Sociedade

Vacina covid-19

Desigualdade no acesso dificulta recuperação dos países mais pobres novidade

África teve uma queda de 1,7% de novos casos da Covid-19 na última semana, com o continente a reportar quase 282 mil infetados durante o período. Os dados foram revelados pela diretora regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para África, citada pelo portal das Nações Unidas, Matshidiso Moeti, que, no entanto, afirmou aos jornalistas, em Brazzaville, que “não se deve ter ilusões, porque a terceira onda não chegou ao fim na região”.

Responsável também pelas obras no Mar da Palha

José Sá Fernandes preside a Grupo de acompanhamento da JMJ 2023 novidade

O governo português anunciou a criação de um Grupo de Projeto com vista a acompanhar e agilizar todas as questões relacionadas com o “acompanhamento, em termos operacionais, dos trabalhos de preparação deste evento”. “Considerando a diversidade, a complexidade, a natureza e a dimensão das ações a desenvolver no âmbito da preparação da JMJ 2023, o Governo, através Resolução do Conselho de Ministros n.º 45/2021, criou um Grupo de Projeto para assegurar o acompanhamento”, pode ler-se no comunicado de imprensa a que o 7Margens teve acesso.

Nicarágua

Sétimo pré-candidato à presidência detido por Daniel Ortega novidade

O governo da Nicarágua prendeu o sétimo pré-candidato da oposição à presidência, abrindo caminho para a reeleição do autoritário presidente Daniel Ortega, um ex-guerrilheiro de 75 anos que governa o país desde 2007. Durante a sua gestão, Ortega acabou com grande parte da imprensa independente da Nicarágua, perseguiu opositores e, em, 2014, mudou as regras sobre reeleição, possibilitando que ele siga no poder. Em junho, seu regime chegou a prender quatro pré-candidatos numa semana.

Cabo Delgado, Moçambique

Ajuda humanitária não pode ser “indústria do sofrimento”

Crescem as dificuldades humanitárias em Cabo Delgado, Moçambique. Agora é o administrador apostólico, D. António Juliasse Sandramo, que vem alertar para o perigo de criação de “uma indústria do sofrimento” que “dissipa” a ajuda humanitária. “Quando há situações de sofrimento, pode ser criada uma indústria do sofrimento, que se aproveita do sofrimento do povo”, afirmou Sandramo.

Como regressar à vida?

Num recente inquérito à opinião pública, as pessoas consideram que as medidas contra a Covid-19 foram positivas, mas queixam-se que a democracia se viu limitada. É um julgamento natural. Importa, porém, compreender que fomos surpreendidos por uma enfermidade que continuamos a desconhecer.

Dia Mundial dos Avós e dos Idosos

Papa destaca importância de quem acompanha os mais idosos e frágeis

O Papa evoca o sofrimento dos mais velhos durante a pandemia, na mensagem para o I Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, que a Igreja Católica vai celebrar este domingo. “A pandemia foi uma tempestade inesperada e furiosa, uma dura provação que se abateu sobre a vida de cada um, mas a nós, idosos, reservou-nos um tratamento especial, um tratamento mais duro”, escreve Francisco, de 84 anos.

Dia dos Avós

Papa quer aliança de jovens e idosos e JMJ sugere gestos de aproximação entre gerações

Os idosos são necessários e o “futuro do mundo está nesta aliança entre os jovens e os idosos”, diz o Papa Francisco na sua mensagem para o Dia dos Avós, que a Igreja Católica assinala neste domingo, 25 de Julho, na véspera do dia em que celebra a memória litúrgica de Santa Ana e São Joaquim, que a tradição aponta como avós de Jesus. Para simbolizar essa aliança, a organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 convida os jovens a terem um gesto de aproximação aos idosos e aos avós.

Cidadãos vítimas de spyware

Amnistia exige resposta do governo húngaro ao escândalo Pegasus

Uma investigação publicada esta terça-feira, 20 de julho, pelo Direkt36 (órgão de comunicação húngaro sem fins lucrativos) revelou que os telefones de mais de 300 cidadãos daquele país foram identificados como possíveis alvos do software de vigilância Pegasus, comercializado pela empresa israelita NSO Group. Peritos da Amnistia Internacional (AI) confirmaram que, em inúmeros casos, este software tinha, de facto, sido instalado, e a organização exige agora uma reação da parte das autoridades húngaras.

[Os Dias da Semana]

Derrota no estádio, pancada em casa

A condescendência perante o machismo ou, pelo menos, perante as suas manifestações mais degradantes – dir-se-ia – acabou. Mas continua a haver demasiadas notícias que revelam existir ainda uma injustificada complacência perante a agressividade contra as mulheres e também contra os que, de algum modo, são mais vulneráveis.

Privilégios políticos são abraço de urso para a Igreja

Basta de desancar o secularismo para justificar a quebra da prática e adesão à fé cristã nos países desenvolvidos. Há alguns paradoxos que ajudam a determinar onde está realmente o problema. Muitos se questionam por que razão a fé cristã cresce nalguns países e áreas do mundo e diminui noutros.

[Segunda leitura]

“Mãe, pai, tirei um 20!”

Há um colégio no Porto que é barra no ensino da Educação Física. Sabia-se já há tempos e recordou-se por estes dias, pelas notícias. Há dois anos, nenhum dos alunos do 10º ano desse colégio teve menos de 18 valores a Educação Física. Grandes ginastas… Mas ainda os houve mais grandes, por assim dizer: metade desses alunos concluiu a disciplina com nada menos que 20 valores

Brasil

Bispos exigem apuramento de responsabilidades na pandemia

“A trágica perda de mais de meio milhão de vidas está agravada pelas denúncias de prevaricação e corrupção no enfrentamento da pandemia da covid 19”, denuncia a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), naquele que considera “um dos períodos mais desafiadores” da história da democracia no país. E por isso pedem o apuramento irrestrito e imparcial de todas as denúncias.

Haiti

Religiosos pedem justiça para todas as vítimas da violência

A Conferência dos Religiosos do Haiti (CRH) quer que “seja levada a cabo uma investigação para esclarecer” o “crime hediondo” do assassinato do até agora Presidente Jovenel Moïse e que “todos os culpados possam ser levados à justiça”, mas acrescenta que esta ocasião deve ser aproveitada para “exigir justiça para todas as outras vítimas de violência em todo o país”.

A partir do hospital Agostinho Gemelli

Papa pede serviços de saúde “acessíveis a todos”

O Papa presidiu hoje à recitação do Ângelus no Hospital Agostino Gemelli, de Roma, onde se encontra há uma semana, após uma intervenção cirúrgica, agradecendo a acompanha na recuperação e sublinhando a importância dos sistemas de saúde. “Nestes dias de internamento, experimentei a importância de um bom serviço de saúde, acessível a todos, como é o caso da Itália e de outros países. Um serviço de saúde gratuito, que garanta um bom serviço, acessível a todos. Este precioso bem não deve ser perdido”, referiu Francisco, desde o 10.º andar da instituição, na qual foi operado a um problema no cólon, no último domingo.

O caminho da vida

Um destes dias estive na festa de 60 anos de uma amiga. Parece estranho – 60 anos. Para os mais novos é muita, muita idade. Para quem já lá chegou ou chegará em breve, é uma existência com esperança de que mais possa ser desfrutado numa boa condição.

Região enfrenta "vaga devastadora"

Amnistia Internacional apela a mais vacinas para a África Austral

A Amnistia Internacional, em conjunto com outras 27 organizações não governamentais, está a apelar aos governos, líderes regionais e empresas, para que intensifiquem os esforços no combate à pandemia e aumentem os recursos para vacinar, rapidamente, o maior número de pessoas possível, particularmente na África Austral, “região a enfrentar uma terceira vaga de covid-19 devastadora, mas onde o acesso à vacinação permanece uma miragem”.

Em reunião com "Movimento por Cabo Delgado"

Marcelo considera insuficiente o apoio dado a Moçambique

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, reconheceu que o apoio prometido até agora pelas instituições europeias é insuficiente para a dimensão do problema da região moçambicana de Cabo Delgado, durante uma reunião com representantes do Movimento por Cabo Delgado, que decorreu esta quinta-feira, 8 de julho, em Belém. O encontro foi o culminar de um conjunto de reuniões já realizadas com eurodeputados, grupos parlamentares e membros do Governo.

Jerusalém Oriental

Famílias desalojadas e deslocadas à força por Israel

“Iniciativa de Jerusalém Oriental”, do Conselho Mundial de Igrejas, procura acompanhar, mesmo sem uma presença física, as famílias que estão a enfrentar o desalojamento das suas casas e um deslocamento forçado das comunidades de Sheij Yarrah, Silwan e outras localidades de Jerusalém Oriental, para outras regiões.

Missionários redentoristas denunciam

Emigrantes haitianos proibidos de andar de transportes nas Honduras

“As imagens são muito impressionantes: na estrada de Trojes, vemos muita gente a caminhar para Tegucicalpa [capital das Honduras], que o governo hondurenho proibiu de entrar nos meios de transporte, obrigando-os a andar a pé enormes distâncias… Muitas são mulheres grávidas com crianças ao colo”. O testemunho é do padre Oscar Danilo Orozco Martínez, missionário redentorista a trabalhar naquela região, e é apenas um entre os inúmeros que têm sido partilhados nas redes sociais da congregação e divulgados esta terça-feira, 7, pela agência Fides. Referem-se aos emigrantes vindos do Haiti, que procuram chegar aos Estados Unidos da América.

União Europeia

A crise da covid-19 no emprego, quando veio, não foi igual para todos

Em 2021, na União Europeia, o emprego cresceu em atividades que podem ser realizadas em casa e requerem pouca interação social.  Pelo contrário, trabalhos que não podiam ser realizados em casa diminuíram o número de empregos. Estas são algumas das conclusões da edição deste ano da análise “Emprego e Desenvolvimento Social na Europa” (EDSE), publicadas esta terça-feira, 6, pela Comissão Europeia, que, naturalmente, surgem marcadas pelo impacto da covid-19.

Covid-19

Amnistia quer mortes evitáveis investigadas no Brasil

A Amnistia Internacional (AI) lançou uma petição com o objectivo de pressionar para que se apurem todas as responsabilidades no modo como “a gestão desastrosa da pandemia” no Brasil “tem criado um prejuízo humano incalculável e agravado a crise de direitos humanos” no país.

Baptismo foi há 100 anos, no Fundão

A “bricolage” espiritual e o catolicismo de Amália

Olhos cerrados e voltados para o alto, mãos juntas como em oração, corpo direito e voltado para cima, uma voz interior e profunda. Nada disto se adivinhava ainda quando, a 6 de Julho de 1921 – faz nesta terça-feira 100 anos –, Amália Rodrigues foi baptizada na paróquia do Fundão. Mas mais tarde, quando o seu nome já se confundia com o de Portugal e com o próprio fado, ela leva “à consumação, à superação, a subjectivação do fado, a sua dimensão de interioridade”.

Reportagem vencedora do Prémio Gazeta de Imprensa

A caixa de correio de Nossa Senhora

Oito milhões de mensagens, guardadas ao longo de décadas, em que os devotos falam de guerra e paz, fé e descrença, amores proibidos, saúde e dinheiro, pais que se dão mal… Fazem-no como quem conversa com a amiga mais íntima. O “Correio de Nossa Senhora” é um retrato de um Portugal desconhecido e foi, pela primeira vez, aberto e desbravado. E nele se descobrem milhões de novos segredos de Fátima…

À luz da “Fratelli Tutti”: o Rendimento Social de Inserção vale a pena

Passam nesta quinta-feira, 1 de julho, os 25 anos da entrada em vigor de uma medida de proteção social cujo objetivo é garantir um pequeníssimo subsídio às pessoas e agregados familiares portugueses mais pobres dos pobres. Decidida pelo Governo liderado por António Guterres, nasceu como Rendimento Mínimo Garantido (RMG) e, em 2003, passou a chamar-se Rendimento Social de Inserção (RSI).

Carta manuscrita ao padre James Martin

Papa encoraja “trabalho pastoral” junto de comunidade LGBTI

O Papa Francisco agradeceu, com uma carta escrita pelo seu punho, o ministério do padre jesuíta James Martin, dos EUA, junto da comunidade LGBTI. “Quero agradecer-te pelo teu zelo pastoral e pela tua capacidade de estar perto das pessoas, com essa proximidade que Jesus tinha e que reflecte a proximidade de Deus”, escreve o Papa, que trata Martin por “querido irmão”. É a primeira vez que um Papa abençoa explicitamente este tipo de ministério de algum padre.

[Segunda leitura]

A outra “Brigada do Reumático”

E quem é, e o que faz, o Xico Santo Amaro? Ele é um dos elementos da “Brigada do Reumático”. Isso mesmo, “Brigada do Reumático”. Mas não aquela, a outra, a dos generais caquéticos que, em vésperas do 25 de Abril de 1974, se calhar já cheirando o esturro que por aí vinha, decidiram ir prestar homenagem à ditadura e a Marcelo Caetano, decerto por serviços prestados.

Testemunho

“Lembro-me que estou vivo e que a vida é bela.” Um mês com covid-19, entre a vida e a morte

É uma fatia de pizza, fria, oferecida por uma enfermeira, que lhe devolve a consciência de que está vivo. Antes, a dado momento da sua hospitalização com covid, dará consigo a reflectir: “O sofrimento, aqui, é real, mas o pior é a solidão.” Durante um mês, Rui Araújo, repórter da TVI, esteve entre a vida e a morte. Um testemunho na primeira pessoa.

