Modos de envelhecer (18)

“Sou um exemplo de que aprender ajuda a manter a cabecinha”

| 17 Jun 2024

Vivemos em sociedades em que o envelhecimento é olhado muitas vezes como um problema económico, tanto para os estados como para as famílias, de abandono e da quebra de laços que têm como consequência a destruição de redes de solidariedade e de suporte que foram apoio durante a vida ativa. Na verdade, o envelhecimento daqueles e daquelas que nos precederam põe à prova a nossa humanidade enquanto sociedade e enquanto indivíduos.

O 7MARGENS iniciou a publicação de depoimentos de idosos recolhidos por José Pires, psicólogo e sócio fundador da Cooperativa de Solidariedade Social “Os Amigos de Sempre”. Publicamos hoje o décimo oitavo depoimento do total de vinte e cinco. Pode ler aqui os depoimentos já publicados. Informamos que tanto o nome das pessoas como as fotografias que os ilustram são da inteira responsabilidade do 7MARGENS.

Idosa. Computador

Foto © Centre for Ageing Better / Unsplash (transformada)

 

Isabel, 89 anos

Quero continuar a manter a minha autonomia física e mental, continuar mentalmente sã.

É importante, quando se envelhece, manter atividades que desenvolvam a nossa cultura e a nossa mente.

Por exemplo, enumerar e conhecer sempre melhor os países da União Europeia é um ato de cultura que não podemos esquecer.

Também temos de ouvir música, conhecer vários tipos de música, saber distinguir os vários instrumentos. E continuar a aprender.

Aqui no Lar há computadores, televisão e outras sessões. Eu posso ir á procura do que quero saber, do que quero conhecer.

Estes meios de cultura dão-nos hipóteses de desenvolver os nossos conhecimentos.

Eu quero ouvir o Carlos do Carmo, quero ouvir uma guitarrada…

Aqui podemos trocar impressões com colegas do Lar e também ir aprendendo com todos. É bom termos com quem falar e a quem falamos. Pergunto onde fica Bruxelas e o que há lá de importante. Estou disposta a ouvir.

Com a idade que tenho sou um exemplo de que aprender ajuda a manter a cabecinha.

Nos Lares podemos nunca estar sozinhas, a não ser quando queremos.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Onde estão as mulheres na música litúrgica católica?

Onde estão as mulheres na música litúrgica católica? novidade

Na música, um dos ministérios mais estruturantes da liturgia católica, este paradigma mantém-se, embora com nuances particulares: salvo algumas (felizmente, cada vez mais) exceções, o ministério do canto, domingo a domingo, é, em Portugal, sustentado maioritariamente por mulheres e a regência dos coros é, preferencialmente, entregue a homens

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This