da República (AR) manifestou o seu apreço pela Jornada de Memória e Esperança, que decorre neste fim-de-semana em todo o país, através de um voto de solidariedade com as vítimas de covid-19 e com as pessoas afectadas pela pandemia, bem como com todos os que ajudaram no seu combate, com destaque para os profissionais de saúde.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This