Desde 9 de Maio

Polícia de Israel fez campanha repressiva discriminatória contra palestinianos, acusa Amnistia

A polícia israelita cometeu múltiplas violações de direitos humanos contra palestinianos em Israel e em Jerusalém Oriental, durante e após as hostilidades armadas em Israel e Gaza, denunciou a Amnistia Internacional (AI). Tratou-se, diz a organização, de uma campanha repressiva discriminatória, desde o dia 9 de Maio, que levou à prisão mais de 2150 pessoas e que incluiu detenções em massa, utilizando a força ilegal contra manifestantes pacíficos e sujeitando os detidos a tortura e outros maus-tratos.

Ação em Paris e Berlim

Repórteres Sem Fronteiras simula “funeral” do Apple Daily

Representantes da organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) encenaram nesta sexta-feira, 25, diante das embaixadas da China em Paris e Berlim, o enterro simbólico do Apple Daily, o jornal de Hong Kong que, na véspera, foi obrigado a fechar depois de as autoridades terem detido o seu proprietário e vários editores e jornalistas, e congelado os bens da empresa.

Todos os avós precisam de um neto

“Todos os avós precisam de um neto” é o título de um painel lisboeta, no início da Avenida Miguel Torga, quando se desce em direcção a Benfica. Passo por ele quase todos os dias, pois é perto de minha casa. E todos os dias me irrito com este pedido que transforma os avós em deficientes motores, com muletas e bengalas.

Aborto

Parlamento Europeu debate direitos sexuais

O Parlamento Europeu vota nesta quinta-feira, 24 de junho, o Relatório Matić “sobre a situação da saúde e dos direitos sexuais e reprodutivos na UE no contexto da saúde das mulheres”. O documento contém recomendações controversas que têm sido alvo de críticas frontais por parte do secretariado da Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia (Comece), de vários bispos católicos e de movimentos pró-vida.

20 anos da Lei da Liberdade Religiosa

Religiões também querem comemorar 50 anos do 25 de Abril

Ao comemorar os 20 anos da Lei de Liberdade Religiosa, de que o próprio foi o impulsionador político, José Vera Jardim abriu o livro das reclamações a apresentar ao Governo. Diante da ministra da Presidência, o responsável disse o que falta fazer para concretizar melhor a lei. As religiões, que fazem um balanço muito positivo da aplicação do diploma legal, querem que também elas “possam contribuir para a preparação e celebração dos 50 anos do 25 de Abril”.

Quando a serenidade pesa

Este ano, o tema do Dia Mundial dos Refugiados, celebrado no passado domingo, 20 de Junho, foi “Juntos superamos, aprendemos e brilhamos”. Trouxe-me à memória o slogan da primeira grande campanha da PAR – Plataforma de Apoio aos Refugiados, que é também o princípio da Cantata de Paz de Sophia: “Vemos, ouvimos e lemos, Não podemos ignorar.” E, depois, a exortação do Papa Francisco na carta Fratelli Tutti: “acolher, proteger, promover e integrar.”

Abusos sexuais

Concordatas usadas para fugir à justiça, denuncia ONU

Tomar todas as medidas necessárias para deter e prevenir a violência e o abuso sexual recorrentes contra crianças em instituições católicas, e para garantir que os responsáveis ​​prestem contas e as reparações sejam pagas às vítimas, são alguns dos pontos de uma carta dirigida ao Papa por um grupo de peritos em direitos humanos das Nações Unidas. O mesmo documento diz também que as concordatas são limitativas de uma combate eficaz ao problema.

Terça, 22, em Lisboa

O antirracismo de Vieira em debate na Brotéria

“O elogio da cor preta ou o antirracismo de Vieira: ousadias e limites da crítica esclavagista vieirina” é o tema da conferência que a revista Brotéria promove nesta terça-feira, 22, às 18h30, nas suas instalações em Lisboa (Rua São Pedro de Alcântara, 3, ao Bairro Alto). O historiador José Eduardo Franco, autor de livros como O Mito dos Jesuítas, é o convidado para esta sessão.

Aborto e comunhão

Bispos dos EUA afastam-se do Papa por causa de Biden

A Conferência dos Bispos dos Estados Unidos (USCCB, da sigla em inglês) aprovou, por esmagadora maioria (168 votos contra 55, perto de três quartos dos votantes), avançar de imediato para a elaboração de um documento sobre a comunhão. Em causa está a possibilidade de sancionar políticos católicos que defendam a possibilidade da livre escolha numa matéria como o aborto, interditando-os de poder comungar.

Hans Zollner sobre abusos sexuais

“Portugal está ainda no começo do processo de lidar com o passado”

Ainda há dificuldade em lidar com o passado, mesmo numa sociedade como a portuguesa, como se pode verificar com o processo Casa Pia, diz o padre Zollner, responsável no Vaticano para as questões de abusos de menores. E duas entrevistas publicadas agora pelo portal dos jesuítas e na página da diocese de Braga, Zollner diz que não basta um endereço electrónico numa página de internet: o mais importante é “criar um ambiente de confiança”.

Gastronomia, transmissão de costumes e novos migrantes

Quando emigramos, levamos connosco, além de uma língua e de uma nacionalidade, os nossos hábitos culturais que se materializam nos hábitos alimentares, na música, na educação e na visão de mundo. Ao chegarmos ao destino, verificamos o choque cultural com um novo mundo, ao qual temos de nos adaptar, para lidar com essa realidade e tornar possível a necessária aculturação física e mental.

Cáritas propõe vela virtual para Dia do Refugiado

Amnistia quer entregar 15 mil assinaturas a Costa em defesa dos refugiados

A Amnistia Internacional Portugal promove no próximo domingo, 20, uma vigília na Praça Europa, em Lisboa (entre a Ribeira das Naus e o Cais do Sodré) para assinalar o Dia Mundial do Refugiado e entregar cerca de 15 mil assinaturas recolhidas no manifesto Eu Acolho. A vigília, que decorre das 21h às 22h30, “pretende sensibilizar para a necessidade de uma política europeia de migração e asilo centrada nos direitos humanos”.

Boko Haram na Nigéria

Amara, a raptada, e o padre psicólogo que ajuda a curar as feridas do terrorismo

Amara – um nome fictício para uma vida tragicamente bem real – tem hoje 21 anos, mas já passou muito: desmaiou quando lhe colocaram nas mãos a cabeça decapitada do seu pai, foi depois raptada e violada sucessivamente pelos terroristas do Boko Haram. Conseguiu fugir e esteve muito tempo sem conseguir falar, até que a sua mãe procurou a ajuda do padre Joseph Fidelis Bature, que é também psicólogo clínico.

“E isso serve para quê?” – Humanidades em tempo de pandemia

O título que escolhi para este texto evoca a questão que talvez seja a mais comum aos ouvidos de quem estuda e investiga na área das Humanidades. Numa época pandémica, em que se exige tanto dos profissionais da saúde, da economia, da segurança, da estatística, e de tantos outros, as Humanidades ficaram aparentemente ainda mais em segundo plano, já que, pela essência dos objetos com que lidam, não foram chamadas para a linha da frente do combate anti-covid-19.

Vacina covid-19

G-7 vai doar mil milhões de doses aos países mais pobres

Mil milhões de doses de vacinas anti-covid-19 serão doadas pelos sete países ocidentais mais ricos aos países mais pobres até ao final de 2022. A decisão foi tomada neste domingo, 13 de junho, no final da cimeira que juntou durante três dias em Carbis Bay (Cornualha, Reino Unido) os chefes de Estado e primeiros-ministros do Reino Unido, EUA, Alemanha, França, Itália, Canadá e Japão.

[Segunda leitura]

Os milagres na rádio

Gosto tanto de ouvir os “discos pedidos”. As conversas entre quem está ao microfone e quem liga, as dedicatórias, os desabafos, percebe-se tão bem como a rádio é a companhia insubstituível que preenche umas horas solitárias em cada dia. E como se não bastasse, pelo meio há remédio milagroso. Sim, milagroso até dizer chega. É, chamemos-lhe assim para disfarçar, a ‘XPTOLA+’. E que é que faz a ‘XPTOLA+’? Há que ouvir…

Dia Mundial

Covid fez inverter progressos de 20 anos na luta contra o trabalho infantil, diz ONU

As consequências da pandemia levaram, em diversas partes do mundo, ao crescimento do trabalho infantil, o qual pode ter atingido 160 milhões de crianças, invertendo a tendência global de redução dos últimos cerca de 20 anos. Os dados constam de um relatório publicado esta semana por duas organizações das Nações Unidas ligadas ao setor, a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a OIT (Organização Internacional do Trabalho).

Inquérito 7M/Família Cristã

Bancos de roupa, apoio a estudantes e integração de refugiados, boas práticas motivadas pela Laudato Si’

Lojas sociais para apoiar estudantes necessitados, famílias que apoiam famílias, aproveitamento de águas da chuva para rega ou bancos de fardas nos escuteiros são algumas das muitas ideias que as dioceses e organizações católicas colocam em prática. Ideias incluídas nas respostas ao inquérito sobre a aplicação da encíclica Laudato Si’ em Portugal e que podem servir de inspiração.

Ventos, baladas e canções do matrimónio

Tive que escrever um texto sobre Balada de Amor ao Vento, o primeiro romance da primeira romancista moçambicana, Paulina Chiziane. Folheando o livro, encontrei algumas anotações feitas, há algum tempo. Tenho o hábito de borrar nos meus livros, com os pensamentos que me ocorrem, no momento da leitura.

A república do ludopédio

Os ingleses inventaram o ludopédio (futebol) e continuam a driblar-nos com ele. Mas isso só é possível porque persistimos em ser provincianos. Deslumbramo-nos com tudo o que vem de fora e nem sequer nos damos ao respeito.

Inquérito 7Margens/Família Cristã

De um retiro ecológico ao “lixo zero”, as iniciativas para pôr a Laudato Si’ em prática

Prepara-se um “retiro ecológico” e multiplicam-se as medidas para redução de desperdícios e de consumos ou criam-se hortas para consumo próprio. Estas são algumas das iniciativas já postas em prática em várias instituições católicas portuguesas, tentando corresponder aos apelos e sugestões feitos pelo Papa Francisco na encíclica Laudato Si’.

Homenageando o artesanato

Os novos tempos transformaram, ainda que provisoriamente, os hábitos que muitos de nós tínhamos bem arreigados. O conceito de descanso, tantas vezes associado a férias em paragens longínquas, passou a contemplar simplesmente sair de casa e chegar-se a destinos que, apesar de próximos, não tinham ainda sido, para muitos, explorados.

Moçambique

Centenas de crianças raptadas pelos terroristas

O padre Kwiriwi Fonseca, da Diocese de Pemba, em Moçambique, alertou para o rapto de “centenas de crianças” pelos terroristas na província de Cabo Delgado, norte do país africano. “Os terroristas estão a usar meninos para treiná-los, enquanto as meninas são feitas de esposas, estupradas, tudo isso. Algumas das mulheres, quando [os terroristas] percebem que [já] não lhes interessa, são mandadas embora”, relata o sacerdote, em depoimento à fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

Ano de S. José em Coimbra

Dia do Ambiente assinalado com plantação de cedro do Líbano

A Paróquia de S. José, em Coimbra assinalou, no passado sábado, o Dia Mundial do Ambiente com a plantação de um Cedro do Líbano no jardim junto à igreja.  Um momento que contou com a presença de Helena Freitas, professora do Departamento de Botânica da Universidade de Coimbra, e de um grupo de crianças da catequese, do Grupo ASJ – Adolescentes de São José e de vários paroquianos.

Vaticano

Papa “magoado” com restos mortais de 215 crianças no Canadá

O Papa Francisco confessou-se magoado com a descoberta dos restos mortais de 215 crianças numa antiga escola católica para crianças indígenas no Canadá, pedindo respeito pelos direitos e culturas dos povos nativos. No entanto, não apresentou um pedido de desculpas, como pretendem o Governo daquele país e dirigentes de comunidades autóctones.

A paz. Para além do medo e da ameaça

O Papa Francisco, em várias ocasiões, tem pugnado pela abolição total das armas nucleares, declarando a ilicitude moral do seu uso e até da sua posse. A Santa Sé foi dos primeiros aderentes ao Tratado das Nações Unidas sobre a abolição total dessas armas, o qual já recolheu a adesão do número suficiente de países para entrar em vigor.

Acordo histórico

G7 estabelece em 15% a taxa mínima de IRC

Os ministros das Finanças dos setes países ocidentais mais ricos chegaram a acordo durante os encontros paralelos da cimeira do G7, que decorreram sexta e sábado, 5 de junho, em Londres, para fixar a taxa de IRC sobre as empresas num mínimo de 15 por cento. A decisão dá início a um processo de reforma do sistema financeiro mundial da maior importância, pondo em causa os paraísos fiscais e a tendência de décadas de redução das taxas sobre lucros das empresas.

Palestina: uma luz sobre a resistência

Admiro, desde sempre, a resistência do povo palestiniano, que considero profundamente inspiradora da esperança num mundo melhor. Acompanho-a com particular intensidade desde 2003, depois de esbarrar de frente com a história da Rachel Corrie, ativista e voluntária do International Solidarity Movement.

Crianças indígenas de internatos

Governo do Canadá pressiona para que Papa e bispos peçam desculpa

O ministro para os assuntos indígenas do governo do Canadá defendeu esta quarta-feira, 2, que competiria ao Papa apresentar um pedido de desculpas formal pelo papel que a Igreja Católica teve ao longo de décadas nos internatos do país. A posição surge depois de deterem sido encontrados por um sistema de radar os restos mortais de mais de 200 crianças, em terrenos pertencentes a uma dessas instituições.

Crise demográfica

China: Governo permite até 3 filhos por casal, mas muitos jovens não querem ser pais

A República Popular da China anunciou, no início desta semana, que os casais passam a poder ter até três filhos. Esta é uma resposta do Politburo do Partido Comunista Chinês aos resultados do último recenseamento da população, os quais apontam para um cenário de desaceleração demográfica que coloca em risco os planos de crescimento económico e de base para o recrutamento militar no país. 

