Sociedade

Testemunho de uma mulher vítima

Abusos sexuais: “Senti que não acreditavam em mim” novidade

Na conferência de imprensa da Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica Portuguesa, que decorreu quinta-feira, 30 de junho, em Lisboa, foram lidos três testemunhos de vítimas de abusos, cujo anonimato foi mantido. Num dos casos, uma mulher de 50 anos fala do trauma que os abusos sofridos lhe deixaram e de como decidiu contar a sua história a um bispo, sentindo ainda assim que a sua versão não era plenamente aceite como verdadeira.

Encontro “Cuidar” em Lisboa

Quando os padres não abusadores são as vítimas colaterais dos abusos do clero

“O que encontramos assusta-me: desilusão, depressão, crise existencial, perda de identidade, fim da relação entre presbíteros, perda de confiança na instituição e na hierarquia.” O diagnóstico cáustico é feito ao 7MARGENS pelo padre inglês Barry O’Sullivan, 61 anos, da diocese de Manchester, que estudou o impacto dos abusos sexuais entre os padres não abusadores.

Saúde mental dos jovens: a urgência de um novo paradigma

A saúde mental dos jovens tem-se vindo a tornar, aos poucos, num tema com particular relevância nas reflexões da sociedade hodierna, ainda que se verifique que estas possam, muitas das vezes, não resultar em concretizações visíveis e materializar em soluções para os problemas que afetam os membros desta mesma sociedade. A verdade é que, apesar de todos os esforços por parte dos profissionais de saúde e também das pessoas, toda a temática é, ainda, envolvida por uma “bolha de estigmas”, o que a transforma numa temática-tabu.

Papa pede diálogo

Sinais de apaziguamento no conflito social no Equador

Cerca de um ano depois de empossado, o presidente do Equador, Guillermo Lasso, tem vindo a enfrentar uma onda de contestação nas ruas das principais cidades do país, que culminou, nos últimos dias, com a abertura de processo de impeachment no Parlamento, onde detém a maioria. Já morreram seis pessoas e duas centenas ficaram feridas nos recontros entre as forças da ordem e os manifestantes.

Sínodo em Inglaterra e Gales

Uma Igreja ferida chamada à conversão

A corresponsabilidade entre todos os batizados no governo da Igreja, a valorização do papel da mulher, uma maior atenção aos grupos até agora marginalizados e uma reorientação das prioridades pastorais são alguns dos pontos mais significativos da síntese nacional da Igreja na Inglaterra e em Gales divulgada no sábado, 25 de junho.

Encontro Mundial das Famílias

O Papa não quer as mães a passar a ferro as camisas dos filhos

“Há tantos jovens que não têm coragem de se casar. E, por vezes, algumas mães dizem-me: ‘faça qualquer coisa, fale com o meu filho que tem 37 anos e não se casa…’ ‘Mas minha senhora, não lhe passe a ferro as camisas, mande-o embora, faça-o sair do ninho’.” A afirmação foi feita pelo Papa Francisco, na Praça de São Pedro, perante casais de mais de 120 países, reunidos na missa de encerramento do X Encontro Mundial das Famílias.

10ª edição

IWRT reuniu em Fátima operadores turísticos de 47 países

Os Workshops Internacionais de Turismo Religioso (IWRT), a celebrar este ano o seu décimo aniversário, afirmaram-se como “um dos eventos maiores na promoção internacional do turismo religioso”. A primeira parte do programa, que decorreu esta quinta e sexta-feira em Fátima, contou com participantes de 47 países e o balanço da organização é “extremamente positivo”.

Sondagem Gallup

Quatro em cada cinco americanos acreditam em Deus

A grande maioria (81%) dos adultos dos EUA acredita em Deus, mas em 2017 eram 87 por cento os que responderam “sim” a esta pergunta, conclui um estudo divulgado no dia 17 de junho pela empresa de sondagens Gallup. Entre 1944 e 2011, mais de 90 por cento dos americanos acreditavam em Deus.

Denúncia do bispo de Kaduna

Nigéria: “Sete dos meus padres foram raptados”

O arcebispo nigeriano de Kaduna denunciou o falhanço do governo do país no combate à violência e à corrupção, exemplificando com o facto de a Igreja estar também no centro de uma onda de sequestros violentos. “Nos últimos três anos, sete dos meus padres foram raptados, dois foram mortos e um está em cativeiro há três anos e dois meses.” 

Em Lisboa

Exposição de alunos evoca Aristides de Sousa Mendes

Uma exposição preparada por alunos da escola Delfim Santos, de Lisboa, nas áreas de Português e Educação Visual, será inaugurada na manhã desta quarta-feira, 15, no Palácio Beau-Séjour (Estrada de Benfica, 368), na capital, pretendendo recordar a acção de Aristides de Sousa Mendes, que salvou milhares de judeus em fuga das perseguições nazis durante a Segunda Guerra Mundial e assinalando o dia da Consciência.

Contributos para o Sínodo (6)

Paróquia de Santa Isabel: menos clericalismo, maior participação dos batizados

Renovar a reflexão doutrinal sobre a sexualidade, a homossexualidade e o divórcio, reduzir o clericalismo e aumentar a participação dos fiéis, propõe o documento sinodal da Paróquia de Santa Isabel, em Lisboa, em resposta à maior auscultação alguma vez feita à escala planetária, lançada pelo Papa Francisco, para preparar a assembleia do Sínodo dos Bispos de 2023.

Somos todos Simão de Cirene

A lei da eutanásia voltou ao Parlamento português, e com ela um escândalo, um autêntico sobressalto social: a provocação ao princípio da inviolabilidade da vida humana, que nos interpela como sociedade e nos obrigará a tomar medidas concretas para evitar tragédias.

Sábado, em Oeiras

As “histórias bizarras” de refugiados e imigrantes de novo em cena

As histórias de refugiados e imigrantes a viver em Portugal voltam ao palco neste sábado, 11, no Auditório Municipal Ruy de Carvalho, em Carnaxide (Oeiras), a partir das 21h00, no espectáculo Une Histoire Bizarre (Uma História Bizarra). A peça, uma ideia original de Sebastião Martins, com encenação de Júlio Martín, parte das histórias pessoais das actrizes e actores de países tão diversos quanto a Ucrânia, Síria, o Irão e o Iraque, o Sudão, Afeganistão, Moçambique, Gâmbia, Nigéria ou Paquistão.

Associação denuncia

Lusodescendentes católicos são alvo de “atrocidades” e “genocídio” na Birmânia

A Associação Internacional de Lusodescendentes (AILD) alerta para o “genocídio” e as “atrocidades” de que estão a ser alvo milhares de lusodescendentes católicos na Birmânia (conhecidos como bayingyis). Desde o início do ano, já houve pelo menos três ataques armados a aldeias onde estas comunidades residem, provocando a destruição de centenas de habitações e pelo menos quatro mortos.

Denúncia da Amnistia

Jornalistas bielorrussos em julgamento “fraudulento”

Um tribunal bielorrusso começou a julgar um caso contra a agência BelaPAN e três jornalistas: a sua editora executiva, Iryna Leushyna, o antigo diretor, Dzmitry Navazhylau, e o antigo diretor adjunto, Andrey Alyaksandrau — bem como a sua parceira, Iryna Zlobina — estão acusados, entre outras coisas, de criar um “grupo extremista”.

Domingo de Pentecostes

Ataque a igreja na Nigéria provoca 21 mortos

Um ataque armado à Igreja de São Francisco em Owo, no estado nigeriano de Ondo, no último domingo, 5 de Junho, provocou dezenas de mortos – 50 segundo a estimativa inicial da Reuters, que usou como fonte um médico de um hospital de Owo, 21 segundo os números mais recentes referidos pela imprensa internacional, citando o primeiro balanço das autoridades locais.

Obras terminam em abril de 2023

Altar e parque da JMJ com obras de 6,5 milhões de euros

O Complexo Logístico da Bobadela já está a mudar para acolher a Vigília e a Missa de encerramento da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), a 5 e 6 agosto de 2023, naquela que será a primeira edição deste evento da Igreja Católica em território português. As obras ficarão a cargo da Oliveiras, S.A – Engenharia e Construção, que venceu o concurso público.

“Abra a cortina, por favor!”

Fechar a cortina não é a solução, mesmo quando o que vemos seja por vezes tão avassalador e nos faça sentir tão incapazes. Fechar a cortina não apaga absolutamente nada, ela só esconde a necessidade do outro e revela o nosso coração.

O nó górdio da eutanásia

Talvez nem sempre nos esforcemos por encontrar o lugar próprio para um debate sobre a eutanásia. Eventualmente preferimos ou estamos habituados a um diálogo de surdos; aí cada um esgrime o seu ponto de vista de forma dogmática, mas não é possível um encontrar um espaço de diálogo entre as diferentes posições. Portanto, cabe-nos perguntar onde está o nó górdio da eutanásia? Por outras palavras, porque é que cada vez mais a eutanásia parece ser vista como algo moralmente aceitável?

[Debate 7M: A Igreja e os média-13]

Faz-se caminho andando… e, devagarinho, a Igreja está a andar

Há dias pediram-me que falasse sobre jornalismo e a importância do trabalho em conjunto de Igreja e comunicação social, com alguns seminaristas que se preparam para a ordenação. Repito aqui o que lhes disse lá, não como jornalista, mas como crente: a comunicação social é um tremendo veículo de evangelização do povo, em especial daquele que se encontra mais afastado da comunidade.

Amnistia Internacional denuncia

Prisões arbitrárias, tortura e maus-tratos em El Salvador

Há uma crise de direitos humanos em El Salvador, alerta a Amnistia Internacional (AI). “As autoridades salvadorenhas têm cometido violações de direitos humanos em grande escala, incluindo milhares de prisões arbitrárias e violações do direito a um julgamento justo, bem como tortura e maus-tratos, e pelo menos 18 pessoas morreram sob custódia do Estado”, denunciou a organização não governamental em comunicado enviado esta quinta-feira, 2 de junho, às redações.

