Após petição de arcebispo de Bangalore

Supremo Tribunal indiano vai analisar violência contra cristãos

| 9 Jul 2022

cristaos india, Foto_ United Christian Forum

Só durante o mês de maio foram relatados 57 casos de violência contra a minoria cristã na Índia. Foto: United Christian Forum.

 

A violência contra os cristãos na Índia vai ser debatida e analisada pelo Supremo Tribunal do país, na sequência de uma petição apresentada pelo arcebispo de Bangalore, Peter Machado, avançou esta sexta-feira, 8 de julho, a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

A petição, que foi também subscrita pelo Fórum Nacional de Solidariedade e a Irmandade Evangélica da Índia, relata casos de violência a locais de culto e estruturas da Igreja naquele país e pede que seja avaliada a “propaganda de ódio” que estará a alimentar esta agressividade contra a comunidade cristã.

O documento fala de “fenómenos sinistros de violência” e de “discurso de ódio” dirigido à comunidade cristã, o qual estará a ser produzido por grupos extremistas e organizações nacionalistas, e lamenta que alguns governos estaduais não tomem medidas preventivas, nomeadamente acautelando a defesa de locais de culto cristãos.

De acordo com a AIS, só durante o mês de maio foram relatados 57 casos de violência e desde o início do ano já foram registados mais de 200 incidentes, especialmente nos estados de Uttar Pradesh, Chhattisgarh, Jharkhand, Madhya Pradesh e Karnataka.

Estes casos representam um padrão cada vez mais comum na Índia e “vão contra as declarações de funcionários do governo federal e dos vários Estados, segundo os quais não há nenhuma perseguição e são apenas alguns incidentes isolados, por parte de elementos marginais”, explica A.C. Michael, coordenador nacional do United Christian Forum, citado pela Agência Fides.

No passado mês de março, o Supremo Tribunal indiano rejeitou uma petição exigindo a criação de um observatório para monitorizar as atividades dos missionários cristãos. A petição tinha sido apresentada pela organização prosélita Hindu Dharma Parishad (HDP), alegando que “elementos antissociais e antinacionais” estavam a “converter à força pessoas do hinduísmo para outras religiões, principalmente o cristianismo”.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Índia

Carnataca é o décimo Estado a aprovar lei anticonversão

O Estado de Carnataca, no sudoeste da Índia, tornou-se, no passado dia 15 de setembro, o décimo estado daquele país a adotar leis anticonversão no âmbito das quais cristãos e muçulmanos e outras minorias têm sido alvo de duras perseguições, noticiou nesta sexta-feira, 23, o Vatican News, portal de notícias do Vaticano.

Neste sábado, em Lisboa

“Famílias naturais” em convívio contra a ideologia de género

Prometem uma “tarde de convívio e proximidade”, um concerto, diversão e “múltiplas actividades para crianças e adultos: o “Encontro da Família no Parque” decorre esta tarde de sábado, 24 de Setembro, no Parque Eduardo VII (Lisboa), a partir das 15h45, e “pretende demonstrar um apoio incondicional à família natural e pela defesa das crianças”.

Gratuito e universal

Documentário sobre a Laudato Si’ é lançado a 4 de outubro

O filme A Carta (The Letter) será lançado no YouTube Originals no dia 4 de outubro, anunciou, hoje, 21 de setembro, o Movimento Laudato Si’. O documentário relata a história da encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e defensores da sustentabilidade do planeta e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco.

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco

Terminou o encontro em Assis

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco novidade

“Espero por vocês em Assis.” Assim terminava a carta que o Papa escreveu aos jovens em maio de 2019, convidando-os a participar na Economia de Francisco. Apesar de uma pandemia o ter obrigado a adiar dois anos este encontro, e ainda que as dores no joelho o tenham impedido de vir pelo seu próprio pé, Francisco cumpriu a sua promessa, como só os verdadeiros amigos sabem fazer. Este sábado, 24, logo pela manhã, chegou à cidade de Assis para se juntar aos mil participantes do encontro A Economia de Francisco. Escutou atentamente os seus testemunhos e preocupações, deu-lhes os conselhos que só um verdadeiro amigo sabe dar, selou com eles um pacto e até reclamou por não terem trazido cachaça (bem sabemos que é próprio dos amigos rabujar e fazer-nos rir). Mas sobretudo provou-lhes que acredita neles e que é com eles que conta para fazer do mundo um lugar melhor.

Agenda

Fale connosco

Autores