EUA

Bispo John Stowe participou na Benção do Orgulho Católico

Menos de três meses depois de o Vaticano ter emitido a proibição de padres abençoarem uniões do mesmo sexo, o bispo John Stowe, de Lexington, Kentucky (EUA), participou na Bênção do Orgulho Católico, celebrada ontem, 1 de junho, em modo virtual. Mais de 20 líderes e organizações católicas dos EUA estiveram presentes nesta celebração que marcou o início do mês do Orgulho LGBTQ, onde foram abençoados vários elementos da comunidade católica LGBTQ.

Sem misericórdia

O populismo de extrema-direita costuma invocar os valores cristãos apenas como fachada para aceder ao poder e exercê-lo. Temos visto este mesmo filme na Europa e nas Américas. O exercício da misericórdia, que significa baixar o nosso coração à miséria do outro, está cada vez mais difícil.

Canadá

Vala comum com 215 crianças: Igreja expressa a sua dor

Diante do macabro dos restos mortais de 215 crianças de comunidades indígenas do Canadá, numa vala comum dos terrenos de um internato, descobertos na semana passada, a opinião pública daquele país reagiu expressando “choque” e vergonha”, segundo relatam os media locais.

400 mil deslocados

O vulcão Nyiragongo irrompe em mais uma tragédia no Congo

Cerca de 400 mil pessoas estão a deixar as suas casas na região Leste do Congo, por causa das ameaças de mais erupções do vulcão Nyiragongo. As autoridades obrigaram à evacuação de dez distritos da cidade de Goma, situada a 20 quilómetros do vulcão, junto ao lago Kivu e à fronteira do Congo com o Ruanda. Esta é mais uma tragédia a juntar a outras.

Índia

Padre jesuíta Stan Sawmy internado com covid

O padre jesuíta indiano Stam Swamy foi transferido, no início do último fim-de-semana, para uma unidade de cuidados intensivos do Hospital Sagrada Família (Bombaim) onde, segundo noticia o portal Vatican News, chegou na sexta-feira, dia 28 de maio, muito debilitado e depois de ter testado positivo à covid-19.

Ribeiro Telles: unanimidade nacional

Li com entusiasmo, no 7MARGENS, a notícia sobre a proposta de criação do Dia Nacional dos Jardins. Em tempo de reflexões sobre a encíclica Laudato Si’, e transformando dados diversos em unidade de pensamento, escrevi.

Hans Zollner sobre abusos sexuais

Igreja portuguesa tem de fazer trabalho de casa antes que escândalos rebentem

O padre Hans Zollner, presidente do Centro para a Protecção de Menores (CPM), integrado no Instituto de Psicologia da Universidade Pontifícia Gregoriana (Roma), aconselhou neste fim-de-semana os bispos e superiores religiosos da Igreja Católica em Portugal a fazerem o trabalho de casa no âmbito dos abusos sexuais a crianças, para evitar que os escândalos rebentem.

Humanidade e lei

Ao reler algumas partes do livro “O Sopro da Vida Interior” da freira beneditina americana Joan Chittister, vi-me confrontado com a minha humanidade. Escreve Joan: Não estamos interessados em proteger o inocente; queremos matar os assassinos. Queremos os dissidentes silenciados. Queremos os não-conformistas excomungados. Queremos os rebeldes reduzidos a nada. Queremos lei e ordem. E continua: Estamos tão concentrados na religião que esquecemos a retidão.

322 mil mortos no país

Covid-19 já matou mais de 400 padres e freiras na Índia

Na Índia, a pandemia matou até este sábado, 29 de maio, pelo menos 205 padres, 210 freiras e três bispos. O levantamento foi feito pelo padre capuchinho Suresh Mathew, editor da revista católica Indian Currents. “O alto índice de baixas entre padres e freiras deve-se ao facto de eles e elas trabalharem em áreas remotas, onde as instalações médicas são raras”, disse Mathew ao Vatican News.

[Segunda Leitura]

Isto não é gozar com quem…?

Ler jornais é saber mais. Vamos, então, a alguma leitura. Esta notícia, por exemplo: “Relação diz que pontapés e palmadas não são violência doméstica” (JN, 28/5/2021). O caso diz respeito a um homem que foi condenado, em primeira instância, a ano e meio de prisão e ao pagamento de uma indemnização de mil euros, por ter sido o autor destes atos de violência para com a sua companheira.

Mãos à Obra

Os voluntários que escutam os presos

Eles também fazem fila à porta das cadeias para visitar os presos. São voluntários das associações que apoiam os reclusos e as suas famílias. Escutam as suas preocupações, ajudam-nos a resolver problemas, a organizar festas de aniversário, a apoiar os filhos e a encaminhar a vida quando saem da cadeia.

Lidia Maksymowicz tinha 3 anos

A prisioneira nº 70072 de Auschwitz que o Papa beijou

O seu nome é Lidia Maksymowicz, mas durante muito tempo foi chamada pelo número 70072, que lhe tatuaram assim que entrou em Birkenau, um dos campos de concentração de Auschwitz, quando era ainda criança. Quase 80 anos depois, Lidia assistiu esta quarta-feira, 26 de maio, à audiência geral do Papa e no final teve oportunidade de falar com ele. Francisco, comovido, beijou-lhe o braço, precisamente sobre a marca da violência a que foi sujeita pelo regime nazi.

Laudato Si’: Igreja em Portugal sem metas ecológicas e com pouca formação nos seminários

Ainda falta muito para que as sugestões e propostas do Papa na encíclica Laudato Si’ sejam concretizadas em Portugal. Um inquérito do 7MARGENS e Família Cristã faz o levantamento do que (não) se faz. Os dados são positivos na honestidade das respostas e em algumas das iniciativas que apresenta, mas também há motivos para espanto e preocupação, incluindo por parte do presidente da Conferência Episcopal.

Inquérito sobre a Laudato Si’

Como foi preparado o que o Vaticano considera “um trabalho pioneiro”

O inquérito elaborado pelo 7MARGENS e pela Família Cristã é um “trabalho pioneiro”, considerou o padre Joshtrom Isaac Kureethadam, coordenador do sector Ecologia e Criação no Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, do Vaticano, que na manhã desta terça-feira, 25, será um dos intervenientes na conferência de imprensa de apresentação da Plataforma de Acção Laudato Si’, em Roma.

Israel-Palestina: novos tempos exigem novas soluções

Parece que já quase ninguém acredita, em qualquer dos dois lados, na solução de dois estados no conflito entre Israel e Palestina. A tendência, segundo se diz, é a radicalização de ambas as partes, com o perigo da extrema-direita israelita em crescendo, mercê de uma população jovem cada vez radicalizada e adepta de uma solução de força. O ódio cresce e, à falta de um horizonte de solução, resta a solução desesperada, que é a da guerra total na qual uma das partes é aniquilada.

Dioceses e paróquias podem ter certificação verde

Papa lança Plataforma Laudato Si’, plano de sete anos para dar à Igreja uma consciência e planos ecológicos

Será um ambicioso plano de sete ano, com metas, responsáveis e estratégias definidas. O Papa pretende colocar dioceses, paróquias e outras estruturas católicas em sintonia com o “grito da terra” e o “grito dos pobres”. A Plataforma Laudato Si’ será apresentada nesta terça-feira, 25. O 7MARGENS e a Família Cristã falaram com o responsável do Vaticano por esta nova iniciativa, que aqui levanta o véu sobre ela.

Os dias da semana

Fugir das redes sociais

Leïla Slimani tem “a impressão de que vivemos no mito da caverna de Platão e acreditamos que as sombras são a realidade. O que não é mais do que uma opinião faz-se passar por certeza, conhecimento, e colocamos todas as palavras ao mesmo nível”. Ao observar esta confusão, a escritora formula algumas questões: “Será que, na verdade, todas são iguais? A opinião de pancake44 sobre as vacinas ou a ameaça nuclear vale tanto quanto a de um professor de medicina ou a de um físico?”

Editorial crítico do "Haaretz"

“Conflito Israel-Hamas não tem solução militar”, defende imprensa israelita

“Gaza não tem solução militar e a Operação Guardião das Muralhas não vai alterar isso. Deve ser interrompida imediatamente”. Era deste modo que terminava um editorial desta quarta-feira, 19, do jornal israelita Haaretz. O editorial do jornal, significativamente intitulado “Basta!”, considera que as destruições, caso prossigam por mais alguns dias, aumentando o número de mortos e de feridos, funcionarão ainda mais contra os interesses de Israel.

Carta ao Presidente

Organizações cristãs pedem fim da violência na Colômbia

Oito organizações cristãs internacionais, entre as quais o Conselho Mundial de Igrejas (CMI) e o Conselho Episcopal Latinoamericano (Celam), escreveram ao Presidente da Colômbia, Iván Duque Márquez, a apelar ao fim da espiral de violência que se vive no país. Após três semanas de protestos nas ruas, a situação já provocou a morte de mais de 40 pessoas, o desaparecimento de centenas de outros e ferimentos em milhares.

Ceuta e a imigração

Até quando continuaremos a comover-nos e a esquecer?

A fotografia do dia mostrava um bebé salvo das águas, sobrevivente não se sabe como ao enésimo massacre dos inocentes que se está a consumar no Mediterrâneo diante dos olhos de todos. Desta vez aconteceu em Ceuta, o enclave espanhol em Marrocos, onde milhares de migrantes estão há dias a procurar atravessar a fronteira, inclusive a nado, e entre estes, como sempre, muitas famílias, com crianças crescidas ou de poucos meses.

Deus é americano?

A religião americana privilegia o “ser americano” antes do ser cristão e o nacionalismo antes do universalismo da fé. Só que tal mentalidade faz tábua rasa da figura de Jesus Cristo, seu discurso e obra. Atendendo a alguns discursos por vezes parece que Deus tem um fraquinho especial pelos Estados Unidos.

Cáritas lança campanha de solidariedade em favor de Gaza

A Cáritas Internacional lançou campanha de solidariedade em favor da população da Faixa de Gaza, afectada pelo conflito entre Israel e aquele território da Palestina e que já fez mais de 200 mortos, incluindo 61 crianças. Em Israel, há notícia de 12 mortos, depois de um foguete disparado pelo Hamas ter atingido instalações de operários. 

Bispos espanhóis querem respeito pela vida dos migrantes em Ceuta

O Departamento de Migrações da Conferência Episcopal Espanhola (DM-CEE) dos bispos espanhóis encara com preocupação a situação vivida em Ceuta e Melilla, os dois enclaves espanhóis em Marrocos: nesta terça-feira, milhares de migrantes, mais de sete mil segundo várias fontes, atravessaram a fronteira de Marrocos, por terra ou a nado, para chegar a Ceuta e tentar, desse modo, ficar em território da União Europeia.

A liberdade religiosa: tema atual

O encontro entre o Papa Francisco e o Grande Imã da Mesquita de Al Azhar, Ahmed Mohamed El-Tayeb, no Abu Dhabi, constituiu um momento da maior importância no âmbito do diálogo entre as religiões, envolvendo a assinatura do Documento sobre a Fraternidade Humana (4.2.2019), que permite a afirmação de uma cultura de paz baseada no respeito mútuo, na liberdade de consciência e na necessidade de uma compreensão mútua baseada no conhecimento e na sabedoria.

Biden quer ter o Papa Francisco na Cimeira do Clima, em Glasgow

Os Estados Unidos da América (EUA) desejam que o Papa Francisco participe na COP 26, a Cimeira de Glasgow sobre a crise climática, em novembro, pela “autoridade moral” da sua voz em relação à matéria e, também, por estar “acima da política e fora dos conflitos nacionais”.

Amnistia convoca manifestação em Lisboa pelo fim da violência de Israel e do Hamas

A Amnistia Internacional (AI) Portugal convocou para as 15h30 desta terça-feira, 18 de Maio, em Lisboa, uma manifestação – presencial e online – no sentido de apelar a que a comunidade internacional pressione o Governo de Israel para que acabe com os “ataques extremamente violentos, que têm custado a vida a civis, causando a perda de vidas humanas onde se contam mulheres e crianças”. Ao mesmo tempo, a organização de defesa dos direitos humanos apela também “aos grupos armados palestinianos e aos países que os apoiam a terminar com a violência armada e ilegal”.

O elogio do concreto em tempos de covid

A pandemia trouxe muitas alterações às nossas vidas. E uma delas é o novo modelo dos telejornais. Habituámo-nos a ver desfilar nos nossos écrans centenas de pessoas a serem injectadas, outras tantas transportadas em macas, outras ainda entubadas e sujeitas a tratamentos que nos arrepiam. É um desfile de gente, irmanada no estatuto comum de doentes, actuais ou possíveis, dos quais nos pretendemos demarcar, situando-nos no grupo dos não infectados.

Jerusalém e Gaza “quase à beira de uma guerra civil”, diz patriarca Pizzaballa

Neste domingo, o Papa Francisco voltou a referir-se ao tema, condenando a “inaceitável” morte de crianças no conflito entre Israel e Palestina: “Nestes dias, violentos confrontos armados entre a Faixa de Gaza e Israel aumentaram e arriscam-se a degenerar numa espiral de morte e destruição”, avisou, na sua alocução após a recitação da oração do Regina Caeli.

Solidariedade com Cabo Delgado (8): Escolas da Lousã (e outras) a aprender a cidadania  

É uma singular demonstração da utilidade da Educação para a Cidadania a actividade de solidariedade com as crianças e jovens de Cabo Delgado que está a ser promovida pelo Agrupamento de Escolas da Lousã. A iniciativa intitula-se “Arte em Sintonia com as Crianças de Cabo Delgado” e decorre até ao final deste mês. O director do Agrupamento, Pedro Balhau, respondeu às perguntas do 7MARGENS.

Segunda leitura – “Vivo bem!”