Crise alimentar piora

“Não usem o trigo como arma de guerra!”, pede o Papa

A Ucrânia era considerada o “celeiro do mundo” pelo peso que tem na produção e exportação mundial de trigo e outros cereais. Ao invadir esse país, a Rússia destruiu campos, rebentou redes de distribuição e bloqueou os portos da Ucrânia. Resultado: países do norte de África e do Magreb, bem como do Médio Oriente e de outras partes do mundo, ficaram sem abastecimento. A farinha e o pão escasseiam, os preços sobem e a fome piora. Foi este o quadro, em crescente agravamento, que levou o Papa Francisco, na audiência geral desta quarta-feira, 1 de junho, na Praça de S. Pedro, a lançar “um veemente apelo” a que “sejam feitos todos os esforços para resolver esta questão e para garantir o direito humano universal à alimentação”.

Bispos pedem fim dos conflitos

O Papa vai ao Congo, mas “pesadelo da guerra” continua

A Conferência Nacional Episcopal do Congo apelou ao fim da luta armada no país e, em comunicado, lamenta “a deterioração da situação de segurança na província do Kivu Norte, em particular nos territórios de Rutshuru e Nyiragongo, na sequência da intensificação dos combates entre as FARDC (Forças Armadas da RD Congo) e os rebeldes M23, que está a causar tantas perdas de vidas humanas de ambos os lados”.

Apelo à ação imediata

OMS e igrejas juntas para discutir crise alimentar

Sobre a mesa de uma reunião organizada pelo Conselho Mundial de Igrejas esteve a discussão da crise alimentar global que a guerra na Ucrânia exacerbou e trouxe à tona, mas também pistas e soluções uma vez que a humanidade pode e deve tomar medidas corretivas neste campo, no da justiça económica e da crise climática.

À margem do Fórum de Davos

As freiras que puseram multinacionais a lutar contra a pobreza

As irmãs Ruth Pilar del Mora, conselheira missionária do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, originária da Colômbia, e Patricia Murray, secretária executiva da União Internacional dos Superiores Gerais (UISG), tiveram um encontro com os executivos da multinacional britânica Unilever, que detém mais de 400 marcas no sector alimentar e de cuidados pessoais, para lhes pedir apoio na realização de projectos de luta contra a pobreza.

Dificuldades aumentam

Está a chegar menos ajuda solidária à Ucrânia

A ajuda humanitária internacional para a Ucrânia está a diminuir e “as pessoas estão a ficar sem recursos”, alerta D. Radoslaw Zmitrowicz, Bispo auxiliar da Diocese de Kamyanets-Podilskyi. O prelado falava numa conferência, via internet, com a Fundação AIS, e explicava que a “situação está muito, muito difícil” e que a ajuda humanitária, que no início da guerra foi assinalável, está “agora a diminuir bastante”.

Abusos sexuais

Bispos de Itália adotaram via original… e contestada

Não a uma comissão de investigação independente dos abusos sexuais na Igreja; sim a um “via italiana” para colocar as vítimas de abuso no centro das preocupações e das ações. Assim se pode resumir o rumo traçado na última semana pela Conferência Episcopal Italiana (CEI), agora sob a direção do cardeal Matteo Maria Zuppi.

Pressões para calar Igreja

Bispo impedido de entrar na Cúria da sua diocese, na Nicarágua

O bispo de Matagalpa, Nicarágua, Rolando Alvarez, que se tinha refugiado numa paróquia dos arredores de Manágua, no dia 19 de maio, devido a perseguição de forças policiais e que, nos dias seguintes, foi impedido de entrar na Cúria da sua diocese, reatou já a atividade pastoral normal. O bispo conseguiu sair na última segunda-feira, 23, para a sua diocese na parte noroeste do país, mas deparou com a sede da Cúria diocesana bloqueada, pelo que foi obrigado a alojar-se no seminário local.

Estados Unidos

Ninguém pega de caras no “lobby” das armas

O tiroteio que resultou no assassinato a sangue frio de 19 crianças pequenas e duas professoras numa escola do ensino básico da cidade de Uvalde (Texas, Estados Unidos da América), nesta terça-feira, 24, é sem dúvida devastador. Mas a frequência deste tipo de matanças, mais ou menos mortíferas, corre o risco de comover e se banalizar.

Relatório da Amnistia Internacional

Pena de morte volta a matar em 2021

Em 2021 a Amnistia Internacional (AI) confirmou 579 execuções de pessoas condenadas à morte pelo sistema judicial de 18 países. De acordo com a documentação da AI enviada ao 7MARGENS no dia 23 de maio, aquele número representa um crescimento de 20 por cento em relação ao registado no ano anterior. Contudo, graças à pandemia, em 2021 o número de execuções certificadas continua baixo, sendo o segundo menor desde 2010.

[Debate 7M: A Igreja e os Média–3]

Comunicar, o verbo que urge conjugar

É urgente (sim, é esta a palavra certa) que a Igreja – a sua hierarquia, os seus múltiplos departamentos – entenda que, para manter a sua respeitabilidade não pode furtar-se ao escrutínio da comunicação social, não pode fechar-se na sua concha. Tem de comunicar, comunicar com todos, esclarecer sempre que questionada, com a rapidez e a linguagem dos tempos que correm.

Teólogo jesuíta em Portugal

Diálogo inter-religioso não é estratégia, mas atitude existencial, diz Javier Melloni

“O diálogo inter-religioso não é uma estratégia para sobreviver em tempos de forçada pluralidade, mas trata-se de uma atitude existencial que implica toda a pessoa”, diz o jesuíta catalão Javier Melloni no seu livro Para Um Tempo de Síntese – Presente e futuro das religiões (ed. Fragmenta), que acaba de ser publicado e que o próprio apresentará em Portugal, a partir desta segunda-feira, 23 de Maio, em quatro conferências públicas

Uma leitura do Patriarca no 7M

“Domínio”, de Tom Holland: a recomposição da experiência cristã

Este livro de Tom Holland, escritor inglês com vária obra histórica publicada, obteve uma apreciação positiva e generalizada, quando saiu em 2019: “Cativante” (The Times), “Arrebatador” (The Economist), “Fascinante” (Library Journal)… Mais assertivo ainda, The Sunday Times: “Se os grandes livros nos encorajam a olhar o mundo de um modo completamente novo, então Domínio é, sem dúvida, um grande livro.”  

[Debate 7M: A Igreja e os média-1]

Igreja precisa mais dos média do que o contrário

Quando se pergunta se em Portugal a relação da Igreja com os média e os jornalistas é boa, uma resposta simplista é sempre uma má resposta, principalmente porque estamos a falar de uma instituição, a Igreja Católica, que por si só é uma multiplicidade de realidades. Para ser honesto, prefiro responder que não há uma resposta, mas muitas respostas, tantas quanto as instituições ou os serviços que constituem a Igreja portuguesa.

[Segunda Leitura]

… E de novo tostões e milhões!

Para o sr. Berardo, pelos vistos, um milhão de euros deve ser uma ninharia. Porque ele deve cerca de 900 milhões. Ou seja: gente como nós precisava de viver novecentas vidas para acumular esse montão de notas. E como é que alguém, no espaço de meia dúzia de anos, consegue ficar a dever 900 milhões de euros?… Como?…

O melhor seria

Tive três filhos e perdi quatro. Por um deles, que não sobreviveu in utero, fui levada para uma ala da maternidade onde havia mulheres com os seus filhos, já nascidos ou prestes a nascer. Havia uma outra ala, a de quem estava para abortar.

Abusos sexuais

A Igreja tem de aprender a prestar contas

Gostaria de falar, em primeiro lugar, acerca da Igreja enquanto instituição de poder, porque essa é uma das maiores premissas que orientam o meu trabalho enquanto jornalista que se dedica à cobertura dos assuntos religiosos e, em especial, ao escrutínio da atividade da Igreja Católica. Que não haja dúvidas: a Igreja é uma instituição de poder.

20 anos de independência

Bispos e Governo timorense renovam acordo de cooperação

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, e o presidente da Conferência Episcopal Timorense (CET), o bispo Norberto do Amaral, de Maliana, renovaram um acordo de cooperação que alarga uma cláusula da Concordata entre o país de maioria católica e o Vaticano e que atribui à Igreja Católica a gestão de 15 milhões de dólares (cerca de 14 milhões, 171 mil euros).

Tensão entre religiões

Santuário católico vandalizado na Índia

As tensões interreligiosas na Índia voltaram a conhecer novos episódios, depois da vandalização por desconhecidos de estátuas de Maria, do Menino Jesus e do Sagrado Coração de Jesus num santuário no estado de Andhra Pradesh, causando “choque entre os católicos locais”. Um articulista ataca o ódio incentivado por “fascistas” contra as minorias cristãs e muçulmanas.

Amnistia Internacional

FIFA deve compensar trabalhadores do Mundial de Futebol

A Amnistia Internacional desafiou a FIFA a promover um programa de compensação para trabalhadores migrantes maltratados durante a construção das infraestruturas do Campeonato do Mundo de Futebol, a realizar no Qatar. Para a organização de direitos humanos, o valor desse programa deve igualar os 440 milhões de dólares dos prémios em jogo no Mundial.

Exclusivo 7M: um ensaio de Tomáš Halík

O Cristianismo na guerra de armas e de ideias

Este ano, as palavras proféticas do Papa Francisco tornaram-se realidade: “Vivemos não uma época de mudanças, mas uma mudança de época.” Há muito que o Papa Francisco fala do nosso tempo como sendo uma “Terceira Guerra Mundial fragmentada”. Neste momento, até o porta-voz de Putin diz que a III Guerra Mundial começou, e talvez seja a sua única afirmação verdadeira. Ganha forma um novo mapa geopolítico do mundo, uma nova ordem mundial, surge um novo clima moral nas relações internacionais, políticas, económicas e culturais. Deparamos com a necessidade de adotar um novo e mais simples estilo de vida. Começa um novo capítulo da História.

