Suíça aprova em referendo a proibição do rosto velado no espaço público

| 8 Mar 21

Woman_wearing_battula niqab Irão

Mulher com uma tradicional battula, por cima do seu niqab, no sul do Irão. Foto © CC 2.0/Wikimedia Commons

 

A extrema-direita tomou a iniciativa e os cidadãos suíços, por escassa maioria, votaram favoravelmente, este domingo (7 de março) a proibição do uso do niqab (véu que esconde o rosto), com algumas exceções, como, por exemplo, locais de culto.

A medida, apresentada como forma de combater o “islão radical” e o “extremismo”, foi apoiada pelo partido populista de direita UDC, por setores feministas e parte dos eleitores da esquerda, conseguindo aprovação na maioria dos cantões. Países europeus como a França, Bélgica, Dinamarca e Áustria já tomaram medidas semelhantes.

Os opositores a este referendo aduziram várias razões. O Governo federal e o Parlamento opuseram-se, argumentando que “o problema [que o referendo pretendia resolver] não existe”. A solução, caso a consulta popular tivesse recusado a iniciativa, passaria por obrigar as pessoas a mostrarem a cara, sempre que as autoridades o exigissem, para fins de identificação. Outros opositores consideraram o texto da proposta “racista e sexista”, considerando inaceitável que o Estado passe a definir que roupas são ou não são aceitáveis.

 

Jorge Sampaio, um laico cristão

Jorge Sampaio, um laico cristão novidade

Já tudo, ou quase tudo, foi dito e escrito sobre a figura do Jorge Sampaio. Assinalando a sua morte, foram, por muitos e de múltiplas formas, sublinhadas as diversas facetas definidoras da sua personalidade nos mais diversos aspetos. Permitam-me a ousadia de voltar a este tema, para sublinhar um aspeto que não vi, falha minha porventura, sublinhado como considero ser merecido.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Escutar todos, com horizontes para lá das “fronteiras” da Igreja

Inquérito sobre o Sínodo

Escutar todos, com horizontes para lá das “fronteiras” da Igreja novidade

O Papa observava, no encontro sinodal com a sua diocese de Roma, no último sábado, 18, que escutar não é inquirir nem recolher opiniões. Mas nada impede que se consultem os cristãos sobre as “caraterísticas e âmbito” que “entendem dever ter a escuta que as igrejas diocesanas são chamadas a realizar, desde 17 de outubro próximo até ao fim de março-abril de 2022. Era esse o terceiro ponto da consulta feita pelo 7Margens, cujas respostas damos hoje a conhecer.

Nova estratégia de combate ao antissemitismo será apresentada em outubro

União Europeia

Nova estratégia de combate ao antissemitismo será apresentada em outubro novidade

A União Europeia (UE) deverá divulgar, no próximo mês de outubro, uma “nova estratégia de combate ao antissemitismo e promoção da vida judaica”. A iniciativa surge na sequência da disseminação do racismo antissemita em inúmeros países da Europa, associada a teorias da conspiração que culpabilizam os judeus pela propagação da covid-19, avançou esta quarta-feira, 22, o Jewish News.

Livrai-nos do Astérix, Senhor!

Livrai-nos do Astérix, Senhor! novidade

A malfadada filosofia do politicamente correcto já vai no ponto de apedrejar a cultura e diabolizar a memória. A liberdade do saber e do saber com prazer está cada vez mais ameaçada. Algumas escolas católicas do Canadá retiraram cerca de cinco mil títulos do seu acervo por considerarem que continham matéria ofensiva para com os povos indígenas.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This