Começam a multiplicar-se no Youtube pequenos vídeos com “os melhores momentos” de A, B, C ou D – membros do “Clube dos Grandes Devedores” – nas  Comissões Parlamentares de inquérito. São momentos imperdíveis. Melhores que muito filme cómico que para aí pulula. E o mais engraçado é que eles não dizem nada. Nada de nada. Valem apenas pelas perguntas das deputadas. Porque quanto a respostas, temos “não sei”, “não me lembro”, “não tenho ideia”, “a minha memória não chega a tudo”, “teria de ver os papéis”, “não sei”, “não sei”, “vou pensar e depois digo”, “não sei”, “não tenho memória”.

Relatório americano sobre liberdade religiosa aponta o dedo à Arábia Saudita e à Índia

Na apresentação, nesta quinta-feira, 12 de maio, do 23º Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, o Secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, chamou a atenção para “a onda de antissemitismo que cresce no mundo, incluindo aqui, nos Estados Unidos, e também em toda a Europa”. É, tal como o “ódio antimuçulmano que ainda é generalizado em muitos países”, “uma ideologia perigosa a que nos devemos opor” – referiu Blinken.

A tradição e modernidade de Fátima, segundo o cardeal Tolentino

A Igreja Católica tem pela frente o “desafio de reflectir sobre o sentido da vida, sobre as suas prioridades, o que é essencial”, disse o cardeal Tolentino Mendonça, nos momentos iniciais da peregrinação do 13 de Maio, em Fátima. E deve aceitar, acrescentou, o seu próprio “trabalho de reconfiguração” sempre requerido “para cada comunidade poder ser uma resposta às necessidades”.

Instituições de solidariedade têm sido parente pobre nos apoios da pandemia, diz cardeal Marto

O sector social “tem sido o parente pobre” dos apoios sociais ligados à pandemia, e as ajudas do Estado não têm sido suficientes para evitar a insolvência de muitas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), disse o cardeal António Marto, bispo de Leiria, na tarde desta quarta-feira, 12 de Maio, na conferência de imprensa que marcou o início da peregrinação aniversária de 13 de Maio.

Bispo polaco obrigado a renunciar por não ter agido contra abuso de menores

A nunciatura apostólica na Polónia divulgou esta quarta-feira, 12 de maio, que o Papa Francisco aceitou o pedido de renúncia do bispo da Diocese de Bydgoszcz, Jan Tyrawa, após a investigação conduzida pelo Vaticano ter concluído que este tratara de forma negligente as denúncias contra um padre da diocese acusado de abusar repetidamente de menores, limitando-se a transferi-lo de paróquia em paróquia.

Portugueses, não tenham medo de olhar para o retrovisor!

 Costuma dizer-se que a memória dos povos é curta. Depressa esquecemos as páginas douradas do passado, mas ainda mais depressa esquecemos as negras. Mas conhecer a história colectiva dum país continua a ser o melhor antídoto para evitar cair nos mesmos erros, sempre que as oportunidades espreitam.

Índia não respeita direitos humanos, mas cimeira com UE foi profícua, dizem jesuítas e Amnistia

É preciso dizer à opinião pública que os direitos humanos não são, neste momento, respeitados na Índia”, diz o padre jesuíta José Maria Brito. O que ficou enunciado acerca dos direitos humanos na declaração final da cimeira dos líderes da União Europeia com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, “não corresponde ao que acontece na Índia, de uma forma sistemática e prolongada no tempo; e não tem havido sinais por parte do Governo indiano de que isso vá mudar”.

Cuidados de saúde: Biden assegura não discriminação contra pessoas LGBTQ

Todos os prestadores de cuidados de saúde que recebam financiamentos da Administração americana não poderão negar os seus serviços a pessoas LGBTQ, anunciou nesta segunda-feira, 10 de maio, a Casa Branca. A proibição aplica-se também às seguradoras do ramo vida e inclui de forma explícita a referência a pessoas transgénero.

Escolher a medida alta: 100 anos de Sophie Scholl

Neste domingo, 9 de Maio, passaram 100 anos sobre o nascimento de Sophie Scholl, que integrou a Rosa Branca, o grupo informal de resistência pacífica ao III Reich, formado por estudantes e um professor da Universidade de Munique. Curiosamente, é também o dia da Europa. A vida da Rosa Branca é breve. Entre Junho de 1942 e Fevereiro de 1943, o grupo escreveu, imprimiu e distribuiu seis panfletos apelando à consciência dos alemães para que se revoltassem contra o regime

Mais de 900 migrantes chegaram a Lampedusa em poucas horas

  Um total de 917 migrantes chegaram à pequena ilha italiana de Lampedusa, no norte da costa africana, durante a madrugada e no início da manhã deste domingo, 9 de Maio. O último a chegar foi um barco de pesca com 398 pessoas, incluindo 24 mulheres e seis...

“Mil Novecentos e Oitenta e Quatro” na China

No último encontro da plataforma das Comissões Justiça e Paz europeias, entre outras situações relativas a violações de direitos humanos em várias partes do mundo, foi dado particular especial à situação da China em geral e de Hong-Kong em particular. O padre Gianni Criveller, missionário italiano, especialista em questão relativas à China e residente por longos anos em Hong-Kong, sublinhou o seu profundo desencanto com a situação que se vive atualmente nessa região.

Pandemia e vacinas: União Europeia à espera dos Estados Unidos? (análise)

Depois de o Presidente dos Estados Unidos da América (EUA) ter manifestado abertura à suspensão temporária dos direitos de propriedade intelectual das vacinas contra a covid-19 e de o Presidente da Rússia ter concordado em enveredar pelo mesmo caminho, a União Europeia viu-se, esta semana, na situação de um relativo isolamento quanto à eventual adoção dessa medida.

Papa insiste na libertação das patentes e saúda Vax Live e Joe Biden

O Papa, que já defendera por várias vezes a suspensão das patentes das vacinas, junta-se, assim, às vozes que agradeceram ao Presidente americano, Joe Biden, ter mudado de opinião esta semana, passando a defender a suspensão temporária dos direitos de propriedade intelectual das patentes das vacinas anti-covid-19. Deus, acrescenta Francisco, suscita em nós “um espírito de comunhão que nos permite gerar um modelo económico diferente, mais inclusivo, justo e sustentável.”

Visto para a procura de trabalho, pedem organizações católicas das migrações

A criação de um visto para a procura de trabalho e a consagração legal da igualdade de direitos para imigrantes com processos de regularização pendentes são duas das principais reivindicações de quatro organizações católicas ligadas às migrações, feitas numa carta dirigida ao primeiro-ministro, a propósito do que se tem passado no concelho de Odemira nas últimas duas semanas.

UE quer reduzir número de pobres em 15 milhões até 2030

O primeiro-ministro português, António Costa, considerou o plano de ação sobre o pilar social assinado no fim do primeiro dia da Cimeira Social da Europa, nesta sexta-feira, 7 de maio, no Porto, como “um marco histórico”. Entre outras metas, o compromisso prevê “políticas de proteção social que, até 2030, reduzam a população a viver em situação de pobreza ou de exclusão social em pelo menos 15 milhões de pessoas (por comparação com os números de 2019), incluindo 5 milhões de crianças”.

Europa é chamada a reconstruir serviços públicos e protecção social, defendem Trabalhadores Cristãos

“Hoje, a Europa é chamada a construir novamente: serviços públicos fortes, uma política de protecção social inovadora e uma verdadeira solidariedade entre povos e Estados”, afirmou o Movimento dos Trabalhadores Cristãos na Europa (MTCE), por ocasião do Dia da Europa 2021, e no contexto da Cimeira Social da União Europeia que esta sexta-feira, 7 de Maio, decorreu no Porto.

Quadrado da serenidade ou testemunho de ser

Desde há mais de um ano que uma percentagem muito significativa do que aparece escrito tem, direta ou indiretamente, a ver com o mundo em que o nosso mundo se transformou diante da invasão por esta pandemia de covid-19. Não se trata de uma secagem da imaginação humana, mas da pregnância que este fenómeno de tão larga escala assumiu.

Guterres e Ghebreysus saúdam decisão americana de liberalizar patentes das vacinas

O Diretor-Geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, saudou hoje o anúncio da disponibilidade dos EUA para votarem a favor da liberalização das patentes das vacinas anti-Covid-19 como um “formidável acontecimento” na luta contra a pandemia. Também António Guterres, Secretário-Geral da ONU, agradeceu, em comunicado divulgado quinta-feira de manhã através do seu porta-voz, o “apoio sem precedentes” dos Estados Unidos.

Vigília iluminará Palácio de Cristal e redes sociais a pedir respeito pelos direitos humanos na Índia

O largo de entrada dos jardins do Palácio de Cristal, no Porto, é o cenário que a Amnistia Internacional (AI) escolheu para uma vigília que decorre na noite de quinta-feira, 6, a partir das 21h. O objectivo da iniciativa, à qual entretanto se juntaram os padres jesuítas, é “acender uma vela para iluminar o silêncio” sobre o desrespeito pelos direitos humanos na Índia.

Mais de 30 organizações pedem envio urgente de ajuda humanitária para Cabo Delgado

Um mês depois de terem lançado nas redes sociais o apelo “Cabo Delgado não pode esperar”, 36 organizações da sociedade civil insistem no envio de ajuda humanitária para Cabo Delgado. Desde há um mês, estas organizações – de defesa dos direitos humanos, religiosas, de ajuda humanitária, de cooperação e desenvolvimento – começaram a publicar apelos diretos, nas redes sociais, para que a população de Cabo Delgado tenha o apoio de que necessita.

Segunda leitura: O que é um proletário? [À volta do 1º de Maio]

Um proletário, portanto, é alguém que não tem nada de seu, nem terrenos, nem fortunas, nem heranças, nada, e que apenas vive de vender a força dos seus braços num qualquer trabalho, recebendo daí um salário para sobreviver. A única riqueza (que muitas vezes também acarreta até mais pobreza…) são os filhos. A única ‘coisa’ de seu, por assim dizer.

[À volta do 1º de Maio] Sozinhos nos querem? Solidários nos terão

Em todo o mundo, surgem movimentos cada vez mais organizados de trabalhadores das plataformas digitais (gig workers). Em Portugal, nos últimos anos, plataformas de trabalhadores precários como os FERVe, Precários Inflexíveis, Movimento dos Trabalhadores em Arquitectura e movimentos de trabalhadores da cultura têm marcado a diferença nas formas de luta e nas conquistas de milhares de trabalhadores.

Uma associação para defender os direitos dos mais velhos

Nos bairros Padre Cruz e da Horta Nova, em Carnide, todos conhecem a ARPIC, a associação onde é possível conseguir ajuda, seja para o que for. Para preencher os papéis para o subsídio de desemprego ou para o IRS, para ajudar a encontrar soluções para os idosos isolados, para visitar os que estão nos lares, para facilitar o contacto entre os vizinhos. São ações desenvolvidas no âmbito do programa de intervenção e apoio social, “Pulsar”, para defender os direitos dos mais velhos, tendo em vista a sua formação e informação.

[À volta do 1º de Maio] É tempo de resgatar o trabalho digno

O respeito pela dignidade humana e pelo bem comum universal, são princípios fundamentais do Ensino Social da Igreja e devem prevalecer na organização do trabalho. As empresas têm a responsabilidade de criar empregos, de partilhar a riqueza, equitativamente, e favorecer a prosperidade de forma sustentável. Trata-se de uma responsabilidade social e ambiental, que nestes tempos de pandemia assume contornos ainda mais emergentes.

[À volta do 1º de Maio] Perder oito vezes o Natal para receber o salário mínimo

Um dia, comecei a despertar desta dormência. Sentia-me incomodado ou, até mesmo encurralado. Não iria ficar rico a receber dois ordenados mínimos. Em 10 anos perdi oito vezes o Natal e a passagem de ano a trabalhar. Seria este o máximo a que eu poderia aspirar? Durante alguns dias não conseguia pensar noutra coisa. Até que, durante uma pausa do trabalho, fiz a chamada telefónica que mudou tudo: falei com a minha esposa, e disse-lhe que poderia ficar no fundo de desemprego (sobre o que falarei mais à frente) e voltar a estudar para melhorar a minha condição.

[À volta do 1º de Maio] Estranha forma de vida

Ao aceitar o desafio de escrever sobre o trabalho enquanto artista e profissional da cultura, Rui Aleixo aflora uma panóplia de aspetos que estão intimamente ligados a esta profissão, mas também à vida de um artista, que é muitas vezes indissociável do seu trabalho. Este contributo não pretende esgotar o tema, mas poderá ajudar a desmontar clichés e a tornar menos abstrata esta estranha forma de vida.

[À volta do 1º de Maio] Resiliência, auto motivação e adaptabilidade (crónica)

Lembro-me de receber a última nota que faltava para concluir a licenciatura. Foi em Junho de 2007. Fiquei com sentimentos de alegria, alívio, orgulho e, de repente, muitas dúvidas. Quanto vale o meu trabalho? Por onde devo começar? Na altura com 22 anos, tracei um plano exequível que culminava no meu auge profissional aos 35 anos. Ora, chegada aos 35, vamos lá ver como tem corrido…

Mãos à obra (8) – Lápis que escrevem histórias felizes

Fomos novamente à Covilhã, desta vez pela mão de Rosa Carreira. Ita, como é conhecida, conta-nos como pequenos gestos gizados na colaboração e no envolvimento da comunidade podem construir solidariedade e escrever histórias de esperança. Por opção, as campanhas “Lápis Solidários” decorrem apenas nas pequenas mercearias e minimercados como forma de apoiar a economia local.

Os valores do Desporto

O anúncio da criação da Super Liga Europeia de Futebol (Super League Company) na última semana, criou um pequeno “terramoto” junto da comunicação social, governos, federações, FIFA, UEFA e adeptos. Porquê tanto alarido? O futebol tem assim tanta importância? Ao que parece tem e muita! Não é por acaso que este desporto rei, movimenta muito dinheiro e muita emoção.