Save the Children alerta

Casamento infantil quase duplicou em Cabo Delgado

As taxas de casamento precoce aumentaram substancialmente no primeiro trimestre deste ano entre as crianças da região de Cabo Delgado (Moçambique), alertou esta semana a organização internacional Save the Children. O aumento está diretamente relacionado com a pobreza provocada pelo conflito que assola a região desde 2017 e que deixa muitos pais perante “a escolha devastadora” de ter de “deixar os filhos casar para aliviar a carga da família”, explica a instituição.

Abusos sexuais

Os direitos da criança, a criança e o direito

Num traço grosso, valerá lembrar aqui o particular significado que assume, por exemplo, a conclusão de que a criança é um «sujeito de direitos autónomos», e verificarmos, de imediato, como estamos ainda longe de a ter como pacífica, mesmo entre aqueles que partilham iguais referências éticas e semelhantes perspectivas ideológicas.

Debates em Lisboa

Espiritualidade e ecologia, uma nova abordagem

A responsabilidade e o princípio da precaução, a espiritualidade ligada à ecologia, leituras sobre As Vidas dos Animais, de J.M. Coetzee ou a Caminhada, de Henry D. Thoreau – estas são alguma das propostas do ciclo “Diálogos entre Ética, Ecologia e Espiritualidade”, proposto pelo Foco de Conversão Ecológica da Capela do Rato (Lisboa), que se inicia nesta terça-feira, 17 de Maio.

[Os Dias da Semana]

“Os pássaros não são reais”

Uma entrevista concedida por um ex-agente da CIA, Eugene Price, tornaria credível uma acusação que, desde 2017, tinha vindo a ser amplamente difundida nos Estados Unidos da América por um movimento intitulado Birds Aren’t Real. Eugene Price corrobora que a CIA dizimou os pássaros do país, substituindo-os por imitações tecnológicas, drones emplumados cumprindo uma função de vigilância.

Filme no Dia Internacional

Aprender a “Viver Juntos em Paz” 

Em sintonia com os objetivos do Dia Internacional de Viver Juntos em Paz, que esta segunda-feira, 16 de maio, se celebrou, a organização Aliança das Civilizações, da ONU, lançou o filme All of Us [Todos nós], do realizador Pierre Pirard, em parceria com outras organizações internacionais.

Abusos sexuais na Igreja: fazer ciência para o bem comum

Terça-feira passada, dia 10, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, a Comissão Independente para o Estudos dos Abusos Sexuais Contra as Crianças na Igreja Católica Portuguesa organizou uma conferência sobre o tema dos abusos, conforme o 7MARGENS noticiou. Pela importância do tema, da iniciativa e das intervenções nela realizadas, publicámos já as duas intervenções do coordenador. A seguir reproduzimos a intervenção da socióloga Ana Nunes de Almeida, que integra também a Comissão.

Passado, presente e futuro são práticas

Desenhar um mundo mais justo, ecológico e solidário

A contemplação e a reflexão sobre o passado, na sua complexidade e nas suas contradições, se é um exercício apropriado não justifica por si só as decisões e as atuações presentes. Se pode existir similitude entre um determinado passado e o presente, os protagonistas e as circunstâncias nem são os mesmos nem se repetem, pois são fruto de pessoas atuais e das suas respetivas motivações.

Porto

Jesuítas refletem sobre as “famílias do século XXI”

“As famílias do século XXI: perspetivas e desafios” é o tema do Fórum das Famílias, organizado pelo centro universitário dos Jesuítas no Porto (Centro de Reflexão e Encontro Universitário – Inácio de Loyola), e que decorre este sábado, 14 de maio, na Universidade Católica Portuguesa, no Porto. A iniciativa inclui conversas com especialistas de várias áreas, desde a psicologia ao direito, passando pela comunicação, bem como testemunhos de famílias.

Exposições, música e debates

“Diakuyu”: uma iniciativa para ajudar os ucranianos, e agradecer-lhes também

Uma exposição solidária com recolha de fundos para apoio aos refugiados ucranianos em Portugal está patente desde esta quinta-feira, 12, na Galeria Santa Maria Maior, em Lisboa. O título da exposição, Diakuyo, ou “obrigado” em ucraniano, foi escolhido por se tratar de “uma homenagem e agradecimento ao povo ucraniano, que não está está só a lutar em causa própria, mas para a defesa de valores universais da humanidade como a liberdade e a justiça”, explica a organização em nota enviada ao 7MARGENS.

Milhares em fuga

Novo ataque a aldeia católica na Birmânia

Os militares atacaram, uma vez mais, a aldeia católica histórica de Chan Thar, situada no centro da Birmânia (Mianmar), no passado dia 7 de maio, noticiou esta terça-feira a UCA News. Pelo menos 20 casas foram queimadas durante a incursão militar e milhares de pessoas fugiram para áreas seguras nas proximidades. 

Repressão cria dilema ao Vaticano

Cardeal Zen, bispo emérito de Hong Kong, detido pela polícia

O cardeal Joseph Zen, bispo emérito de Hong Kong, de 90 anos e um grande defensor do movimento pró-democracia, foi preso pelas autoridades de Hong Kong na terça-feira, 10 de maio, acusado de “conluio com forças estrangeiras”, noticiou a Reuters. Zen foi solto sob fiança no dia seguinte, por volta das 23h locais, como relatado por jornalistas de Hong Kong, que publicaram nas redes sociais fotos em que o bispo aparecia já no exterior da esquadra de polícia de Wan Chai, avançou o Vatican News.

Padre Zollner sobre os abusos

“Igreja deve pedir perdão pelos seus pecados e crimes”

A Igreja Católica deve, enquanto instituição, “assumir” que cometeu erros e que encobriu “crimes”, confessar os seus “pecados institucionais”, pedir perdão por eles e comprometer-se em não voltar a pecar, defendeu esta terça-feira, 10 de Maio, em Lisboa, o padre jesuíta alemão Hans Zollner, responsável do Vaticano para a Protecção de Crianças.

Apelo conjunto

Religiões defendem finanças responsáveis pelo clima

O Conselho Mundial de Igrejas, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, o Conselho Muçulmano de Anciãos e o Conselho de Rabinos de Nova Iorque (EUA) assinaram um apelo conjunto histórico sobre “Finanças Responsáveis ​​pelo Clima — Um imperativo moral e responsabilidade para todas as crianças e o mundo vivo”.

Cinema

Prémio Árvore da Vida distingue “Viagem ao Sol”

O filme “Viagem ao Sol”, de Ansgar Schaefer e Susana Sousa Dias, foi distinguido este domingo com o Prémio Árvore da Vida, que o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (SNPC) atribui a um filme da Competição Nacional de Curtas e Longas-Metragens no festival de cinema internacional IndieLisboa.

Espiritanos na América Latina

Aventuras missionárias no Paraguai e na Bolívia

Os Missionários Espiritanos chegaram ao Paraguai há 50 anos. Instalaram-se na Diocese de S. Pedro, a mais de 200 quilómetros da capital, lá onde quase só se fala guarani e o povo é pobre. Chegaria à Bolívia, outro país sem mar, 30 anos depois. Visitei estes dois países por ocasião da Páscoa, acompanhando os missionários nas suas visitas às comunidades e participando nas assembleias dos dois grupos.

O casamento em desuso?

  No espaço de uma geração, muito mudou no modo como a sociedade encara o casamento. As estatísticas dos últimos anos dizem-nos que em Portugal mais de metade das crianças nasce de progenitores não casados (conviventes ou não). São cada vez mais os jovens que...

China

Dez padres da Igreja Clandestina detidos este ano

Pelo menos dez padres, pertencentes à chamada Igreja Clandestina, foram detidos pelas autoridades na província chinesa de Boading desde o início deste ano. Segundo a Asia News, citada esta sexta-feira, 6, pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), quatro destes padres “foram presos entre 29 e 30 de Abril, levantando temores de mais prisões entre os membros do clero”.

[Segunda leitura]

A calar ao telemóvel

A ironia disto é que um aparelho que foi feito para a gente falar serve agora, e cada vez mais, para a gente calar. Estamos à mesa com alguém, a conversa não sai ou não nos apetece que saia, ficarmos a olhar uns para os outros em silêncio é pouco agradável, e… puxamos do telemóvel. Pronto, já ficamos confortavelmente calados. Lemos notícias, vemos fotos, espreitamos vídeos, consultamos o Facebook ou o Instagram, lemos ou mandamos mensagens escritas, e por ali vamos estando, todos e cada um com o seu aparelhinho nas mãos e nos olhos, bem caladinhos, até que… chegou a comida! Vamos lá, duas de conversa rápida, que a comer não dá tanto jeito andar às voltas com o telemóvel (embora haja quem consiga!) e já voltamos ali. Já voltamos, não a falar, mas a calar ao telemóvel. Ele, afinal, não nos põe à conversa. Ele, afinal, põe-nos calados. 

Chile

Padre jesuíta suspenso por denúncia de abusos sexuais

Está a decorrer uma investigação canónica a um conhecido padre jesuíta chileno, na sequência de uma denúncia pela prática de supostos “atos de conotação sexual” relativamente a uma menor, avançou esta quarta-feira, 4 de maio, o Religión Digital. Felipe Berríos, que além de padre é também ativista, escritor e fundador de várias ONG, foi já suspenso das suas funções pela Companhia de Jesus.

Iraque

A escola renascida em Qaraqosh, depois da destruição

Domingo, dia 1 de Maio, passou a ser um marco na vida da comunidade cristã de Qaraqosh, na Planície de Nínive (Iraque). Depois da destruição causada na cidade pelos jihadistas do Daesh, o autodenominado Estado Islâmico, as Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Siena conseguiram que a sua escola abrisse oficialmente as portas para a comunidade.

