Identidade e Pandemia

Nas Margens da Filosofia (XXXI) Quando à noite me sento no toucador para tirar a maquilhagem pergunto-me se fui eu que envelheci ou o espelho do quarto. Deve ter sido o espelho: estes olhos deixaram de me pertencer, esta cara não é minha, estas rugas e estas nódoas na...

“Qual é o mal de matar?”

“Qual é o mal de matar?” Nas margens da filosofia (XV)    “Senhor, dá a cada um a sua própria morte, nascida da sua própria vida” (R. M. Rilke)   A interrogação que coloquei como título deste texto foi usada por Peter Singer que a ela...

Pin It on Pinterest