[À volta do 1º de Maio] Trabalhadores cristãos: a luta continua – contra o vírus e a indignidade do trabalho

O Movimento Mundial dos Trabalhadores Cristãos considera que “não estamos só a lutar contra um vírus destrutivo a nível mundial, mas também contra uma corrente sectária que diminui a primazia do trabalho”. Num comunicado sobre o Dia Mundial do Trabalhador, o movimento diz que o “valor social e pessoal, que eleva a dignidade de cada indivíduo” deve ser assumido “como um estandarte de humanidade”.

Amnistia quer iluminar no Porto o silêncio que a Índia impõe aos direitos humanos

“Vamos iluminar o silêncio imposto na Índia” é o lema proposto pela Amnistia Internacional (AI) – Portugal para uma vigília que pretende alertar para a degradação da situação dos direitos humanos na Índia. A iniciativa terá o seu centro no Porto, na noite de 6 de Maio, antevéspera da cimeira União Europeia (UE) – Índia, mas pode ter a participação de qualquer pessoa a partir de sua própria casa.

Jornal do Vaticano preocupado com lítio em Boticas

No momento em que o Governo deu, pelo menos do ponto de vista ambiental, luz verde à exploração de lítio na Mina do Barroso, no concelho de Boticas, o jornal do Vaticano, L’Osservatore Romano, destaca as preocupações que tão polémico projeto levanta, invocando a encíclica do Papa Francisco Laudato Sí’.

Pandemia não travou crescimento dos gastos militares no mundo

  Apesar da pandemia, as despesas militares à escala internacional atingiram, no último ano, 1,98 biliões de dólares (quase dois milhões de milhões), crescendo 2,6 por cento relativamente ao ano de 2019, segundo os novos dados publicados esta segunda-feira, 26,...

25 de abril: Assumir o passado, sem autojustificações nem autoflagelações

O Presidente da República (PR) alertou para a necessidade de assumir o passado do país, nomeadamente o colonial, “sem temores nem complexos” e “sem autojustificações ou autocontemplações globais indevidas, nem autoflagelações globais excessivas”. Marcelo Rebelo de Sousa falava nas comemorações do 47º aniversário da Revolução do 25 de Abril de 1974, que decorreram na Assembleia da República.

“Velhos” e não “idosos”

A pandemia, que no início alguns optimistas prognosticavam ser um fenómeno de pouca duração, cada vez mais se nos apresenta como uma mudança de paradigma, uma ruptura com um modo de ser, de pensar e de agir que entendíamos ter sido definitivamente conquistado, sem suspeitarmos que pudessem ser postos em causa modelos de relacionamento, de vivências, de valores ou mesmo de linguagem.

Joe Biden rompe com antecessores e reconhece assassinato em massa dos arménios como “genocídio”

O Presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden, reconheceu que o massacre dos arménios pelo Império Otomano em 1915 foi um “genocídio”, noticiou o diário The Washington Post na tarde deste sábado, 24. A Casa Branca, refere o jornal, tinha sempre evitado usar a designação para não prejudicar as relações dos Estados Unidos da América com a Turquia.

“O grito”

Quem não conhece a pintura a óleo de Edvard Munch, que é posta a par da Mona Lisa? Como é possível que uma tela inerte, fechada em si, no silêncio perpétuo, arraste o nosso olhar como quem é atraído pelo mais tremendo grito de solidão? Quantas vezes na vida sentimos que somos um grito que perdeu a voz? Não haverá ninguém que nos ouça?

Cimeira do clima: Nem todos partilham do entusiasmo de Biden

A descarbonização da economia, imposta pela necessidade de redução das emissões de dióxido de carbono para controlar o aumento do aquecimento global, não deve ser encarada como um problema, mas como uma oportunidade, sublinhou nesta sexta-feira, 23, o Presidente dos EUA. Joe Biden falava no segundo dia da cimeira virtual sobre o clima, que convocou para relançar o compromisso mundial contra as alterações climáticas.

Cimeira convocada por Biden: objectivos ambiciosos para Glasgow podem ser alcançados?

Tudo indica que os EUA tenham alcançado os objetivos que a administração Biden fixara no convite a 40 chefes de Estado para uma Cimeira do Clima: relançar os objetivos centrais dos acordos de Paris-2015; reestabelecer os EUA enquanto país-líder no combate às alterações climáticas; e preparar novos objetivos ambiciosos para a Cimeira COP26 que terá lugar em Glasgow em novembro deste ano.

“Alguma coisa de tão forte dentro de nós”: Maria Natália Duarte Silva Teotónio Pereira (1930-1971)

Inspirou-se num excerto da Carta aos Romanos para propor uma comissão de apoio aos presos políticos. Desejava que a sua vida fosse uma aventura e envolveu-se em dezenas de iniciativas de oposição à ditadura. Natália Duarte Silva morreu prematuramente há 50 anos, que se completam neste dia 23, antes de ver chegar a liberdade e a democracia pelas quais lutava. À filha Luísa, que aqui a evoca, escreveu que antes de passar qualquer coisa ao papel, é preciso senti-la fortemente dentro de nós.

Mãos à obra (7) – Musas: do futebol à horta comunitária

O Sport Musas e Benfica, conhecido popularmente por Musas, foi criado em 15 de março de 1944, em pleno salazarismo e no final do horror que foi a II Guerra Mundial. Reunia então uma parte da comunidade de jovens das zonas do Bonjardim, da Fontinha e do Leal, na cidade do Porto. A prática do desporto, sobretudo do futebol, era um meio de convívio, mas também uma forma de resistência à vida sombria da época.

Cimeira virtual do clima: Expectativas elevadas sobre compromissos a assumir por Biden

Emitir em 2030 metade do dióxido de carbono que a economia americana enviava para a atmosfera em 2005 e doar dois mil milhões de dólares ao Fundo Verde para o Clima nos próximos dois anos são os compromissos que a maioria dos observadores espera ouvir da boca do Presidente Joe Biden quando esta quinta-feira, 22 de abril, Dia Mundial da Terra, abrir a cimeira sobre o clima por ele convocada. A conferência decorre online até sexta-feira, 23 de abril, e junta, como o 7MARGENS noticiou, líderes dos 40 países mais poluidores, ou mais inventivos no combate às alterações climáticas. Portugal ficou fora da lista de convidados.

Condenado o homicida de George Floyd, falta superar o “racismo sistémico”

Foi com alívio, sentido de justiça e lágrimas que a condenação do polícia que matou George Floyd foi recebida. Pela comunidade negra, naturalmente, mas também por uma boa parte dos cidadãos norte-americanos, a começar pelo seu presidente e ainda os representantes de várias confissões religiosas. “Agora já podemos respirar!” – foi a frase emblemática de um familiar.

Falando de tudo menos do caso Marquês (que já cheira mal!)

Afinal, o que é normal no funcionamento da justiça quando falamos de um estado de direito democrático? E o que não se compreende? Os procedimentos de investigação criminal e a função judicial contemplam um conjunto de processos, acções e diligências cuja lógica pode e deve ser encarada com toda a normalidade, embora esteja sempre na mão dos seus actores uma margem de apreciação e decisão, atendendo a uma certa natureza subjectiva, uma vez que a justiça é aplicada por seres humanos e não por máquinas ou entidades divinas.

Dois terços da população mundial sujeitos a violações da liberdade religiosa

Dois terços da população do mundo, num terço dos países, vivem situações de discriminação ou perseguição por causa da sua fé religiosa. A situação piorou nos últimos dois anos, diz o Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, divulgado na manhã desta terça-feira, 20. Os cristãos continuam a ser o grupo mais perseguido e a pandemia ajudou a agravar a situação. Chaves de leitura do documento.

Covid-19: o impacto e o debate sobre a liberdade religiosa

O aparecimento de teorias da conspiração na internet, atribuindo a judeus, muçulmanos ou cristãos as culpas pela pandemia, foi um dos factores negativos da situação provocada pela covid-19. Mas o novo coronavírus também levou a aspectos positivos na colaboração inter-religiosa. Um balanço. 

Estudantes em greve pelo clima no dia 23

  A greve climática estudantil do dia 23 de abril tem como lema “contra a aviação, pela ferrovia, pela Terra e pela democracia” e pretende denunciar o “setor da aviação” como sendo responsável por “11% das emissões a nível de transportes, permanecendo como o meio...

A viagem do vestido de casamento

O cerne da questão das cerimónias de casamento, na minha sociedade, é o vestido de noiva. A existência do vestido de noiva é antecedida pelo anúncio do casamento, que traz felicidade a alguns familiares, tanto da noiva, quanto do noivo. Digo alguns, porque um casamento, para além da graça que carrega, reúne em torno de si muita agrura. Casar e ter filhos ainda é das coisas mais importantes na minha sociedade. Existe muito pouco deleite acima disso.

Europa: um Pacto Ecológico para inglês ver?

“O Pacto Ecológico Europeu é … uma nova estratégia de crescimento que visa transformar a UE numa sociedade equitativa e próspera, dotada de uma economia moderna, eficiente na utilização dos recursos e competitiva, que, em 2050, tenha zero emissões líquidas de gases com efeito de estufa e em que o crescimento económico esteja dissociado da utilização dos recursos.” (Pacto Ecológico)

Covid-19: Duas estratégias para vacinar todos

“Açambarcamento” é a nova palavra surgida nos estudos publicados esta semana que mostram terem os países ricos encomendado mais doses de vacinas do que as necessárias. Os EUA encabeçam a lista – no final de julho terão 300 milhões de doses em excesso – seguidos do Reino Unido e da UE. Vários outros relatórios e tomadas de posição divulgados nos últimos dias confirmam a existência de duas estratégias distintas para imunizar a população mundial contra a covid-19.

AstraZeneca: fundos públicos financiaram vacina em 97%?

Fundos públicos com diversas origens financiaram pelo menos 97% dos custos de investigação e desenvolvimento que permitiram a criação e o lançamento da vacina anti-covid-19 do grupo Oxford/AstraZeneca. A conclusão faz parte de um estudo, publicado a 10 de abril, por investigadores da Universities Allied for Essential Medicines, ainda não sujeito a qualquer revisão por outros cientistas.

China quer que clérigos tenham amor pelo Partido Comunista

Novo decreto governamental é “mais uma medida totalitária para limitar a liberdade religiosa”, acusa organização de direitos humanso. O decreto aplica-se a todas as religiões, ou seja, lamas budistas, clérigos cristãos, imãs muçulmanos e outros líderes religiosos.

Para condenar não me chamem

Após vinte e dois anos de trabalho dentro de uma prisão ainda me pergunto: que falta faz um padre na prisão? Talvez seja necessário responder antes a uma outra: para que serve a prisão? O sistema prisional devia ter dois objetivos fundamentais: proteger a sociedade de condutas criminosas e proporcionar aos reclusos uma hipótese de reabilitar as suas vidas.

Aumentar valor das prestações sociais, sugere Pedroso nos 25 anos do RSI

O valor das prestações sociais como o Rendimento Social de Inserção (RSI) deveria aumentar, pois já não responde às necessidades das pessoas mais vulneráveis. A ideia é defendida por Paulo Pedroso, que foi o principal responsável pela comissão que estudou o modelo de criação do então Rendimento Mínimo Garantido (RMN).

Embriaguez sem vinho

A juventude é a embriaguez sem vinho, dizia Goethe, mas quando o vinho está azedo a embriaguez passa a doença. A recorrência das crises, os surtos pandémicos e a falta de horizontes podem estar a criar uma geração perdida. Mas não terá sido quase sempre assim?

Ex-bispo de Pemba acusa Governo de Moçambique de o ter ameaçado de morte

Numa entrevista ao jornal italiano La Repubblica, o bispo, que em Fevereiro deixou a diocese e regressou ao Brasil por insistência do Papa, diz que o Governo negou desde o início a importância do que se passou. Quando o conflito e o perigo se tornaram evidentes, o Executivo proibiu que se falasse sobre o assunto, diz.

Gagarin: um crente que foi o primeiro homem no espaço e é hoje recordado na estação espacial

É um dos marcos históricos do século XX que aconteceu em 12 de abril de 1961: a primeira viagem espacial à volta da terra, protagonizada pelo cosmonauta russo Yuri Gagarin. Foi um passo de gigante para o então regime soviético na exploração do espaço. “Viajei para o espaço, mas não encontrei Deus” foi a frase atribuída ao piloto que ficou, também ela, para a história. Afinal, parece que não só não foi ele que a disse, como, pelo contrário, se veio a descobrir que ele era um cristão convicto.

Pais pobres e saída precoce da escola, as principais causas da pobreza em Portugal

Os adultos que integram os 1,7 milhões de pessoas em situação de pobreza em Portugal podem ser agrupados em quatro grandes perfis: “Trabalhadores” (32,9%); “Reformados” (27,5%); “Precários” (26,6%); “Desempregados” (13%), conclui um estudo divulgado nesta segunda-feira, 12 de abril, coordenado por Fernando Diogo para a Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Chuva em Timor ainda dificulta ajuda aos deslocados por causa das inundações, mas religiosos mobilizam-se

A chuva intensa continuou a perturbar, nestes sábado e domingo, 10 e 11 de Abril, o trabalho de apoio às vítimas das inundações do fim-de-semana de Páscoa, que fez pelo menos 42 mortos, vários desaparecidos e mais de 14 mil pessoas sem abrigo. As chuvas deixaram também um rasto de destruição em casas, escolas, estradas, pontes e edifícios públicos em largas zonas de Timor-Leste, incluindo a capital.