Razões de um convite

Frei Bento Domingues, um precursor

Nesta terça-feira, 3, O 7MARGENS e o Público organizaram uma sessão evocativa dos 30 anos de crónicas de frei Bento Domingues naquele jornal diário. O jornalista Jorge Wemans, responsável pelo convite ao frade e teólogo dominicano, explicou no início da sessão, que decorreu no auditório da redacção do Público em Lisboa, as razões do convite feito em 1992. É esse texto que a seguir reproduzimos.

[Olhar de teóloga]

A Ressurreição e as abelhas

Diz-se que no dia em que as abelhas se extinguirem, a vida deixará de existir porque, sem polinização, a vida vegetal não poderá subsistir e será desencadeado um processo de desaparecimento. Segundo os peritos, são insectos sociais hierarquicamente organizados que comunicam por meio de uma dança ritual.

A guerra da Ucrânia

Nas minhas cogitações tenho perguntado a mim mesmo porque é que o caminho do conflito enveredou apenas para a guerra e não para o caminho da persuasão. Se a Rússia quer anexar a Ucrânia, porque é que não tenta o acordo possível em vez da aniquilação?

Parolin, a Europa e a invasão

“Enviar armas é resposta fraca para acabar com a guerra”

Na “tremenda guerra” na Ucrânia, limitar-se às armas, como tem feito a Europa (e os Estados Unidos), é uma resposta fraca, afirmou esta sexta-feira, 29, o cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano. “Sim, as armas são uma resposta fraca, não uma resposta forte”, enfatizou o cardeal, explicando deste modo o seu ponto de vista: “Uma resposta contundente é uma resposta que empreende – tentando envolver todos – iniciativas de acordo com o esquema de paz, ou seja, iniciativas para parar os combates, chegar a uma solução negociada, pensar qual será o futuro possível da convivência no nosso Velho Continente”.

Minoria religiosa

Muçulmanos ucranianos lutam contra exército russo

São uma ínfima minoria, mas diz o imã Murad Suleimanov da mesquita do Centro Cultural Islâmico de Lviv (Ucrânia): “Nós [muçulmanos] fazemos parte deste país” e, por isso “devemos fazer algo”. Esse “algo” tem consistido em resistir à ocupação russa e participar no esforço de guerra. Mesmo se, na Rússia, os responsáveis oficiais das comunidades muçulmanas apoiam Putin.

França pós-Presidenciais

Protestantes franceses apelam à liberdade de culto

Diante de uma sociedade dividida, as igrejas protestantes na França pedem ao novo Governo do Presidente Emmanuel Macron que “atue em prol da paz e preserve a liberdade de culto, de consciência e de expressão de todos”. A posição foi divulgada pelo Conselho Nacional dos Evangélicos da França (CNEF), que representa 70 por cento das igrejas protestantes no país e mais de 30 denominações evangélicas diferentes.

Em 2021 e pela primeira vez

Gastos militares mundiais ultrapassaram dois biliões de dólares

Os gastos militares globais totais atingiram em 2021 os 2,1 biliões de dólares, o que representa um aumento de 0,7 por cento em termos reais e levou a ultrapassar uma fasquia que nunca tinha sido atingida. Os dados foram revelados na última segunda-feira, 25, em Estocolmo, pela SIPRI – Instituto Internacional de Investigação sobre a Paz, uma entidade reconhecida no campo, que há anos funciona também como observatório e que refere que se tratou do sétimo ano consecutivo de aumento dos gastos.

Manifestação em Lisboa

Amnistia Internacional pede “Liberdade na Rússia para quem defende a paz”

Uma manifestação pela “Liberdade na Rússia para quem defende a paz” está marcada para esta quinta-feira, às 18:30h, frente à Embaixada da Federação da Rússia, em Lisboa. A iniciativa partiu da Aministia Internacional (AI) Portugal, para que os manifestantes que, na Rússia, “não podem exercer os seus direitos de forma segura”, saibam que “não estão sozinhos e que as suas vozes são ouvidas”, explica a organização em comunicado enviado ao 7MARGENS.

Sociedades fechadas, autocracia e modelos de perfeição

Há muito em comum entre todos os sistemas (políticos e religiosos) que se baseiam numa qualquer ideia de perfeição, julgando-se donos de toda a verdade e mandatados para a expansão, mesmo que seja à custa da vida dos outros. A invasão da Ucrânia pela Rússia dá-nos matéria de sobra para a análise do padrão do autoritarismo, que alia a visão unilateral do mundo à manutenção da sociedade fechada, justificando assim os massacres e todas as formas de opressão.

Abril. O mês que também é do Jornalismo

Em fevereiro de 1978, Saramago sabia muito bem, no seu conto Cadeira, o que era o 25 de Abril: via da janela “que há muito tempo que não tínhamos um tempo assim.” Mais de 40 anos depois, fica aqui a minha aposta: dessa janela, viam-se facilmente as “luzes de aprendizagem e da razão” de que Kennedy falava. Tinham sido os jornalistas a acendê-las – e é por isso que também lhes devemos a liberdade. Obrigado.

O ângulo morto da invasão

Escrever sobre o momento atual não é fácil. Há palavras envenenadas, kits carregados até à exaustão de chavões reveladores de uma cegueira ideológica incompreensível, ignorante e/ou perversa, de uma arrogância cultural, mesmo quando, aparentemente se querem fazer análises complexas.

Declaração a propósito do Dia da Terra

JMJ Lisboa quer ser a “mais sustentável de sempre”

A organização da JMJ Lisboa 2023 divulgou uma carta-compromisso em que propõe que a iniciativa seja a “mais sustentável de sempre”. A carta afirma que a jornada de Lisboa pretende ter na sua génese “o conceito de ecologia integral” e ser “uma referência no compromisso com a sustentabilidade”, de modo a deixar “um legado positivo duradouro no território, na comunidade em geral, na equipa, nos parceiros, nos voluntários e nos peregrinos”.

África

Mulheres são duplamente vítimas dos abusos sexuais

Por terem sido abusadas sexualmente e por serem mulheres, muitas adolescentes, jovens, religiosas e até mulheres casadas, em África, veem-se constrangidas a uma cultura do silêncio, que lhes é socialmente imposto. Mas a situação começar a mudar, como mostra a teóloga e religiosa congolesa Josée Ngalula,

Uma jornada pela paz na Sexta-Feira Santa

Vindas de todo o país, foram mais de 700 pessoas a tomar parte nesta jornada, dinamizada pelo impulso inquieto e empreendedor do padre Almiro Mendes, pároco de Canidelo e Afurada, na passada Sexta-Feira Santa. Teve o seu início junto do Santuário de Nossa Senhora da Urtiga, num largo emoldurado por cartazes alusivos à paz, com uma intervenção daquele presbítero em que sublinhou a necessidade de «tecer os caminhos novos do Amor, deixando ódios e violências». Estava dado o mote para o cantor Miguel Bandeirinha galvanizar a participação massiva dos caminhantes, executando de forma empolgante o cântico «É preciso renascer, deixai ódios, violências».

Santa Cruz de la Sierra

Franciscano morto em assalto a igreja boliviana

O corpo de um religioso foi encontrado morto na igreja de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, na manhã do domingo de Páscoa. Segundo as autoridades, frei Wilberth Daza terá sido morto com um objeto contundente por ladrões que entraram na igreja logo após a Vigília Pascal, ainda na noite de 16 de abril.

Relatório de avaliação da OCDE

Educação inclusiva em Portugal: “melhorias históricas”, mas ainda muito a fazer

O sistema educativo português conheceu, nos últimos 25 anos, “melhorias históricas” no que toca ao acesso e concretização da inclusão na educação, ainda que persistam diferenças importantes nos resultados das aprendizagem e bem-estar dos alunos com origens em grupos sociais desfavorecidos e/ou diversos. A conclusão é de uma avaliação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre a política e as práticas de educação inclusiva, realizada no âmbito do seu projeto “Strength through Diversity”, cujo relatório, intitulado Review of Inclusive Education in Portugal, acaba de ser publicado.

Etiópia

“Fome em massa” provocada deliberadamente no Tigré

Centenas de milhares de habitantes da região do Tigré (Etiópia) estão a morrer à fome, denunciou esta quarta-feira, 20, a Agência Fides. Desde o início da suposta trégua humanitária, a 24 de março, o governo permitiu a entrada de apenas um comboio de ajuda humanitária na região, o primeiro desde meados de dezembro de 2021.

Liberdade religiosa

Cristãos presos na Índia por celebrar a Quinta-Feira Santa

A polícia do estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, prendeu pelo menos 36 cristãos que celebravam a Quinta-Feira Santa na sua igreja evangélica, após um grupo de nacionalistas hindus radicais ter cercado o edifício e trancado as portas, acusando-os de estarem a converter hindus ao cristianismo, noticiou esta quarta-feira, 20, a UCA News.

Entre a Solidariedade e o Esquecimento

Agora olhamos para as vidas totalmente construídas que tudo deixaram para trás para salvar o corpo; conhecemos histórias de horror que podiam ser as nossas e se diluíram num abrir e fechar de olhos; compadecemo-nos e desabamos ao olhar imagens de tremenda violência que a todos ameaçam; queremos ajudar, o melhor que sabemos e podemos, a quantos, de algum modo, nos tocam mais de perto, “vá-se lá saber porquê”. Entretanto, o Estado e múltiplas organizações não governamentais vão criando soluções mais ou menos permanentes para os que tudo perderam, dizendo que não há limites para receber refugiados e para os apoiar, como se, atualmente, só estas pessoas em sofrimento existissem. 

Centro de Conhecimento

A roldana das freiras vai rodar para matar novas sedes

O que pode fazer uma roldana de cisterna numa casa de freiras? “Uma cisterna tem muito a ver com o querer dar água viva. E todos estamos à procura de algo mais profundo, precisamos de água fresca” para as nossas vidas. Ao criar o Luiza Andaluz Centro de Conhecimento (LACC) em três casas da congregação em Lisboa e Santarém, as Servas de Nossa Senhora de Fátima querem concretizar um “projecto que sempre teve a ver com o desejo de possibilitar que as nossas casas possam ajudar a dessedentar, a sossegar” as vidas e os ritmos contemporâneos.

