O livro que ele não escolheu

  Entro na livraria Travessa… Ipanema, Ah, a intelectualidade! Para trás do roçar o pé no tapete ficou a cinzenta calçada portuguesa em chão estrangeiro; desabriga, a céu encoberto, o homem que abriga um livro aberto em suas mãos. Olho a capa que, ao...

À hora dos cães

  “Esta é a década em que plantas viraram pet e pets viraram filhos”, dizia a minha amiga um dia destes, enquanto passávamos na calçada à hora dos cães. Nas cidades grandes os donos levam os cães à pracinha no final da tarde, depois do trabalho, da mesma maneira...

Ando a brincar com o fogo

  Tinha eu 9 anos quando me deparei com um incêndio em casa, na sequência do qual vi o meu pai coberto por chamas. Nesse dia só a minha irmã mais velha tinha ido às aulas de pintura; eu, por conta das irreverências e dos comportamentos desadequados na escola de...

O voo

  Já anteriormente, por estas páginas, me manifestei na condição de mãe. Bem sabemos que é inevitável tornar a vida um paralelismo eterno quando nos encontramos na posição de amante incondicional; a diferença está nas posturas que se adotam nesse lado...

Sonata platónica

  Silenciei a euforia do gesto após a ingénua impulsividade no embalo cego da confiança das falsas palavras, e parti. Parti tão repentinamente… e quão repentinamente cheguei?! Descansei o meu brilho na casa torta e fechei portas à cidade, hoje sou...

Pin It on Pinterest