Junta militar da Birmânia condena à morte 19 opositores

A situação na Birmânia continua a degradar-se, na sequência do golpe militar de 1 de fevereiro último. Este domingo surgiram notícias de que a Junta no poder condenou à morte 19 ativistas opositores. Ao mesmo tempo, os indicadores económicos revelam que a situação do país está a piorar.

Liberdade ou o valor das pequenas coisas

Vivemos dezenas de anos cheios de momentos especiais e de benefícios que insistimos em banalizar porque estavam ao nosso alcance, diria mesmo garantidos. Era pelo menos o que pensávamos. Atualmente parece que começamos a conhecer o valor das pequenas coisas e, se assim é, estamos a aprender uma grande lição.Muitas pessoas perdem tempo (gostava de poder dizer – perdiam) com detalhes que as coisificam.

Solidariedade com Cabo Delgado (4): Kuendeleya, uma associação mobilizada para ajudar os deslocados

Revela-se de uma importância extraordinária o amplo trabalho humanitário desenvolvido em Cabo Delgado, que desde há anos vive uma situação dramática, agravada pelos ataques terroristas à cidade de Palma. O 7MARGENS tem, por isso, escutado as instituições e organizações não governamentais que estão no terreno para saber como é que elas vêem o que se está a passar, que trabalho desenvolvem e o que podem os portugueses fazer para ajudar os moçambicanos desta zona.

Persistência da desigualdade: O que Kuznets não viu

A área das desigualdades tem um problema que muitas outras áreas da economia não têm: falta de dados. Esta situação deve-se não só ao facto de no passado não se ter registado da melhor forma, ou de todo, dados a nível de desigualdades, como também ao facto de não ser fácil aferir a realidade, por exemplo, dos rendimentos mais altos da sociedade, para chegar aos indicadores.

A necessidade de fricção na comunicação

A comunicação é a capacidade que o ser humano desenvolveu para sobreviver ao longo dos milénios da nossa existência sobre a Terra. Por isso, qualquer coisa que afecta a nossa capacidade de comunicar, afecta a nossa sobrevivência. Assim, é legítimo questionar o que os meios de comunicação estão a fazer ao nosso modo de comunicar. Não me refiro, propriamente, aos que protagonizam esses meios, como os jornalistas, mas aos meios em si, sobretudo, os mais recentes como os que encontramos nos nossos telemóveis.

Covid-19: patentes e produção em massa das vacinas suscitam apelos e debates

Por iniciativa do PCP e do BE a Assembleia da República debateju a suspensão das patentes das vacinas contra a covid-19 financiadas pela União Europeia e a aquisição, por Portugal, de vacinas não aprovadas pela Agência Europeia do Medicamento, mas reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde. O Papa voltou a pedir o acesso dos mais pobres à vacina, enquanto os bispos portugueses ainda não têm posição sobre o tema.

Mãos à obra (5) – Vizinhos de Aveiro: Cidadania ativa em prol da comunidade

A sexta-feira 13 de março de 2020 foi um dia marcante. Na sequência do agravamento dos casos de covid19 em Portugal, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa decretou o estado de emergência e avisou que a pandemia podia ser grave e duradoura, exortando os portugueses a mobilizarem-se. Nesse mesmo dia, respondendo ao apelo, surgiram os Vizinhos de Aveiro (VA), um coletivo cívico de apoio à comunidade, sobretudo aos grupos de risco.

Bênção de uniões homossexuais em debate na TSF

“Há portas que não devem ser fechadas, porque Deus é que está do outro lado dessas portas”, dizia, a terminar o debate, Jorge Teixeira da Cunha, padre e professor de Teologia Moral na Universidade Católica Portuguesa (UCP), no Porto. No programa Olhe Que Não, que passou nesta quarta-feira, 7 de abril, ao início da tarde, na TSF, com moderação do jornalista Pedro Pinheiro, discutiu-se o documento da Congregação para a Doutrina da Fé, do Vaticano, que respondia “negativo” a uma pergunta sobre se a Igreja não pode abençoar uniões homossexuais.

Solidariedade com Cabo Delgado (3): Helpo quer ajuda para construir salas de aula

No momento em que o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) manifesta publicamente o receio de que, se a violência em Cabo Delgado não for travada, haja em junho mais de um milhão de deslocados na província do Nordeste de Moçambique, torna-se ainda mais urgente a ajuda humanitária prestada por diversas instituições e organizações, como é o caso da Helpo.

Arcebispos de Cantuária e de Westminster criticam corte na ajuda humanitária

É uma tomada de posição conjunta muito pouco frequente: o arcebispo de Cantuária e primaz da Igreja Anglicana, Justin Welby, e o cardeal Vincent Nichols, arcebispo de Westminster e presidente da Conferência Episcopal [católica] de Inglaterra e Gales, publicaram na edição de 6 de abril do Evening Standard uma carta aberta em que criticam asperamente a decisão do Governo do primeiro-ministro Boris Johnson de suspender a ajuda humanitária a vários países.

Voto de pesar pela morte de Xexão Moita proposto no Parlamento

O Parlamento deverá aprovar na próxima quinta-feira, 8 de Abril, um voto de pesar pela morte de Maria da Conceição Moita, voz da vigília na Capela do Rato contra a guerra colonial e uma das últimas presas políticas do Estado Novo, que morreu na madrugada do passado dia 30, terça-feira, soube o 7MARGENS.

Solidariedade da AIS com Cabo Delgado: “É fundamental não ficar indiferente ao sofrimento”

O ataque à cidade de Palma veio agravar a situação já muito alarmante que se vive na província de Cabo Delgado (Norte de Moçambique), mas contribuiu para chamar a atenção da comunidade internacional para um drama que não é recente. O 7 Margens quis saber como é que as organizações vêem o que se está a passar, que trabalho desenvolvem e o que podem os portugueses fazer para ajudar os moçambicanos desta zona do nordeste moçambicano. Damos voz, desta vez, à Fundação Ajuda à Igreja que Sofre.

Segunda leitura – A raspadinha e a raspadona

Portugal é o campeão europeu da raspadinha! Sim, da raspadinha. E é-o há já uns anitos, revalidando o trunfo ano a ano com grande à-vontade face aos demais concorrentes. Porque a distância de Portugal para os outros significa “uma grande cabazada”, como se diz em futebolês…

Líbano: patriarca maronita exige celeridade na nomeação de novo governo

O patriarca maronita do Líbano, Béchara Raï, afirmou este sábado, 3, ter um “plano claro que visa mudar a identidade do Líbano”, país que se encontra mergulhado em grave crise económica e política e que está sem governo há quase oito meses. Em carta dirigida aos fiéis por ocasião da festa da Páscoa, o dignitário maronita (católico), confissão que tem responsabilidades na distribuição do poder político, questionou porque é que os dirigentes políticos, que afirmam concordar com uma série de critérios para o novo governo, nomeadamente a ausência da possibilidade de bloqueio de terceiros, ainda não conseguiram concretizar a constituição desse governo.

Centenas evocam os 45 anos do assassinato do Padre Max e Maria de Lurdes

Nos 45 anos que passam sobre o atentado à bomba que vitimou o Padre Maximino Barbosa de Sousa (conhecido como Padre Max) e a estudante Maria de Lurdes Correia, algumas centenas de personalidades de diversos quadrantes divulgaram, neste dia 2 de abril, uma carta aberta para lhes prestar tributo e sublinhar a atualidade das causas por que lutaram.

Mãos à obra (4) – Troca-a-Tod@s: Economia e solidariedade

 Da Covilhã, Graça Rojão, dirigente da Cooperativa CooLabora, conta-nos sobre o projeto Troca-a-Tod@s e o quanto este tipo de iniciativas são localmente importantes na construção de redes solidárias e de dinamização da economia local. Sobretudo em tempos de crise como o que agora vivemos.

Tempo de Páscoa, imagens de Vida

A Páscoa era na Quinta-Feira Santa o Lava-Pés dos velhinhos do Asilo, humildes apóstolos, cobertos por vestes brancas. Era a Procissão do Enterro na Sexta-Feira às onze da noite, a vila atravessada pelo andor com o caixão de Jesus, batida compassada dos tambores e metais da banda filarmónica, eram as portas da igreja fechadas em sinal de luto. No Sábado, era o repicar das aleluias. E no bafo da noite, os cânticos saindo pelas portas escancaradas da Igreja Matriz, luz de velas e renovação das promessas do Batismo.

Xexão: Vida unificada em Jesus

Na vida da Xexão havia um centro que iluminava toda a sua existência, e esse centro era a relação com Jesus. Esta chave abre-nos a motivação do seu agir, o sentido dos seus compromissos políticos e eclesiais, o horizonte do percurso profissional como educadora e formadora de educadores, o acompanhamento a pessoas e grupos mais marginalizados, uma atenção muito grande à família e aos amigos, ao mundo, ao bairro e ao vizinho, a curiosidade intelectual e o interesse cultural, a procura do silêncio, da reflexão e da oração.

Voltar a casa – limpeza de Primavera

Enquanto o mundo se reorganizava, houve umas semanas para reflectir na relação que mantemos com a casa onde moramos, com a ideia de casa, e em como essa relação afecta a vida espiritual. “Não temos aqui morada permanente”, é certo, mas também há algo de incómodo nos 40 anos que o povo de Israel precisa para chegar à Terra Prometida ou nas andanças de Jesus, Maria e José pelo Egipto.

Padre de Pemba pede ajuda para alimentar vítimas da guerra em Cabo Delgado

“Pedimos a vossa mão, o vosso socorro”, diz em mensagem de áudio enviada à Fundação Ajuda à Igreja que Sofre o padre Kwiriwi Fonseca, responsável pela comunicação da Diocese de Pemba, ao relatar os testemunhos recolhidos junto de alguns dos mais de mil fugitivos que chegaram à cidade numa embarcação no domingo, dia 28 de março.

Menos Solidão com a Coração Amarelo

São todos voluntários e querem ajudar a combater o isolamento dos mais velhos. Visitam-nos em casa e nos hospitais, organizam atividades lúdicas e culturais, colónias de férias e piqueniques. E nem a covid-19 os desfocou da sua missão. Em época de confinamento, fazem companhia pelo telefone.

Sábado sangrento em Myanmar: repressão faz mais de cem vítimas

Pelo menos 114 pessoas, incluindo algumas crianças, foram mortas neste sábado, 27 de março, pelas forças militares que dispararam indiscriminadamente sobre manifestantes que saíram à rua em Rangum e noutras cidades da Birmânia (Myanmar) em protesto contra o golpe militar de 1 de fevereiro, noticiou o Myanmar News.

A espiral da vida

Com muitas ou poucas aventuras, a espiral da vida tem uma peculiaridade: para quem nos observe e para o próprio, não estamos sempre a subir: podemos voltar muito abaixo do nível alcançado. Mas se o desejo não morreu, esta sensação apenas indica que a riqueza das experiências vividas não está a ser devidamente digerida. Na realidade, estaremos a subir: em breve, a energia acumulada nos faz subir com mais força e resiliência.

Santa Sé na ONU: Urge combater “pena da maternidade” para as mulheres

“A sociedade deve combater a ‘pena da maternidade’ que inibe as mães de continuar os seus estudos ou que lhes cria desvantagens no trabalho em relação aos colegas do sexo masculino.” A posição foi tomada esta semana por Francesca di Giovanni, subsecretária para o Setor Multilateral da Secção de Relações com os Estados, da Santa Sé, ao intervir na 65ª sessão da Comissão sobre a Situação da Mulher, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque.

Parlamento Europeu defende investimento no fator humano nas relações com África

O desenvolvimento humano deve estar no centro das futuras relações entre a União Europeia (UE) e a África, abandonando uma abordagem dominada pela relação doador-beneficiário. Esta é uma das linhas de força da estratégia de relação entre as duas partes aprovada por larga maioria durante o plenário do Parlamento Europeu (PE), nesta quinta-feira, 25 de março. 

Cardeal de Viena defende que a Mãe Igreja não nega uma bênção

O cardeal arcebispo de Viena, Áustria, foi claro no seu comentário à posição da Congregação da Doutrina da Fé sobre a bênção a casais homossexuais. Se a Igreja é mãe, não pode deixar de abençoar e uma bênção não é um prémio por bom comportamento mas um pedido de presença e protecção.

Mãos à obra (3) – Sopa Para Todos: Combater a fome e apoiar a restauração

Dia 2 de fevereiro, na zona de Benfica (Lisboa) Ana viu um senhor a pedir uma sopa para comer. Após várias recusas, uma senhora acabou por lhe pagar uma sopa num café que estava mesmo ali ao lado. “O que me motivou a criar o grupo do Facebook foi a procura de uma solução que respondesse e simplificasse a situação a que tinha assistido nesse dia de manhã. Como não encontrei uma aplicação ou um projeto a nível nacional que respondesse ao que tinha imaginado, acabei por sentir necessidade de o criar, dando assim apoio a quem mais precisa de bens alimentares e, ao mesmo tempo, ajudando a restauração, conta ela ao 7MARGENS.

Precisamos de nos ouvir (41) – Dina Pinto: Rostos que não vemos, ecos que não ouvimos

Olhamos ao nosso redor e nem sempre compreendemos que, embora nos cruzemos com rostos que não vemos e com ecos que não ouvimos, há em cada pessoa uma essência verdadeiramente extraordinária. A máscara como mediação, através da qual um Eu olha para o mistério de outro Eu, faz ressoar a verdadeira essência da vida em sociedade: por detrás de cada máscara, há um rosto a ser cuidado mas, ao mesmo tempo, uma grande batalha a ser vencida.

A ciência e o malmequer

Mal-me-quer, bem-me-quer… Parece que há cristãos que recorrem ao jogo do malmequer para definir a sua vida, guiando-se por preconceitos e pensamento mágico, sem ter os pés assentes no chão. Quando se confundem preconceitos e pensamento mágico com fé sem ter os pés assentes no chão dá nisto. Incongruências, atitudes casuísticas e uma porta aberta para o disparate.