Ensaio de um testamento vital

À luz da Páscoa: que celebra as dores e angústias da nossa última cena no teatro da vida; o silêncio vazio da morte; e finalmente a experiência daquela Luz simbolizável pelas auroras boreais, aquela Luz desejada por todas as noites humanas – dei por mim a pensar nos testamentos vitais. Mais exactamente, como eu desejaria o cenário e actuação de todos os figurantes ligados à minha última cena.

Extrema-direita queima Alcorão

Manifestações violentas na Suécia

A Semana Santa na Suécia ficou marcada por várias manifestações e confrontos violentos entre a polícia e manifestantes, em virtude dos comícios promovidos pelo partido de extrema direita Stram Kurs, cujo líder, Rasmus Paludan, queimou uma cópia do Corão na rua, numa zona fortemente habitada pela população muçulmana.

Adultos. Com A grande, sff. (I)

Vivendo este tempo sem medo, descobrimos uma beleza desconfortável nessa marca de água da contradição: promete fracturas, e revela possibilidades. E morde, morde muito. No limite, a beleza está no convite exigente a posicionarmo-nos perante o que acontece no mundo e nos nossos pequenos mundos quotidianos e, com toda a radicalidade, perante nós próprios e perante Deus. É uma imensa porta para a esperança, basta querermos abri-la.

Ciclo de Conferências

A paz (e o 7MARGENS) na Academia das Ciências de Lisboa

Tolerância, solidariedade e paz é o título genérico de um ciclo de conferências da Academia das Ciências de Lisboa (ACL), que decorre até ao próximo dia 26 e que nesta segunda-feira, 11, terá António Marujo, do 7MARGENS, como interveniente, a falar sobre o pensamento do Papa Francisco, com o título Solidariedade e paz: utopias para hoje.

China

Polícia invade culto protestante e detém participantes

A polícia da província de Shanxi, no norte da China, invadiu uma igreja doméstica protestante durante um culto de domingo e deteve sete cristãos, sob acusação de estarem a participar numa “reunião ilegal”, violando as regras de prevenção da pandemia de covid-19, avançou esta sexta-feira, 8 de abril, a UCA News.

Não, a História não se repete

    A História não tem um progresso retilíneo. Como escreveu Reis Torgal na “Carta a um jovem investigador” publicada em 2021, é mais adequado aceitar a ideia de um progresso em espiral que “nos leva a considerar que o processo civilizacional tem recuos e...

Declaração conjunta em Espanha

Bispos católicos e ortodoxos russos unem-se contra a guerra

A Igreja Ortodoxa Russa (IOR) apareceu esta quarta-feira, 6, a dar sinais de vida na Península Ibérica, através de uma tomada de posição conjunta com a Conferência Episcopal (Católica) de Espanha (CEE), na qual se faz um apelo à paz…e ao presidente Putin. Na declaração conjunta da IOR em Espanha e Portugal e da CEE, refere-se que as respetivas igrejas “se unem perante a dor e o sofrimento provocado a tantos irmãos nossos, ortodoxos, católicos e pessoas de todas as crenças, devido à invasão da Ucrânia pela Rússia”.

Em Braga

Vigília assinalou 1000 horas de guerra na Ucrânia

Para assinalar a milésima hora da guerra na Ucrânia, cerca de três dezenas de pessoas participaram, esta quarta-feira, 6, numa vigília na Avenida Central, em Braga. Músicas e cânticos ucranianos levaram os presentes à emoção e à introspecção. O recolhimento foi ainda maior com dois minutos de silêncio guardados pelas vítimas da guerra.  Ucranianos de todas as idades, com bandeiras ao peito, e portugueses solidários, mantiveram-se no local durante uma hora.

Ucrânia e o Direito ao Lugar

Tantos tiveram de abandonar o seu lugar de vida, perderam o seu “direito ao lugar” – bebés e crianças de colo, mulheres grávidas, velhos que mal podem caminhar, não sabendo quando e se poderão voltar, se a sua casa estará intacta ou destruída, se as escolas funcionarão, se os hospitais os poderão receber, se poderão voltar a levar os filhos ao parque infantil perto de casa… Alguns não querem abandonar o seu lugar, a sua casa, e ficam, sujeitando-se à fome, ao frio, à privação, ao desconhecido e à morte. Mesmo os que ficaram perderam o “direito ao [seu] lugar”, um direito básico do ser humano.

Reino Unido: menos apoios sociais

Famílias numerosas pobres cada vez mais pobres

Mais de metade das crianças de famílias numerosas (com mais de dois filhos) do Reino Unido continuarão a ser pobres em 2027, de acordo com o Child Poverty Action Group (CPAG), citado pelo The Guardian na sua edição de 6 de abril. Boa parte desta pobreza é provocada pela medida governamental de 2017 que limita aos dois primeiros filhos o pagamento de benefícios sociais às famílias pobres.

Terra Santa

A ocupação ameaça o modo de vida sagrado dos beduínos

Ao olhar para as belas vistas da sua comunidade beduína em Khan el-Ahmar, Eid Jahalin reflecte sobre os muitos aspectos do seu modo de vida de que gosta: “Vivemos em harmonia com a natureza e, de facto, somos parte dela”, afirma. “Os meus antepassados viveram assim durante muitas gerações, longe das pressões sociais.”

Sobreviver a cenários de terror

A série Terror em Paris, da Netflix, recorda o ataque terrorista ocorrido em Paris, em 2015. Quando estava a ver este documentário senti-me, naturalmente, perturbado com todos os testemunhos. No entanto, o último episódio dá conta de um par de situações que são de uma enorme comicidade – o que me apanhou completamente de surpresa.

Minas antipessoais

Em cada três mortes, uma é de uma criança

Dia 4 de abril é o Dia Internacional de Consciencialização sobre as minas antipessoais. Segundo as Obras Missionárias Pontifícias (OMP), há 61 países em que este perigo oculto ameaça a população todos os dias, países onde grande parte das suas áreas não podem ser usadas para agricultura por causa deste perigo.

O Desporto ao serviço do desenvolvimento e da paz

Tocados pela guerra da Ucrânia, vivemos numa época de incertezas e de apelo à paz. Já percebemos que mesmo estando longe, esta guerra toca-nos e condiciona as nossas vidas. Sentimos, e percebemos, que só valorizamos um bem, ou um valor, quando estamos privados de o “saborearmos”. Em abril de 2022 esse valor chama-se paz! E é com o maior sentido que no dia 6 de abril se assinala o Dia Internacional do Desporto ao Serviço do Desenvolvimento e da Paz. Esta data foi escolhida pelas Nações Unidas, sinalizando o dia de início dos jogos olímpicos da era moderna, em Atenas, no ano de 1896, no sentido de valorizar o desporto como promotor da paz.  

Possível encontro com Cirilo

Papa confirma intenção de ir a Kiev “se for conveniente”

Depois de ter levantado a hipótese, no voo que o levava a Malta, de se poder deslocar a Kiev, o Papa Francisco foi mais claro nesta sua intenção durante o voo de regresso a Roma. Questionado pelos jornalistas, confirmou que uma eventual visita à Ucrânia está “em cima da mesa”, projetando ainda um encontro com o patriarca Cirilo, do Patriarcado Ortodoxo de Moscovo e o trabalho de bastidores da diplomacia do Vaticano.

Escolher um dos lados, desobedecer aos pais

  Para além de “Não fales com estranhos”, “Nunca respondas aos teus professores” e “Não abras a porta a ninguém” um dos ensinamentos que mais me foram repetidos durante a infância foi “Não escolhas lados”. Os meus pais sempre me ensinaram que não me devo meter em...

Guerra na Ucrânia

Liberdade de Imprensa reduzida

Gleb Liachenko, um blogger de 33 anos que era presença habitual em programas televisivos, foi colocado, no dia 31 de março, em prisão preventiva por dois meses em Lviv (Ucrânia) sob a acusação de traição. La Croix indica, na sua edição de 4 de abril, que a acusação foi feita pelos serviços secretos ucranianos e incluía o facto de Liachenko “apoiar as ações do país invasor”.

O renascer religioso na China

As violações dos direitos humanos na China superam em gravidade o que sucede na Rússia, como é próprio de um regime totalitário em confronto com um regime autoritário. É o que se verifica no que à liberdade religiosa diz respeito e basta evocar, a propósito, o caso mais extremo da repressão dos uigures (já equiparada a um genocídio), uma repressão que também envolve a violação da liberdade religiosa.

Situação agrava-se na Nicarágua

ONU vai investigar direitos humanos no regime de Daniel Ortega

A ONU vai enviar um grupo de três especialistas para investigar a situação dos direitos humanos na Nicarágua, na sequência de vários casos que colocam em evidência situações graves de violação daqueles direitos. A resolução, cuja finalidade é “reunir, preservar e analisar informações e evidências” nessa matéria, foi adotada nesta quinta-feira, 31 de março, pelo Conselho de Direitos Humanos da ONU. O período em análise será entre abril de 2018, quando eclodiu uma revolta popular, e a atualidade.

Após semana de audiências

Francisco “profundamente entristecido” com relatos de indígenas do Canadá

O Papa terminou esta sexta-feira, 1 de abril, uma semana de audiências com representantes dos povos nativos do Canadá, tendo-se manifestado “profundamente entristecido” pelas histórias de sofrimento que alguns deles lhe contaram, relata o Vatican News. “Pela conduta deplorável desses membros da Igreja Católica, peço perdão a Deus e digo-vos de todo o coração: tenho muita pena. Junto-me aos meus irmãos, os bispos canadianos, pedindo o vosso perdão”, disse Francisco aos seus interlocutores.

