O inferno ficou oco

E foi por isso que o mundo desabou. Em baixo, os corredores labirínticos abrigavam mais vidas do que se pensava. Vez por outra, um foco luminoso banhado a partículas sem cor, longínquo e quase despercebido, espreitava pelas frechas que a terra permitia. O rei gordo, o...

A Poesia na Rua

Um dos mais memoráveis cartazes de exaltação do 25 de Abril, da autoria de Maria Helena Vieira da Silva, anunciava: “A Poesia está na Rua”. O cartaz é, de facto, extraordinário e não envelheceu, ainda que este não seja um tempo em que se possa propriamente dizer que a...

Cristianismo e democracia

Em tempo de comemoração dos cinquenta anos da revolução de 25 de abril, penso dever concluir que o maior legado desta é o da consolidação do Estado de Direito Democrático. Uma consolidação que esteve ameaçada nos primeiros tempos, mas que se foi fortalecendo...

Se queres a guerra, despreza a paz

  Por estes dias, os responsáveis da União Europeia estão a decidir uma estratégia de guerra para a qual têm vindo a preparar o terreno. Invocando a certeza de que “a Rússia não se deterá na Ucrânia, tal como não se deteve, há dez anos, na Crimeia”, irão...

Sem consensos, graças a Deus

  Muito mais importante do que os hipotéticos consensos sempre reclamados e nunca concretizados, o confronto de propostas concretas bem fundamentadas, percetíveis, calendarizadas e exequíveis é central na vida democrática. A democracia, porque impede o...

Pin It on Pinterest