Manuela Silva homenageada em revista e seminário

“Rosto do combate à pobreza” em Portugal, a economista Manuela Silva (1932-2019) é homenageada no último número da revista Faces de Eva e será o centro de um debate em vídeo, que decorre nesta quarta-feira, 24.

Os Dias da Semana – As pedras da poesia

O Dia Mundial da Poesia celebrou-se domingo passado, dia 21. Em diversos lugares a efeméride foi, talvez, aproveitada para tirar da estante alguma antologia de poemas sobre o amor, os gatos, o mar ou a saudade. Sobre pedras, não há ainda qualquer colectânea.

Identidade e Pandemia

Indubitavelmente que a pandemia também trouxe alterações positivas às nossas identidades pessoais e colectivas. A ideia de um homem dono e senhor da natureza foi substituída pela necessidade de cuidar do planeta e pela consciência das nossas obrigações enquanto habitantes do mesmo. O desafio diário para ultrapassar o modo habitual de lidar com os nossos medos intensificou a criatividade, levou a contactos diferentes com os amigos que apenas vemos online, manteve acesa a nossa sede de leitura partilhando livros e pedindo a filhos e netos que nos descarreguem músicas.

Casais homossexuais: Roma falou, mas o assunto não se encerrou

O Responsum foi criticado de forma particularmente viva nos países ditos desenvolvidos, com destaque para a Europa e Estados Unidos. E foi-o essencialmente por duas ordens de razões: linguagem crua e até para alguns “cruel” contida na página e meia de justificações; mas, sobretudo, pelo fechamento total da CDF, com potenciais consequências significativas, no plano da vida de várias igrejas locais e das realidades homoafetivas com que lida.

Pré-publicação exclusiva 7M: A palavra precisa sempre do silêncio – como nasceu o “gesto planetário de libertação”

“A palavra precisa sempre do silêncio. E o silêncio só é eloquente quando ecoa a palavra”, escreve Paolo Ruffini, prefeito do Dicastério para a Comunicação, do Vaticano, na apresentação do livro Porque sois tão medrosos? Ainda não tendes fé? que, recolhendo fotografias e textos do Papa na Oração pela Humanidade de 27 de Março de 2020 e ao longo deste ano, acerca da situação que o mundo está a viver, pretende resgatar o “humilde poder” da oração, como se escreve no livro, através das palavras, dos gestos e das imagens. O 7Margens publica, em exclusivo para Portugal, a introdução de Paolo Ruffini e imagens do livro que será posto à venda em todo o mundo no próximo dia 24, quarta-feira. A edição portuguesa é das Publicações Dom Quixote.  

Filipinas: Dois padres na grande coligação para derrubar o Presidente Duterte

Dois eminentes padres das Filipinas, um jesuíta e um da congregação de La Salle, integram uma nova formação política criada para impedir que o Presidente Duterte e os seus aliados ganhem as eleições presidenciais e legislativas do próximo ano. A coligação formada por figuras da sociedade civil e políticos de relevo foi anunciada na quinta-feira, 18 de março, em conferência de imprensa realizada em Manila.

Precisamos de nos ouvir (37) – Paulo Melo: Memória de meu Pai

O meu Pai era assim. Evitava as festas e encontros de sociedade, criava cumplicidades com aqueles, familiares ou amigos, de quem gostava. Cultivava uma indolência que não era necessariamente estéril e que, para mim, foi, neste segundo confinamento, motivo de reflexão e edificação. Num tempo em que a produtividade, a performance, o reconhecimento público são valores socialmente dominantes, reconheço no jeito de viver do meu Pai, com defeitos e manias, um desafio a reavaliar o que realmente conta na vida.

“Precariado” e novas explorações laborais atingem quase milhão e meio – e diocese de Braga debate o tema

Precariedade será o tema do último debate do ciclo Nova Ágora, da diocese de Braga, que decorre nesta sexta-feira, 19 de Março, a partir das 21h, e que pode ser acompanhado através dos canais YouTube e Facebook da diocese. Com o título “Precariado: Novas explorações laborais”, o debate conta com a participação da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

Mãos à obra (2) – Cidadania Lab: Laboratório cidadão de aprendizagem coletiva

Aveiro tem sido um terreno fértil para a cidadania, muito por culpa de uma rede densa e ativa de cidadãos próximos do tecido associativo, empresarial e da universidade, sem esquecer a adesão crescente das instituições locais a estas novas práticas, sobretudo as IPSS. Os projetos de cidadania sucedem-se ao longo dos anos [Vivacidade (2015), Vivobairro (2016), Aveiro Soup (2017), Lab Cívico de Santiago (2019) e, ultimamente, os Vizinhos de Aveiro (2020) e o Cidadania Lab (2021)] com linhas de continuidade, seja pelas pessoas envolvidas, seja pelas causas que as motivam.

Bispos e mais de mil padres na Alemanha contestam a negação do Vaticano à bênção das uniões homossexuais

“Benzi casas, carros, elevadores, terços sem conta e muitas coisas mais, e agora não poderei benzer duas pessoas que se amam? Não pode ser essa a vontade de Deus!” Nestas palavras do vigário-geral da diocese de Speyer (Espira), Andreas Sturm, publicadas na página de Facebook da diocese, ressoa muito da desilusão e incompreensão com que vastos sectores da Igreja na Alemanha estão a reagir à tomada de posição da Congregação para a Doutrina da Fé (CDF), do Vaticano, vetando a bênção dos homossexuais na Igreja Católica.

Seminário LOC/MTC: Trabalho, o “elo mais fraco” na era digital

O trabalho nesta era digital tornou-se “o elo mais fraco, mais esquecido, invisível e dispensável, embora seja o palco em que se joga boa parte da concretização dos direitos humanos e da dignidade da pessoa humana” – e esse é um dos temas que Américo Monteiro, coordenador nacional da Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC), refere ao 7MARGENS como tendo sido dos mais significativos nos debates dinamizados durante o seminário internacional que decorreu no último fim-de-semana, 13 e 14 de março.

Pecados em quarentena

Também há pandemias que atacam os assuntos mais sérios, destruindo a seriedade e independência com que deles devemos falar. E exigem cuidados especiais muito intensivos, quando está em jogo a formação de espírito crítico nas novas gerações e o esforço de darmos o exemplo: chamando bom ao que justificadamente consideramos bom e mau ao que justificadamente ajuizamos ser mau.

Grito da sociedade civil face à pandemia no Brasil: “É hora de estancar a escalada da morte”

“Não há tempo a perder, negacionismo mata. É hora de estancar a escalada da morte!” – é o grito lançado por seis organizações da sociedade civil brasileira, perante uma situação da pandemia que tem estado fora de controlo. Ao mesmo tempo, um outro leque de cidadãos de setores científicos, culturais, religiosos e políticos do Brasil apelaram às Nações Unidas e ao Tribunal Penal Internacional para que condenem a “política genocida” do Presidente da República do país.

João Gutemberg, coordenador da Rede Pan-Amazónica: “Uma atitude crítica em relação aos sistemas predatórios da Casa Comum”

Por ocasião do webinar “Rumo a uma Ecologia Integral, da província Compostela (que inclui Portugal) dos Irmãos Maristas, que se realizará na próxima terça-feira, 16 de março, às 17h00 (hora portuguesa), e no qual se pode participar através desta ligação, o 7MARGENS publica uma entrevista da ONGD espanhola Marista SED (Solidaridad, Educación y Desarrollo) ao irmão marista João Gutemberg, diretor executivo da Repam (Rede Eclesial Pan-Amazónica).

Precisamos de nos ouvir (32) – Inês Azevedo: Derivas

Há que prestar atenção aos que estão desprotegidos, aos idosos, às crianças e aos jovens. Atender aos adultos, a quem as oportunidades de viver dignamente tenham sido dificultadas. Estas atenções não se resumem a dar o que consideramos ser melhor, mas a dar ouvindo as suas inquietações e agindo em colaboração.

Ato de resistência

A resistência assume frequentemente o carácter de oposição a algo exterior que queremos combater. Contudo, arriscaria dizer que esta será sempre vã se não for precedida de uma firme resistência interior. Das maiores às menores mudanças que queremos operar no mundo, para serem bem-sucedidas todas têm de partir de um compromisso de honra assumido connosco próprios.

Consegues imaginar um mundo sem email?

Vivemos num mundo que procura eliminar a fricção. É cada vez mais fácil para qualquer pessoa neste planeta poder expressar a sua opinião sobre qualquer coisa e ter a sensação de ser ouvida. E, depois das alterações culturais que esta pandemia realizou no modo de comunicarmos, mais ainda se nota como um mundo sem fricção pode tornar-se num mundo superficial onde vinga a desinformação.

Um ano depois

Uma das certezas que temos na vida é a da impermanência. O mundo é dinâmico e a vida também. Nada é estático, nem o que é bom nem o que é difícil. “Isso passa”, como se costuma dizer, e passa mesmo. Perante eventos de dor e sofrimento, podemos fazer de tudo para que eles passem por nós o mais rapidamente possível ou podemos olhar de frente a realidade e transpor os limites do que nos acontece, não deixando que o que somos fique confinado.

Precisamos de nos ouvir (28) – Francisca Pimentel: A vida conjunta passou a ser intensa

Numa família a vida conjunta passou a ser intensa. É muito tempo juntos, são muitas necessidades, algumas exigências, birras e bastantes gargalhadas.

Estes tempos na cidade são duros, stressantes, solitários e muito, muito, sufocantes. No campo, existe uma leveza, o ar puro, a possibilidade de acompanhar as transformações da natureza, o simples abrir a porta e poder sair sabendo que não estamos a infringir a lei, nem a desrespeitar nenhuma regra; simplesmente é um privilégio que temos e estamos a usufruir dele ao máximo.

Os dias da semana – Barçagate ou como difamar para reinar

Sejam ou não provadas, as acusações contra Josep Maria Bartomeu são suficientemente exemplificativas do nível de degradação do dirigismo futebolístico, dessa singular ideologia de gestão que consiste em usar os clubes para proveito pessoal. O procedimento deveria merecer uma censura social vasta e veemente, mas a circunstância de as instâncias policiais e judiciais não se coibirem de investigar, julgar e punir os crimes cometidos nos subúrbios do mundo futebolístico oferece já um motivo de regozijo.

Mulheres jornalistas asseguram 48% das notícias televisivas

As mulheres jornalistas são autoras de quase metade (48%) das notícias e reportagens apresentadas nas estações televisivas de todo o mundo, revelam os dados preliminares do estudo internacional conduzido pelo Projeto de Monitorização Global dos Media (GMMP, na sua sigla inglesa).

Mais de metade dos catalães não se consideram religiosos

Na Catalunha, mais de metade da população (54,6%) não se considera religiosa, isto é, não pratica ou não professa nenhuma religião, apurou o Barómetro da Religiosidade e Gestão da sua Diversidade publicado pela Direção-Geral de Assuntos Religiosos da Generalitat, noticiou a Vida Nueva.

Notícias boas também são boas notícias

Abrir a televisão para ouvir um serviço noticioso é hoje quase um exercício de masoquismo, não só pela exagerada extensão destes, em regra, mas sobretudo pela ênfase e quase exclusividade concedida às notícias más. Em termos de material noticioso, os jornalistas e editores de informação converteram-se ao primado do quanto pior melhor. Já nem falo do jornalismo de faca e alguidar pelo qual é conhecido um dos canais portugueses, mas pela tendência geral predominante no meio.

Bons vizinhos em casas que substituem lares

Há quem lhe chame aldeia social, há quem as conheça como “casinhas autónomas.” Concebidas como alternativa aos lares, são dez casas pré-fabricadas de madeira, construídas no mesmo espaço, junto umas das outras, perto de um jardim e de um pinhal, em Mourisca do Vouga (Águeda, distrito de Aveiro). Ali habitam 19 idosos que encontraram, em liberdade, qualidade de vida e um saudável espírito de vizinhança.

Precisamos de nos ouvir (25) – Fátima Almeida: A transfiguração do Desenvolvimento

Há tempos e momentos que são mais propícios à reflexão e à interiorização, oferecendo-nos oportunidades de pensar, ou repensar, atitudes pessoais e realidades coletivas. E são estas oportunidades de refletir que, normalmente, nos abrem perspetivas de mudança, de ver novas formas de viver, de olhar novas respostas para combater injustiças, pobrezas e violações dos Direitos Humanos.

Francisco no Iraque, dia 2: O “regresso a casa” em Ur, e o terrorismo e violência como traições da religião

“Deus é misericordioso e a ofensa mais blasfema é profanar o seu nome odiando o irmão. Hostilidade, extremismo e violência não nascem dum ânimo religioso: são traições da religião. E nós, crentes, não podemos ficar calados, quando o terrorismo abusa da religião.” O segundo dia do Papa no Iraque incluiu um encontro histórico e um discurso que pode já ler-se como o mais importante de Francisco – até agora – nesta viagem.

Segunda leitura – O caso, a sentença e o debate “na Net”

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a condenação de um homem ao pagamento de mais de 60 mil euros à ex-companheira pelo trabalho doméstico que esta desenvolveu ao longo de quase 30 anos de união de facto. (Público, 24-2-2021)
No acórdão, datado de 14 de Janeiro (…), o STJ refere que o exercício da actividade doméstica exclusivamente ou essencialmente por um dos membros da união de facto, sem contrapartida, “resulta num verdadeiro empobrecimento deste e a correspectiva libertação do outro membro da realização dessas tarefas”.

Precisamos de nos ouvir (24) – Ivo Neto: O que aprendemos na saúde mental com a pandemia?