Entre ortodoxos e Conselho Mundial das Igrejas

Patriarca Cirilo cada vez mais contestado

A guerra desencadeada por Putin na Ucrânia veio pôr em evidência um líder religioso não apenas apoiante e legitimador da invasão, mas a justificá-la como uma guerra contra o Ocidente, “contra as forças do mal”, “um combate que não tem um significado físico, mas metafísico”, como referiu em homilias e discursos já depois de iniciada a invasão. Neste momento, o Patriarca de Moscovo e a Igreja Ortodoxa Russa parecem estar cada vez mais isolados, a ponto de largos setores da ortodoxia terem deixado de evocar o nome de Cirilo nas orações litúrgicas e, em alguns casos, começarem mesmo a colocar sobre a mesa o tema da sua destituição.

Índia

Supremo rejeita petição para controlar missionários cristãos

Grupos nacionalistas hindus têm vindo a acusar cada vez com maior frequência missionários cristãos de “ilegalmente” seduzirem e converterem hindus pobres e analfabetos ao cristianismo. O Supremo Tribunal acusou movimento de “estar a perturbar a harmonia com este tipo de petições” e rejeitou o pedido.

Reconciliação com povos indígenas

Líderes de tribos canadianas em Roma

As delegações das tribos indígenas do Canada iniciam hoje uma série excecional de quatro encontros com o Papa Francisco no âmbito do processo que culminará com o pedido de perdão da Igreja pelos graves abusos cometidos nas escolas residenciais que, nos séculos XIX e XX, participaram no processo de assimilação à força os povos nativos.

Em França

Retórica anti-islão marca campanha presidencial

  A campanha presidencial em França tem conhecido um endurecimento do discurso anti-islão, o que provoca o risco de criar uma “espiral de ódio”, considera o reitor da mesquita de Paris, Chems-eddine Hafiz. O facto de Emmanuel Macron estar a liderar as sondagens...

30 dias depois…

Vindo de muito longe, vejo insinuar-se-me no coração, pelo ecrã da televisão, esse caldeirão de fel e fogo que um ‘puto’ de olhos hérulos acendeu na Ucrânia. No preciso momento em que tal aconteceu, acenderam-se também os restantes corações dos filhos de Noé. Foi há 30 dias que este tsunami começou.

Em celebração com mais de 5 mil pessoas

Francisco pede: Que cesse “esta guerra cruel e insensata que ameaça o mundo”

Na homilia da celebração penitencial à qual presidiu na tarde desta sexta-feira, 26 de março, Francisco denunciou, uma vez mais, a “guerra cruel” e “brutal” na Ucrânia, e explicou que o “ato de consagração” da Igreja e da humanidade ao Imaculado Coração de Maria “não se trata de uma fórmula mágica, mas de um ato espiritual”. 

Terceira onda de fuga do país

Igrejas da Hungria e Roménia mobilizadas para ajudar os refugiados ucranianos

As igrejas locais da Hungria e da Roménia estão na linha da frente para ajudar os refugiados ucranianos, afirmaram o Conselho Ecuménico das Igrejas e a Aliança ACT (que congrega cerca de uma centena e meia de igrejas e organizações afiliadas de 120 países empenhadas em fornecer ajuda humanitária a pessoas carenciadas), numa conferência de imprensa realizada no dia 22 de março, após uma viagem recente à Hungria, Roménia e Ucrânia.

Oiça-se a cultura!…

O monstro da guerra não se dissimulou e a resistência apareceu e reagiu. Mesmo para os que julgavam poder aparecer como supostos libertadores, aconteceu o que tantas vezes ocorre em circunstâncias semelhantes – o sentido de comunidade, a defesa da casa, a solidariedade prevaleceram. Afinal, a guerra é a calamidade composta de todas as calamidades, que a todos atinge, em que “não há mal algum que se não padeça ou se não tema”.

Relatório da ONU alerta

Transferência de armas para os militares da Birmânia tem de parar

As transferências de armas para os militares da Birmânia devem parar, porque a entrada desse armamento e o uso que dele é feito pela junta militar no poder está a ter “consequências terríveis para o povo” daquele país asiático. A conclusão consta de um documento do Conselho de Direitos Humanos da ONU, intitulado “Potenciando atrocidades: transferências de armas pelos Estados membros das Nações Unidas para os militares da Birmânia”, apresentado
por um relator especial.

A primeira vez com medo da guerra

A guerra na Ucrânia é para nós, jovens, a primeira ameaça militar à porta do Ocidente protegido que conhecemos desde sempre. Não sentimos na pele a instabilidade da Guerra Fria nem o pavor do 11 de setembro, mal nos recordamos da Guerra do Iraque e foi de longe que assistimos à Primavera Árabe. O discurso facínora de Putin é a primeira imagem concreta que temos da malvadez imprevisível, impiedosa e sem Humanidade.

Páscoa na Palestina

Silwan, Jerusalém: “Queremos justiça para todos”

Esta reportagem faz parte de uma série de trabalhos do serviço de imprensa do Conselho Mundial de Igrejas, intitulada Iniciativa da Páscoa, que pretende retratar instantâneos da vida quotidiana dos palestinianos, muçulmanos e cristãos que vivem em Jerusalém e arredores, alguns dos problemas que enfrentam e o que lhes dá esperança. Neste texto, Yacoub Rajabi fala da sacralidade da dignidade humana e da própria vida.

Teólogos ortodoxos sobre Ucrânia

“Repreendemos aqueles que oram pela paz enquanto falham em fazer a paz”

Mais de 500 teólogos, presbíteros e académicos de todo o mundo e de várias denominações cristãs, na grande maioria ortodoxos, já assinaram um texto, sob o título “uma Declaração sobre o Ensino do ‘Mundo Russo’ (Russkii Mir)”, no qual criticam de forma dura “a invasão russa da Ucrânia em 24 de fevereiro de 2022”, apresentando-a como “uma ameaça histórica para um povo de tradição cristã ortodoxa”.

Frente à embaixada russa

Amnistia Internacional Portugal realizou manifestação solidária com a Ucrânia

A Amnistia Internacional (AI) Portugal  realiza este sábado, 19 de março, uma manifestação de solidariedade pela Ucrânia, que terá lugar frente à Embaixada da Rússia, em Lisboa, pelas 15h30. A organização visa “apelar ao fim da invasão russa, a um cessar-fogo imediato, à proteção das vidas de todos os civis na Ucrânia e ao restabelecimento da paz”, pode ler-se no comunicado enviado às redações.

Ensaio: Dois livros

Da impossibilidade da paz. A guerra molda a humanidade

A invasão da Ucrânia pela Rússia abre um capítulo novo na Europa do pós-Guerra. Pela primeira vez, desde o fim da Segunda Guerra Mundial, um Estado soberano é invadido por outro, com o poder russo a pretender aniquilar o país vizinho – Vladimir Putin disse que “a Ucrânia moderna é uma criação da Rússia”. Este novo capítulo de guerra tem como principal consequência uma militarização acentuada da Europa. Um ensaio a partir de dois livros.

Estudo da Cáritas

Europa: emprego não protege da pobreza

Na Europa, hoje, o emprego não é um fator de proteção da pobreza, sinaliza um relatório da Cáritas Europa. “O que o nosso estudo mostra é que o mercado de trabalho, por si só, não é a solução. Há pobreza entre quem trabalha, devido à prevalência da precariedade laboral, e muitas pessoas lutam para pagar as suas despesas, por isso recorrem cada vez mais aos serviços Cáritas”, apontou a responsável da Cáritas Europa, Shannon Phofmman.

Reunidos em vídeoconferência

Francisco rejeita “guerra santa” e pede apoio de Cirilo

O Papa Francisco e o patriarca ortodoxo russo Cirilo estiveram reunidos pela primeira vez desde o início da guerra na Ucrânia. No encontro, que decorreu ao início da tarde desta quarta-feira, 16 de março, por videoconferência, o responsável da Igreja Católica rejeitou qualquer justificação para a agressão militar por parte da Rússia, afirmando que não se pode falar de “guerra santa”. “As guerras são sempre injustas. Porque quem paga é o povo de Deus”, sublinhou.

Aborto e valores europeus

  O Presidente francês Emmanuel Macron, no discurso de abertura da presidência francesa do Conselho da União Europeia, anunciou o seu propósito de incluir entre os direitos reconhecidos pela Carta Europeia dos Direitos Fundamentais o direito ao aborto. Considera...

Recordando lição da II Guerra Mundial

Igreja Presbiteriana condena invasão da Ucrânia

A Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal condena a “invasão de um país soberano e apela a uma retirada das tropas, a um cessar fogo, a uma ação concertada de todos para cuidar das vítimas e reconstruir um país que está a ser intencionalmente arrasado”. Num comunicado divulgado na quinta-feira, dia 10, a Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal afirma ainda que “ora por todas as mulheres, homens e crianças: ucranianos e russos que desejam a paz, mas que são arrastados para a guerra por interesses geopolíticos que se estão a sobrepor ao valor intrínseco de cada vida humana criada por Deus”.

"Corrida contra o tempo"

Médicos Sem Fronteiras intensifica apoio à Ucrânia

“Destruição, bombardeamentos, disparos de artilharia pesada, cidades cercadas, combates urbanos, pessoas a refugiarem-se em bunkers ou caves, falta de comida, de água e de electricidade, eis o que está a acontecer hoje na Ucrânia. E está cada vez pior”. O retrato que traça Anja Wolz, coordenadora de emergência dos Médicos Sem Fronteiras, instalada em Lviv, na Ucrânia, serve para “reportar a necessidade urgente de agir rapidamente para dar resposta à crise crescente na Ucrânia”.

Guerra da Ucrânia

Patriarca de Moscovo ignora apelo a mediação pela paz

É um balde de água fria nas aspirações pela paz, aquele que o patriarca Cirilo dirigiu ao Conselho Mundial de Igrejas, depois da organização ter pedido ao patriarca de Moscovo que mediasse negociações para um cessar-fogo na guerra da Ucrânia. Leia a carta na íntegra, na qual Cirilo usa a argumentação de Putin.

