Tertúlia e vigília ecuménica assinalam Semana “Laudato si’” em Portugal

| 14 Mai 20

Uma tertúlia e uma vigília de oração por canais vídeo assinalam, em Portugal, a Semana Laudato si’, convocada pelo Papa Francisco para marcar os cinco anos de publicação da encíclica dedicada ao “cuidado da casa comum”.

As iniciativas desta semana, que em rigor são nove dias, entre 16 e 24 de Maio, são preparadas pela rede Cuidar da Casa Comum (CCC) e, no caso da vigília, também pelas igrejas Lusitana, Metodista e Presbiteriana e ainda pela Sociedade Bíblica Portuguesa e algumas igrejas e comunidades evangélicas. O 7MARGENS irá associar-se à iniciativa, divulgando vários vídeos com depoimentos de personalidade públicas e membros de grupos ligados às entidades promotoras.

Na vigília, marcada para dia 21, às 21h30, intervém Rachel Mash, a coordenadora da rede Green Anglicans, movimento de acção climática ligado à Comunhão Anglicana. A 22 de Abril, essa responsável escrevia, num comunicado a propósito do Dia da Terra assinalado nesse dia e relacionando-o com a pandemia: “O coronavírus ensina-nos que a nossa segurança depende das ações de outros, tal como as mudanças climáticas mostram que o futuro de toda a Terra depende das ações de todas as nações. (…) deveremos repensar a nossa relação com a economia, a sociedade e a natureza.”

A vigília propõe-se como “um tempo simultaneamente dinâmico e de recolhimento”, alternando oração, cânticos, textos bíblicos e poesia. Rachel Mash falará em português e a iniciativa será transmitida através da rede social Facebook e da plataforma Zoom, num endereço que a rede CCC divulgará em breve na sua página.

Dois dias antes (19 de Maio, 21h30), haverá uma tertúlia em que dois responsáveis da rede CCC e uma teóloga animarão uma conversa sobre o cuidado com a casa comum e a situação que se vive por causa do novo coronavírus. “A origem da pandemia”, “Da teologia da maldição a uma teologia do ecocídio” e “Voltar à ‘normalidade’? Vejamos antes o que queremos” são os temas a abordar por João Miguel Almeida, Teresa Bartolomei e Rita Veiga. A conversa será também na plataforma Zoom e através do Facebook.

Ao anunciar a iniciativa, o Papa Francisco afirmou: “Renovo o meu apelo urgente por uma resposta à crise ecológica. O grito da terra e o grito dos pobres não aguentam mais”.

Artigos relacionados

Pin It on Pinterest

Share This