Proposta entregue à CEP

Siza Vieira vai “materializar” o pedido de desculpas às vítimas de abusos

| 10 Jul 2022

Apresentação da Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais na Igreja Católica em Portugal, em 10 de Janeiro, na Fundação Gulbenkian, em Lisboa: foram 352 denúncias validadas a dia 10 de julho, seis meses depois. Foto © 7Margens.

 

A Comissão Independente (CI) para o Estudo de Abusos Sexuais de Crianças na Igreja Católica Portuguesa atualizou o número de denúncias de casos de abusos para 352, no dia em que faz o balanço dos seis meses sobre a criação da CI. Em comunicado enviado ao 7MARGENS, a equipa liderada por Pedro Strecht refere ainda que está em andamento o “implemento do estudo de Arquivos secretos e Históricos da Igreja – fase 1 – junto das diversas Dioceses, pelo Grupo de Investigação Histórico, liderado pelo Prof. Dr. Francisco Azevedo Mendes”.

A maior novidade está no facto de, apenas onze dias depois de falarem na necessidade da igreja portuguesa refletir sobre a melhor forma de “materializar” o pedido de perdão às vítimas numa iniciativa, a CI avançar com a notícia de que convidou o arquiteto Siza Vieira para a materializar essa ideia que está “em fase de estudo e de proposta à Conferência Episcopal Portuguesa (CEP)”, sem se conhecer ainda qual a posição oficial da CEP sobre isto.

A CI reafirma também a sua vontade de chegar a outro tipo de população e por isso deixa o “apelo a Dioceses e Comissões Diocesanas das respectivas regiões para envolvimento de proximidade junto destas pessoas e apelo ao testemunho”, assim como faz o “apelo junto do Ministério da Saúde para instalação de publicidade estática nos Centros de Saúde de todo o País” e o “envio para a Anafre, Associação de Juntas de Freguesias e respectivas delegações regionais, de apelo à divulgação dos contactos da CI”. Já concretizado, informam, foi a “divulgação junto de Associação Nacional de Farmácias, (…) através de reportagem incluída na revista Saúda deste mês”.

A Comissão Independente continua disponível pelos seguintes contactos:

https//darvozaosilencio.org
Endereço eletrónico: geral@darvozaosilencio.org
Telemóvel: 917 110 000
Correio postal:
CE COMISSÃO INDEPENDENTE
APARTADO 012079
EC PICOAS – LISBOA
1061 – 011 LISBOA

 

“E tu, falas com Jesus?”

“E tu, falas com Jesus?” novidade

Em matéria de teologia, tendo a sentir-me mais próxima do meu neto X, 6 anos, do que da minha neta F, de 4. Ambos vivem com os pais e uma irmã mais nova em Londres. Conto dois episódios, para perceberem onde quero chegar. Um dia, à hora de deitar, o X contou à mãe que estava “desapontado” com o seu dia. Porquê? Porque não encontrara o cromo do Viktor Gyokeres, jogador do Sporting, um dos seus ídolos do futebol; procurou por todo o lado, desaparecera. Até pedira “a Jesus” para o cromo aparecer, mas não resultou. [Texto de Ana Nunes de Almeida]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga

Decreto de extinção a marcar passo?

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga novidade

A pouco mais de três meses de se completar um ano, prazo dado pelo Vaticano para extinguir a Comunidade Loyola, um instituto de religiosas fundado por Ivanka Hosta e pelo padre Marko Rupnik, aparentemente tudo continua como no início, com as casas a funcionar normalmente. No caso da comunidade de Braga, para onde Ivanka foi ‘desterrada’ em meados de 2023, por abusos de poder e espirituais, a “irmã” tem mesmo estado a desenvolver trabalho numa paróquia urbana, incluindo como ministra extraordinária da comunhão, com a aparente cobertura da diocese.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This