Trabalhadores no Dia da Mulher

“Romper o silêncio e construir um mundo mais humano”

É preciso, escreve o Movimento Mundial dos Trabalhadores Cristãos (MMTC) na sua mensagem para o Dia da Mulher que hoje, dia 8 de março, se comemora em todo o mundo, “retificar as desigualdades históricas” que vitimam as mulheres, “romper o silêncio e construir um mundo mais humano”, “lutar contra as pandemias que continuam a matar mulheres” e “redirecionar os caminhos” de futuro.

diário

No dia 23 de Fevereiro, o primeiro reflexo foi de medo: no discurso imperialista de Putin tudo indica que a Ucrânia é um início. Depois será a vez dos Estados bálticos – um ataque à União Europeia. E nós, que faremos? Subitamente, viver em Berlim torna-se inquietante: se Putin decidir lançar uma bomba atómica, qual seria a cidade mais simbólica para o fazer?

Ucrânia

O míssil que esburacou a casa do bispo

Terça-feira passada, 1 de Março, em Kharkiv, uma das cidades ucranianas que está a ser mais atacada, um míssil atingiu a casa do bispo católico romano, Pavlo Honcharuk, abrindo um buraco no telhado. Ninguém ficou ferido. “Assim, nós também recebemos um destes ‘presentes’”, diz o bispo num pequeno vídeo enviado à fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

Sudão do Sul

Ataque a comboio humanitário atrasa ajuda

“Num momento de fortes restrições de financiamento, perder ajuda humanitária por roubo, saque ou destruição significa que cada saco de comida, nutrição ou outros bens humanitários saqueados são roubados diretamente às famílias mais necessitadas do Sudão do Sul.” A frase é de Meshack Malo, o coordenador humanitário interino da ONU para o Sudão do Sul, divulgada pelos serviços de comunicação das Nações Unidas, na sequência de uma tentativa de emboscada a um comboio da ONU no Sudão do Sul, na segunda-feira, 28 de fevereiro, que deixou ferido um “soldado da paz”.

Glossário dos tempos incertos

Guerra. Em meia dúzia de dias a vida mudou, sobretudo para os ucranianos, mas também para os europeus e, presumo, mudará em breve para uma boa parte do mundo democrático. Assistimos, incrédulos e em direto, à morte de inocentes e à supressão da ordem política legitimada. Porém, nada disto aconteceu por acaso.

O futuro só a Deus pertence

“O futuro só a Deus pertence” – não saberia quantificar o número de vezes que esta frase tem ecoado junto dos meus pensamentos. À medida que a invasão russa na Ucrânia se intensifica, rezo – rezamos – rezemos para que se alcance a paz, para que não deixemos morrer a esperança de que é possível viver num mundo seguro. O futuro é incerto.

Ucrânia

Papa: “A guerra é uma capitulação vergonhosa”

O Papa Francisco deslocou-se na manhã desta sexta-feira à embaixada russa junto da Santa Sé, na via della Conciliazione, em Roma, muito próximo da praça de São Pedro, para um encontro com o embaixador Alexander Avdeev. “O Papa quis manifestar a sua preocupação com a guerra na Ucrânia.”

Mobilização pela Ucrânia

Solidariedade e jejum para tentar evitar “catástrofe humanitária colossal”

Condenações da invasão, apelos à paz e ao cessar-fogo imediato, avisos contra a “colossal catástrofe humanitária que aí vem. No primeiro dia do ataque da Rússia à Ucrânia, multiplicaram-se declarações de líderes religiosos condenando a acção militar e promessas de solidariedade para evitar uma “catástrofe humanitária colossal” anunciada. Vigílias e tempos de oração estão também a ser preparados ou decorreram já em diversos locais.

Apoio domiciliário inovador

Cáritas de Beja usa tecnologias contra o isolamento

Integrar as tecnologias digitais no Serviço de Apoio Domiciliário, aliando-as à terapia ocupacional para acompanhar e prevenir o surgimento de demências ou depressão em idosos fechados em casa e privados de contactos familiares e sociais por causa da pandemia foi o objetivo do projeto HumanaMente@activos, cujo balanço positivo a Cáritas de Beja tornou público na semana passada.

França

Muçulmanos discriminados no ensino superior

Um estudo recente realizado em França por duas agências de investigação concluiu que pessoas com nome e apelido muçulmanos que se candidatam a programas de pós-graduação são mais discriminados do que aqueles com nomes etnicamente franceses.

"Gente com História" 

Grupo de Cegos Católicos quer mais lugar para as pessoas com deficiência

A experiência dos católicos com deficiência e a atenção que a Igreja Católica lhes deve prestar é o tema principal da mais recente edição do programa Gente com História, em que semanalmente Américo Lisboa Azevedo entrevista um ou vários convidados. Maria do Carmo Dinis e José Maria explicam o que tem sido o trabalho do Serviço Pastoral à Pessoa com Deficiência, estrutura do Patriarcado de Lisboa, e dão conta da criação do Grupo de Cegos Católicos.

[Os dias da semana]

Idoso, mas não idiota

  É muito provável que Carlos San Juan de Laorden seja hoje o urologista mais conhecido de Espanha, ainda que não tenha sido a prática da medicina a conferir-lhe tamanha e tão fatigante notoriedade. Disse ele que estava cansado por, desde há semanas, ter de...

Dois provérbios e a abstenção das legislativas

Costuma dizer-se que o Natal é quando o Homem quiser, mas depois das últimas eleições legislativas quase que se pode alterar o provérbio para “O Natal é quando a abstenção quiser”. Não houve bacalhau, é pouco provável que alguém se tenha deliciado com sobremesas da avó enquanto acompanhava as projeções e também ninguém correu até aos centros comerciais para comprar as típicas meias ou velas de última hora. Mas, em tudo o resto, a noite eleitoral foi tal e qual um serão de Natal.

Ucrânia

Líderes religiosos pedem libertação de detidos

O Conselho Pan-Ucraniano de Igrejas e de Organizações Religiosas fez esta semana um apelo à Rússia e à Ucrânia para que demonstrem “boa vontade”, implementando efetivamente o acordo sobre a troca de prisioneiros. Os responsáveis religiosos apelam ao diálogo diplomático para “evitar o terrível derramamento de sangue” e promover “uma paz duradoura e justa”.

Abusos sexuais

Deputados elogiam iniciativa pioneira da Igreja francesa

A criação de nova legislação sugerida no relatório da CIASE (a comissão independente sobre os abusos sexuais na Igreja) de outubro de 2021 sobre abusos sexuais na Igreja foi esta quarta-feira, dia 16 de fevereiro, debatida na Assembleia Nacional (Parlamento) francesa. Mas o debate não se cingiu ao contexto eclesial, sendo abordadas medidas que possam pôr cobro às 160.000 vítimas anuais de agressões sexuais praticadas dentro da família, ou em estruturas educacionais, desportivas e associativas.

Itália

Constitucional chumba referendo sobre suicídio assistido

A Igreja e várias associações pró-vida italianas aplaudiram o acórdão do Tribunal Constitucional (TC) do país, que na terça-feira, dia 15 de fevereiro, rejeitou um pedido de referendo sobre o suicídio assistido. O tribunal classificou, segundo o jornal Alfa & Omega de dia 16 de fevereiro, a proposta como “inadmissível” por não proteger a vida humana em geral e, em especial as “pessoas fracas ou vulneráveis”.

Envelhecer ou chegar longe na vida

Envelhecer é algo de que muitos não gostam de ouvir falar. Os mais novos porque consideram que isso nunca lhes vai acontecer. Os mais velhos porque adiam sistematicamente esse confronto, na esperança de que, sem saberem bem como, também não lhes aconteça. De facto, não é coisa agradável de se refletir, mas a sua negação é um processo mais insano, contrariamente ao verdadeiro e corajoso enfrentamento.

Desejar a ausência dos outros

Palavra puxa palavra, começámos a falar do projecto em curso para urbanizar aquele terreno tão jeitoso para os nossos animais correrem à vontade. Querem fazer três prédios, com uma exposição permanente sobre as deportações, um “jardim dos justos” para lembrar aqueles que ajudaram judeus a escapar à implacável máquina do Holocausto, e também mais de 150 apartamentos minúsculos para estudantes.

Reportagem em São Paulo

Favelas no Brasil: condomínio aberto à pura resistência

“O povo é muito bom, mas as condições de vida são miseráveis”, desabafa o padre Elson Lopes, espiritano cabo-verdiano a viver e trabalhar numa das favelas da periferia de São Paulo. De facto, as favelas condensam muitas formas de pobrezas, mas quem lá vive são pessoas e isso ninguém pode esquecer. Os seus direitos humanos mais elementares são espezinhados.

Venezuela

Amnistia denuncia “política repressiva” de Maduro

A Amnistia Internacional denunciou, esta quinta-feira, “a política repressiva” do Governo da Venezuela, notando que esta se “sustentado na coordenação entre ataques e mensagens de estigmatização emitidos por meios de comunicação social com ligações” ao executivo de Nicolás Maduro.

Dia Mundial de Oração e Reflexão nesta terça, 8

Uma maratona e uma tempestade contra o tráfico de pessoas

Uma maratona de oração que atravessa o mundo durante oito horas, uma tempestade na rede social Twitter, um discurso do Papa Francisco, propostas de reflexão e testemunhos passarão durante esta terça-feira em plataformas digitais, encontros locais, vigílias e outras iniciativas, a propósito do 8º Dia Mundial de Oração e Reflexão contra o Tráfico de Pessoas.

Um ano após o golpe de Estado

Cardeal de Rangum: ninguém pode governar se negar a democracia

 “A democracia é o fogo eterno no coração das pessoas. Ninguém pode governar esta nação de Myanmar por muito tempo se negar isso”, disse o cardeal Charles Maung Bo, arcebispo de Rangum, em entrevista à jornalista Elise Ann Allen publicada no Krux de 5 de fevereiro, poucos dias após se ter completado um ano do brutal golpe de Estado (1 de fevereiro de 2021) que terminou com cinco anos de ensaio democrático.

