Sobre nós

Redação e colaboradores

António Marujo (diretor), Eduardo Jorge Madureira (diretor-adjunto), Jorge Wemans, Manuel Pinto, Acácio Catarino, Alice Caldeira Cabral, Ana Cordovil, Carlos Jalali, Eugénio Fonseca, Fernando Sousa, Guilherme d’Oliveira Martins, Helena Araújo, Helena Fonseca, Isabel Estrada Carvalhais, Jerónimo Trigo, Joaquim Azevedo, Joaquim Franco, José Centeio, Leonor Xavier

 

Sete Margens – Apresentação

7MARGENS é um jornal digital orientado por critérios jornalísticos profissionais e independente de qualquer instituição, religiosa ou outra. Divulga informação sobre o fenómeno religioso, no sentido mais amplo do termo, não se confinando à atualidade das diversas confissões e crenças estabelecidas. Procura dar conta das diferentes formas de busca espiritual que marcam o nosso tempo, desvendando as questões, interrogações e percursos que alimentam essa indagação. Tem consciência de que a informação sobre o fenómeno religioso assim entendido constitui um importante instrumento a favor da paz, da justiça social, do conhecimento mútuo, da tolerância e da cooperação entre os mais diversos atores das nossas sociedades.

7MARGENS é propriedade de uma Associação Cultural Sem Fins Lucrativos, a Porta 18, e aspira a ser financiado exclusivamente pelos seus leitores / apoiantes, mas recorre também a donativos institucionais que publicita regularmente de modo a assegurar total transparência com aqueles que o visitam. O jornal digital tem como referências mais próximas o trabalho de três décadas desenvolvido pelo seu diretor, António Marujo, e a informação oferecida desde 2002 pelo blog Religionline, um dos primeiros em Portugal, iniciado por Manuel Pinto.

7MARGENS rege-se pelo seu estatuto editorial e o seu limiar de existência vive na dependência do interesse e da participação dos seus leitores. Por isso tem em curso uma campanha de recolha de fundos, propondo que cada pessoa / família contribua com €100,00 para este projeto através da conta CGD: PT50 0035 0675 0004 6941 7308 1.

 

Sete Margens – Estatuto Editorial

7MARGENS é um projeto jornalístico de qualidade, atento à busca de sentido, à inquietação espiritual e à dimensão religiosa nas sociedades contemporâneas.

7MARGENS anima uma plataforma digital através da qual difunde a informação que produz e fomenta e acolhe a participação plural do público, em conformidade com os princípios editoriais que a orientam.

7MARGENS pratica um jornalismo inspirado nas regras éticas e deontológicas das melhores práticas profissionais. Recusa a difusão de notícias sem confirmação, a culpa sem provas e noticiar sem ouvir as partes envolvidas. Não publica rumores, nem confunde notícia com opinião. Procura o contraditório e não sacrifica o rigor da notícia à pressa de a publicar.

7MARGENS não é confessional nem proselitista e é independente de quaisquer poderes, incluindo o religioso.

7MARGENS não tem temas-tabu. Valoriza o debate sobre o sentido do religioso e a dimensão espiritual na sociedade democrática, incluindo o ponto de vista ateu e agnóstico.

7MARGENS entende-se como um espaço aberto à livre expressão do pensamento e à polémica, sujeita apenas às regras do bom senso, do bom gosto e do respeito pela diferença.

7MARGENS dedica especial atenção às artes e à cultura, à justiça social, à dignidade e aos direitos humanos, à ecologia e à paz, enquanto lugares de interrogação crítica, da procura espiritual, das vivências religiosas e das próprias religiões.

7MARGENS valoriza as notícias, mas também a entrevista, o testemunho, a reportagem, o debate, a opinião e a crítica cultural, prestando especial cuidado à contextualização dos acontecimentos, factos e processos que relata.

7MARGENS pauta-se pelo seu Estatuto Editorial. Promove a convivência entre culturas diferentes e toma como referência espacial de difusão o universo da lusofonia.

Propriedade de uma associação sem fins lucrativos, 7MARGENS é viabilizado por mecenas e apoiantes, por donativos e receitas de serviços prestados e assegura total transparência quanto aos apoios recebidos.

Setembro de 2018

 

Ficha Técnica

Editor: Jorge Wemans
Proprietária: Associação Porta 18 – Associação Cultural Sem Fins Lucrativos
Rua da Páscoa 12/r/c D 1250-179 LISBOA
NIF: 514 876 905
CGD: PT50 0035 0675 0004 6941 7308 1

 

7 Margens
Inscrita na ERC como publicação periódica sob o registo nº: 127245
Diretor: António Marujo
Diretor-Adjunto: Eduardo Jorge Madureira

 

Redação Lisboa:
Largo da Luz, 11
1600-764 LISBOA

Apoie o 7 Margens

Breves

A mulher que pode ter autoridade sobre os bispos

Francesca di Giovanni, nomeada pelo Papa para o cargo de subsecretária da Secção para as Relações com os Estados, considerou a sua escolha como “uma decisão inovadora [que] representa um sinal de atenção para com as mulheres.

