Teatro / Dança / Coreografia

Guerras, medos, esperas e outras histórias bizarras

Migrantes e refugiados contam vidas em teatro

Guerras, medos, esperas e outras histórias bizarras

E como se arruma a vida numa pequena mala se tivermos apenas uma hora para fugir das bombas? Porque temos de decidir deixar para trás a roupa nova, o colchão de yoga, o livro que se começou a ler? Como se pode trocar um dia de aniversário pelo dia de início de uma guerra que outros nos fazem? Porque não se pode, sequer, encenar o pequeno teatro que era costume fazer para os amigos nesse dia?

Pin It on Pinterest

Share This