Ética desportiva: um caminho para a transcendência

Na quinta-feira, 3 de fevereiro, foi apresentado o livro Pensar à Frente – Corporeidade, Desporto, Ética, Cultura e Cidadania (ed. Afrontamento), que reúne vários estudos sobre Manuel Sérgio. Um deles é sobre a ética desportiva e a transcendência, da autoria de José Carlos Lima. O 7MARGENS publica aqui alguns excertos desse texto, numa versão preparada pelo próprio autor, e que pode ajudar à reflexão sobre este tema também no dia em que se inauguram os Jogos Olímpicos de Inverno, em Pequim.

Médicos Sem Fronteiras denunciam

“Novo pico de ataques e violência” em Cabo Delgado

Em apenas algumas semanas no final de Janeiro, registou-se um “novo pico de ataques e violência” na província moçambicana de Cabo Delgado, causando mais uma vaga de milhares de pessoas deslocadas, a maior registada nos últimos meses, denunciou a organização Médecins Sans Frontières / Médicos Sem Fronteiras (MSF) nesta quarta-feira, dia 2 de Fevereiro. A MSF refere que mais de 20 ataques a quatro aldeias nas duas últimas semanas danificaram ou destruíram 2.800 casas no distrito de Meluco e em zonas do Sul do distrito de Macomia provocaram a fuga de pelo menos 14 mil pessoas.

Crise da Demografia Portuguesa (4)

Ainda há solução? – A demografia como prioridade

Concluímos com este texto a série de artigos que iniciámos sobre o tema «A crise da demografia portuguesa: Ainda há solução?». A dimensão histórico-crítica na abordagem dos fenómenos sociais é fundamental para identificar relações de causalidade e tendências sociais. Essa análise é ainda mais pertinente quando abordamos um tema pluri e transdisciplinar como a demografia, profundamente influenciada pela cultura, pela religião, pela economia, pela educação, pela situação geográfica, pelos recursos endógenos, pelo clima, pela orografia, pelas vias de comunicação, pelos modelos de administração e outras áreas

O inimigo está à espreita e não é Karl Marx

Num artigo publicado no Ponto SJ, o portal dos Jesuítas em Portugal, com o título “O marxismo não é para católicos”, o padre Nelson Faria faz a crítica do marxismo como uma ideologia “assente na inevitabilidade do conflito”, que nos arrasta “para um perpetuar do conflito”. Ao ler este destaque, que aparece junto ao título e num dos últimos parágrafos, poderíamos julgar que, ao contrário do que o título sugere, o artigo seria um ensaio positivo e construtivo sobre uma Igreja que é para todos e para todas. Mas não.

Projeto social polémico

Gérard Depardieu processa Arquidiocese de Paris

O projeto para transformar um antigo mosteiro em centro de acolhimento de vítimas da pobreza, que a arquidiocese de Paris pretende levar a cabo, deparou com um obstáculo inesperado: a estrela de cinema Gérard Depardieu, que habita uma mansão nas redondezas, mobilizou alguns vizinhos e pretende impedir o arranque das obras.

A educação na campanha eleitoral

Durante os trinta debates nas televisões o tema da educação nunca esteve sobre a mesa. Será porque não é importante? Todos responderão que não, pois a educação é reconhecidamente importante em qualquer sociedade, sobretudo as mais desiguais. Será porque não se debateu nenhuma estratégia para o país? Também não, pois, apesar de pouco, ainda houve aqui e ali tempo para debater a justiça, a economia, a fiscalidade, o emprego e as remunerações.

Holocausto

Lembrar as vítimas do nazismo

27 de janeiro, a data em que o Exército Vermelho libertou Auschwitz, tornou-se o dia internacional em memória das vítimas do nazismo. Hoje quero lembrar Karl Stojka, e o seu aviso: “Não foi Hitler, nem Göring, nem Goebels, nem Himmler, nem nenhum desses quem me arrastou e espancou. Não. Foi o sapateiro, o vizinho, o leiteiro.”

“A longa viagem começa por um passo”, recriemos…

Inicio o meu quarto ano de uma escrita a que não estava habituada, a crónica jornalística. Nos primeiros três anos escrevi sobre a interculturalidade. Falei sobre o modo como podemos, por hipótese, colocar as culturas moçambicanas e portuguesa a dialogarem. Noutras vezes, inclui a cultura judaica, no diálogo com essas culturas. De um modo geral, tenho-me questionado sobre a cultura, nas suas diferentes manifestações: literatura, costumes, comportamentos sociais, práticas culturais, modos de ser, de estar e de fazer.

Manifesto inédito em todo o mundo

125 padres e católicos alemães assumem publicamente condição LGBTQI

Um total de 125 pessoas, incluindo vários padres, trabalhadores a tempo inteiro ou voluntários na Igreja Católica nos países de língua alemã, anunciam hoje a sua condição LGBTQI+. A iniciativa tem o título #OutInChurch. Por uma Igreja sem medo e acompanha, também, a emissão de um documentário televisivo. É a primeira vez na história, em todo o mundo, que um grupo de crentes se assume deste modo, colectivamente, na praça pública.

Viver no ritmo certo

Enquanto pensava no que iria escrever este mês, havia uma palavra que não saía da minha mente: “descanso”. Obtive a confirmação desta quando, por coincidência ou não, este foi o tema escolhido pela Aliança Evangélica Europeia para a sua semana universal de oração, realizada de 9 a 16 de janeiro de 2022. Os líderes evangélicos apelam a que todos possam viver no ritmo de Deus porque estamos a ser engolidos por uma onda de homens e mulheres sobrecarregados, completamente esgotados e sem força para lutar mais pela vida.

ONG de direitos humanos

Guterres criticado por não denunciar a China

A supressão de direitos humanos na China é um dos pontos fortes do relatório anual da Human Rights Watch, divulgado esta quinta-feira, dia 13. A liderança desta ONG, em declarações a propósito do relatório, fez um apelo aos estados democráticos para que que boicotem os Jogos Olímpicos de inverno, prestes a começar.

Carta pastoral

Arcebispo de Santa Fé pede fim da corrida nuclear actual, “mais perigosa do que a primeira”

“Já não podemos negar ou ignorar a situação extremamente perigosa da nossa família humana e que estamos numa nova corrida ao armamento nuclear muito mais perigosa do que a primeira.” Quem o escreve é o arcebispo John C. Wester, de Santa Fé, Novo México (Estados Unidos), numa carta pastoral em que defende a eliminação de todas as armas nucleares e a necessidade de reflectir sobre a situação actual e a razão pela qual o mundo precisa urgentemente de iniciar agora o processo de desarmamento nuclear.

Maratona de Cartas da Amnistia

Mikita Zalatarou, o rapaz que gosta de andar de bicicleta

Esta é uma história complexa, cheia de intriga nacional e internacional. Cheia de influência, de procura de poder e de vontade de poder. É uma história de gente agarrada ao poder, que não olha a meios para o atingir. É uma história com muitas histórias dentro. Com muitos protagonistas e muitos interesses económicos e políticos. Com negócios internacionais, gás e outros combustíveis fósseis. E heróis, pessoas inocentes que não escolheram esse heroísmo, mas que se viram no meio de uma tempestade caótica que hoje se chama Bielorrússia.

Apareci nas notícias!

14 de dezembro de 2021. Apareci nas notícias: sou um dos 3591 novos casos de infeção por covid-19. Bem tentei, mas não consegui: cancelei jantares grandes, privilegiei estar só com a minha família e amigos mais próximos, evitei ambientes com demasiadas pessoas, reforcei a máscara, andei menos de transportes públicos, cumpri todas as regras e recomendações e, mesmo assim, o vírus entrou cá em casa.

Comissão divulgou contactos e métodos

Dar voz ao silêncio: 917 110 000. E agora, é a vez das vítimas de abusos sexuais

Está dito ao que vem a nova comissão: apelos a que as eventuais vítimas percam o medo e ultrapassem o difícil que será reviver histórias que se queriam enterradas; o objectivo de recolher testemunhos e não fazer qualquer estudo exaustivo ou inquérito judicial – mas abrindo a possibilidade a que, no final do ano, se veja que há matéria para mais trabalho.

20 anos de Guantánamo

Amnistia pressiona Biden para fechar prisão

A diretora do programa Segurança com Direitos Humanos da secção americana da Amnistia Internacional, Daphne Eviatar, informou nas páginas da organização que nesta terça-feira, 11 de janeiro, vão ter lugar várias ações para pressionar o Presidente Biden a “fechar de uma vez por todas” a prisão de Guantánamo “um local de tortura e detenção injustificada por tempo indeterminado” aberto há 20 anos.

Ser pai no inverno da Estónia

Estou a viver na Estónia há oito anos e fui pai recentemente. Vim para aqui estudar e, como acontece a muitos outros portugueses espalhados por esse mundo, apaixonei-me por uma mulher deste país, arranjei trabalho, casei e o mais recente capítulo da minha história é o nascimento do meu filho, no mês de dezembro de 2021.

[Os dias da semana]

Os ultracrepidários

O ultracrepidarianismo é um termo recente que designa um hábito antigo. Foi agora eleita na Bélgica como a palavra do ano de 2021 para assinalar a extraordinária generalização da prática de emitir juízos sobre assuntos que se desconhecem.

Nas margens da filosofia (XLI)

A importância de desacelerar

Um dos alertas que nos foi dado pelo Papa Francisco na sua encíclica Laudato Si’ foi a necessidade de tomarmos consciência do ritmo frenético que se instalara nas nossas vidas. O termo por ele usado foi rapidación, essa velocidade imposta às acções humanas, fortemente contrastante com a lentidão natural da evolução biológica.”

Índia

Exército despeja Missionárias da Caridade

O Ministério da Defesa da Índia ordenou o despejo das Missionárias da Caridade do edifício do lar Shishu Bhavan para crianças órfãs no Estado de Uttar Pradesh. O despejo foi ordenado na sequência do termo da concessão do terreno em que o lar está implantado, concessão que o Estado Indiano não quis renovar.