A avó estava a dias de fazer 90 anos e a mesa para juntar a família reservada, não muito longe de casa para ela não se cansar. Tinha começado há dias no Público e a Rita estava animada com a viagem aos Açores marcada para Maio. Ela foi a primeira. Veio para casa a pensar que na quarta-feira regressava ao trabalho, ao ginásio e, no fundo, à vida normal. Mas não. Na semana seguinte foi a minha vez de fazer da casa, a redacção.

Comissão Europeia reduz metas da luta contra a pobreza

A Comissão Europeia (CE) reduziu o objetivo europeu quanto ao número de cidadãos que pretende tirar da pobreza daqui até 2030: a meta são agora 15 milhões no lugar dos 20 milhões que figuravam na estratégia anterior [2010-2020]. O plano de ação relativo ao Pilar dos Direitos Sociais proposto pela CE inclui ainda a “drástica redução” do número de sem-abrigo na Europa, explicou, em entrevista à agência Lusa, publicada nesta sexta-feira, dia 5 de março, o comissário europeu do Emprego e Direitos Sociais, Nicolas Schmit.

Gana: Violência contra comunidade LGBTQI após comunicado dos bispos

A Rede Global de Católicos Arco-íris (GNRC) divulgou na quarta-feira, dia 3 de março, um apelo urgente “ao Papa Francisco, ao cardeal Secretário de Estado [do Vaticano] Pietro Parolin e ao cardeal Marc Ouellett, prefeito da Congregação para os Bispos, para atuar rapidamente e intervir em nome das pessoas LGBTIQ no Gana”. De acordo com o comunicado, vários ativistas foram presos ou alvo de violência e os escritórios da principal organização de direitos humanos LGBTIQ do país foram encerrados na sequência de declarações recentes da Conferência dos Bispos Católicos do Gana (GCBC).

Covid-19 matou 17 mil profissionais de saúde em 2020

Pelo menos 17 mil profissionais de saúde morreram com covid-19, em 2020, segundo um relatório conjunto apresentado nesta sexta-feira, 6 de março, pela UNI Global Union, a Amnistia Internacional e a Public Services International. As três organizações apelam a uma ação urgente para acelerar o processo de vacinação de quem continua na linha da frente do combate à pandemia.

Arte de rua: amor e brilho no olhar

Ouvi, pela vida fora, incontáveis vezes a velha história da coragem, a mítica frase “eu não era capaz”; é claro que não, sempre que o preconceito se sobrepõe ao amor, não é possível ser-se capaz. Coragem?? Coragem eu precisaria para passar pela vida sem realizar os meus desejos, nesse louco trapézio entre doses paralelas de coragem e cobardia.

Alterações climáticas: ONG portuguesas reclamam ação enérgica de António Costa

Mais de três dezenas de Organizações Não Governamentais portuguesas subscreveram uma carta aberta à Presidência portuguesa da União Europeia na qual reclamam uma maior coerência das políticas da UE face aos compromissos com a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, uma Lei do Clima compatível com a limitação do aquecimento global a 1,5ºC e uma estratégia de adaptação às alterações climáticas da UE que previna crises futuras.

Domingo: um bem cultural a proteger, defendem Igrejas Católica e Protestante alemãs

As duas grandes Igrejas cristãs da Alemanha, a Católica e a Evangélica (protestante), numa declaração conjunta publicada segunda-feira, dia 1 de março, sublinham a importância de continuar a salvaguardar o domingo: “É uma interrupção do quotidiano, um tempo de encontro, um estímulo à vida em comunidade.” É um “bem cultural” importante que merece protecção.

Comunidade Hindu cede espaço para centro de vacinação contra a covid-19

Cerca de 600 pessoas foram vacinadas contra a covid-19 nos últimos dois dias, no centro da Comunidade Hindu de Portugal (CHP) em Telheiras (Lisboa). O local foi escolhido pelo Aces (Agrupamento de Centros de Saúde) Lisboa Norte, em conjunto com a Câmara Municipal de Lisboa e a Junta de Freguesia do Lumiar para alargar os postos de vacinação contra a doença.

168 milhões de crianças sem aulas há um ano

A Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) estima que mais de 168 milhões de crianças em todo o mundo perderam um inteiro ano escolar devido ao encerramento continuado das suas escolas e que cerca de 214 milhões ficaram sem mais de três quartos do tempo letivo desde o início da pandemia.

Precisamos de nos ouvir (21) – Luísa Ribeiro Ferreira: Um confinamento na companhia de Espinosa

Recebi do 7MARGENS um convite para escrever sobre a minha experiência desta pandemia, partilhando a fragilidade da condição que actualmente vivemos. Respondo recorrendo a Espinosa, o filósofo com quem mais tenho dialogado e que durante o presente confinamento revisitei várias vezes, quer por obrigação (atendendo a compromissos) quer por devoção (a leitura das suas obras é sempre gratificante).

Os Dias da Semana – Cacofonia

É cruel a guerra pelos dois ou três minutos de fama nos media; é feroz o combate por visualizações, partilhas e comentários nas redes sociais. A atenção é um bem escasso que é preciso disputar sem piedade. A intensificação da concorrência oferece uma cacofonia deplorável.

CNJP contra discriminação dos portugueses ciganos

“Classificar um grupo de pessoas (os ciganos), globalmente, como subsídio-dependentes, parasitas que não querem trabalhar, é injusto e infundado, revela desconhecimento acerca de uma realidade que é múltipla, complexa e diversificada”, defende a Comissão Nacional Justiça e Paz.

CRC promove homenagem a Luís Salgado Matos

O Centro de Reflexão Cristã promove no próximo dia 10 de março um encontro de homenagem a Luís Salgado de Matos, falecido a 15 de fevereiro, autor com um largo contributo para o estudo da história religiosa contemporânea com muitas obras e artigos.

Banco da solidariedade, experiência única

Sobre uma oportunidade de resistência coletiva     Muito se tem escrito e tenho escrito sobre a falta de saúde mental a que, provavelmente, estamos e estaremos sujeitos durante e após esta pandemia. Os números crescem, traduzidos por sofrimentos enquadráveis...

Precisamos de nos ouvir (20) – P. Luís Marinho: A quem pertences?

A liturgia daquele 2º domingo de setembro de 2020 dava-nos a ouvir breves e incisivas frases da Carta aos Romanos: “Nenhum de nós vive para si mesmo e nenhum de nós morre para si mesmo. Se vivemos, vivemos para o Senhor, e se morremos, morremos para o Senhor.” A minha memória foi tomada pela letra de uma canção que povoou o meu imaginário juvenil – um sentido grito de liberdade!

O padre que incitou o Papa Francisco a visitar o Iraque

Em Outubro de 2015, nos arredores de Erbil, no Curdistão iraquiano, o padre Jalal Yako lançava o desafio: “O Papa Francisco que venha ao Iraque!”. Um desafio e simultaneamente um pedido, em nome da esperança que os cristãos (e outras comunidades) iraquianos precisavam de ter, face ao sofrimento que estavam a passar.

Contemplação deve ser cultivada na universidade, defende cardeal Tolentino Mendonça

Para fazer frente à “mudança epocal” requerida pela pandemia, será necessário criar um “vocabulário do futuro” que passa por duas palavras a que a Universidade terá de prestar atenção: contemplação e cuidado. A proposta vem do cardeal José Tolentino Mendonça, no discurso proferido no ato de receção do Prémio Universidade de Coimbra, com que esta instituição o quis homenagear.

“O povo é carvão para queimar”: o projeto genocida da “gestão” da pandemia no Brasil (análise)

A população vai acordar para a dimensão da tragédia? A pilha de cadáveres vai crescendo mas o Brasil é grande demais, são 212 milhões de habitantes, o que significam 250 mil mortos diante disso? As pessoas morrem porque foi a vontade de Deus, porque já iam morrer mesmo, porque todo mundo vai morrer um dia. Uma análise sobre a crise pandémica no Brasil e a forma como ela (não) tem sido combatida pelo governo federal. 

Segunda leitura – Quem dá o pão…

A reportagem era sobre as saudades da escola, sobre a falta que ela fazia. Melhor: sobre a falta que dela se sentia. Que não é exatamente a mesma coisa, mas adiante… Claro que sim, claro que sentiam a falta, meninas e meninos a uma só voz, e de quê?, pois de tudo, de estar com os amigos, de aprender muitas coisas novas, de estar com os amigos, de jogar e brincar no recreio, de estar com os amigos outra vez…

A sociedade e os idosos

Ao longo do último ano, tempo em que já dura a dolorosa pandemia que nos tem retido confinados, embora pelos piores motivos muito se tem falado dos que vivem em residências para idosos. Antes da covid-19, pelo que nos é dado agora saber, uma boa parte dos cidadãos e dos políticos parece que pouco ou nada sabiam do que se passava nestas instituições, quer nas clandestinas quer nas comparticipadas pelo Estado.

Negros católicos americanos não se sentem acolhidos na Igreja

“Durante anos, os negros tiveram de lutar sozinhos por uma presença nas comunidades católicas, porque o conjunto da Igreja tratou-os como inexistentes ou, pior ainda, agiu ativamente para reprimir a sua presença mostrando uma total falta de interesse quanto a existirem, ou não, católicos negros” afirmou o padre Bryan Massingale.

Conferência sobre Desarmamento 2021: Santa Sé avança propostas concretas

Ligar a segurança nacional à acumulação de armas é “uma falsa ‘lógica’ e facilita a desproporção entre os recursos em dinheiro e inteligência dedicados ao serviço da morte e os recursos dedicados ao serviço da vida”, afirmou o secretário da Santa Sé para as Relações com os Estados, arcebispo Paul Richard Gallagher.

Cardeal Tolentino vence Prémio Universidade de Coimbra

O Prémio Universidade de Coimbra foi atribuído ao cardeal José Tolentino Mendonça, anunciou a instituição nesta quinta-feira, 25. O reitor, Amílcar Falcão, referiu-se ao premiado como “uma figura ímpar, uma pessoa de cultura com uma visão social inclusiva.”

Recolha de bens e fundos para Pemba continua em Braga até 31 de março

O Centro Missionário Arquidiocesano de Braga – CMAB decidiu prolongar até 31 de março a campanha para recolha de bens a enviar para Moçambique, onde serão geridos e distribuídos pela Diocese de Pemba, para apoiar “o meio milhão de pessoas deslocadas que fogem das suas aldeias atacadas por um grupo sem rosto.

Começou a distribuição de vacinas aos países mais pobres através da OMS

As vacinas contra a covid-19 começaram a chegar nesta quarta-feira ao Gana, que se torna o primeiro entre os 100 países mais pobres do mundo a receber doses de imunização contra a doença, fornecidas pela iniciativa Covax. Enquanto isso, o Vaticano e outras entidades relgiiosas pedem a libertação das patentes, para que as vacinas sejam produzidas em maior quantidade e cheguem mais rápido aos países mais pobres. 

Mesquitas atacadas em Espanha e França

Um ataque com explosivos contra uma mesquita em Múrcia (Espanha) e vandalismo contra uma outra em Estrasburgo (França) registaram-se esta semana e foram já condenados por diversas organizações.

Como o “bicho” mexe com a prática religiosa

A verdade é que um de cada três cristãos praticantes americanos parou de frequentar a igreja com a pandemia, apesar da evidência de que a comunidade de fé exerce um efeito integrativo do ponto de vista social, de estabilização emocional e promove o encorajamento e a esperança dos indivíduos. Curiosamente, as gerações mais novas apresentaram mais dificuldades na substituição das celebrações presenciais pelas online, eventualmente devido a uma maior necessidade gregária.

Precisamos de nos ouvir (13) – Teresa Vasconcelos: Ponto Pé de Flor e confinamento

Bordar a ponto pé de flor é uma atividade muito repousante, pelo menos para mim. Sempre um ponto maior à frente e um ponto menor atrás, traçando linhas e curvas que trazem ritmo e consistência ao bordado. Tenho feito muito ponto pé de flor ao longo de um confinamento que dura há quase um ano. Fazer ponto pé de flor relaxa-me, insere as minhas mãos num movimento rítmico.

Direitos Humanos das Pessoas Idosas. Importa-se de repetir?

Todos os textos são incontroversos, lembram que os idosos têm direito a trabalhar ou a ter uma fonte de rendimento, a viver com dignidade e segurança, a poder residir em casa pelo máximo de tempo possível, a formar associações que defendam os seus interesses ou a aceder a programas educacionais próprios; e reafirmam que os mais velhos contribuem para o desenvolvimento das sociedades de que fazem parte (tem o seu quê de irónico, dada a média etária dos “líderes mundiais”).

Pressão mineira no Parque Natural de Montesinho

O projeto Valtreixal da empresa canadiana Almonty pretende abrir uma mina a céu aberto numa área de 247 hectares (cerca de 500 campos de futebol), em território espanhol, mas a 5 km da fronteira com o Parque Natural de Montesinho, para explorar volfrâmio e estanho. A exploração situa-se na Reserva da Biosfera Transfronteiriça Meseta Ibérica, que abrange territórios de Trás-os-Montes e de Castela Leão.

Precisamos de nos ouvir (12) – Paulo Pereira de Carvalho: O ar comum

Pudéssemos nós ainda acreditar no poder redentor das pandemias e faríamos a lista do que aprendemos com esta e do que é necessário fazer politicamente a partir de agora num contexto diferente do anterior… mas sabemos, de antemão, que o tão publicitado Novo Normal nada trará de novo e que, pela parte de quem detém o poder, nos espera a tentativa desesperada de repor o Antigo Normal, segundo fórmula conhecida.

Precisamos de nos ouvir (11) – Clara Lito: Abraçar a realidade

Continuo a cruzar-me todos os dias com muitas pessoas; no bairro onde vamos, um bairro de intervenção prioritária, continuamos a poder ter atividades com as crianças. E vivo em comunidade, por isso, quando chego a casa não estou sozinha, como tantos outros… Sim, não estou confinada, não me sinto angustiada… sou uma privilegiada!