Arquitetura

Siza Vieira assina instalação da Santa Sé na Bienal de Veneza

| 22 Fev 2023

alvaro siza vieira, foto c Igreja de Santa Maria

Álvaro Siza Vieira, prémio Pritzker em 1992, irá trabalhar em colaboração com o coletivo italiano Studio Albori. Foto © Igreja de Santa Maria.

 

O arquiteto português Álvaro Siza Vieira foi o escolhido pela Santa Sé para criar a instalação que irá representá-la na Bienal de Arquitetura de Veneza, que decorrerá de 20 de maio a 26 de novembro de 2023. O anúncio foi feito esta terça-feira, 21, pelo Vaticano.

O cardeal José Tolentino Mendonça, prefeito do Dicastério para a Cultura e a Educação e comissário do Pavilhão da Santa Sé, expressou, em comunicado enviado à Ecclesia, a sua satisfação pelo regresso a Veneza, cinco anos depois da primeira participação, numa edição que celebra o papel dos arquitetos na criação de um futuro melhor e mais sustentável.

O cardeal português assinala que esta segunda presença da Santa Sé na Bienal de Veneza quer ser “uma manifestação do desejo da Igreja de estar próxima, não apenas do mundo da arquitetura, mas das artes em geral, e deve ser vista como uma declaração programática de como o Dicastério procurará garantir a presença da Igreja nesses lugares, eventos e espaços onde os artistas se reúnem”.

Na Bienal, a Santa Sé irá ocupar os atuais edifícios do Mosteiro Beneditino e os jardins da Abadia. O pavilhão do Vaticano vai ser dedicado ao tema da amizade social, desenvolvido pelo Papa Francisco nas suas encíclicas Laudato si’ (2015) e Fratelli Tutti (2020), e evocando o décimo aniversário do seu pontificado.

Álvaro Siza Vieira, prémio Pritzker em 1992, e o coletivo italiano Studio Albori (Emanuele Almagioni, Giacomo Borella, Francesca Riva) apresentarão as suas obras, em diálogo com o tema geral da Bienal, O Laboratório do Futuro, proposto por Lesley Lokko, curador da edição de 2023.

 

Judeus na Europa “mais angustiados que nunca” face ao aumento do antissemitismo

Estudo revela

Judeus na Europa “mais angustiados que nunca” face ao aumento do antissemitismo novidade

O mais recente relatório da Agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais (FRA) não deixa margem para dúvidas: o antissemitismo cresceu nos últimos cinco anos e disparou para níveis sem precedentes desde o passado mês de outubro, o que faz com que os judeus a residir na Europa temam pela sua segurança e se sintam muitas vezes obrigados a esconder a sua identidade judaica.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga

Decreto de extinção a marcar passo?

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga novidade

A pouco mais de três meses de se completar um ano, prazo dado pelo Vaticano para extinguir a Comunidade Loyola, um instituto de religiosas fundado por Ivanka Hosta e pelo padre Marko Rupnik, aparentemente tudo continua como no início, com as casas a funcionar normalmente. No caso da comunidade de Braga, para onde Ivanka foi ‘desterrada’ em meados de 2023, por abusos de poder e espirituais, a “irmã” tem mesmo estado a desenvolver trabalho numa paróquia urbana, incluindo como ministra extraordinária da comunhão, com a aparente cobertura da diocese.

Sobreviventes de abusos acusam bispos de os “revitimizar” no processo de compensações financeiras

Contra a obrigação de repetir denúncias

Sobreviventes de abusos acusam bispos de os “revitimizar” no processo de compensações financeiras novidade

Vários sobreviventes de abusos sexuais no seio da Igreja Católica expressaram, junto da presidência da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), o seu descontentamento quanto ao “método a utilizar para realizar as compensações financeiras”, dado que este obriga todas as vítimas que pretendam obtê-las a repetirem a denúncia que já haviam feito anteriormente.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This