Papa considera “superado” episódio do livro sobre celibato

O Papa Francisco terá considerado ultrapassado o episódio do início desta semana, a propósito do livro sobre o celibato, escrito pelo cardeal Robert Sarah, da Guiné-Conacri, e o Papa emérito Bento XVI (ou que o cardeal escreveu sozinho, usando também um texto de Ratzinger).

Henrique Joaquim: “Assistencialismo não tira da rua as pessoas sem-abrigo”

“O assistencialismo não tira a pessoa da rua, não resolve o problema; ainda que naquela noite tenha matado a fome a uma pessoa, não a tira dessa condição”, diz o gestor da Estratégia Nacional de Integração dos Sem-abrigo, Henrique Joaquim, que esta quinta-feira, 2 de Janeiro, iniciou as suas funções.

Inscreva-se aqui
e receba as nossas notícias

Boas notícias

Do Porto a Bissau: um diário de viagem no 7MARGENS dá origem a livro

Do Porto a Bissau: um diário de viagem no 7MARGENS dá origem a livro

A viagem começou a 3 de Fevereiro, diante da Sé do Porto: “Quando estacionámos o jipe em frente à catedral do Porto, às 15h30, a aragem fria que fustigava o morro da Sé ameaçava o calor ténue do sol que desmaiava o seu brilho no Rio Douro.” Terminaria doze dias depois, em Bissau: “Esta África está a pedir, em silêncio e já há muito tempo, uma obra de aglutinação de esforços da comunidade internacional, Igreja incluída, para sair do marasmo e atonia de uma pobreza endémica que tem funestas consequências.”

É notícia

Entre margens

Ditadura da esperteza ou psicopatia

Vivemos na era do destemor e do medo; da aceleração e da lentidão; das raivas e das guerras, mas também do desejo de paz; da ambição de conhecimento e da real ignorância sem qualquer sabedoria.

Beleza e ecumenismo

A junção de beleza e ecumenismo evoca a luxuriante diversidade num jardim. A beleza tem afinidades com a surpresa: é a vitória sobre o banal, o monótono.

Cultura e artes

Cinema: À Porta da Eternidade

O realizador Julian Schnabel alterou, com este filme, alguns mitos acerca de Vincent van Gogh, considerado um dos maiores pintores de todos os tempos. Os cenários, a fotografia e a iluminação do filme produzem uma aproximação visual às telas do pintor, no período em que van Gogh parte para Arles, no sul de França, em busca da luz, seguindo todo o seu percurso até à morte, aos 37 anos de idade.

Que faz um homem com a sua consciência?

Nem toda a gente gosta deste filme. Muitos críticos não viram nele mais do que uma obra demasiado longa, demasiado maçadora, redundante e cabotina. Como o realizador é Terrence Malick não se atreveram a excomungá-lo. Mas cortaram nas estrelas. E no entanto… é um filme de uma força absolutamente extraordinária. Absolutamente raro. Como o melhor de Mallick [A Árvore da Vida].

Sete Partidas

Guiné-Bissau: das “cicatrizes do tempo” ao renascer do povo

Este mês fui de visita à Guiné. Uma viagem de memória para quem, como eu, não tinha memórias da Guiné. Estive em Luanda ainda em criança, mas as memórias são as próprias da idade. Excepção à única em que o meu pai me bateu. Às cinco da tarde saí de casa e às dez da noite descobriram-me a assistir, divertida, ao baile no clube. Uma criança de cinco anos, branca e loura, desaparecida na Luanda dos anos 1960 não augurava coisa boa, o que gerou o pânico dos meus pais. Daí a tareia…

Visto e Ouvido

Aquele que habita os céus sorri

Agenda

Jan
23
Qui
Encontros de Santa Isabel – “Jesus, as periferias e nós” @ Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa
Jan 23@21:30_23:00

Conferência sobre “Periferias”, com Isabel Mota, presidente da Fundação Calouste Gulbenkian

Jan
30
Qui
Encontros de Santa Isabel – “Jesus, as periferias e nós” @ Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa
Jan 30@21:30_23:00

Debate sobre “Aqui e agora”, com Luís Macieira Fragoso e Maria Cortez de Lobão, presidente e vice-presidente da Cáritas Diocesana de Lisboa

Jan
31
Sex
III Congresso Lusófono de Ciência das Religiões – Religião, Ecologia e Natureza (até 5 de Fevº) @ Universidade Lusófona, Templo Hindu, Mesquita Central e Centro Ismaili
Jan 31@09:30_14:00

Ver todas as datas

Parceiros

Fale connosco